Mês: janeiro 2009

Mainstream, aliás, Indie

O que é? Série de estréia da linha Marvel MAX, voltada para leitores adultos, Alias conta as aventuras de Jéssica Jones, uma detetive particular, que um dia já foi uma pessoa superpoderosa. Escrito por Brian Michael Bendis e ilustrado por Michael Gaydos. No Brasil foi renomeada como Alias: Conexão Mistério, talvez para fazer alguma relação com o seriado estrelado por Jennifer Garner. Por que eu gosto desse quadrinho? Meu fraco são mulheres fortes. Do início dos anos 2000 para cá esse tipo de personagem vêm se proliferando nos quadrinhos de super-heróis. Jéssica Jones não é o arquétipo de uma mulher forte. Ela é insegura, tem baixa auto-estima, não sabe o que quer da vida e tem uma personalidade destrutiva. E bebe pra dedéu. Por outro lado, ela tem atitude, o que a torna uma personagem forte. A série é carregada pela personagem, já que as tramas não são tão elaboradas. Temos Jéssica descobrindo um segredo sórdido do Capitão América, investigando um caso de traição conjugal pela Internet, buscando um suposto Rick Jones. Os diálogos são …

O que aconteceu com o Cavaleiro das Trevas?

Batmen morrem, Robins vivem para sempre

É, o Batman morreu. Mas todo mundo sabe que ele vai voltar. Pra quem não sabe, ele morreu disparando uma arma contra Darkseid, que também morre no processo. Tudo isso em Final Crisis #6. Grant Morrison tentou justificar a morte dele remontando à origem do cruzado embuçado, que começou quando uma arma derrubou os pais de Bruce Wayne, e que nada seria mais justo que, ao fim, Batman empunhasse uma arma (do tipo que jurou nunca usar) e erradicasse a face do mal no Universo DC. Só que Batman nunca foi um herói cósmico, longe disso, era o herói mais humano da DC. Era como uma espécie de deus grego no meio de divindades monoteístas. Como já nos mostrou Kurt Busiek em LJA/Vingadores, os heróis da DC são vistos como deuses no seu universo. Todos menos o Batman. Ele tem essa diferença. Ele não é o herói puro. Ele usa meios escusos para atingir fins incontestáveis. Ele é psicótico, tão psicótico quanto seus vilões, como foi contado pelo mesmo Morrison no ótimo Asilo Arkham. Não …