Ano: 2010

Mais um Corpo

O que é? Torso, minissérie em seis edições, pela Image, de 1998. Escrita por Marc Andreyko (Justiceira) e Brian M. Bendis (Ultimate Spider-Man)e desenhada por Bendis. Conta a história das investigações a respeito do Assassino do Torso, em Cleveland, chefiadas por Eliot Ness, conhecido por derrubar Al Capone. Por que eu gosto deste quadrinho? Torso é um dos trabalhos de Bendis produzido antes do escritor assumir a linha Ultimate da Marvel. Na minissérie estão presentes todos os elementos que o consagraram: o diálogo realista, as repetições de quadros, o silêncio que repercute e o experimentalismo. A história é permeada de artigos da época do crime, trazendo uma retratação próxima ao que aconteceu realmente. Além disso, Bendis se utiliza de fotos para retratar com maior fidelidade a Cleveland do final dos anos 30. Mas é no experimentalismo que está o mérito de Bendis. Ele se utiliza de efeito de zoom em retícula, para a abertura e fechamento dos capítulos, esse efeito passa a sensação de quanto Ness está se aproximando ou se distanciando do assassino. Outro …

Mistérios da Meia-Noite

O que? Casa dos Mistérios, série da Vertigo, escrita por Bill Willingham (Fábulas, Pacto das Sombras) e Matthew Sturges (JSA: All-Stars), desenhada por Luca Rossi (Dampyr) e vários outros artistas convidados. No primeiro arco, acompanhamos Fig, uma arquiteta que vai parar na Casa dos Mistérios e lá, divide moradia com outros quatro habitantes. Estas cinco pessoas estão presas na Casa até segunda ordem. Resta a Fig perambular pela casa, conhecer os freqüentadores do bar e se acostumar a sua nova realidade. Coisa que não vai ser fácil. Em cada edição, um cliente do bar conta a sua história para poder pagar o que consome. Cada história é desenhada por um artista diferente. Por que eu gosto desse quadrinho? Na minha opinião esta é a melhor série sendo publicada na revista Vertigo no Brasil. E vou direto ao ponto: são as digressões de Fig que fazem da série tão genial, ou melhor, o texto de Sturges. Fig reflete sobre sua vida e respinga no leitor, enquanto explora a casa e seus freqüentadores. Ela fala sobre saudade, …

Momentos-chave

O que é? Locke & Key, série de suspense de Joe Hill (filho de Stephen King) e Gabriel Rodriguez, publicada pela IDW. Após a morte trágica do pai, os três irmãos Locke vão morar em uma antiga casa. Lá eles encontrarão chaves que lhes concederão os poderes mais diversos. A HQ está para virar série pelas mãos de Steven Spielberg. Publicadas em três temporadas: Locke & Key – Welcome to Lovecraft, Locke & Key – Head Games  e Locke & Key – Crown of Shadows, a série ainda não foi encerrada. Por que eu gosto deste quadrinho? Quem não gosta de uma boa história de suspense? É como este tipo de história que Locke & Key se apresenta a princípio. Um assassino volta para acabar de matar toda a família. Nas últimas páginas, da primeira edição, entretanto, o pequeno Bode descobre uma chave que, ao passar por uma porta, permite que ele se torne um fantasma. Assim a diversão começa. O garoto passa a procurar todas as outras chaves mágicas escondidas na casa. Claro, não …

Escreveu, não leu, o pau comeu!

A história por trás das histórias

O que é? The Unwritten, série mensal da Vertigo, escrita por Mike Carey (X-Men Legacy, Hellblazer) e ilustrada por Pete Gross (Chosen, Lucifer). Nela acompanhamos a história de Tommy Taylor, um rapaz que compartilha o nome com a maior criação de seu pai: uma mago juvenil à la Harry Potter. Mas coisas estranhas começam a acontecer e Tommy começa a pensar que ele e o personagem são a mesma pessoa. Há uma conspiração envolvendo o mundo das histórias e Tommy precisa descobrir o que está acontecendo antes que seja morto. Por que eu gosto deste quadrinho? A principal discussão de The Unwritten são as fronteiras entre ficção e realidade. Isso leva a vários questionamentos interessantes, principalmente as conseqüências de misturar uma coisa com a outra, fato muito comum entre as crianças. Estes limites são bem explorados por Carey, que mostra a cada edição as reações dos fãs para as ações de Tommy Taylor em sua busca por sua identidade. São conversas de chat, twitts, notícias on-line, fóruns de discussão mostrando como o consumidor de ficção …

DEMOnstração de Poder

O que é? Segundo volume da série de Brian Wood (Northlanders, Local) e Becky Cloonan (American Virgin), retratando o dia-a-dia de pessoas que num primeiro olhar podem parecer comuns, mas todas elas possuem um poder especial. O primeiro volume saiu pela AiT/PlanetLar e o segundo volume, pela Vertigo. Por que eu gosto deste quadrinho? Dizem que a forma mais difícil de escrever são as histórias curtas. Se você domina esta forma de escrita, saberá lidar com todas. Brian Wood, apesar de tratar a série como um laboratório de idéias, é um mestre neste tipo de história. Em cada edição, ele apresenta os personagens como se fossem qualquer um de nós, com problemas e alegrias comuns, até que em certa parte da história você se dá conta que não esteve testemunhando não uma vida qualquer, mas a de alguém que, por acaso ou não, ganhou superpoderes. É uma espécie de realismo fantástico-maravilhoso, que lembra García Marquez ou Guimarães Rosa mas com roupagem e cenários indies. Isso, em muito, é mérito de Becky Cloonan que neste segundo …

Uma vida sem spoilers

“X-Factor – ou Fator X… significa uma coisa imprevisível. (…) É aquilo que você se culpa por não ter previsto… sendo que ninguém podia adivinhar”. – X-Factor#1/ Wolverine #26 Estamos tão acostumados a ler spoilers aqui e ali, em sites de noticias sobre quadrinhos, em fóruns e blogs que nos esquecemos como era a vida antes de eles existirem. Sabemos que Bucky vai se tornar o Capitão América e que o Batman vai morrer na Crise Final, ou melhor, seu destino final não é esse. Claro, é legal saber das coisas antes de elas acontecerem, assim a gente pode se preparar pra saber o que vale à pena ler ou não. Mas tem o lado ruim, perdemos aquela sensação de surpresa, do tudo-pode-acontecer que as histórias em quadrinhos tinham antes do aparecimento da Internet. Há pouco tempo atrás Peter David, roteirista de X-Factor se manifestou sobre o assunto. Ele não queria revelar o que aconteceria nas próximas edições da revista da equipe mutante. “Eu não quero adiantar nada. Nem um detalhe. O que eu quero …

Quando a porta da geladeira está fechada

O que é? Asilo Arkham: Inferno na Terra, no original, Arkham Asylum: Living Hell (2003) foi uma minissérie publicada pela DC Comics. Escrita por Dan Slott e desenhada por Ryan Sook. As capas eram desenhadas por Eric Powell, criador do The Goon. A história mostra como Warren White, um magnata das finanças que sempre se safa de seus trambiques acaba parando no Asilo Arkham, lar dos criminosos de Gotham, após alegar insanidade temporária. Lá ele aprende que essa alegação lhe custará a própria sanidade.   Por que eu gosto desse quadrinho? Asilo Arkham: Inferno na Terra, à primeira vista pode parecer uma pretensa continuação para a graphic novel de 1988 de Grant Morrison e Dave McKean, mas não é. Pelos desenhos, uma outra daquelas histórias noir, mas não é. A autoria de Dan Slott, responsável por títulos como Mulher-Hulk e O Coisa, não aparenta que a série terá a carga dramática necessária para o universo de Batman, mas mais uma vez o pensamento óbvio está errado. A série possui um tom psicológico profundo e analisa …