Mês: setembro 2010

Mais um Corpo

O que é? Torso, minissérie em seis edições, pela Image, de 1998. Escrita por Marc Andreyko (Justiceira) e Brian M. Bendis (Ultimate Spider-Man)e desenhada por Bendis. Conta a história das investigações a respeito do Assassino do Torso, em Cleveland, chefiadas por Eliot Ness, conhecido por derrubar Al Capone. Por que eu gosto deste quadrinho? Torso é um dos trabalhos de Bendis produzido antes do escritor assumir a linha Ultimate da Marvel. Na minissérie estão presentes todos os elementos que o consagraram: o diálogo realista, as repetições de quadros, o silêncio que repercute e o experimentalismo. A história é permeada de artigos da época do crime, trazendo uma retratação próxima ao que aconteceu realmente. Além disso, Bendis se utiliza de fotos para retratar com maior fidelidade a Cleveland do final dos anos 30. Mas é no experimentalismo que está o mérito de Bendis. Ele se utiliza de efeito de zoom em retícula, para a abertura e fechamento dos capítulos, esse efeito passa a sensação de quanto Ness está se aproximando ou se distanciando do assassino. Outro …

Mistérios da Meia-Noite

O que? Casa dos Mistérios, série da Vertigo, escrita por Bill Willingham (Fábulas, Pacto das Sombras) e Matthew Sturges (JSA: All-Stars), desenhada por Luca Rossi (Dampyr) e vários outros artistas convidados. No primeiro arco, acompanhamos Fig, uma arquiteta que vai parar na Casa dos Mistérios e lá, divide moradia com outros quatro habitantes. Estas cinco pessoas estão presas na Casa até segunda ordem. Resta a Fig perambular pela casa, conhecer os freqüentadores do bar e se acostumar a sua nova realidade. Coisa que não vai ser fácil. Em cada edição, um cliente do bar conta a sua história para poder pagar o que consome. Cada história é desenhada por um artista diferente. Por que eu gosto desse quadrinho? Na minha opinião esta é a melhor série sendo publicada na revista Vertigo no Brasil. E vou direto ao ponto: são as digressões de Fig que fazem da série tão genial, ou melhor, o texto de Sturges. Fig reflete sobre sua vida e respinga no leitor, enquanto explora a casa e seus freqüentadores. Ela fala sobre saudade, …

Momentos-chave

O que é? Locke & Key, série de suspense de Joe Hill (filho de Stephen King) e Gabriel Rodriguez, publicada pela IDW. Após a morte trágica do pai, os três irmãos Locke vão morar em uma antiga casa. Lá eles encontrarão chaves que lhes concederão os poderes mais diversos. A HQ está para virar série pelas mãos de Steven Spielberg. Publicadas em três temporadas: Locke & Key – Welcome to Lovecraft, Locke & Key – Head Games  e Locke & Key – Crown of Shadows, a série ainda não foi encerrada. Por que eu gosto deste quadrinho? Quem não gosta de uma boa história de suspense? É como este tipo de história que Locke & Key se apresenta a princípio. Um assassino volta para acabar de matar toda a família. Nas últimas páginas, da primeira edição, entretanto, o pequeno Bode descobre uma chave que, ao passar por uma porta, permite que ele se torne um fantasma. Assim a diversão começa. O garoto passa a procurar todas as outras chaves mágicas escondidas na casa. Claro, não …

Escreveu, não leu, o pau comeu!

A história por trás das histórias

O que é? The Unwritten, série mensal da Vertigo, escrita por Mike Carey (X-Men Legacy, Hellblazer) e ilustrada por Pete Gross (Chosen, Lucifer). Nela acompanhamos a história de Tommy Taylor, um rapaz que compartilha o nome com a maior criação de seu pai: uma mago juvenil à la Harry Potter. Mas coisas estranhas começam a acontecer e Tommy começa a pensar que ele e o personagem são a mesma pessoa. Há uma conspiração envolvendo o mundo das histórias e Tommy precisa descobrir o que está acontecendo antes que seja morto. Por que eu gosto deste quadrinho? A principal discussão de The Unwritten são as fronteiras entre ficção e realidade. Isso leva a vários questionamentos interessantes, principalmente as conseqüências de misturar uma coisa com a outra, fato muito comum entre as crianças. Estes limites são bem explorados por Carey, que mostra a cada edição as reações dos fãs para as ações de Tommy Taylor em sua busca por sua identidade. São conversas de chat, twitts, notícias on-line, fóruns de discussão mostrando como o consumidor de ficção …

DEMOnstração de Poder

O que é? Segundo volume da série de Brian Wood (Northlanders, Local) e Becky Cloonan (American Virgin), retratando o dia-a-dia de pessoas que num primeiro olhar podem parecer comuns, mas todas elas possuem um poder especial. O primeiro volume saiu pela AiT/PlanetLar e o segundo volume, pela Vertigo. Por que eu gosto deste quadrinho? Dizem que a forma mais difícil de escrever são as histórias curtas. Se você domina esta forma de escrita, saberá lidar com todas. Brian Wood, apesar de tratar a série como um laboratório de idéias, é um mestre neste tipo de história. Em cada edição, ele apresenta os personagens como se fossem qualquer um de nós, com problemas e alegrias comuns, até que em certa parte da história você se dá conta que não esteve testemunhando não uma vida qualquer, mas a de alguém que, por acaso ou não, ganhou superpoderes. É uma espécie de realismo fantástico-maravilhoso, que lembra García Marquez ou Guimarães Rosa mas com roupagem e cenários indies. Isso, em muito, é mérito de Becky Cloonan que neste segundo …