5 HQs, quadrinhos, Resenhas
Deixe um comentário

5 HQs de Desamor

5 HQs de Desamor

5 HQs de Desamor

A Playboy, de Chester Brown

Com uma incrível sinceridade, Chester nos conta como foi sua relação com a primeira Playboy que comprou na vida. Depois, sua relação com a publicação ao longo dos anos e como isso influenciou sua vida sexual e afetiva. Mais sobre essa HQ aqui.

Pagando por Sexo, de Chester Brown

Como uma continuação de A Playboy, agora Chester, desiludido com o amor romântico nos conta suas experiências no mundo da prostituição. Diferente de A Playboy, esta graphic novel é estruturada em um grid de oito quadros por página (em geral). Brown usa de vários argumentos para defender a profissão mais antiga do mundo, desde diálogos com amigos na própria HQ, a um apêndice no final do livro com justificativas tópico a tópico.

Bordados, de Marjane Satrapi

A premiada autora de Persépolis, traz aos seus leitores um momento de conversas e fofocas de mulheres iranianas ao redor do samovar. Uma a uma vão contando suas desilusões com o amor e o sexo, mostrando como as mulheres podem ser enganadas por seus maridos, mas que também guardam as suas artimanhas. Não por acaso, bordado também é o nome iraniano que se dá à reconstituição do hímen.

Cash, uma Biografia, de Reinhard Kleist

Como diz o título, acompanhamos momentos da vida do cantor e compositor Johnny Cash. Diferente do filme Johnny e June, que se foca mais neste relacionamento de Cash por um viés romântico. A graphic novel trata de mostrar um lado mais sombrio de Cash, suas motivações, sua amargura, seu cinismo e as músicas que gravou (que também aparecem na HQ) que refletem estes aspectos seus.

Wilson, de Daniel Clowes

Em HQs de uma página em que os estilos de desenho vão variando, Clowes, famoso por sua desilusão com o mundo e as pessoas, mostra de maneira irônica a vida de Wilson, um personagem também desiludido com o amor, o mundo e as pessoas. Mas que acredita em si mesmo acima de tudo.

Anúncios
Este post foi publicado em: 5 HQs, quadrinhos, Resenhas

por

Guilherme “Smee” Sfredo Miorando nasceu em Erechim em 1984. É mestrando em Memória Social e Bens Culturais, onde pesquisa quadrinhos. Já deu aula de quadrinhos, trabalhou com design e venda de livros e publicidade. Faz parte do conselho editorial da Não Editora. Co-roteirizou o premiado curta-metragem Todos os Balões vão Para o Céu. Seu livro de contos Vemos as Coisas como Somos foi selecionado pelo IEL-RS em 2012. Publicou em 2014 a HQ Fratura Exposta e sua primeira narrativa longa, Loja de Conveniências. Em 2015 lançou a antologia FUGA, de HQs com seu roteiro. Em 2016 lançou a HQ coletiva Lady Horror Show e a HQ "muda" Esperando o Mundo Mudar. Mantém o blog sobre quadrinhos splashpages.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s