As Eras dos Quadrinhos – Parte 2

A Era de Ouro – Agradando Gregos e Romanos           

erastrange
Strange Tales#114 (1963), a primeira vez em que o termo Era de Ouro foi usado em uma história em quadrinhos.

A expressão “Era de Ouro” é geralmente usado para classificar um período de tempo em que um determinado gênero, arte, ciência ou civilização atingiu seu auge, e manifestou com maior esplendor os valores que o norteiam. Dessa maneira, no que se refere à sociedade, temos, por exemplo, a Era de Ouro da China, do Islã, da Inglaterra.

 

A origem do termo vem da Grécia e da Roma antigas, da referência que seus poetas faziam a um tempo em que a humanidade vivia em uma utopia e era pura. O autor grego Hesíodo descreve as Cinco Eras do Homem, dividindo-as em Era de Ouro, de Prata, de Bronze, Heróica e de Ferro. Todas elas se iniciam com a criação de uma nova raça humana e se encerram com a destruição da mesma, seja pelo titã Cronos ou por Zeus. A exceção é a Era Heróica, em que viveram Hércules, Teseu, Perseu e Aquiles, encerrada com a Guerra de Tróia, na qual muitos campeões pereceram. A mitologia grega é calcada nos fatos supostamente ocorridos durante a Era Heróica, deixando uma rica herança cultural para seus sucessores. Na Era de Ferro, correspondente aos dias atuais, a humanidade leva uma vida muito mais difícil se comparada à da era dourada, quando todos viviam em harmonia e sua vida era repleta de prazeres. No período atual, como os deuses se retiraram para o Olimpo, a humanidade não tem mais proteção, o mal excede o bem e obscurece a vida dos homens.

eracapa2

Quando a cultura helênica foi absorvida pelo Império Romano, o poeta Ovídio, em suas Metamorfoses, adaptou a mesma tradição para os termos de Roma. Assim, as Eras do Homem tornaram-se quatro, subtraindo-se a Era Heróica.

A primeira menção a uma Era de Ouro referindo-se aos super-heróis dos anos 40 foi feita por Richard A. Lupoff, em um artigo chamado “Re-Birth”, no fanzine Comic Art #1, de abril de 1960. Nos gibis, o termo foi usado pela primeira vez em 1963, na revista Strange Tales #114, da Marvel Comics. A revista trazia na capa o retorno do Capitão América, vindo de um período que naquele momento foi considerado a Era de Ouro dos quadrinhos. Este Sentinela da Liberdade acabou se revelando um embuste, mas pouco tempo depois, com a boa repercussão da história, o verdadeiro herói ressurgiria na clássica Avengers #4.

erajohnny

Em toda a discussão sobre as eras dos quadrinhos, seus marcos iniciais e finais, existe apenas um consenso: tudo começou com Action Comics #1 (1938), a primeira edição em que o Superman aparece. Todas as obras seguintes, no mesmo estilo, constituíram um novo gênero. Este conjunto é denominado Era de Ouro dos quadrinhos de super-heróis. O início é claro e fácil de definir, mas seu término, por outro lado, é um caso complicado.

CONTINUA…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s