X-Men para Novatos

Se você curtiu os filmes dos X-Men e não sabe por onde começar nos quadrinhos porque tudo é muito confuso, são muitos personagens, as histórias começam de um ponto em que você não consegue se situar e você precisa ter uma bagagem de informações para ficar atualizado… (ufa!). Aqui vai uma lista de recomendações de leituras que o ajudarão a começar sua aventura nos quadrinhos dos heróis mutantes.

Marvel Millennium: X-Men - O Povo do Amanhã
Marvel Millennium: X-Men – O Povo do Amanhã

Se você gostou de: X-Men – O Filme

Provavelmente vai gostar de: Marvel Millennium: X-Men

Por quê? A linha Ultimate (Marvel Millennium no Brasil) foi criada exatamente para capturar o público vindo dos filmes. Você vai reparar que os uniformes também são de couro com alguns detalhes em amarelo. Outra correlação com o filme é que Magneto é o vilão principal e sua irmandade é muito parecida com a do filme (com exceção de Mística). Em uma das cenas de Marvel Millennium, inicialmente produzida por Mark Millar e Adam Kubert, Magneto ataca a Casa Branca e deixa o presidente George W. Bush nu na frente das câmeras de televisão. Isso para citar uma polêmica que a série gerou. Outra delas foi o envolvimento de Jean Grey com Logan, o Colossus homossexual, entre outras que você irá descobrir se ler. A Panini lançou dois encadernados com a série: O Povo do Amanhã e Retorno à Arma X. As histórias da série foram publicadas inicialmente pela Abril na revista Marvel Século XXI #1-4 e continuada pela Panini nas edições 1-100 de Marvel Millennium: Homem-Aranha.

X-Men: Deus Ama, o Homem Mata
X-Men: Deus Ama, o Homem Mata

Se você gostou de: X Men 2

Provavelmente vai gostar de: X-Men: Deus Ama, o Homem Mata

Por quê? Primeira Graphic Novel dedicada aos X-Men, escrita por Chris Claremont e desenhada por Brent Anderson, ela discute o preconceito contra os mutantes. Não há grandes conflitos físicos nessa história, mas há grandes semelhanças com o filme. A aliança com Magneto, a utilização de Cérebro pelos antagonistas… Entretanto, nessa HQ, Stryker, o vilão, não é um militar, mas um televangelista que apregoa a discriminação para com os mutantes. Lembrou em algum momento da situação atual dos direitos humanos no Brasil? Essa história foi escrita na década de 80 e se mantém atual em seus temas. Uma curiosidade: o título original no Brasil, quando saiu pela Abril, era O Conflito de Uma Raça. Cá pra nós, o título original, God Loves, Man Kills, é muito mais potente. E não é isso mesmo que acontece?

Os Surpreendentes X-Men - Vol. 1 - Superdotados
Os Surpreendentes X-Men – Vol. 1 – Superdotados

Se você gostou de: X-Men 3: O Conflito Final

Provavelmente vai gostar de: Surpreendentes X-Men: Superdotados

Por quê? Superdotados foi outra história-base de X3, junto com a Saga da Fênix Negra. Esta última, porém, faria o leitor acompanhar uma dúzia ou mais de edições para entender o contexto. Superdotados lida, entre muitas coisas, com a discussão da cura mutante (uma coisa também muito discutida hoje em dia, mas para outras minorias, claro). Durante a história, conhecemos a Doutora Kavita Rao e suas motivações para desenvolver esta cura, além de contarmos com diálogos, layouts e sequências de deixar o leitor de boca aberta, realizadas pelos artífices Joss Whedon (Buffy, Vingadores) e John Cassaday (Planetary). Temos no primeiro arco de Surpreendentes X-Men o retorno de um personagem muito querido dos fãs e a dinâmica Emma Frost/Kitty Pryde que é um dos pontos altos da série. O vilão, aqui, não é tanto o alienígena Ord, mas a crença popular de que o que é diferente deve ser “curado”, “erradicado”, “oprimido”. Outra HQ dos X-Men que vai além da pancadaria.

X-Men: Os Filhos do Átomo
X-Men: Os Filhos do Átomo

Se você gostou de: X-Men: Primeira Classe

Provavelmente irá gostar de: X-Men: Os Filhos do Átomo

Por quê? Escrita por Joe Casey (Ben 10) e desenhada por Steve Rude (Nexus) e Essad Ribic (Loki), essa HQ, como o filme, é realmente uma volta ao passado. Seja pelo clima que dão os roteiros de Casey, a ambientação na década de 60 ou os desenhos de Rude e Ribic, que remetem diretamente ao Homem-Aranha de John Romita. Como promete a capa da edição lançada aqui pela Abril em 2001, esta é “a história jamais contada dos cinco heróis fundadores dos X-Men”. Diferente do filme, eles são Ciclope, Garota Marvel, Fera, Anjo e Homem de Gelo e todos são contatados pelo Professor Xavier. A HQ mostra como os X-Men se comportam no colegial/ensino médio e lidam com a descoberta de seus poderes. Diferente de adaptar as primeiras histórias dos mutantes, criadas por Stan Lee e Jack Kirby, como muitas outras revistas já fizeram, Os Filhos do Átomo traz uma nova interpretação para a gênese dos defensores de uma sociedade que os teme e odeia. E eu já falei que essa edição também tem agentes secretos e Magneto?

X-Men - Minissérie de Luxo #1
X-Men – Minissérie de Luxo #1

Se você gostou de: A série animada dos X-Men dos anos 90

Provavelmente irá gostar de: X-Men: Minissérie de Luxo #1-3

Por quê? Foi essa minissérie, nos EUA publicada como uma nova série dos X-Men, que serviu de base para a animação da FOX dos anos 90. Os designs de uniforme de Jim Lee (Liga da Justiça) e muitos e muitos roteiros de Chris Claremont deram o tom à animação. A história apresentada nesta minissérie também foi adaptada para a animação e conta o retorno de Magneto à vilania, sendo manipulado pelos seus Acólitos. A série também serve como um bom ponto de introdução para novos leitores, apesar da variedade de personagens, que estão divididos em duas equipes: a azul e a dourada. E pra dizer que não falei de porrada, essa minissérie garante muito disso, inclusive um conflito de grandes proporções entre as duas equipes. Fora que os desenhos de Jim Lee são muito apreciados por uma expressiva parte dos leitores de quadrinhos e sempre são sinônimos de altas vendas de revistas.

Marvel Graphic Novel #4 - The New Mutants
Marvel Graphic Novel #4 – The New Mutants

Se você gostou de: X-Men Evolution

Provavelmente irá gostar de: Marvel Graphic Novel #4 – The New Mutants

Por quê? Acreditem se quiser, esse título NUNCA foi publicado no Brasil e o original é bem difícil de achar. Porém, é nele que se inicia uma das mais carismáticas equipes de mutantes que já existiu (talvez perdendo apenas para o Excalibur): Os Novos Mutantes. Acreditando que os X-Men estão mortos e/ou desaparecidos no espaço sideral, o professor Xavier vai em busca de novos e mais jovens recrutas para suas fileiras: Míssil, Miragem, Karma, Lupina e o brasileiro Mancha Solar. Durante a história, eles devem lidar com Sentinelas e o Clube do Inferno. Se você viu X-Men Evolution sabe que há uma segunda equipe em treinamento e que, entre vários integrantes, estão Míssil, Lupina e Mancha Solar. É interessante notar que a amizade e companheirismo entre esses personagens mostradas no desenho também aparecem na HQ. Para acompanhar as aventuras do Novos Mutantes que saíram no Brasil, você pode buscar pelas revistas do Capitão América, a partir do número #108, e do Incrível Hulk, a partir do número #70.

O Melhor dos X-Men #1
O Melhor dos X-Men #1

Se você gostou de: Wolverine e os X-Men/ Wolverine: Imortal

Provavelmente irá gostar de: X-Men: Especial #1, X-Men (1ª Minissérie) #1-4, O Melhor dos X-Men #1, O Melhor de Wolverine#1, Wolverine & Kitty Pryde #1-2, Wolverine: Dívida de Honra e Eu, Wolverine.

Por quê? Peraí por que tanta coisa? Você não disse que iam ser coisas pontuais para o leitor adentrar o universo mutante? Sim, mas acontece que essas histórias foram republicadas várias e várias vezes ao longo dos anos. As histórias que falo aqui tratam de focalizar Wolverine pela primeira vez (e também servem de leitura pra quem curtir Wolverine: Imortal). A primeira, que se passa na revista dos X-Men, conta como foi (ou não) o casamento de Wolverine com Mariko Yashida, além de ter a presença de certo pássaro de fogo, a Madame Hidra/Víbora e o Samurai de Prata. A segunda, Dívida de Honra, é a minissérie original de Chris Claremont e Frank Miller (Batman, 300, Sin City) que conta uma aventura de Logan no Japão, o encontro com Yukio e a Yakuza. Já Wolverine & Kitty Pryde é uma espécie de continuação da mini anterior, em que a garota é sequestrada e acaba sendo treinada por Logan nas artes marciais. Nesta mini, Logan e Kitty entram em confronto com seu sensei Ogun (não, não é um pai-de-santo nem um orixá).

Origem
Origem

Se você gostou de: X-Men Origens: Wolverine

Provavelmente vá gostar de: Arma X, Origem, As Melhores Histórias de Wolverine de Todos os Tempos (essa é bem humilde e modesta, né?) e Wolverine Edição Histórica #1-3.

Por quê? Meus pêsames, na minha caríssima opinião, esse filme deve ser esquecido. Foi a pior adaptação da franquia X-Men “de todos os tempos”. Então, qualquer história do Wolverine que você pegar vai ser melhor que esse filme. Mas pode começar com as acima. Barry Windsor-Smith (Conan), em Arma X, foi um dos primeiros a aventar a origem das garras de Wolverine. Larry Hama (G.I. Joe) fez uma das melhores passagens pela revista do Wolverine e enriqueceu ainda mais seu background transformando-o em agente da CIA e adicionando vários coadjuvantes. Por fim, Paul Jenkins (Constantine) e Andy Kubert (1602) contaram a origem definitiva de Logan a.k.a. James Howlett, como é mais ou menos mostrado  no início do filme em questão. Mas sério, esqueçam esse filme. Até a FOX esqueceu!

X-Men Especial #2
X-Men Especial #2

E agora vamos esperar pelo Wolverine: Imortal Tricolor e X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido. Este último, acho que eu não preciso dizer qual história procurar, né? Mas aqui saiu em X-Men Especial #2, X-Men: Edição Histórica 3 e Marvel 40 Anos no Brasil.

Agradeço a contribuição dos amigos do Mutação Reloaded pelas dicas do que colocar aqui: Gus Frost, Rafael Cruz, Marcio Oliveira, Filipe de Moraes, Liz Araújo, Israel Thanos e Rodrigo Gomes. E como eles disseram por lá, muitos deles começaram aleatoriamente a ler as revistas dos X-Men, porque uma das graças dos quadrinhos de super-heróis é descobrir as relações entre os personagens, quem são eles e qual a história deles. É isso que nos torna de leitores comuns em fãs. Espero que esse post tenha contribuído para tornar você um fã como todos nós.

Anúncios

6 Comments

  1. rapaz ,fala serio teu blog é um dos melhores de não for o melhor das hqs ,quando falaste em “televangelista” em “Deus Ama, o Homem Mata” lembrei do dialogo justamente entra emma frost e a Doutora Kavita Rao ,muito divertido aliás ,boa lembrança dos novos mutantes que hoje lembrei daquele clima adolescente deles

    abraços

    Curtir

    1. Que bom que tem gostado, Lucas! A Kavita e a Emma são duas ótimas personagens. Também são legais os diálogos entre a Emma e a Kitty pelo Joss Whedon. =)
      Abraços!

      Curtir

  2. Cara,o que eu detesto nesse surpreendente x men é a forma ridícula que usaram para ressuscitar o colossus……. A morte dele foi emblemática e memorável, deveriam ter canonizado o personagem.
    Wolverine origens é menos pior que wolverine imortal (sei que o deadpool mímico é zuado,mas o mecha samurai de prata é muito pior)

    Curtir

    1. Realmente essa ressurreição do Colossus é uó, mas o resto é muuuito legal! E eu prefiro o Samurai Mecha do que todo o Origins. Abs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s