quadrinhos, Resenhas, Sobre Roteiros
Comentários 3

Sua arma mortal é a simplicidade: Invencível, de Robert Kirkman

Robert Kirkman foi responsável por uma revitalização da indústria de quadrinhos assim que sua série The Waking Dead começou a sair nos EUA. Quando os quadrinhos se transformaram  em série para a televisão, as vendas foram estratosféricas, atingindo patamares não vistos desde a década de 90. Mas não vou falar de Walking Dead aqui, embora ela “peque” pelo mesmos “deslizes” que a série em questão, que veio um pouco antes dos mortos-vivos. Estou falando de Invencível.

Mark Grayson, o Invencível!

Mark Grayson, o Invencível!

Assim como Kurt Busiek fala na introdução do primeiro volume, eu custei a ler a série do super-herói de Kirkman, mas, quando engatei, não quis parar. Kirkman tem esse dom de envolver o leitor nas suas tramas, e ele não faz isso usando subterfúgios como o sensacionalismo ou a violência gratuita. Sua arma mortal é a simplicidade.

Isso pode ser explicado se formos buscar as referências de Kirkman. Muitas vezes se fala que o autor é ardoroso fã de quadrinhos, assim como Busiek, porém representante nato de outra geração.  Uma geração que nos trouxe Brian Michael Bendis e seu Powers, cuja narrativa gráfica é muito semelhante à de Invencível. Temos a influência de Alan Moore, da qual nenhum quadrinista americano de super-heróis escapa, mas depois falarei melhor sobre isso. O engraçado no caso de Kirkman é que ele tem um ídolo um pouco inusitado, mas que faz todo o sentido: Erik Larsen, o criador do Savage Dragon.

O Savage Dragon, de Erik Larsen

O Savage Dragon, de Erik Larsen

O Savage Dragon é um policial de Chicago, um alienígena desmemoriado que “caiu na Terra”, e foi transformado em protetor da cidade. Os primeiros números de Savage Dragon seguiam a lógica da Image: os desenhos deviam prevalecer sobre o texto, paginas duplas, explosões, monstros, beldades. Savage Dragon é a série que mais durou na Image e continua até hoje inovando na forma de contar histórias, que vão desde tirinhas do personagem, homenagens aos quadrinhos consagrados e experimentação. Mas Savage Dragon é um quadrinho low profile. Não por acaso, foi classificado com sleep book durante um tempo, devido a seu desenvolvimento de história mais lento, que privilegiava detalhes e relacionamentos entre personagens coadjuvantes.

Robert Kirkman, criador de The Walking Dead, Invencível,  e muitas outras séries de sucesso e escritor de outras séries para a Marvel e Image.

Robert Kirkman, criador de The Walking Dead, Invencível, e muitas outras séries de sucesso e escritor de outras séries para a Marvel e Image.

É mais ou menos assim que Invencível funciona. A verdadeira motivação/ímpeto do personagem só vai ser revelada no terceiro encadernado. Mas Mark Grayson, o alter-ego do Invencível, também tem uma origem “caiu na Terra”: ele é filho do mais poderoso herói do planeta: pronto, está aí a sua origem. Origem revelada, é hora de desenvolver seu universo. Mark é um adolescente, mas Kirkman não cai em nenhum clichê adolescente ou muito menos no clichê super-heróico de descoberta de poderes. Não é nisso que ele foca. Como faz em todas as suas séries, a ênfase está no relacionamento entre personagens. É daí que, com uma narrativa mais lenta, ele tira a simplicidade que angaria tantos leitores.

Os personagens coadjuvantes são belamente aproveitados, desde a mãe humana de Mark à versão da Liga da Justiça de Kirkman. Essa versão, que poderia inspirar comentários do tipo: “poxa, que saco, mais uma versão da Liga”, cumpre seu propósito. Como diz o próprio Kirkman, ele usa dos arquétipos para poder conquistar os leitores e então, e então… e então é aí que ele presta uma homenagem enviesada a Alan Moore e seu Miracleman. Se você ler as duas séries, poderá reparar nas semelhanças: o herói visto pelo olhar do homem comum, tudo que o super-herói sabia sobre si mesmo era uma mentira, o caos provocado por um parceiro. Porém, Kirkman tem seu jeito próprio de contar a história. Ao invés de apelar para o método azedo, ácido, cruel e raivoso, ele busca o lado sentimental, o lado agridoce, essa Bittersweet Symphony que é a vida.

Invencível e seus personagens coadjuvantes.

Invencível e seus personagens coadjuvantes.

Invencível - Volume 3 - Perfeitos Estranho, de Robert Kirkman, Ryan Ottley (HQM Editora, 2007, R$ 29,90)

Invencível – Volume 3 – Perfeitos Estranho, de Robert Kirkman, Ryan Ottley (HQM Editora, 2007, R$ 29,90)

Fugindo mais uma vez de todo clichê, homenagem ou estereótipo, Kirkman cria personagens interessantíssimos para apoiar a jornada de Mark. Também parece haver uma espécie de tributo a Futurama, feita pelo artista Cory Walker ao criar o Robô e Allen, o Alien. Porém, para mim, o personagem mais interessante não é o equivocado Allen, ou o obstinado Robô, ou a supracitada mãe de Mark, mas seu amigo William. Ele, sim, é o representante do “homem comum”, mas ele tem personalidade, traz um humor involuntário e também é responsável pelo “sense of wonder”. Aqui, ele é o representante do leitor de quadrinhos, embora William não o seja, ao contrário de Mark. Aliás, um momento curioso da série é o encontro do Invencível com um criador de seus quadrinhos favoritos. Isso rende uma gag visual muito bem sacada, típica dos quadrinhos da nova safra.

Em Invencível, quase tudo é minimalista: poucos diálogos, poucos quadros, desenvolvimento mais lento da história. Há mais contemplação e menos ação, os desenhos não são rebuscados e a colorização é dura, quase vetorial. O que não é minimalista é a capacidade de inovar e romper barreiras quando se trata de um gênero tão usado, abusado, reinventado, desconstruído e reconstruído como os quadrinhos de super-heróis norte-americanos.

Trilhinha sonorinha:

3 comentários

  1. Pingback: As Melhores Graphic Novels Americanas que li em 2013 | Splash Pages

  2. Realmente, é uma HQ fantástica. Tenho os 3 primeiros volumes, devo pegar em breve o quarto e lamento que a HQM tenha parado com o personagem. O prazer em ler essas histórias (simples), a evolução dos personagens que o Kirkman constrói, bem como a riqueza do universo do personagem são fantásticos !

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s