música, quadrinhos, Quadrinhos Comparados
Comentários 4

Mashup #1: Quadrinhos A2 e Pato Fu

Hoje, estava escutando Pato Fu e aí, por alguma razão, eu lembrei dos Quadrinhos A2, de Paulo Crumbim e Cristina Eiko. Eles são um casal (e um cachorro) que publica webcomics no seu site www.quadrinhosa2.com e já lançaram três coletâneas. Ainda que eu achasse que, pelo nome, eles poderiam fazer quadrinhos eróticos como o Motel A2 aqui de Porto Alegre e depois evoluísse sua numeração para Quadrinhos A3, A4 e ABonecaInflável (sem dispensar o tradicional quadrinho A1), não se trata de nada pornô. São quadrinhos autobiográficos que, sim, nos levam a ter intimidade com os autores, mas não essa intimidade que você pensou, cabeça suja.

Fernanda Takai e John, do Pato Fu.

Fernanda Takai e John, do Pato Fu.

O diferencial dos quadrinhos autobiográficos de Crumbim e Eiko é que eles são pequenos contos de cenas do cotidiano (sabe aquele quadrinho slice of life?), só que com grandes pitadas de imaginação, humor e de não se levar a sério tanto assim. Mais ou menos como as músicas do Pato Fu, que também são capitaneadas por um casal: Fernanda Takai e John. As músicas da banda mineira têm um quê de nonsense, de muita imaginação, de mexer com o nosso lado infantil e também têm homenagens aos seus ídolos. Todas essas coisas estão presentes nos Quadrinhos A2. Deve ser por isso que fiz a associação. O fato é que as duas combinam.

Cristina Eiko e Paulo Crumbim, do Quadrinhos A2, qualquer semelhança é mera coincidência.

Cristina Eiko e Paulo Crumbim, do Quadrinhos A2, qualquer semelhança é mera coincidência.

O humor dos Quadrinhos A2 lembra o caráter autobiográfico e depreciativo de Robert Crumb, porém, acessível para todas as idades. Está presente nas brincadeiras com o cachorro Pino, falando sobre a desorganização da vida (e do computador) – incluindo um Manual de Desorganização para Leigos –, de um encontro com Art Spiegelman (de Maus). O casal dos quadrinhos utiliza fórmulas, mas à sua maneira. Como aquela citação de David Mack no post anterior, sobre quadrinhos e música: o problema não é usar as fórmulas, mas sim repeti-las e não inovar dentro delas. Crumbim e Eiko usam referências mundiais para nos inserir no seu mundinho particular e não sair dele até que a HQ esteja acabada. Os traços e as histórias são tão cheios de leveza e fluidez que soam como uma música que nos leva dos primeiros acordes até o fade out e nós vibramos e dançamos junto.

A produção é caprichada, com os álbuns em formato A5 (mais uma brincadeirinha com o nome, posso?). A publicação é independente, então a compra pode ser feita pelo site deles mesmo. É legal ver a evolução do trabalho do casal, que também trabalha com animação, nos três álbuns. Também legal ver como eles vão ficando mais à vontade com a narrativa e com a exposição da sua vida. Muito dessa evolução é focada no “personagem” do Pino, seu cãozinho dachshund, mas também com o fato de se levarem pouco a sério e poderem brincar livremente com os fatos de sua vida.

Os três álbuns do Quadrinhos A2 lançados até agora.

Os três álbuns do Quadrinhos A2 lançados até agora.

O trabalho dos dois pode ser visto também no álbum Futuros Heróis, de Estevão Ribeiro, que homenageia os heróis Marvel – no caso, Namor, o Príncipe Submarino. Eles também estarão na próxima leva de Graphic MSP – graphic novels que adaptam personagens consagrados de Maurício de Sousa para a visão dos artistas escolhidos. Eiko e Crumbim ficaram com a Turma do Penadinho. Paulo Crumbim também participou do projeto transmídia Gnut!, que é uma leitura bastante interessante e um jogo divertido.

A tira do Garfield que deu origem ao nome da banda Pato Fu.

A tira do Garfield que deu origem ao nome da banda Pato Fu.

Pra não dizer que falei pouco do Pato Fu, o nome da banda vem de outro bichinho de estimação dos quadrinhos. Foi numa tirinha do Garfield, de Jim Davis, em que o gato preguiçoso lutava um kung fu de gatos, o Gato Fu, que surgiu o nome. Pra não esbarrar em direitos autorais, resolveram mudar o Gato para o Pato. O resto é história da MPB.

4 comentários

  1. Pingback: 10 Casais Que Fazem Quadrinhos Juntos | Splash Pages

  2. Pingback: 10 Casais Que Fazem Quadrinhos Juntos | 2quadrinhos

  3. Pingback: As Melhores HQs Brasileiras Que Li em 2015 | Splash Pages

  4. Pingback: Melhores e Piores Leituras de Julho de 2016 – Splash Pages

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s