10 Motivos, quadrinhos, Quadrinhos Comparados
Comentários 11

Os 10 Casais Gays Mais Famosos dos Quadrinhos

Muito mais importante que listar um monte de personagens gays dos quadrinhos é destacar os casais que existem na junção destes dois universos tão especiais. Casais gays podem ser como outros casais: normais e estranhos, bonitos e feios, destrutivos e construtivos, sacanas e santarrões, que provocam inveja e que não estão nem aí, caseiros e baladeiros, a diferença apenas existe na forma como fazem para ter prazer. E aí estou falando apenas do prazer sexual. Casais gays gostam de dormir e acordar juntos. De comer e beber juntos. De rir e chorar de rir juntos. E casais gays podem ser superheróicos ou até supervilanescos. Por que não? Como você vai perceber existem muitos casais gays estranhos no mundo dos super-heróis, tudo para pode passar pela censura e pelo gosto duvidoso da massa nerd que lê gibi. Mas eles existem. Não adianta fingir que não viu. E eles só querem ser tratados como qualquer outro casal: com respeito. Well, ladies, the time is coming for you to… gay-synch for you life! Chantay you stay (Reading this article until the end)! Good luck, and don’t fuck it up!

GAYya

  1. Hulkling e Wiccanno (criados por Allan Heinberg e Jim Cheung)

Hulkling e Wiccanno, membros vitais dos Jovens Vingadores, são tão populares entre os gays que eles já são símbolo do que é o amor gay entre os nerds (gays). Talvez sejam os personagens mais bem representados da categoria e, com certeza, os mais fofinhos. Claro, eles só podiam ter sido criados por um gay, Allan Heinberg, um dos escritores de Grey’s Anatomy e um dos criadores da série da HBO, Looking, sobre relacionamentos homossexuais. Hulking e Wiccanno são representantes de uma geração que já aceita mais os gays do que as anteriores e, de certa forma, acham natural o relacionamento deles. Mas é exatamente como ele é para ser mostrado: sem afetações ou sem radicalidade. É apenas um relacionamento como todos os outros. Só que para esse, talvez as pessoas torçam mais. Detalhe, tanto Wicanno quanto Hulkling são judeus, vide o sobrenome Kaplan e Altman. Uma boa ironia, mesmo que seu criador, Heinberg, também o seja. Aproveito para deixar um link not safe for work (NSFW) de um baita site de fanarts dos dois (clique aqui), como na imagem acima. Hulkling and Wiccan have charisma, uniqueness, nerve and talento!GAYsix

  1. Escândalo Savage e Nocaute (casal criado por Gail Simone e Jim Calafiore)

Escândalo Savage e Nocaute são duas vilãs. Escândalo é a filha de Vandal Savage, vilçao da Liga da Justiça. Nocaute é uma vilã do Superboy. Muito bem. Ou talvez não. Talvez elas sejam vilãs infiltradas no mundo de vilões para fazem o papel de heroínas. Elas fazem parte do Sexteto Secreto. A sua versão mais recente foi criada pela escritora Gail Simone, lésbica assumida, e defensora dos direitos das mulher nos quadrinhos. É, isso aí que você leu mesmo! Ela quer igualdade para as personagens femininas. E a coisa melhor que ela faz nos quadrinhos é escrever mulher e escrever humor. Quando junta as duas, no caso de Sexteto Secreto, então, você vai se deleitar na certa. Talvez Gail não lide com o casal perfeito com Escândalo Savage e Nocaute, mas com certeza você vai entender que vilãs, podem sim, amar outras vilãs, ou vilãs que se passam por vilãs para serem heroínas. Gentlemen, start your engines, and may the best woman… win!GAYStar

  1. Estrela Polar e Kyle Jinadu (casal criado por Matt Fraction e Greg Land)

Estrela Polar é um dos membros da equipe canadense Tropa Alfa. Já no início de suas aparições, seu criador, John Byrne sugeria uma relação homossexual com seu preceptor. Mas, como eram os anos 80, tudo tinha de ficar às escuras. Já nos anos 90, Scott Lobdell escreveu uma história em que Estrela Polar adotava um bebê com o vírus da AIDS e, por isso, se revelava gay (WTF?), para vermos como a homossexualidade e a AIDS andavam de mãos dadas no pensamento popular. Entretanto, Jean-Paul Beaubier, o Estrela, nunca teve um parceiro fixo. Então, enquanto era um membro dos X-Men, Matt Fraction resolveu apresentar a Jean-Paul seu futuro marido, Kyle Jinadu, o relacionamento se desenrolou, até que em 2009, os dois se casaram em uma edição especialíssima de Astonishing X-Men escrita por Marjorie Liu, desafiando a mídia e a sociedade (rá rá, agora é fácil, queria ver nos anos 80!), realizando o primeiro casamento gay inter-racial dos quadrinhos.GAYauto

  1. Apolo e Meia-Noite (criados por Warren Ellis e Bryan Hitch)

Não acho Apolo e Meia-Noite o casal ideal. Mas qual casal é, não é mesmo? Não, deixando de relativizar, Apolo e Meia-Noite foram criados por Warren Ellis para o Authority, apenas para chocar e provocar os leitores. Os dois eram versões gays de Superman e Batman, respectivamente, e que mantinham um relacionamento entre si. Um relacionamento bastante confuso, a princípio, já que Meia-Noite era um sadomasoquista, ou seja, sentia prazer em ser violento com os criminosos num prazer praticamente sexual, enquanto seu corpo era coberto de cicatrizes, algumas provocadas por ele mesmo, ou seus amantes, e outras, pelos alienígenas que o abduziram e fizeram experimentos nele. Apolo e Meia-Noite também se casaram e sim, foi antes de Estrela Polar e Kyle, logo que as leis do casamento homossexual foi aprovada em Nova Iorque. If you don’t love yourself, how the hell are you going love somebody else?GAYbat

  1. Questão e Batwoman (casal criado por Greg Rucka)

Reneé Montoya, que mais tarde se tornaria a heroína Questão, era uma policial viciada em álcool que tinha vários relacionamentos destrutivos. Um desses relacionamentos foi Kathy Kane, a Batwoman, também muito antes de Kathy se tornar a Mulher-Morcego. Enquanto Reneé se destruía mais e mais, Kathy reencontrou o amor. A nova escolhida era a ex-comissária de polícia de Metrópolis, Maggie Sawyer, com quem Kathy se casou, configurando no primeiro casamento lésbico dos quadrinhos. Vale mencionar que um dos atuais escritores das histórias da Batwoman, Marc Andreyko, também é do time dos coloridos.GAYxfac

  1. Rictor e Shatterstar (casal criado por Peter David)

Rictor e Shatterstar começaram a provocar cometários maldosos do público quando os dois estavam na X-Force, escrita no final dos anos 90 por Jeph Loeb. Porém, eram apenas sussurros, murmúrios ouvidos no quarto vindos de um armário fechado que provavelmente era uma passagem para Nárnia. Foi quando Peter David reformulou o X-Factor, que resolveu trazer essa questão d volta, incluindo Shatterstar na equipe que Rictor já pertencia. Isso gerou um celeuma na equipe, já que, logo após assumirem o seu relacionamento, Lupina, ex-namorada de Rictor afirmou que estava grávida dele. Uma verdadeira novela mexicana, ¿no chicos? Pudera, Rictor, é mexicano. E Shatterstar? Bem, segundo seu criador, o polêmico Rob Liefeld, ele é um guerreiro extradimensional muito do machudo. Poxa, ele tem DUAS espadas DUPLAS! (Nada mais fálico!) Foi o que ele disse. Mas poxa, quem vem de uma oura dimensão, onde tudo é guerra e não tem nenhum carinha ou gatinha parecida contigo pra uns amassos. Bem, quem nunca come mel, quando come se lambuza.GAYrun

  1. Lucy in The Sky e Xavin (criadas por Brian K. Vaughan e Adrian Alphona)

E vocês estavam achando o relacionamento do Rictor e do Shatty complicado? É que eu não contei do próximo. Sabe a Karolina Dean? A Lucy in the sky, dos Fugitivos? Então. Ela namora um alienígena transmorfo macho que se transforma em fêmea só pra agradar ela que é lésbica. E o pior, xemtem, cês não sabem: as raças alienígenas deles são rivais planetárias (já falei que eles são alienígenas?). E vocês não sabem da última, depois que o Xavin foi embora, a Karolina se engraçou com uma tal de Arco-Íris, que costumava fazer parte da equipe-mirim, Quarteto Futuro. Vou te dizer, esses astros-mirins estão sempre estragando sua vida. Mas olha, eu vou contar só pra você, porque eu confio na sua discrição, imagina se a vizinhança acaba sabendo? Que escândalo, menina! Bee! Viaaaadooo… The library is closed.GAYmoon

  1. Serpente da Lua e Capitã Marvel (casal criado por Andy Lanning e Dan Abnett e Paul Pelletier)

Caso você não saiba quem é nossa madame careca, saiba que ela é uma das primeira mulheres Vingadoras e também que ela é filha de Drax, o Destruidor, o carinha que não conhecia metáforas no filme dos Guardiões da Galáxia. Certa vez, quando fazia parte dos Novos Defensores, um ser chamado Nuvem se apaixonou pela Serpente. O fato é que Nuvem mudava seu gênero e, enquanto mulher curtia a Serpente da Lua e, enquanto homem curtia o Homem de Gelo. E você quer se queixar da sua vida sexual agora? Pois é, mas a Serpente deu carão na Nuvem dizendo que não curtia da fruta. Ué, quem nunca fez isso quando estava no armário de Nárnia? Enfim, o tempo passou, meu mundo mudou, você tomou conta do meu coração, e a Serpente quase morreu. Uma experiência definidora. Ela saiu dessa quase-morte na forma de um dragão e assumiu seu relacionamento com a Capitã Marvel da época, Phylla-Vell, a filha do Capitão Marvel. Pois é, taí uma mulher que tem orgulho de namorar um dragão!GAYstatics

  1. Adiposo e Vivisector (criados por Peter Milligan e Mike Allred)

Esse casal é o que há de pior no mundo gay. Sabe a Bicha Má? Que destila veneninho por todo lugar que passa? Que está sempre disposta a aplicar a shade? São eles. Eles são as bichas causativas que fazem tudo para estar na mídia. Tudo mesmo, até admitir que são gays quando não são. Isso nunca ficou muito claro a respeito de Adiposo, que depois disse ser heterossexual e estar num relacionamento com Vivisector apenas para ser o centro das atenções. Já o Vivisector é a bicha culta arrogante, que está sempre sobre os saltos e olhando para as outras como se fossem umas quaquazinhas tadinhas pão com ovo mequetrefe do interior. Um casal 20, hein? 20 entregar pra policia. 20 jogar no lixo. 20 fazer uma entrevista pro TMZ. 20 levar pro rehab. X-Táticos, senhores, essa equipe maravilhosa de mutantes longe de tudo que vocês já pensaram sobre os X-Men. Ah, e o Dup é gay, hihihi! Tu é gay que eu say! You better work, bitch!GAYGrace

  1. Grace e Tormenta (criadas por Judd Winnick e Paul Ryan)

Sabe aquela pessoa que é toda marrenta e quer passar uma imagem de durona toda a vez que te vê? Mas que você sabe que no findo do olhar dela tem uma vontade de se entregar, porque ela tá cansada daquela vida de aparências e tudo que ela quer é alguém pra se abrir e realizar todas as suas fantasias. Essa é a Grace. Já a Tormenta era a filhinha perfeitinha do papai. Mas, uops, algo deu errado e agora ela quer ficar com meninas. Que droga, papai! Então ela vira aquela mina rebelde com companhias barra-pesada que o papai tem sempre que ficar de olho. E um dia, a eletricidade estática funciona e, como diria Shakira, minha diva, “y de sus próprios instinctos no escaparan com suerte, com el fuego por dentro y las hormonas crescentes por la ley del magneto se acercaram los cuerpos…” e começaram um tortuoso relacionamento.

Agradeço ao amigo Rubens Santos pela sugestão de pauta e a oportunidade de treinar meu pajubá e de jogar a shade no blog! 😉 Sashay Away!
GAYend

OBS: Catchphrases are TM and copyright from RuPaul’s Drag Race TV Show, aired on USA by Bravo TV.
OBS2: All arts are fanarts, this is a way to support the gay marriage support, even just being showing gay pictures.

DON’T BE JEALOUS OF MY BOOGIE!
GAYopen

11 comentários

  1. Gostei muito da forma que vc escreveu, estou lendo o seu Blog a pouco tempo e já considero pancas, parabéns! 🙂

    Curtir

  2. Guilherme Borges diz

    Pô, como a Katchoo e Francine de Estranhos no Paraíso ficaram de fora??? A série inteira é justamente sobre a relação mega tensa e complicada das duas…

    Curtir

    • guilhermesmee diz

      Vocês tem toda razão, gente, vou fazer um post sobre os casais gays dos quadrinhos fora do mainstream. Obrigado pelo toque!

      Curtir

  3. eu amei o texto do começo ao fim e tenho apenas uma correção: Drag Race é exibido na Logo TV e não na Bravo. (a Bravo é a casa de Project Runway).

    you betta werq, hunty!

    Curtir

    • guilhermesmee diz

      Obrigado pela correção, Cairo! Confundi Drag Race com Top Chef, talvez pq os dois sejam derrubadores de forninho. Hein, hein! Ta dum tss! Abraços!

      Curtir

  4. Pingback: Relativizando a Polêmica da Capa da Batgirl | Splash Pages

  5. Pingback: Os 25 Posts Mais Populares do Blog Splash Pages | Splash Pages

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s