SplashFolia – Concurso de Fantasias de Super-Heróis (Parte 1)

Todo carnaval tem concurso de fantasias. E todo concurso da fantasia tem aquelas fantasias manjadas, que todo mundo já vestiu um dia. Os homens com os piratas, palhaços ou vestidos de mulher. As mulheres, gatinhas, anjinhas ou diabinhas. Os gays, bem… os gays com muita purpurina, plumas e paetês, Clóvis Bornay gostaria de estar mooortinha… opa, ele já está! Super-heróis também pulam carnaval, pelo menos foi o que elas nos contaram. Então durante a farra e a folia vamos trazer para vocês, as cinco categorias mais manjadas de fantasias para o carnaval, representadas pelas figuras dos super-heróis. Dá uma olhada, vai ser uma a cada dia!

CARangelVOCÊ CAIU DO CÈU? POIS SAIBA QUE VOCÊ É UM ANJO!

Categoria Angelical

Não é difícil relacionar anjos e super-heróis… isso já foi até pauta de um Globo Repórter muitos anos atrás (sério, sério mesmo). Os heróis tendem a salvar as pessoas, muitas vezes de forma descompromissada, e isso nos permite fazer um paralelo (com boa margem de erro) com a figura do anjo da guarda. Até mesmo no seriado Smallville, aquele sobre a alongada juventude do Superman, havia um personagem fictício de histórias em quadrinhos chamado Anjo Guerreiro (Warrior Angel) que inspiraria tanto Clark Kent quanto Lex Luthor, cada um de uma forma.

No âmbito carnavalesco, podemos pensar a fantasia de anjo/a/inho/inha como algo que remete à beleza, pureza e leveza… ou o desejo de ter para si algum destes atributos. Convenhamos também que é uma fantasia bem simples e asas ou auréolas podem ser opcionais ou improvisados de diversas formas.

Agora, procurando personagens de quadrinhos que possam sintetizar de alguma forma os quesitos angelicais, uma lista bem abrangente poderia reunir personagens com Angela, Zauriel, Vésper, Anjo (dos X-Men), Cisne de Prata, a Supergirl na fase do Peter David, Águia Dourada e se a gente for menos exigente na seleção, ainda dá pra incluir o Falcão e o Gavião Negro.

"Você cuida da minha retaguarda e eu cuido da sua!"
“Você cuida da minha retaguarda e eu cuido da sua!”

ANGELA

A personagem que surgiu na editora Image como anja caçadora de Spawns, mas talvez a saga mais importante em que teve participação foi aquela que se desenrolou nos tribunais entre Neil Gaiman e Todd McFarlane envolvendo direitos autorais… o que rendeu sua introdução no universo Marvel (posteriormente revelada como irmã esquecida de Thor) e também a salvação do personagem Miracleman que volta a ser publicado… (isso que é milagre!)

"Pelamordedeus, o prêmio é meu!
“Pelamordedeus, o prêmio é meu!

ZAURIEL

No universo DC, Zauriel era um anjo da guarda que ao longo dos anos protegeu inúmeras mulheres como Cleópatra, Mona Lisa e Joana D´arc até que se apaixonou por uma delas e abriu mão de sua imortalidade… ah, ele também tinha descoberto os planos malígnos de um outro anjo que queria fazer um serviço melhor do que Lúcifer… O importante mesmo é que foi criado por Grant Morrison e Mark Millar porque a DC não permitiu a utilização do Gavião Negro na época. #SoGeoffJohnsSalva

"Os sacrifícios que se fazem pela vitória..."
“Os sacrifícios que se fazem pela vitória…”

CISNE DE PRATA

Esta tem um visual angelical, mas é uma vilã ou três… Na sua primeira encarnação, era uma bailarina que faz um acordo com Ares para ter um rosto e corpo bonitos bastando que ela derrotasse a Mulher-Maravilha. No pós-crise, ela era uma outra mulher que nasceu desfigurada porque sua mãe foi de algumas forma exposta a testes nucleares… então, um homem a usou em algumas experiências que lhe deram beleza, asas e poderes sônicos… tudo muito prático e pra variar, ela lutou contra a Mulher-Maravilha para depois fazer as pazes com ela. Na sua terceira encarnação, ela foi Vanessa Kapatelis, uma amiga de longa data de Diana, mas que passou por maus bocados e foi manipulada por Circe para se tornar a nova Cisne de Prata que tinha um poder a mais, telepatia com aves… algo tipo Aquaman, mas em outro elemento (esse seria um casamento interessante).

O vencedor é…

Cisne de Prata… sim, uma vilã… porque quem vai pro carnaval (espera-se) que ao menos esteja ciente da “maldade” envolvida. O carnaval não é um bom lugar para inocentes… nem aquelas citadas pelo Cumpadi Washington…

O Samba-Enredo:

I’m Loving Angels Instead

Escrito por Fabiomesmo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s