Mês: março 2015

SplashPodVogueHead

SplashPod – S01 E07 – Mudanças de Uniformes dos Super-Heróis

Neste episódio comentamos sobre os uniformes dos personagens de quadrinhos e suas constantes evoluções no passado e no presente… ou seriam involuções? Ah, e se você acha que um episódio sobre uniformes não tem como ser legal, nós te desafiamos a ouvir esse e rever teus conceitos! MUITAS REVELAÇÕES NESSE PODCAST!

Anúncios
NDAavengers

Analisando a Nova Formação dos Vingadores

Mark Waid e Mahmud Asrar foram anunciados como a nova equipe criativa dos Totalmente Novos Totalmente Diferentes Heróis Mais Poderosos da Terra, os Vingadores. A formação da equipe, entretanto, é pouco ortodoxa para os padrões da indústria dos quadrinhos mainstream. Apostando e calcada na diversidade, o que essa nova formação dos Vingadores nos diz sobre o status atual da indústria dos comics norte-americanos?

The Chris Evans Blog 010212 (6)

[TOP 12] Super-Heróis Mais Sexies do Cinema (Em Gifs)

Sim! Depois de fazermos nossa lista de musos e musas dos quadrinhos e todo mundo ter curtido (pelo menos é o que dizem nossos acessos) chegou a vez de fazermos uma lista dos super-heróis mais sexies do cinema. Sim! Atores sem camisa! Em gifs! E tem ator que fez mais de um super-herói no cinema! E sobrou até pra um bichinho! Vamos lá?

Muitos gibis de super-heróis nas prateleiras da Braz Shop

O Mercado de Quadrinhos Pela Visão das Bancas

Entrevistamos dois donos de bancas (as bancas que costumo ir, claro) para nos contar um pouco sobre a visão do mercado de quadrinhos por parte de quem vende esse material todos os dias. O mercado de quadrinho está maior ou menor? Variedade também é sinônimo de aumento de vendas? Vamos falar sobre isso e mais um pouco.

HCA03

Impeach-Man: O Homem da Capa Amarela, de Luciano Braga e Péricles Ianuch (Entrevista)

Levando a sério nossa missão de apresentar a nossos mergulhadores quadrinhos independentes de qualidade, venho apresentar para vocês O Homem da Capa Amarela. Criação de Luciano Braga e Péricles Ianuch, a HQ conta como dois criadores de quadrinhos acabam se envolvendo com um suposto assassino de políticos corruptos, o tal Homem da Capa Amarela, o Impeach-Man.

Esse ano vimos que mais uma onda de protestos varreu o país, então esse tema está mais em voga do que nunca. Além disso, parece que, vem governo, vai governo, a corrupção nunca sai de moda.

Te vejo no inferno! Hasta la vista, baby

As 10 HQs Mais Bem-Avaliadas do Guia dos Quadrinhos

O Guia dos Quadrinhos, o maior banco de dados sobre publicações nacionais do Brasil, além de permitir o usuário catalogar sua coleção de gibis, também permite-o avaliar as revistas que leu. Dessa forma, nas guias laterais do site, existe um ranking das revistas mais colecionadas e, logo abaixo, das melhores avaliadas por seu público. Esses rankings são inconstantes e mudam de tempos em tempos, porém resolvi pegar uma amostra de hoje 21/03/15, às 22h, para trazer uma amostra das 10 HQs que o público brasileiro colecionador de quadrinhos considera as melhores edições já publicadas.

"Oi, Seu Civita, vamos jogar Monopoly?" "Ah, não você já ganhou e colocou todo o mercado de quadrinhos na prisão da distribuição!"

A Nova Revista da Marvel/Panini e os Fantasmas do Monopólio

Essa semana saiu a notícia confirmando o que as “solicitações” de pré-venda da Panini Comics já sugeriam: uma nova revista de 148 páginas vai ser lançada substituindo as revistas Homem de Ferro & Thor e Capitão América & Gavião Arqueiro. A revista se chamará Vingadores: Os Maiores Heróis da Terra e aparentemente no seu mix conterá Captain America, Hulk, Savage Hulk, Iron Man, Thor: God of Thunder, Loki: Agent of Asgard e Secret Avengers. As revistas Young Avengers e Hawkeye aparentemente serão concluídas nas publicações atuais. O atual momento econômico, o mix desta nova revista e a monopolização do mercado está trazendo o fantasma derrotista e pessimista de Natais passados mais pobres.

A Batgirl não usa o programa de milhagem da Smiles!

Relativizando a Polêmica da Capa da Batgirl

Essa semana saíram as solicitações da DC Comics pós-Convergence e o que deu o que falar não foi a variedade imensa de títulos comprovando que a DC que mudar sua imagem junto aos fãs de quadrinhos. Não, foi a capa variante do mês do Coringa que Rafael Albuquerque fez para a revista da Batgirl. A capa, como você pode conferir aqui, mostra o Coringa segurando a Batgirl com um sorriso sangrento no rosto. Uma imagem controversa, errada, sim, mas a questão é: deveria ser banida? Minha opinião: eu sou uma pessoa que defende os direitos humanos, sejam eles quais forem, quando uma vida é ameaçada, seja de forma direta ou indireta, ela deve ser defendida. Mas vem a pergunta: porque crucificar o artista quando a coisa é estampada na capa e quando a coisa fica nas entrelinhas, ninguém dá tanta bola? No caso, Alan Moore e Brian Bolland fizeram o Coringa estuprar Barbara Gordon, na revista A Piada Mortal, mas na época passou em bracas nuvens. Assim como o polêmico final, que sugere que o …

OVNopen

As diferenças entre fãs de super-heróis novos e antigos

Por mais que você diga que nós somos tomos todos iguais perante a lei desde a Revolução Francesa, a verdade é que não somos. Fãs antigos e fãs novos se comportam de maneiras diferentes. É mais ou menos a mesma comparação com pessoas jovens e pessoas velhas, claro, com algumas boas exceções, mas em essência, o que se vê aí pela internet é mais ou menos como descrito abaixo. E sim, é fácil identificar um fã novo de um antigo apenas pelo teor de seus comentários. ORIGENS: “Eu sou Groot!”: Fãs novos vieram na última onda de filmes da Marvel e da DC, eles adoram o Coringa, mas nada de flor que solta água ou botão de choque na mão, o Coringa é dark. Eles adoram os Guardiões da Galáxia, mas não sabem quem fez parte da equipe original dos Guardiões. E sim, eles confundem o que é da Marvel com o que é da DC. E adoram compartilhar o meme nerd mais batido de todos os tempos: “Quando meu filho crescer pode escolher a …

LASopen

A Última História dos Vingadores – The Last Avengers Story, de Peter David e Ariel Olivetti

The Last Avengers Story é um dos títulos deste selo de vida curtíssima (dois anos apenas). A minissérie, em duas edições, vinha em formato de luxo, com lombada quadrada, papel couchê de gramatura alta, capa com acetato no estilo Marvels e a arte pintada de Ariel Olivetti, a quem você deve conhecer da última série do Cable e de O Diário de Guerra do Justiceiro que saia na Marvel Action.

ConcursoLilGotham

Concurso Cultural: Pequena Gotham – PROMOSplash, by Punch Comics

Olá pessoal, uma nova promoção se anuncia no blog! Mas desta vez tem que participar! Não é só curtir o blog e compartilhar com os amigos. Também tem que responder à pergunta do nosso Concurso Cultural! “Se você fosse o Batman quando pequeno, o que faria?” é a pergunta e a resposta mais criativa ganhará um exemplar em capa dura de Batman: Pequena Gotham, de Dustin Nguyen e Derek Fridolfs. Você responde aqui mesmo neste post nos comentários do blog colocando, claro, seu e-mail para entrarmos em contato. Confere aí a sinopse do encadernado, fornecida pela Panini Comics: “A vida na cidade grande acaba de ficar ainda mais louca com essa divertida edição indicada para todas as idades, apresentando Batman e todos seus adoráveis aliados e adversários! A luta contra o crime e as risadas andam juntas em Gotham com Batman, Robin, Asa Noturna, Mulher-Gato, Senhor Frio, Pinguim, Coringa, Arlequina, Hera Venenosa e mais! Heroísmo honesto e justiça jubilosa esperam por você em BATMAN: PEQUENA GOTHAM, que reúne as edições 1-6 da série de Dustin Nguyen …

O logo que foi desenhado por uma tal Janet Jackson, que, aparentemente não é a cantora irmã do Michael.

Aquela vez em que os X-Men Combateram a Fome no Mundo Real

Era 1985. Eram tempos de “We Are The World”, a música que ficou famosa por reunir diversos artistas famosos dos anos 80 na ação USA for Africa, capitaneada por Michael e Janet Jackson. A intenção dessa ação musical era vender o single e reverter seus lucros para os famintos na África. A Marvel resolveu fazer o mesmo. Na verdade foi uma ideia que Jim Starlin e Berni Wrighston sugeriram para o então editor-chefe da Casa das Ideias, Jim Shooter. O editor logo recrutou Chris Claremont e Ann Nocenti para reunir diversos artistas dos quadrinhos para produzirem a HQ que ficou conhecida com Heroes for Hope – Starring The X-Men. A história era bem básica e segue aquela linha clichê da histórias de equipes de super-heróis em que um inimigo desconhecido está causando os piores pesadelos nos heróis do time. Começa com Rachel Summers dando um grito. Os X-Men acordam e vêem, na frente da Mansão X, uma Kitty cadavérica arrastando um carteiro no meio de um jardim morto. Logo que Kitty é colocada na enfermaria, …

SplashPodD6

SplashPod – S01 E06 – A Variedade de HQs nas Bancas

Olá, mergulhadores ! Nesse novo episódio, conversamos sobre a variedade dos quadrinhos nacionais e, além de Guilherme Smee, Fábiomesmo, Santiago Castro e Dudu Bandeira, contamos com a companhia de Pedro Bouça, editor da Juiz Dredd Megazine (Mythos Editora), e Artur Tavares, editor e sócio da HQM Editora e Nana Walker. Discutindo os lançamentos fora do eixo Marvel/DC, comentando particularidades e futuros lançamentos das editoras (envolvendo aí os selos Image/Valiant/2000 AD/Dark Horse e outros) no Brasil, tentamos traçar um retrospecto desse material do Brasil e uma previsão para o futuro. TRACKLIST (0:00:26) Apresentação dos participantes (0:01:18) Aumento da variedade de títulos e editoras no mercado brasileiro (0:08:40) Mix mensal: algumas opiniões (0:11:08) Continuidade (0:14:14) Um pouco da história da HQM Editora e The Walking Dead (em quadrinhos) no Brasil (0:21:45) O que ajuda vendas de quadrinhos, afinal ? (0:23:50) Um pouco mais de discussão sobre scans (especialmente Walking Dead) (0:27:20) O nascimento da Juiz Dredd Megazine e 2000 AD pela Mythos (0:37:45) Valiant no Brasil (0:39:01) Perspectivas para o futuro (0:46:16) MUITOS lançamentos futuros da HQM …

"Estou rezando por você..."

Vida + Significado = Magia. 10 Fatos Sobre Grant Morrison Que Talvez Você Não Saiba

Seguem aqui algumas anotações sobre a vida de Grant Morrison, que talvez você não saiba, encontradas no vídeo Falando com Deuses (Talking With Gods), do Grupo de Pesquisas Americano Sequart. O pai de Grant Morrison era a favor do desarmamento nuclear e tinha muito medo de uma Guerra Atômica. Nas HQs haviam pessoas que podiam deter as bombas nucleares, por isso o garoto Grant começou a gostar tanto deste tipo de arte. Algumas grandes influências de Grant Morrison: O Prisioneiro, Alesteir Crowley e 2001: Uma Odisséia no Espaço. Até os 19 anos não conhecia bebidas, garotas nem drogas. Só deixou de ser uma pessoa tímida e encabulada aos 30 anos. Ele tinha uma banda chamada: The Mixed. Quando Grant leu V de Vingança ele pensou “É isso que eu quero fazer. É assim que os quadrinhos devem ser.” Entretanto, quando escreveu uma história de Miracleman e a enviou para a editora, Alan Moore a vetou dizendo: “Não quero soar ameaçador como um mafioso, mas desista”. Essa história foi publicada este ano em Miracleman Annual #1, …

SplashPodD5

SplashPod – S01 E05 – SEXO! SEXO! SEXO nos Quadrinhos!

Olá mergulhadores ! Mais uma vez, mergulhamos profundamente (ui!) nos quadrinhos para discutir algo melhor que os próprios: sexo ! Nesse episódio, discutimos episódios de sexo nos quadrinhos, sejam eles eróticos, pornôs, de ação ou qualquer outro estilo ! Dudu Bandeira, Guilherme Smee, Fabiomesmo e Santiago Castro, acompanhados dos convidados especiais Annie O’Reilly, J.R. Weingartner Jr., e Mario Cesar Oliveira (http://www.masquemario.net/), comentam sexo nas hqs, em momentos marcantes ou não, bem construídos ou gratuitos, sempre com intervenções precisas do saudoso Alborghetti. (00:00:26) Abertura/Apresentação; (00:02:50) Monstro do Pântano de Moore e o pansexualismo na DC comics; (00:04:47) Outras obras sexuais de Alan Moore (e são muitas); (00:09:15) A sedução dos inocentes/Fredric Wertham; (00:15:42) Sexualidade e violência nos quadrinhos nos anos 80 e 90 – erros mais comuns; (00:19:00) Tina, Porra, Maurício e a Mulher-Hulk do Byrne; (00:25:26) Musas e cenas históricas de sexo (ou afins) nos quadrinhos: Hank Pym e Vespa/Angela e Spawn/ Superman e Big Barda/Kitty Pride e Colossus e outros; (00:40:14) Garth Ennis e suas HQs sexualmente polêmicas (sim, The Boys e Crossed); (00:51:18) …

In Brazil they dont say WTF! they say "Qualé a foda!", and I think this way is beautiful

A Mulher-Gato Bissexual e o Plano de Dominação Mundial LGBT (WTF?!?)

Quando me deparo com absurdos como o de que os movimentos LGBT estão tentando dominar a cultura mundial, eu não posso ficar de braços cruzados. Tenho que pelo menos escrever um texto comentando. Em primeiro lugar vamos falar do alvo de toda essa revolta: semana passada a DC Comics lançou, silenciosamente, sem fazer alarde na mídia sobre o assunto, a revista Catwoman#39, em que Selina Kyle, a Mulher-Gato, revela ser bissexual e dá um beijo na boca de Eiko, uma nova personagem, e tira toda sua roupa. Logo, a Mulher-Gato é, no mínimo, bissexual. Vamos fazer um exercício: quando você pensa numa personagem liberada sexualmente em quem você pensa? Quando você pensa numa fantasia de carnaval/halloween/festa a fantasia que seja muito sensual em quem você pensa? Quando juntamos o som “miau”, com som “splat” de um chicote, em quem você pensa? Se a resposta foi Mulher-Gato, me desculpe, você foi dominado cultural e mundialmente pelo movimento LGBT. Só que não, é obvio. Mas é isso que pensa o site Espada, da Igreja da Nova Ordem Mundial, …