História dos Quadrinhos, música, quadrinhos
Comentários 2

Aquela vez em que os X-Men Combateram a Fome no Mundo Real

Era 1985. Eram tempos de “We Are The World”, a música que ficou famosa por reunir diversos artistas famosos dos anos 80 na ação USA for Africa, capitaneada por Michael e Janet Jackson. A intenção dessa ação musical era vender o single e reverter seus lucros para os famintos na África.

Contracapa e capa de Heroes for Hope Starring The X-Men

Contracapa e capa de Heroes for Hope Starring The X-Men

A Marvel resolveu fazer o mesmo. Na verdade foi uma ideia que Jim Starlin e Berni Wrighston sugeriram para o então editor-chefe da Casa das Ideias, Jim Shooter. O editor logo recrutou Chris Claremont e Ann Nocenti para reunir diversos artistas dos quadrinhos para produzirem a HQ que ficou conhecida com Heroes for Hope – Starring The X-Men.

A história era bem básica e segue aquela linha clichê da histórias de equipes de super-heróis em que um inimigo desconhecido está causando os piores pesadelos nos heróis do time. Começa com Rachel Summers dando um grito. Os X-Men acordam e vêem, na frente da Mansão X, uma Kitty cadavérica arrastando um carteiro no meio de um jardim morto. Logo que Kitty é colocada na enfermaria, os X-Men começam a ter pesadelos: Colossus, Noturno, Wolverine, Fênix (Rachel Summers), tempestade, Magneto. A única que escapa ilesa é Vampira, pela natureza de seus poderes.

As páginas de Wolverine, escrita por harlan Ellison, desenhadas por Miller e finalizadas por Sienkiewicz

As páginas de Wolverine, escritas por Harlan Ellison, desenhadas por Miller e finalizadas por Sienkiewicz

Usando o cérebro, os mutantes descobrem a localização do seu inimigo: na África. Lá eles encontram um povo faminto que está recebendo donativos e o avião-cargueiro quase dilacera esse povo, se não fosse a ajuda dos X-Men, que também auxiliam na distribuição de mantimentos. Revoltada com a situação e sem saber onde está seu inimigo, Vampira decide absorver os poderes de seus colegas enquanto dormem e procurar o covil do vilão. Ela encontra um templo, no qual enfrenta uma criatura disforme, que acaba dominando o corpo de Vampira.

Sem saber que estava sendo seguida por Tempestade, a única de quem Vampira não havia absorvido os poderes, pois na época Ororo havia perdido-os, a mutante africana acaba enfrentando o vilão-Vampira, dando tempo para os X-Men se recuperarem do “toque” da mutante que absorve poderes. Todos enfrentam a Vampira transformada até que a tal entidade vilanesca vai embora. Com uma vitória de Pirro, os X-Men refletem da seguinte forma:

O logo que foi desenhado por uma tal Janet Jackson, que, aparentemente não é a cantora irmã do Michael.

O logo que foi desenhado por uma tal Janet Jackson, que, aparentemente não é a cantora irmã do Michael.

VAMPIRA: “É uma vitória sem significado! Vocês não veem? A entidade rouba vidas! Nada mudou!”

TEMPESTADE: “Talvez. Meus ancestrais vieram deste lugar – a raça humana, pode-se dizer, nasceu aqui. Talvez a entidade seja o mutante primitivo supremo – que evoluiu junto com a humanidade, mas num plano de existência mais psíquico do que físico. Considere-o como um verme, um sanguessuga, que vive do sofrimento humano. Quanto maior nossa miséria, melhor a sua refeição”.

RACHEL SUMMERS: “Eu… senti isso, Ororo, a entidade existe por tanto tempo quanto a raça humana… e continuará a existir, por causa da própria natureza da humanidade, a escuridão que parece estar em todas nossas almas”.

Ou seja, a tal entidade era a própria FOME. Entretanto, essa ação da Marvel gerou uma controvérsia. Os lucros gerados pela revista não foram entregues para a Oxfam – empresa também administrada pela família Jackson – pois a empresa se recusou a receber os donativos. O representante da Oxfam achou o quadrinho “racista, sexista e repreensível” particularmente no que tange às mulheres, especialmente Tempestade, que tem herança africana. Os donativos foram, então para a American Friends Service Comitee, que recebeu um cheque de mais de 500 mil dólares.

A lista dos artistas envolvidos

A lista completa dos artistas envolvidos

Segue uma lista dos principais artistas envolvidos na produção de Heroes for Hope: Stan Lee, John Romita Jr., John Buscema, Klaus Janson, Brent Anderson, Joe Sinott, Louise Simonson, John Byrne, Terry Austin, Stephen King, Berni Wrighston, Bill Mantlo, Charles Vess, Alan Moore, Richard Corben, Ann Nocenti, Mike Kaluta, Harlan Ellison, Frank Miller, Bill Sienkiewicz, Chris Claremont, Brian Bolland, Jo Duffy, John Bolton, Mike Baron, Steve Rude, Denny O’Neil, Brett Blevins, Sal Buscema, Herb Trimpe, Bruce Jones, Steve Englehart, Paul Gulacy, Jim Shooter, Alan Weiss, Mike Grell, Butch Guice, Steve Leialoha, Achie Goodwin, Howard Chaykin, Walter Simonson, P. Craig Russell.

Apenas.

Fiquem agora com IARNUOU:

Anúncios

2 comentários

    • guilhermesmee diz

      É, Lucas! Mas tem uma edição da DC Comics do Superman e Batman contra a fome e o Lex Luthor, mais ou menos da mesma época. Acho que se chama Heroes Against Hunger! 😉 Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s