10 Motivos, Teoria dos Quadrinhos
Comentários 3

Expressões Estrangeiras dos Quadrinhos Que Você Precisa Conhecer

As personagens mais famosas no selo de Joe Madureira pela Image, o Cliffhanger. Entre elas está a Danger Girl, de J. Scott Campbell.

As personagens mais famosas no selo de Joe Madureira pela Image, o Cliffhanger. Entre elas está a Danger Girl, de J. Scott Campbell.

Essa é para a ajudar os leitores que são newbies – ou melhor, novatos – no mundo dos quadrinhos. Mas claro, deve existir muito sabichão que não se ligou em uma ou outra expressão usadas quando se discute quadrinhos, principalmente os americanos e de editoras grandonas. Bem, vamos lá:

[EDIT] Adicionadas mais duas expressões: Grim’n’Gritty e Retcon

Cliffhanger – Quando acabamos uma revista ou ficamos com vontade de virar aquela página empolgados para saber o que acontece a seguir é o efeito do cliffhanger, ou seja, do gancho, no bom português. Cliffhanger também foi o nome de um selo da Image comandado pelo Joe Madureira, de onde saiu a minissérie Battle Chasers.

Crossover – Isso é o que a maioria dos fãs gosta. Pelo menos no começo. É o encontro de heróis, quando um cruza uma linha imaginária no universo do outro. Sejam personagens da mesma editora, ou de editoras diferentes. Um crossover que foi muito famoso nos anos 90 foi o Marvel versus DC/DC versus Marvel (escolha sua preferência), em que os leitores poderiam votar em qual herói venceria cada luta principal.

O crossover entre a Marvel e a DC nos anos 90, mexeu com a cabeça e bolsos dos fãs de super-heróis.

O crossover entre a Marvel e a DC nos anos 90, mexeu com a cabeça e bolsos dos fãs de super-heróis.

Fandom – Foi uma expressão cunhada nos anos 80, para definir o domínio dos fãs. A expressão vem de fan + kingdom (aficionados + reino). É comum ouvir expressões como “a reação do fandom foi exagerada”, essa é uma forma de pasteurizar e massificar todo o público de quadrinhos. O fandom é geralmente o público alvo de uma Comic Con, ou seja, uma Convenção de Quadrinhos.

Grim’n’Gritty – Durante os anos 80, surgiram obras cânones como Batman – O Cavaleiro das Trevas, de Frank Miller, e Watchmen, de Alan Moore e Dave Gibbons, mas as pessoas, as editoras e os escribas entenderam errado a existência do Batman radical e do Rorschach paranoico da Guerra Fria. Logo, todas as revistas e capas de revistas traziam heróis sem limites, sanguinários e sanguinolentos, rangendo os dentes, portando armas maiores que podiam carregar em histórias sombrias, pesadas e nada agradáveis de se ler. Essas eram as histórias cruéis e raivosas, uma tradução ao pé da letra de Grim’n’Gritty.

One Shot – One Shot é aquela edição única com uma história fechada e que não se relaciona com nenhum título em específico para entendê-la. Mas ela pode muito bem ser um abre-alas de uma megassaga, por exemplo.

San Digeo Comic Con: A maior do mundo!

San Digeo Comic Con: A maior do mundo!

Retcon (Retroactive Continuity) – Vamos começar com um termo em português: Continuidade. Continuidade é o nome que se dá à passagem do tempo nas revistas de super-heróis, do famoso continua na próxima edição. Acontece que na DC Comics e nas revistas do Homem-Aranha a continuidade não segue bem a regrado tempo. De qualquer forma Continuidade Retroativa é quando os escritores trazem a público uma história que se passa anos atrás e tem reflexos nos dias de hoje. Geralmente é algum segredo esquecido dos heróis como na minissérie de DC Comics, Crise de Identidade, e na saga dos X-Men, Gênese Mortal.

Run – Poderíamos traduzir run como “fase”. A fase do Bendis no Demolidor, mas é mais que isso é tipo “but more, much more than this, I did it my way”, e nesse caso, a palavra way pode significar caminho ou jeito. Se fosse no Brasil seria “o jeitinho brasileiro de fazer quadrinhos”, o jeitinho que o Bendis deu a sua carinha ali pro Homem Sem Medo. Run, a corrida, o caminho, o jeito, o jeitinho, a passagem. E nenhum dos personagens de quadrinhos pode dizer “I was born this run, baby”.

Spinoff – Se uma série faz muito sucesso, logo existe um spinoff, ou seja, uma espécie de extensão da revista. Acredite se quiser, os títulos Batman e Superman são spinoffs dos títulos Detective Comics e Action Comics. Assim como Nightwing, Robin, Batgirl, Gotham Central são spinoff do título Batman.

A fase de Brian Michael Bendis no Demolidor foi elogiada pelos fãs e bem recebida pela crítica.

A fase de Brian Michael Bendis no Demolidor foi elogiada pelos fãs e bem recebida pela crítica.

Splash Page – Geralmente é o quadrinho de página inteira, uma vez era a página principal da história ou da revista em que apresentava o conflito da edição. Com o tempo, passou a aparecer em todos os cantos das revistas, sempre em uma página ou duas páginas inteiras mostrando acontecimentos marcantes da revista. Você pode ler algo mais completo sobre Splash Pages aqui.

Summer Event – Nos EUA as férias são em julho, então nessa época eles costumam programar todas as coisas importantes no mercado cultural, como os filmes blockbusters (arrasa-quarteirão) e os summer events, ou os eventos de verão, que são geralmente os inícios das megassagas, que duram em média, seis meses. Também é por volta dessa época que acontece a maior convenção de quadrinhos do mundo, a San Diego Comic Con, geralmente em agosto;

Deixa que digam, que pensem, que falem..

Deixa que digam, que pensem, que falem..

Tie-In – É aquela edição que é ligada na outra que é ligada na outra que é ligada na outra e a editora grandona geralmente te faz de trouxa tendo de comprar todas as edições para poder entender o tal Summer Event. Tie-In quer dizer “amarrado em”, e é realmente como a gente fica pra entender tudo.

TPB (Trade Paperback) – Já ouviu aquela música dos Beatles, Paperback Writer? (ouça aí embaixo!). Ela fala sobre o desejo de um escritor em escrever livros populares, esses que se compra baratinho em qualquer lugar (cof, cof… L&PM Pocket! Cof,cof…). Trade Paperback é uma reunião de revistas que já foram publicadas em um encadernado, mas um pouco melhor do que o nosso “encalhernado”, que é apenas um recorta e cola das revistas. O TPB tem um acabamento melhor e geralmente extras e editorias.

Faltou alguma expressão estrangeira dos quadrinhos? É óbvio que sim! Conta pra nós! Deixe seu comentário e eu vou adicionando aqui!

Anúncios

3 comentários

  1. Pingback: Os 25 Posts Mais Populares do Blog Splash Pages | Splash Pages

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s