10 Motivos Para Respeitar Brian K. Vaughan

Alô, garotrada, o Brian chegou, trazendo pontas soltas pra você e o vovô!
Querer é Poder!
Querer é Poder!

Ele começou timidamente, numa história do Cable, após ter passado um tempo sob tutoria de Stan Lee, no projeto StanHattan, que pegava estudantes de roteiro de Nova Iorque e os transformava em escritores da Marvel. Então ele escreveu as minisséries do Câmara e do Ciclope, mas só foi ganhar notoriedade mesmo com as séries da Mística e a série de sua autoria, Fugitivos, ambas para o falecido selo Tsunami da Marvel. Hoje ele escreve a multipremiada série SAGA, com Fiona Staples, que vem arrebatando mais e mais leitores a cada dia que passa. Vamos conhecer um pouco mais do estilo do BKV e entender as razões que, se você ainda não leu nada deles, está perdendo muito, playboy.

“PERA, MAS ISSO TAMBÉM EXISTE NESSA HQ?”: Foi essa a reação que a minha amiga Annie teve ao ler Saga. Não sei exatamente ao que ela se referia, mas ela descreveu a sensação como de você dar um sorriso a cada página tamanha a invencionice e ousadia. Por exemplo, em Saga, temos uma espécie de “Planeta dos Prazeres”, no qual todos os prazeres sexuais das pessoas são realizados. Em Y – O Último Homem, o protagonista aparece num nu frontal numa Splash Page, apenas para citar as coisas mais de cair o queixo. Colocar homens em situações de perigo são um clássico de BKV, que geralmente escreve…

Yorick e Ampersand: mergulhados em um oceano de estrogênio.
Yorick e Ampersand: mergulhados em um oceano de estrogênio.

HOMENS FRÁGEIS E CATIVANTES: Talvez frágeis não seja bem a definição, mas, de repente a  palavra confusos se encaixe melhor. Isso acontece com Yorick, em Y, com Richard Hundred em Ex Machina e Marko, em Saga. Meu amigo Carlos disse que isso nada mais é do que um reflexo da nossa geração, que é a Geração Y (quietos, Millennials!) e também é a geração do Brian. Ele já falou muitas vezes que se inpira nele mesmo para compor seus personagens masculinos, principalmente no caso de Yorick Brown. Talvez, por isso gere tanta identificação. Por outro lado, ele é exímio em compor…

"Isso é por você deixar seu filho andar por aí com camiseta do Justiceiro!"
“Isso é por você deixar seu filho andar por aí com camiseta do Justiceiro!”

MULHERES FORTES: Desde Mística têm sido assim. Mas que tal em Y, em que Yorick é o ùltimo Homem da Terra e Brian tem que trabalhar um planeta inteiro só de mulheres? Muitos escritores falhariam nessa missão de retratar bem mulheres, mas BKV compreende que não existe diferença e que elas são tão diversas como a humanidade. E sim, são umas badass f@d@n@s como a Alana, de Saga ou a Molly Hayes, dos Fugitivos. Sinais da sua criatividade, afinal ele é o rei das…

PREMISSAS INSTIGANTES: Existe um exercício de escrita criativa, que é muito parecido com a revista What If?. Você precisa imaginar “O que aconteceria se…”. Isso BKV faz muito bem. O que aconteceria se você fosse o último ser humano macho da Terra? O que aconteceria se um super-herói impedisse a queda da segunda torre no 11 de setembro? O que aconteceria se uma turma de amigos descobrisse que seus pais são supervilões? Essas são as premissas respectivamente de Y – O Último Homem, Ex Machina e Fugitivos. Todos criação dele. Mas não basta apenas instigar o leitor, é preciso segurá-lo. E isso Brian faz com…

Alô, garotrada, o Brian chegou, trazendo pontas soltas pra você e o vovô!
Alô, garotrada, o Brian chegou, trazendo pontas soltas pra você e o vovô!

CLIFFHANGERS: Numa tradução ao pé da letra seria algo como “nós soltos”, ou seja, são as pontas soltas dentro de uma história, seja como subtrama ou no final de uma história. As histórias do BKV são que nem os salgadinhos da Elma Chips. Sabe o slogan deles? “É impossível comer só um”. As HQs dele são assim. É impossível ler só uma sem ficar com um pingo d’ouro de curiosidade em saber o que acontece depois. Esse dom em criar e desenvolver pontas soltas garantiu a Brian um lugar como coordenador de roteiro da série…

Séries acabam. Quadrinhos - teoricamente - não.
Séries acabam. Quadrinhos – teoricamente – não.

LOST: Brian K. Vaughan entrou na série a partir da terceira temporada. O público costuma dizer que, a partir dali a série deu uma engrenada, por que, vamos combinar não tem nada mais cliffhangesrco do que a série Lost. Só não culpem o BKV pelo final da série. Isso é coisa do Damon Lindelof, com certeza. Brian também trabalhou na adaptação do livro Sob a Redoma, de Stephen King, que se tornou a série Under The Dome. Outra melhoria em Lost foram os diálogos, já que Brian tem mania de produzir…

Doctor, Who?
Doctor, Who?

DIÁLOGOS ESPERTINHOS: Sou capaz de citar vários diálogos do BKV pra vocês, mas acho que ninguém ia entende-los fora do contexto. São piadas com a história mesmo. Diferente dos diálogos edificantes de Gaiman, dos verborrágicos de um Christos Gage, dos rapidinhos do Bendis ou dos repetitivos de um Stan Lee, os diálogos do BKV são da zuera. E é uma piada consigo mesmo, como se ele estivesse zoando com o que ele acabou de escrever. Autoironia, nós te amamos. E como ter mais ironia do que heróis que se espelham nos seus…

Dino da Silva Sauro
Dino da Silva Sauro

PETS: Disse a Annie que o Vaughan cria pets que nós gostaríamos de ter. Isso é verdade, mas também é muito porque espelham seus donos. Pode sem um reflexo distorcido, é claro, mas ainda assim, um reflexo. Ou uma reflexão. Desde o mais óbvio, Ampersand, o macaco capuchinho de Yorick Brown; passando por Alfazema, a dinossaura velociraptor da Gert e do Chase em Fugitivos e chegando no Gato da Mentira, d’O Querer, que detecta mentiras no ar como a harpa naquele espisódio de Ducktales: “Está mentindo, tindo, tindoooo…” E por falar em O Querer, Brian faz magia com…

NOMES PRÓPRIOS: O que é uma rosa, senão o nome que dão para ela? Quando você dá um nome próprio para alguma coisa, você põe um encantamento nela, ela passa a ser sua. Talvez por isso apelidos mexam tanto com as pessoas. Isso, de certa forma é magia. Brian faz isso muito bem. Sabe o que é Ampersand? Não? É isso: (&). Todos os codinomes dos Fugitivos são uma referência a algo: Irmã Grimm, Lucy in the Sky, Arsênico & Alfazema… Em Saga temos O Querer, A Espreita… Bela magia, senhor BKV!

Bem, agora me deu vontade de ler mais Brian K. Vaughan. Espero que a Devir se esperte e lance mais seguido os volumes de Saga.

Anúncios

22 Comments

  1. O que dizer? Na minha opinião, só pelo volume 1 de Fugitivos, BKV já está entre os melhores escritores de HQs. Considerando as suas demais obras, então, seu brilhantismo somente se confirma! Muito acima da média!

    Curtir

  2. Vou falar uma coisa…. eu NUNCA li nada ruim escrito por ele.
    Sério, tento achar defeito, alguma coisa ruim, mas o cara é acima da média escrevendo em vários gêneros.

    Nunca tinha me interessados por Fugitivos, por exemplo (adolescentes filhos de vilões, desenhos bem mais ou menos…., não obrigado mas…) até que mês passado me dei conta que era ele o autor e… porra Xuxu !
    Li as 3 “temporadas” (tá, ele só escreve até quase o fim do V.2) em 2 ou 3 dias e queria mais !

    Curtir

    1. Ele emprega um carisma para os personagens que poucos autores da nova geração conseguem. Acho que ele é o “caracterizador supremo” dessa geração anos 2000-2010. mas eu sou suspeito…

      Curtir

  3. Eu não o conhecia, e se conhecia não tinha associado o nome a obra, mas agora fiquei motivado a peneirar minhas coleções e scanlators. Valeu mesmo

    Curtir

  4. Cara, o Brian tem uma narrativa que é fácil de acompanhar, tudo que ele escreve tem um essência mágica. Aliás o site não tem disponibilidade do Disqus?

    Curtir

    1. É verdade, Josh! Quanto ao Disqus, infelizmente, não. Pelo menos no plano que eu tenho do WordPress que é o gratuito. (ainda não lucro nada com o site. AINDA!) Abs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s