Seria a Marvel Democrata e a DC Republicana? Está Na Hora de Rever Esse Conceito.

Se olhássemos o histórico das duas editoras, poderíamos dizer que sim. Mas o que o CEO da Marvel está fazendo doando dinheiro para a campanha de Donald Trump?

Caso você viva em outro mundo ou não se importe com este, deve saber que nossa maior potência capitalista, os Estados Unidos, possui um sistema de governo bipartidarista, que se alterna. Claro, existem outros partidos menores nos EUA, mas sua representatividade é irrisória. O partido democrata está alinhado ao liberalismo e o partido republicano está alinhado ao conservadorismo, apenas para resumir bastante. Kennedy, Clinton e Obama são representantes do partido democrata. Bush Pai, Bush Filho, Reagan, Nixon são exemplos de presidentes republicanos.

TRUobama
Barack Obama x John McCain

Os democratas costumam ser contra as guerras, apoiar a natureza, defender os imigrantes e as minoriass raciais. Os republicanos costumam apoiar o lobby da guerra, ser a favor de armas de fogo, ser contra gays, imigrantes e negros. Dito isso, vale citar que a DC Comics até os 70 não tinha nenhum personagem negro importante em suas páginas. Enquanto isso, na Marvel, as publicações representavam as massas nas mais diferentes raças, além de terem personagens negros proeminentes como a família de Robbie Robertson, o editor do Clarim Diário, jornal em que Peter Parker, o Homem-Aranha trabalha.

TRUrobbie
O editor Robbie Robertson: personagem negro pioneiro nas HQs.

Mais recentemente, a DC Comics convidou para escrever as histórias do Superman, Orson Scott-Card, um autor famoso por seus movimentos contra o casamento gay. Na Marvel, através da editora Sana Amanat e da escritora G. Willow Wilson foi criada a personagem Kamala Khan, a nova Miss Marvel, uma personagem filha de paquistaneses e muçulmana. Além disso, é fácil de notar através de posicionamento de autores, políticas da empresa e valores que as histórias dos super-heróis passam, um pouco do alinhamento político das empresas.

Durante o evento Os Novos 52, a DC Comics foi muito criticada pela inciativa mostrar um grande vazio de criadoras mulheres em seus títulos. Mais recentemente o cancelamento da revista Sensation Comics Featuring Wonder Woman foi motivo de discussão na DC Comics quando a revista foi cancelada. Tudo começou com uma história em que a Mulher-Maravilha preside um casamento do mesmo sexo. Isso causou muita comoção entre os fãs – e os macacos de auditório. Além disso, em declarações em eu tumblr, a autora Alex DeCampi saiu em defesa da revista dizendo que um dos editores da DC Digital gostava de abusar das mulheres que trabalham para a editora e que isso teria causado o fim da revista.

TRUcampi
A igualdade dos sexos na Mulher-Maravilha de Alex DeCampi.

Já pelo lado da Marvel, a editora chegou a apoiar o candidato democrata Steve Colbert durante as eleições fictícias para prefeito em Nova York contra o candidato obviamente republicanamente fictício J. Jonah Jameson, dono do Clarim Diário. Muitas vezes nas histórias da linha Ultimate, o ex-presidente republicano, George W. Bush era mostrado como um idiota que não sabia conduzir o país dos yankees. Em uma cena de X-Men Ultimate, Magneto ataca a Casa Branca e deixa Bush nu em frente à cadeia nacional de televisão. Já na DC, enquanto Bush era eleito pela primeira vez, o presidente no Universo da Lendas era o supervilão Lex Luthor.

Mas uma notícia desta semana mudou um pouco essas suposições sobre as duas editoras, pelo menos a Marvel e foi reportada no blog da escritora G. Willow Wilson, uma das criadoras da nova Miss Marvel. Wilson conta que o CEO da Marvel, Ike Perlmutter, doou 1 milhão de dólares para a campanha do milionário Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos. Para quem não conhece, Trump é o principal candidato republicano para a eleição à presidência americana em 2016. Dono de várias empreiteiras, Donald Trump apresentou por vários anos o reality show O Aprediz (The Apprendice), em que desconhecidos precisam gerir um negócio. Porém, as ideias de Trump vão muito além do conservadorismo dos republicanos. Trump é chauvinista com a mulheres tendo declarado que uma candidata à presidência republicana estava menstruada quando discutiu com ele em um debate pela televisão. Trump chegou a sugerir que os muçulmanos fossem impedidos de entrar nos Estados Unidos após os ataques à casa de shows Bataclan em Paris em 2015, entre outras declarações polêmicas. “Temos de construir um muro”, ele chegou a dizer.

TRUcapa
Miss Marvel x Donald Trump? Ou seriam aliados?

Para Wilson, esse ato do CEO rompe com uma lógica de anos da Casa das Ideias, seja a doação feita com os fundo de Ike ou da Marvel, pois Wilson diz que acaba produzindo uma dicotomia que lança mais questões do que respostas. O administrador de uma companhia que apoia um conservador ao mesmo tempo em que apoia a diversidade em suas fileiras é, realmente, um sinal de que a democracia funciona e é saudável.  Destaco ainda a seguinte citação da autora:

“As pessoas sabem que no mundo de hoje, nós votamos muito mais com nossos dólares do que com nossas urnas. Nós nãos queremos que as coisas que consumimos e gostamos apoiem ao preconceito e a injustiça.  A possiblidade real de Trump se tornar presidente aterroriza aqueles que preferem não viver em uma autocracia distópica, e por razões óbvias, a ideia de que o CEO da Marvel apoia Trump, acaba preocupando milhares de leitores. Um boicote ainda que frustrante aos quadrinhos que você ama não vai tirar um centavo do bolso de Pearlmutter, muito menos do de Trump. Entretanto, isso vai MATAR os quadrinhos”.

TRUwillow
A escritora G. Willow Wilson e uma pequena fã em cosplay da Miss Marvel.

É interessante se preparar para que a indústria do entretenimento acabe apoiando a guerra. Temos de nos questionar as intenções dessa doação porque, de certa forma, os filmes da Marvel possuem Guerra no nome: Guerra Civil, Guerra INFINITA. Não podemos fechar os olhos para o fato de que durante a Segunda Guerra Mundial os quadrinhos vendiam 2 milhões de exemplares por mês – só que em outra editora, a Fawcett, do Shazam!. A guerra é boa para os cofres da Marvel, da DC e dos quadrinhos de heróis em geral. É boa para Trump. Porém, não é boa para a população. Inclusive a Associação de Veteranos do Iraque e do Afeganistão está retirando o apoio a Trump porque conhecem na pele os horrores da guerra, e não querem que uma ser repita no seu jardim. A Marvel é democrata e a DC é republicana? Bem, como tudo no mundo ultimamente, parece que está na hora de revermos nossos conceitos. E o seu conceito qual é? Vale a pena botar a mão no fogo por uma empresa ou um político?


 

Agradeço ao amigo Gustavo Monlevad por levantar a discussão.

Anúncios

30 Comments

  1. Interessante sua analise. Como fãn imcondicional da DC concodo que historicamente ela sempre foi mais tradicional do que a Marvel,mas existem vários casos em que as hqs da DC apresentam direcionamentos mais liberalista, das quais poderiamos discusar por horas. Por essência a editora nunca esteve afiliada a um lado político, sendo isso muito mais fruto do autor a frente do titulo, o que é mais comum na Marvel do que na DC.A própria iniciativa DCYOU tem como objetivo se atentar a representatividade de minorias, vinde o ótimo titulo do meia noite, do ciborg, entre outros. Antes mesmo de Miss Marvel a Dc já tinha a preocupação com personagens mulçumanos, como o lanterna verde Simon Baz criado pelo Geoff Jonhs. Enfim, no final a DC não têm um posicionamento explicito.

    Curtir

  2. O engraçado é que a dc tem, ou tinha antes dos novos 52, um personagem explicitamente liberal, no sentido americano, que era o arqueiro verde enquanto a marvel é inha um republicano, o homem de ferro.

    Curtir

    1. Amigo, o Homem de Ferro nunca foi explicitamente republicano. Tanto é que quando ele foi perguntado sobre isso, na época que ele teve de se tornar Secretário de Defesa dos EUA, ele disse que preferiria não responder para não “perder o emprego”, sendo que na época o “empregador” dele era o Bush.

      Curtir

  3. Artigo tendencioso que deprecia completamente a DC. Sugiro que vá estudar um pouco mais sobre a história da DC Comics para não bostejar na internet, marvete.

    Curtir

    1. Quem está bostejando é tu. Não usei nenhum xingamento e nenhuma ofensa para escrever o texto. Mas, né, cada um tem seu conceito… Abs bostejados!

      Curtir

  4. Guilherme, gostei muito da sua análise.
    Pouco tempo atrás, na época dos Novos 52, o título da Batwoman (excelente, por sinal!!) teve a sua equipe criativa trocada bem no meio do run, porque os autores e a editora discordaram quanto a possibilidade de casamento entre duas mulheres (pra quem não sabe, a personagem protagonista é lésbica e namora outra personagem feminina com relevância na editora).
    A DC é bem mais conservadora do que a Marvel e isso não tem a ver com criar um personagem feminina, homossexual, muçulmano ou negra, mas sim, dar destaque a ele, de modo que ele seja relevante.
    Negar isso pra “defender a honra” da DC Comics, é ser ignorante a história da empresa.
    A Marvel também não é boazinha, suas iniciativas de inclusão tem um viés mercadológico também. Mesmo assim, continuo preferindo a representatividade, mesmo que tenha um intuito comercial. A DC YOU é uma iniciativa da DC para tentar ganhar mais popularidade (recuperar mercado) nessa onda de diversidade.
    Excelente texto!

    Curtir

    1. É verdade Victor. A verdade é que nenhuma editora é boazinha e que todas elas estão mais interessadas na nossa grana acima de tudo. E aí é que a comparação com os políticos se faz mister, porque o único interesse dele é a nossa grana, não um mundo mais justo. Não tem heróis nem vilões, só empresas arrancando todos nossos centavos com personagens simpáticos. Por isso que não vale a pena defender nenhua com unhas e dentes. já escrevi muitos artigos falando bem e mal tanto da DC quanto da Marvel. Essa é apenas uma visão e um viés. De qualquer forma, obrigado pelos elogios! Abraços!

      Curtir

  5. Errado, a DC sempre foi Democrata fazendo analogia a política, prova disso é que a Marvel usa presidentes reais em suas histórias e a DC durante o mandato de Bush filho colocou nada mais nada menos que Lex Luthor como presidente dos EUA e usando isso como critica ao presidente na época.

    Curtir

    1. Esse é um ponto. Mas o que está sendo discutido aqui é a doação do CEO da Marvel ao Trump. Essa é a raison d’être do artigo, não se Marvel é isso ou DC é aquilo. Como sabemos, temos na DC um Gavião negro (republicano) e um Arqueiro Verde (democrata) e na Marvel, Homem de Ferro e Capitão América, respectivamente. Então, dando trato às bolas, dá tudo na mesma coisa: todos defendem os Estados Unidos e tão se lixando pra nós, brasileiros, que defendem uma ou outra com garras e dentes. Abs!

      Curtir

  6. Gosto da maneira que o autor traz essas discussões para nós leitores. Dizer que é “ataque gratuito” a essa ou aquela editora é babaquice.
    Sobre o tema: penso que os quadrinhos muitas vezes refletem o período em que um país vive. É engraçado, mas querendo ou não, a política tudo pode influenciar, você gostando ou não dela.
    Se isso é bom ou ruim, só você como leitor vai poder dizer.
    Acho que a discussão (ou trazer o tema, apenas) é muito válido, principalmente se nos atentarmos que estamos vendo o que as editoras querem que a gente veja.
    Abraço.

    Curtir

    1. Valeu, Zeka! Histórias sempre são uma janela, mas nem sempre no sentido de portal, às vezes podem ser no sentido de recorte, e é aí que mora o perigo. Abraços!

      Curtir

  7. “Os republicanos costumam apoiar o lobby da guerra, ser a favor de armas de fogo, ser contra gays, imigrantes e negros.”

    ???????????????????????????????????????????????????????????

    Curtir

  8. Acho muito complicado julgar todo o posicionamento de uma empresa com décadas de existência por causa de uma atitude (política pessoal) do presidente…

    Curtir

    1. Bem, tudo é colocado na balança. De um lçado uma pena e do outro um corção. E Seth julgará se a Marvel deverá ficar no Reino dos Mortos ou renascer, cumprindo o ciclo da Barca de Hórus. Abs!

      Curtir

  9. É o pior artigo que já li, de da vergonha alheia, não tem nem o que perder tempo argumentando, é simplesmente dizer: senta e chora pq 2016 os Republicanos voltam governar a América.

    Curtir

  10. As empresas não deveriam ter posicionamento político em minha opinião, está um saco ler quadrinhos no momento, uma coisa é representatividade, representar quantitativamente as etnias nas hqs, isso é bom, agora tornar HQs em planfletos político-sociais realmente não da, sabe existem pessoas que sequer gostam de política, que estão neutras nessa idelogia, esse pessoal procura um entretenimento livre desse tipo de coisa, e os quadrinhos seriam uma boa opção, mas está impossível ler um quadrinho sem que haja a tentativa de uma doutrinação ideologica.

    Curtir

    1. Ah, é possível si! Sempre existem os quadrinhos rasos. Dá pra ler Chuck Austen, Rob Liefeld, Howard Mackie, e mais um monte que não tem posicionamento nenhum e nem moral da história. Tu quase não entende nada, mas é diversão pura! Principalmente pra quem faz! Abs!

      Curtir

  11. Cara, numa boa, não sei de onde tiraram que o Tony Stark é explicitamente republicano, numa boa, ou vocês não leem HQs do HdF mesmo ! Se ele deixa claro que ele não vai falar a sua preferência política no último arco do volume 3 de Invincible Iron Man antes da Queda justamente porque na época ele “trabalhava” para o Bush como Secretário de Segurança, para não ser “demitido” pelo mesmo, para poder recuperar as patentes que o próprio governo “roubou” dele!! Vocês acham que só porque ele tem uma companhia bilionária e tal, ele é eminentemente republicano? Muito simplista essa análise, heim!

    Curtir

    1. Ué, no texto nem é citado o Homem de Ferro. Só usei ele como exemplo de ideologia que difere do libertarianismo do Capitão. mas isso foi nos comentários, não foi nem na análise. Beleza? Abs!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s