Vício Pela Adrenalina. Coleção Marvel Terror: A Tumba de Drácula, de Marv Wolfman, Gene Colan e Tom Palmer

Escrito por Marv Wolfman e desenhado por Gene Colan e Tom Palmer em quase toda a extensão do título que durou de 1972 a 1979 em sua primeira fase, a Tumba de Drácula não deixa nada a dever para os filmes clássicos de monstros da Universal. Com o afrouxamento do Código dos Quadrinhos nos anos 70, a Marvel viu ali uma oportunidade de publicar aventuras estrelando criaturas sobrenaturais. Surgiram então os títulos The Monster of Frankenstein, Werewolf by Night e Tomb of Dracula.

DRAcapa
O que será que a Draculaura pensa disso?

Apesar de o título ter Drácula no nome, o príncipe dos vampiros, aqui, não é o herói. Nem o anti-herói. Ele é o antagonista. Os heróis são um grupo de caçadores de vampiros liderados por Frank Drake – um descendente de Vald Drake, o Drácula – , Rachel Van Helsing – descendente do renomado caçador de monstros – e Quincy Harker, filho de Mina Harker, agora dependente de uma cadeira de rodas. Lá pelas tantas, nas histórias de Drácula surge outro renomado caçador de vampiro: Blade, o Caçador de Vampiros, que ganhou três filmes estrelados por Wesley Snipes. Isso aconteceu em 1999 e o filme saiu pela 20th Century Fox e pela Marvel. Não fosse pelos filmes de Blade, os super-heróis nunca poderiam ter sido tão bem sucedidos  nos cinemas.

DRAblade
Wesley Dentução

O que mais me atrai nas histórias de Tumba de Drácula não é apenas o clima de horror, mas dos narradores – tanto o argumentista Wolfman, como o desenhista Gene Colan e o finalista Tom Palmer (um dos muitos finalista que a série toda, mas este é tido como o definitivo) – nos fazerem embarcar numa aventura pela Europa e pelo mundo ao lado de Drácula e seus algozes.

DRAwolf
Vira vira homem, vira vira, vira vira lobisomem.

No último volume que li – o volume 3 da Coleção Marvel Terror: A Tumba do Drácula, publicado pela Panini Comics –, por exemplo, temos uma perseguição dentro de um trem, temos passagens secretas em castelos transilvânicos e lições de sobrevivência nos montes gelados dos Cárpatos. Aventura digna de James Bond, ação de tirar o fôlego e o mais importante texto que dão clima e atmosfera e diálogos e personagens interessantes. Como o Dr. Sun: o cérebro de um cientista chinês preservado por máquinas. Além da participação de Jack Russel, o Lobisomem da Marvel.

Dessa maneira, se entende o porquê dos velhos fãs falarem que “no meu tempo as HQs eram melhores, hoje em dia é tudo porcaria!”. As coleções da Marvel dos anos 70 que tratavam de criaturas sobrenaturais mais as histórias de artes marciais como Punho de Ferro e o Mestre do Kung Fu, de Doug Moench e Paul Gulacy fazem parte de uma seleção de revistas que pode ser consideradas a Vertigo da época. Revistas “com assinatura”, que vão além dos personagens, em que os autores estão mais livres para conduzir as histórias sem tanta interferência editorial.

O crítico de quadrinhos Douglas Wolk, em seu livro Reading Comics, fala o seguinte sobre A Tumba do Drácula: “O que faz A Tumba do Drácula funcionar como um quadrinho é que o trabalho artístico de Colan e Palmer possui o mesmo efeito de atiçar nossa adrenalina. Painéis borrados dentro do espaço de outros, suas bordas se mantêm navegando nos ângulos corretos e sendo obscurecidas por névoa e vapor; o espaço é torcido e embaçado e as linhas são espiraladas num redemoinho. Isso está por todas as partes”.

A aventura pulsa nas páginas e nas nossas veias enquanto lemos A Tumba de Drácula e acompanhamos seu mestre, o Lorde Vlad Drake em sua incessante busca por sangue, numa das fases mais elogiadas do horror nos quadrinhos. Uma leitura que não deixo de recomendar para qualquer um que não tenha sangue de barata.

 

Anúncios

3 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s