Canário Negro: O Som e A Fúria, de Brenden Fletcher, Annie Wu e Pia Guerra

Quadrinhos e rock geralmente dão combinações boas. Não por coincidência, geralmente fãs hardcore de rock também são fãs muito dedicados de quadrinhos. O que a revista da Canário Negro faz é colocar tudo sob uma perspectiva feminina do rock e das aventuras dos quadrinhos. E isso funciona maravilhosamente bem. Vamos lá?

BKCturne
Seleção Canarinho! #sqn

Depois dos eventos de Team 7 – que explora o passado de Dinah e Kurt Lance – e de Aves de Rapina, que mostra a equipe fundada pela Canário Negro, Dinah Lance está agora como vocalista de uma banda de rock chamada, propositalmente, de Canário Negro. A banda, além de DD (Dinah Drake – o nome de solteira da Canário), tem a baterista Lord Byron (o grande mestre gótico da literatura romântica), a baixista Incrível Paloma (Pomba, em espanhol) e a guitarrista, a pequena Ditto (talvez uma homenagem à Beth Ditto, vocalista da banda Gossip), Mas além delas, houve a antiga vocalista Bo M., que fará de tudo para atrapalhar a banda.

BKCdancing
Bobeou, dançou!

O que acontece nos shows, entretanto, é que tudo sempre acaba em pancadaria e a gravadora precise arcar com os estragos. Também é dita que aquela será a primeira e única turnê da banda Canário Negro. Brenden Fletcher já havia se provado um ótimo roteirista que sabe falar com as novas gerações em Batgirl e em Academia Gotham, dessa vez, com conhecimentos de rock, ele arrasa plantando elementos de mistério – como o fato de Ditto ser muda -, cavocando no passado – o surgimento de Kurt Lance e Bo M. – e uma linda road trip que não deve nada a grandes histórias do gênero.

BKCladynah
Lady Nah

A arte de Annie Wu (Gavião Arqueiro) e de Pia Guerra (Y: O Último Homem), bem como as cores de Lee Loughridge (Gotham), dão um clima bem underground para a série. Parece que tudo foi tirado de um fanzine pós-punk dos anos 80. As cores chapadas, monocromáticas e algumas mais berrantes em contraste com o resto da paleta, criam uma atmosférica frenética. Aliás, ação frenética sobre um palco de show é o que você mais vai encontrar nesse encadernado. Se colocar um solo de guitarra enquanto lê essas passagens vai ver que se encaixa muito bem.

BKCcapa
Na mira das gravadoras!

A grande chefona do serviço secreto, Amanda Waller, também está presente nessa edição. Amanda tem um papel importante no passado de Dinah, sendo ela que mantinha o corpo de seu ex-marido em animação suspensa e foi a agência dela a responsável por dar poderes a Dinah. Dando um pequeno spoiler, através do acordo que uma pessoa faz com Amanda, ela acaba ganhando poderes de Canário Negro e, assim, arranja uma batalha de bandas contra a trupe de Dinah. O resultado é um baita clash tão legal quanto foi nas histórias de Scott Pilgrim Contra o Mundo.

BKCcanario
Capa da edição brasileira.

Canário Negro – O Som e a Fúria é uma história envolvente, nem tanto pelos personagens, mas pelos acontecimentos da história, que nos prendem de maneira intensa. Você vai gostar dessa mistura de rock’n’ roll, superpoderes, experimentos, agências secretas e muito girl power. Também tenho que dizer que com a edição vem um poster da turnê da banda grátis. Você pode ouvir as músicas da banda Canário Negro nesse link. É sério! E são bem bem legais mesmo! Não devem nada a uma banda “real”. Uma ótima publicação da ótima inciativa DC YOU (ou DC & Você, no Brasil). Let it roll!

 

Anúncios

2 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s