Saudades: Os Caçadores

A Editora Abril precisava de uma casa para o Arqueiro Verde na década de 90. Então a solução foi unir o herói a outros que tinham uma pegada como a dele. Eram frios, eram cruéis e raivosos, mas até que, afinal, eram bem escritos. Eles eram Os Caçadores, apresentados numa revista em formato americano e com um logo à la Comandos em Ação. Vamos lembrar disso?


CAC01Dados Gerais:

Caçadores, Os

Duração: 15 números (maio de 1990 a julho de 1991)


O Contexto:

Depois de trazer a minissérie Os Caçadores (The Longbow Hunters), de Mike Grell, a editora Abril viu o sucesso do Arqueiro Verde tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos. Além da onda de super-heróis grim’n’gritty, essa onda de heróis ranzinzas e rabugentos que falavam em narrativa em off foi acentuada ainda mais pela Batmania dos anos 90 com os filmes de Tim Burton. Assim, surgiu a revista Os Caçadores, cujo carro-chefe era Oliver Queen, o Arqueiro Verde, na magistral fase de Mike Grell. A função principal da revista, no início, foi trazer a saga Parábolas, estrelada por Batman, Arqueiro Verde e Questão, escrita por Denny O’Neil e que trazia a origem da lutadora Lady Shiva.

CACminisserie
A minissérie original, The Longbow Hunters.

O Mix:

CACseatlesArqueiro Verde (por Mike Grell e Ed Hannigan)

Depois da cultuada minissérie Os Caçadores, que apresentava a ninja Shado e fazia a Canário Negro ficar traumatizada, perder seus poderes e desistir da vida super-heróica, o Arqueiro Verde voltava aos holofotes. Agora com base em Seattle, ele vigia as ruas enquanto Dinah Lance cuida de uma floricultura. Os temas giram em torno de assuntos mais maduros como o abuso de mulheres, violência contra gays, tramas internacionais, tráfico de pessoas e de drogas. Nota-se de longe que essa era a melhor série da revista. Um dos pontos altos era o relacionamento entre Oliver e Dinah, mais de cumplicidade do que fidelidade, uma vez que Oliver acaba traindo Dinah com Shado e, do fruto dessa traição, nasceria Connor Hawke, o segundo Arqueiro Verde.

 

CACquestionMulher-Gato (Mindy Newell e Barry Kitson)

Mindy Newell foi a roteirista do incrível Ano Um da Mulher-Gato. Nessa história de várias partes em oito páginas publicadas na antologia Action Comics, Selina está às voltas com mais um roubo. Para esconder o fruto do latrocínio, ela esconde a jóia na casa de sua amiga de infância Holly Robinson. A antiga companheira de Selina acaba pagando o pato quando seu marido substitui a joia por um explosivo. Então, Selina vai atrás da vingança!

 

Questão (Denny O’Neil e Denys Cowan)

As histórias do Questão aqui não fazem muito sentido, pois não foram publicadas desde o começo pela Abril. Parecem mesmo uma sequência de reclamações e blablabla chato do Questão, Victor Sage, ou sabe-se-lá-como-ele-se-chama-agora, travando lutas contra os malfeitores de Hub City. Em uma história ele acaba indo parar em Santa Prisca, o lar de Bane, para enfrentar um sádico chefão do crime.

 

CACshadowO Sombra (Gerard Jones e Eduardo Barreto)

Não estranhe. Naquela época, através de um acordo por direitos autorais vários heróis advindos dos pulps estavam sob os cuidados da DC Comics. O Sombra era um caso. A história, escrita pelo historiador Gerard Jones apresentava o Sombra indo atrás de um assassino que deixava o corpo sem cabeça de suas vítimas e levava consigo aquilo que vem em cima do pescoço. Tudo indicava que o assassino era o monge Rasputin redivivo, mas na verdade, quem era a grande manipuladora era a princesa Anastasia, também revivida. Rocambolesco, não? O mais interessante mesmo era a arte de Eduardo Barreto.

 

Canário Negro (Sharon Wright e Randy Duburke)

Em mais uma leva de historinhas de back-up da Action Comics estreladas e escritas por mulheres, temos a Canário Negro, Dinah Lance de volta à ação. No arco de histórias chamado Fruto Amargo, Dinah precisa resolver um crime que está deixando como culpados uma família de imigrantes prestes a serem deportados. A missão da Canário Negro é impedir que isso aconteça. Uma historinha bem fraca com desenhos piores ainda.


O que deu certo e o que deu errado:

CACcapa2

O problema da revista era ser composta de 60 páginas, o que não fechava nem duas nem três histórias originais. Sendo assim, ou eram publicados anuais com mais páginas, ou eram publicadas historinhas de back-up como as da Mulher-Gato e as da Canário Negro. Entretanto, o formato se provou ruim tanto para os leitores quanto para a editora. Esta última ainda havia planejado a publicação de histórias de outro herói pulp: Doc Savage, o que não aconteceu.

A revista também era impressa em papel couchê um papel mais nobre e mais caro que o papel jornal dos gibis da época. Os Caçadores pertencia a um filão de revistas chamadas pela Abril de “Hot Comics”, como eles chamavam as revistas mais adultas vendidas em bancas especializadas. Não durou muito para que os “Hot Comics” deixassem de serem tão especiais assim, devido a descontinuidade da revista. Entretanto, a maioria do conteúdo da revista era de ótima qualidade, apesar dos revezes apontados na descrição do mix.


CACsuperpowersO que aconteceu com as séries que a compunham?

Arqueiro Verde foi publicado em um número de DC 2000 e, depois, ainda em uma edição de Superpowers. Somente fomos ver o arqueiro esmeralda novamente no final da década de 90 em outro título que durou pouco, Shazam!, que você pode conferir mais nesse link.

O Questão foi descontinuado no Brasil e a Panini republicou as histórias trazidas anteriormente em Batman no encadernado O Questão: O Zen e a A Arte da Violência, de 2009. O título The Shadow Strikes! Também foi descontinuado no Brasil e não voltou a ser publicado. Já o anunciado título do Doc Savage nunca deu as caras no Brasil.


Confira os antigos SAUDADES:

Shazam!

DC Millennium

Coleção Pocket Panini

Revistas Premium: O Que Tinham de Bom?

Especial do Mês

Marvel ’99

Melhores do Mundo (Panini)

Anúncios

1 Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s