destaque, fique de olho, Melhores Leituras do Mês, quadrinhos, Resenhas
Deixe um comentário

Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2016

Agosto! O mês do desgosto! O mês do cachorro louco! Mas não é que esse mês reserva muitas leituras legais? E até as leituras que foram parar nos piores do mês nem são tão horrendas assim. Temos Marvel, DC, Vertigo, HQ Brasileira e temos até um Mangá esse mês! Quem diria! Venha comigo se quiser vir ver!


MELHORES

MISS MARVEL: QUESTÕES MIL, DE G. WILLOW WILSON, ADRIAN ALPHONA E JACOB WYATT

Conflito de gerações! Quem não gosta de ler sobre isso? Ainda mais sob a perspectiva de nossa querida Kamala Khan, a Miss Marvel! Para saber mais sobre essa HQ, acesse a resenha completa nesse link.


AGMshadeSHADE – O HOMEM MUTÁVEL: O LIMITE DA VISÃO, DE PETER MILLIGAN E CHRIS BACHALO

Nossa! Shade têm sido um dos grande momentos quando eu paro para ler quadrinhos. Eu adoro quadrinhos que tratam sobre loucura, mas nesse, o Peter Milligan estava muito muito inspirado. Que quadrinho legal! Nesse segundo volume, Shade continua lutando contra o Grito Americano, mas dessa vez se envolve com uma loucura diferente: como a paz e o amor dos hippies pode ameaçar o universo? Mas o grande destaque dessa edição é a história Vampiro de Normas, ela trata sobre o que aconteceria se todo mundo começasse a se transformar em pessoas “normais”, segundo a convenção de um homem que se julga normal. Mas essa normalidade esconde um terrível segredo, como sempre. Shade e sua companheira adentram essa loucura e acabam investigando uma maneira de acabar com aquilo. Uma das melhores histórias de uma edição só que li esse ano. Por favor, leiam isso!


CANÁRIO NEGRO: O SOM E A FÚRIA, DE BRENDEN FLETCHER, ANNIE WU E PIA GUERRA

E que tal se a Canário Negro fosse a líder de uma banda e embarcasse numa tour bem road trip cheia de ameaças e conspirações? O resultado é esse sensacional volume. Você pode ler uma resenha completa no link aqui.


AGMcaonegroO CORAÇÃO DO CÃO NEGRO, DE CESAR ALCÁZAR E FRED RUBIM

Os quadrinhos no Brasil têm se diversificado muito. Esse exemplar de O Coração do Cão Negro, dos amigos Cesar Alcázar e Fred Rubim é uma prova disso. Não deve nada a histórias como Conan e Kull – sendo até melhor que muitas e parece ter sido feita na Europa, lar do Cão Negro, tão fiel é a pesquisa  e o esmero dos artistas. Nesse caso, ela se aproxima à Slaine, de Pat Mills, que também é celta. Os desenhos e as cores de Fred Rubim casam muito bem com clima dos roteiros de César Alcázar, numa técnica de arestas sólidas. O Coração do Cão Negro é uma prova que pode-se fazer ficção especulativa histórica no Brasil, sim. E com muita qualidade. Confira abaixo uma canção composta pelo Bando Celta, temática do Cão Negro e com um vídeo mostrando partes da HQ.

https://www.youtube.com/watch?v=fkT3m_twRzo


HOMEM-FORMIGA: SEGUNDA CHANCE, DE NICK SPENCER, RAMON ROSANAS E JORDAN BOYD

Ele faz de tudo por sua filha Cassie. Inclusive criar uma empresa de segurança com ex-vilões reformados. Esse é o mote de Homem-Formiga. Para entrar no mundo de Scott Lang e seus amigos, você pode clicar nesse link e conferir um resenha completa desse encadernado.


AGMratRAT QUEENS: FEITIÇARIA E PANCADARIA, DE KURTIS J. WIEBE E ROC UPCHURCH

É, realmente o nome dos autores dessa HQ são complicados e desconhecidos, mas isso não é razão para você deixar de ler esse quadrinho. Lançado esse ano pela editora gaúcha Jambô, Rat Queens faz parte da linha Shadowline da Image Comics. Para quem já jogou RPGs no estilo Dungeons & Dragons é um prato cheíssimo! Para quem nunca jogou RPGs mas curte histórias de espada e feitiçaria vai se divertir muito. As personagens são muito bem trabalhadas em suas peculiaridades, suas raças e classes. São um típico grupo de campanhas de RPGs, mas com o diferencial de serem mulheres. Mas o fato de serem mulheres em um mundo medieval, não as diminui. Pelo contrário, elas lutam lado a lado com os homens, muitas vezes sendo melhores que eles. É bem interessante a dinâmica que se estabelece entre as personagens e as tramoias que rolam na história. Eu com certeza estarei aqui para ler o segundo volume!


BOAS RELEITURAS

AGMtitasNOVOS TITÃS: O CONTRATO DE JUDAS, DE MARV WOLFMAN E GEORGE PÉREZ

Duas equipes disputavam o coração dos fãs adolescentes nos anos 80: os X-Men, pela Marvel e os Novos Titãs, pela DC Comics. Naquela época, as duas equipes tiveram histórias que marcaram época: A Saga da Fênix Negra e o Contrato de Judas, respectivamente. Nos dois, uma personagem acaba se voltando contra seus amigos. Ao passo que Jean Grey é corrompida, no caso de Terra, a coisa é mais pesada. Ela já é corrupta. Ela é amante do maior inimigo dos Titãs, o Exterminador e despreza seus companheiros de grupo. Isso, talvez, fosse uma amostra que o conteúdo e público dos quadrinhos estava começando a amadurecer e exigir histórias com inimigos mais reais e menos preto no branco. Além do grande enredo criado por Marv Wolfman e os belos desenhos de George Pérez, o legado que a HQ deixa é não menosprezar o leitor de quadrinhos e um amadurecimento tanto da indústria quanto dos leitores.


AGMgonGON: COME E DORME, DE MASASHI TANAKA

Tavez Gon seja mais conhecido no mundo por ser um personagem incluído para ser escolhido para jogar no videogame de luta Tekken 5. Um dinossaurinho mini mas muito poderoso. Nos mangás criados por Masashi Tanaka, ele é um bicho que vive – e luta contra – a natureza em histórias hilárias. Por se passar em um ambiente natural, com muitos bichos, é natural que a história seja “muda”. As histórias de Gon são mais ou menos como um canal da National Geographic, mas sem narração e, de repente, aparece um minidinossauro no meio de tudo. Uma leitura leve e divertida.


AGMrocketeerTHE ROCKETEER: AS AVENTURAS COMPLETAS, DE DAVE STEVENS

The Rocketeer é uma das melhores histórias de aventura mainstream com clima retrô pré-Segunda Guerra. Não é por acaso que sua adaptação gerou um filme da Disney nos anos 90 e que está prestes a ganhar um remake pelo mesmo estúdio. O álbum havia sido lançado no Brasil nos anos 80, porém a história permanecia incompleta em terras tupiniquins até a HQM Editora publicar o álbum em questão trazendo o complemento da história. Para se ter uma noção da importância da HQ, ela influenciou muita gente da atual indústria dos quadrinhos, pois o estilo de desenho de John Cassaday e de Olivier Coipel lembram muito o de Dave Stevens. The Rocketeer, é uma obra única, um dos poucos legados deixado por Dave Stevens, já falecido. Uma obra que se tornou cult por quem entende de quadrinhos.


PIORES

AGMexteminaSUPERMAN VERSUS EXTERMINADOR DO FUTURO, DE ALAN GRANT E STEVE PUGH

Ah, os Crossovers! A gente sempre acha que eles podem ser interessantes, mas eles sempre acabam nos decepcionando, não é mesmo? Existem poucos crossovers, assim, vendidos como crossovers, que valem realmente a pena. Infelizmente não é o caso desse Superman Versus Exterminador do Futuro. Foi um lançamento da Editora Abri, ainda no início da fase dos Super-Heróis Premium. Apesar de Alan Grant ser um bom roteirista, ele não consegue se libertar da tarefa de cumprir aqueles manjados itens predeterminados dos crossovers. Já Steve Pugh ainda não dominava tão bem os desenhos como tem nos deleitado nas histórias dos Novos Invasores. Não é uma HQ horrenda, mas com certeza, foi uma das piores leituras do mês.


Bem, amiguinhos, agora é hora de embarcar na nave Xuxa e nos despedir até o próximo mês com mais melhores e piores leituras do mês. Beijinho, beijinho e tchau, tchau!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s