A Mulher-Maravilha do Rebirth: Bissexual, Mas Principalmente Bem Estruturada

Quem é a Mulher-Maravilha? Muitos podem se perguntar. Existem inúmeras versões para ela. Na iniciativa dos Novos 52, surgiram muitas discrepâncias, se colocarmos lado a lado suas aventuras solo e ao lado da Liga da Justiça. O evento Rebirth veio para sanar de uma vez por todas a resposta para nossa pergunta inicial.

Devemos lembrar que agora, no Rebirth, as revistas da DC Comics funcionam de maneira diferente. Algumas são quinzenais, outras são mensais. Mulher-Maravilha é o primeiro caso. Mas diferente das demais é como se tivéssemos duas histórias por mês. Explico. O primeiro arco, “Mentiras”, se passa no presente, com Diana tentando descobrir mais sobre sua origem. Ele envolve a Dra. Barbara Ann Minerva, também conhecida como Mulher-Leopardo e Steve Trevor em uma aventura na África. O roteiro é de Greg Rucka e os desenhos são de Liam Sharp.

wwbarbara

Já o segundo arco, seria uma suposta nova origem para a Mulher-Maravilha. Também escrito por Greg Rucka, dessa vez os desenhos ficam à cargo de Nicola Scott. Ambos já trabalharam com a princesa amazona em ocasiões diferentes. Nessa história, com mulheres e homens belíssimos feitos por Nicola Scott, sabemos como Diana vivia em Themiscyra e como se encontrou com Steve Trevor pela primeira vez. Foi por causa das relações de Diana com as amazonas da ilha, que  Rucka declarou que a Mulher-Maravilha é Queer. Ou, em bom português, faz parte do grupo LGBT.

Segundo declarações de Rucka para o site Comicosity, a homossexualidade seria algo natural e inerente às amazonas:

“Este é um problema inerente com a Diana. Há anos temos pessoas olhando para ela e comentando as piores coisas, como ‘Olhem! Elas são amazonas! São gays!’

Mas quando você pensa no conceito de Themyscira, o correto a se dizer é “Como elas não teriam relacionamentos de mesmo sexo?” Certo? Qualquer coisa diferente disso não faria sentido. Aquela ilha é para ser o Paraíso, um lugar para se viver feliz. Como parte da felicidade de um indivíduo, é necessário ter um parceiro, ter uma vida romântica e sexual saudável. E a única opção são mulheres.

Porém, uma amazona não olha para outra e diz ‘Você é gay!’. Este conceito não existe. Portanto, estamos dizendo que Diana já se apaixonou e teve relações com outras mulheres? Na minha visão,  e na da Nicola [Scott, desenhista da revista], a resposta obviamente é sim”.

Para ler mais da declaração de Rucka e Scott, leia esse link do Terra Zero.

wwsisters

Rucka tem experiência em escrever personagens lésbicas. Tendo escrito a própria Mulher-Maravilha durante uma aclamada fase, Rucka também criou a Batwoman e transformou a policial de Gotham, Renée Montoya na personagem Questão. Além disso, Rucka sempre trabalhou mulher fortes, com “ovários de ferro” como na série Whiteout, que virou o filme Terror na Antártida, estrelado por Kate Beckinsale.

Além disso, Nicola Scott trabalhou na Mulher Maravilha durante a fase de Gail Simone no título. A declaração de Greg Rucka e Nicola Scott mostra que a personagem de Diana é mais independente do que pensávamos. Ela decide ir ao mundo dos homens, não porque está apaixonada por Steve Trevor – isso, em momento nenhum da história é mostrado – mas porque quer conhecer um mundo muito maior do que a Ilha Paraíso. Como fazem as boas princesas da Disney.

wwsauda

A sexualidade de Diana não é algo a ser tratado de maneira abismal, mas sim de maneira natural. Uma vez que na ilha, as mulheres não conhecem nada além de mulheres. Para elas, aquilo é o ideal de beleza a ser aspirado e por isso, desejam umas às outras. A maneira como os autores tratam o romance de Diana com outra amazona, Kasia, poderia ser passado despercebido, não fosse a declaração de Rucka. Os autores fazem um ótimo trabalho, mostrando o amor entre iguais como uma coisa natural e não como algo que deve ser tratado como sensacionalismo. Isso torna, na minha opinião, a revista da Mulher-Maravilha o segundo melhor lançamento do Rebirth, perdendo apenas para a SuperWoman.

ww2

Anúncios

6 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s