Melhores e Piores Leituras de Outubro de 2016

Olá mergulhadores! Tudo bem? Os destaques deste mês de outubro variaram bastante, não ficando apenas nas costumeiras HQs de super-heróis e quetais. Por outro lado, foram poucos os destaques, uma vez que a Marvel está tomada pelas Guerras Secretas e mensais não contam aqui. Confere aí!

MELHORES

outvitorASTRO CITY: VITÓRIA, DE KURT BUSIEK, ALEX ROSS E BRENT ANDERSON

Essa é a melhor história da Mulher-Maravilha que não contém a Mulher-Maravilha que você vai ler. Explico. A história é protagonizada pela Vitória Alada, uma espécie de Mulher-Maravilha do universo de Astro City. Ela possui várias escolas espalhadas pelo mundo que ensinam autodefesa para mulheres em situações calamitosas. Como todas as HQs de Astro City, Vitória possui um roteiro envolvente e que ressalta as qualidades heróicas da cidade dos defensores, para desembocar em um final de grande emoção, seja sentimental, quanto de aventura.


capnocturneNOCTURNE, DE FRED CASSAR

O que acontece se na cidade de Greenport, toda vez que alguém começa a tocar uma música, monstros sedentos por melodias ruins surgem e tentam te devorar? O jeito é tocar uma música muito boa. Mas como faz isso sozinho, se a ajuda de uma banda? Só sendo muito corajoso! Milo, o protagonista da história tenta isso. Com desenhos charmosos e uma narrativa lenta como a dos mangás, Nocturne, de Fred Cassar nos capta como se entrássemos em transe com uma música boa. Podemos identificar elementos de Pokémon, RPG MMO, rock, mas principalmente o lado bom do quadrinho Scott Pilgrim Contra o Mundo. Uma HQ bem divertida e cativante, que também pode ser lida na internet no endereço: https://www.facebook.com/nocturnecomic Eu comprei esse quadrinho na Bienal de Quadrinhos de Curitiba, dei de cara com a banquinha dos meninos, vi o trabalho deles e me deu um estalo de que era especial. E, bem, é verdade!


outpinoicchioPINOCCHIO: VAMPIRE SLAYER, DE DUSTY HIGGINS E VAN JENSEN

Você sabe que quando Pinóquio mente, seu nariz cresce. Mas imagine se ele quebrasse seu nariz e tornasse-o em estacas para caçar vampiros? Essa é a premissa desta graphic novel com mais de 500 páginas inédita no Brasil. Eu comprei ela há três anos na promoção da Top Shelf e só fui lê-la agora. Os artistas, além de trabalharem bem a aventura, trabalham bem os personagens. Seja os antigos como Gepeto, a Fada Azul e o Grilo Falante, como novos, criados especialmente para a história. A origem da madeira senciente de Pinóquio é muito legal e combina com a origem dos vampiros que ele persegue e é perseguido por. Dusty Higgins é um cartunista de jornais e Van Jensen é mais conhecido no Brasil por seu trabalho em Flash e Tropa dos Lanternas Verdes dos Novos 52. Os dois estrearam nos quadrinhos com Pinocchio:  Vampire Slayer. E que estreia!


outnecroNECROMORFUS, DE GABRIEL ARRAIS E MAGENTA KING

Que tal um carinha que quanto toca nos restos mortais de alguém, acaba se transformando neles? Mas ao virar outras pessoas, ele acaba perdendo a essência de quem é de verdade? O roteiro mostra as aventuras do nosso Necromorfo ao mesmo tempo em que ele se consulta com um psiquiatra especialista em casos especiais como o dele. Em poucas páginas, Gabriel Arrais e Magenta King entregam uma história que vale por muitas mais, em tensão, fantasia e momentos inusitados, como uma participação especial de Elvis Presley. Mas nós sabemos que Elvis não morreu, não é mesmo? Necromoforfus é um exemplo do grande momento do quadrinho nacional, de uma HQ que entrega não somente arte como roteiros irretocáveis.


graunaA VOLTA DA GRAÚNA, DE HENFIL

Um dos maiores críticos e humoristas dos quadrinhos brasileiros, Henfil foi uma das pessoas que lutou contra a ditadura e a abertura política no Brasil. Ele foi um dos responsáveis pelo movimento das Diretas Já. Aqui, em seu livro A Volta da Graúna, um compilado de suas tiras publicadas em O Globo e no Estado de São Paulo, nos anos 90, podemos perceber que a situação da nossa nação brasileira e tupiniquim não mudou muito desde os meados dos anos 80. Os problemas políticos e econômicos continuam os mesmos, a grande diferença entre o povo nordestino, da caatinga e do “sul maravilha” ainda está presente, mas ainda mais abissal é a distância entre os políticos e governantes e o povo. As tiras de Henfil são para rir para não chorar e continuam tão ardentes e satíricas quanto quando foram criadas. Isso demonstra o poder de síntese e de ironia que um dos grandes nomes do quadrinho brasileiro tinha.


outwwMULHER-MARAVILHA: PARAÍSO PERDIDO, DE PHIL JIMENEZ E J.M. DEMATTEIS

Phil Jimenez tem o poder de nos envolver numa história com seus textos, narrativa e desenhos densos. Sua fase na Mulher-Maravilha é muito elogiada e, aqui, temos alguns vislumbres de como ela funcionava. São dois arcos. o primeiro é Deuses de Gotham, em que a família de heroínas da Mulher-Maravilha se une com a família de heróis do Batman para enfrentar os inimigos do Batman, Hera Venenosa, Espantalho e Coringa, que foram possuídos pelos deuses do Olimpo, Fobos, Deimos e Discórdia. Já a segunda história, Paraíso Perdido, trata de uma guerra civil na Ilha Paraíso de Themyscira para derrubar a rainha Hipólita do poder, pois ela andava se aventurando muito com a Sociedade da Justiça enquanto Mulher-Maravilha. Assim, Tróia e Diana precisam enfrentar Fúria.


DCSloiseclarkSUPERMAN: LOIS & CLARK, DE DAN JURGENS, LEE WEEKS E OUTROS ARTISTAS

Se lembram quando eu falei que o Superman dos Novos 52 não funcionava e expliquei as várias razões porquê? Então parece que até a DC concordou que aquele personagem estava muito difícil de lidar. Foi por isso que na minissérie Convergência, a editora das lendas resolveu trazer de volta o Superman da época da Zero Hora. Só que agora com o chocolate e o brinquedo vem com uma surpresa: Lois e Clark têm um filho: Jonathan. O mais incrível é que a dinâmica de família funciona perfeitamente bem e Dan Jurgens está dando um fôlego para o herói assim como fazia nos anos 90. Os desenhos de Lee Weeks dão uma leveza e um rebuscamento clássico na história ao mesmo tempo que trazem um frescor a novidade sem abandonar o básico. Seu imitadores fill-inners dão conta do recado, mas nada se compara a sua arte. Talvez esse seja o único ponto baixo do quadrinho. A narrativa em off em que Jurgens trabalha os membros da família Super, tem aquele quê de revival da Era de Prata do final dos anos 90, em todo seu esplendor e lado positivo, mostrando que o novo/velho Super está aí pra ficar. Esta é só uma prévia do que vem por aí no Rebirth!


PIORES

setaranhaverGWEN-ARANHA: INIMIGA-PÚBLICA?, DE JASON LATOUR E ROBBIE RODRIGUEZ

Só para esclarecer: essa história saiu na revista Homem -Aranha: Aranhaverso#06. Eu achei que essa Gwen-Aranha é puro buzz em cima do personagem. Ela não é uma personagem carismática, a história não é interessante. No máximo o visual da personagem é interessante e os desenhos e as cores de Robbie Rodriguez. De resto acho puro exagero essa onda que se deu de popularidade de Gwen Stacy, talvez provocada pela personagem interpretada por Emma Stone no filme O Espetacular Homem-Aranha estrelado por Andrew Garfield. mas a verdade é que eu tive de resistir muito para não dormir em cima da história. Só que acho que fiz isso umas 10 vezes. Enfim, isso é um atestado de que a história é muito ruim e de que eu estava muito cansado. Keep out!


E com isso encerramos mais um destaques do mês. E eu sofrendo pra valer com a rinite na primavera! É, não está sendo fácil. Se você sofre de rinite ou não, deixe seu comentário sobre o que foi dito aqui ou com os seus destaques do mês. E o seu candidato venceu as eleições municipais? Ou foi um Jameson como aqui? Grande abraço!

Anúncios

8 Comments

  1. Eu sofro de rinite e, realmente, não está sendo fácil… Apesar de estar super no buzz pra Spider-Gwen, posterguei a compra indefinidamente por motivos de dinheiro :/ (pelo mesmo motivo que não pegarei a da Mulher-Maravilha também…), decidi focar nas capas duras que saem livrarias (tem desconto @.@’…)

    Curtir

      1. Siiim @.@’ Aí já tem uma outra seleção no meio kkk Tipo, os encadernadernados dos X-Men do Bendis e da Mulher-Maravilha do Azarello ❤

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s