5 Histórias Natalinas dos X-Men (Merry X-Mas!)

O Natal vem vindo, vem vindo o Natal! Para entrar no ritmo e no espírito natalino, preparei uma lista com cinco histórias das festas de final de ano com os X-Men, minha equipe de super-heróis favorita. Dê uma olhada nessa lista e veja se você já leu alguma dessas histórias ou não, ou se pelo menos conhece elas! Ho ho ho!

natxmas

 

  • FELIZ NATAL, X-MEN!

 

natsentinelsEdição: Uncanny X-Men #98 (1976)

Roteiro: Chris Claremont

Desenhos: Dave Cockrum

Sobre a história: A equipe dos Novos X-Men pós-Krakoa, está comemorando o Natal junto com Moira McTaggert. Eles estão visitando a grande árvore de Natal que é armada na frente do Rockfeller Center. Jean Grey comenta com todos que finalmente os X-Men estão passando um Natal branco, sem problemas. Mas a Garota Marvel logo morde a língua, quando os mutantes são atacados pelos Sentinelas de Stephen Lang e seu projeto Armageddon. Eles são levados à estação espacial Starscore de Peter Corbeau e lá, os Novos X-Men têm uma longa batalha tanto contra os Sentinelas como com versões distorcidas dos X-Men Originais. O projeto Armageddon é destruído e os X-Men são colocados em uma nave de fuga. Durante essa fuga, Jean se voluntaria para pilotar a nave e absorver a radiação espacial. É dessa maneira que a antiga Garota Marvel acaba tomando conhecimento da entidade Fênix. Quando a nave cai no Rio Hudson, Grey ressurge poderosa gritando “Eu sou a Fênix!”. O resto é história.

natbigtree


 

  • DEMÔNIO

 

natdemonEdição: Uncanny X-Men #143 (1981)

Roteiro: Chris Claremont

Desenhos: John Byrne

Sobre a história: Muito antes do filme Esqueceram de Mim, com Macaulay Calkin, a estreante nos X-Men Kitty Pryde era deixada a sós na Mansão X durante o Natal. Essa história é o batismo de fogo da mutante e também marcou a despedida da dupla Claremont/Byrne do título, com Byrne indo para outros títulos como Quarteto Fantástico e Tropa Alfa. Nesta história Pryde enfrenta um N’Garai (não confundir com a Fernanda Garay do vôlei). Apesar de não muito conhecidos, os N’Garai são demônios de outra dimensão que chegam à nossa através de um portal na Mansão X. É uma dessas criaturas que Kitty tem de enfrentar, embora Ciclope já tenha enfrentado Kierrok, o rei daqueles demônios nas primeiras aventuras dos Novos X-Men. Kitty acaba derrotando o demônio montando uma armadilha para que os jatos do Pássaro Negro o transformassem em cinza. Logo após o ocorrido, chegam os X-Men com os pais de Kitty para lhe fazer uma surpresa. Um detalhe é que no começo desta história, Kitty tenta beijar Colossus debaixo de um visco, pois segundo os costumes americanos, quem beija debaixo do visco está assumindo um compromisso, um relacionamento. Colossus fica corado, pois Kitty é muito novinha para ele. Mas, a História dos mutantes provou que não. As novinha pira!

natvisco


 

  • ANIMAL FERIDO

 

natwolvieEdição: Uncanny X-Men #205 (1985)

Roteiro: Chris Claremont

Desenhos: Barry Windsor-Smith

Sobre a história: Ufa! Se teve uma história dos X-Men que foi mais publicada e republicada e publicada e republicada aqui no Brasil, com certeza foi essa. Talvez tudo se deva pela presença do artista de Conan, Barry Windsor-Smith na arte. O envolvimento de Smith com Wolverine é fundamental: foi ele que cunhou toda a mitologia da origem de Wolverine na Arma X, tendo publicado essa história em uma dúzia de edições da revista Marvel Comics Presents por essa época. Na história em questão temos o surgimento da Lady Lethal, Yuriko Oyama, e os Carniceiros Cole, Malcom e Reese. Esses três capangas haviam sido desfigurados por Logan na célebre história em que ele libera sua fúria contra os minions do Clube do Inferno. Aqui vemos que a origem deles está ligada a Espiral, uma agente de Mojo. O Natal nessa história se dá através dos olhos de Chispinha, a mais nova integrante da equipe infantil Quarteto Futuro, que cuida de Wolverine depois de uma luta terrível entre Lethal e seus asseclas em busca de vingança e Wolverine, recuperado, ajuda a menina a achar o caminho de casa.

natlethal


  • HOUSTON, NÓS TEMOS UM PROBLEMA!

 

natgaldEdição: Uncanny X-Men #341 (1997)

Roteiro: Scott Lobdell

Desenhos: Joe Madureira

Sobre a história: Como uma homenagem à primeira história citada aqui, a história também abre com a equipe (Gambit, Vampira, Míssil, Fera, Joseph, Trish Tilby, Bishop) na frente da grande árvore do Rockfeller Center. Enquanto Joseph leva Vampira para o Top of The Rock, e experimenta isolar a pele dela com seus poderes magnéticos para tocá-la, Míssil está encarregado de comprar brinquedos na Toys’R’Us para a dezena de irmãozinhos que ele tem. Nisso surge o Gladiador, da Guarda Imperial Shiar, e sai na porrada no mano a mano com Sam Guthrie. Velho problema entre super-heróis: soque primeiro, pergunte depois. O Gladiador vinha em busca de ajuda para resolver o problema da Falange que havia se disseminado no espaço e tomado o Império Shiar.

natsam


 

  • CERIMÔNIAS

 

natgorrosEdição: X-Men #109 (2001)

Roteiro: Chris Claremont

Desenhos: Tom Derenick

Sobre a história: Diferente dos outros quadrinhos citados aqui esta é uma edição natalina de contemplação e de transição. Chris Claremont havia voltado aos X-Men nos anos 2000 para a fase Revolution, que, para mim, foi um fracasso total. Ele assumira tanto Uncanny X-Men quanto Adjectiveless X-Men, cada uma com um casting de membros diferentes. Com o sucesso do filme dos X-Men nos cinemas e a contratação de Grant Morrison para revitalizar a linha dando a cara cinemática, Claremont acabou ficando um pouco de lado e lhe foi entregue o título X-Treme X-Men. É a formação da equipe desse título, liderado por Tempestade, que se dá aqui. Durante a saga Os Doze, os Diários da vidente Sina eram muito citados. Nesta edição, Ororo, com ajuda de Tessa, a Sábia, resolvem ir atrás desses livros para evitar possíveis terríveis futuros para os mutantes. O fato é que durante toda a fase de X-Treme X-Men, esses diários não foram encontrados. A edição natalina em questão é cheia de Claremontismos, as narrativas em off de Claremont, os X-Men brinca na neve, fazem bonecos, praticam snowboard e trocam presentes no dia de Natal. A edição é especial de 100 páginas, então imagine quanta enrolação Claremontística tem.

natsnow


Bem, por mais que Claremont tenha ficado com um estilo rebuscado através das décadas, não podemos negar que ele é o fomentador da tradição natalina nos X-Men, pois 4 das 5 edições aqui citadas são de roteiros dele. Assim como os jogos de Softball, o arremesso especial e tantas outras marcas de Claremont, tudo isso se tornou parte da mitologia mutante.

De uns anos pra cá, com tanta rotatividade de roteiristas, essas marcas acabaram se perdendo e desfigurando um pouco a tradição das histórias mutantes. Quase não se vê arremessos especiais, jogos de Softball, e muito menos cerimônias natalinas. Claremont tem seus vícios, mas alguns deles são belas virtude. Feliz Natal e Próspero Ano Novo cheio de leituras incríveis para sua mãe, pro seu pai e pra você. Beijinhos estalados dos fogos de artifício de fim de ano da Jubileu!

natjubi

 

Anúncios

6 Comments

  1. Algumas dessas, eu já li. Inclusive, a “Feliz Natal, X-Men!” foi na X-Men Classic II- 01 (da Abril). Também respeito o Claremont, apesar desses vícios dos personagens falarem o que fazem ou pensando demais (o excesso desnecessário de textos), coisa assimilada por Alan Davis e outros, com o tempo.

    Curtir

  2. Li todas. Por mais que a última seja fraca, todas trazem um clima legal, focando nesse lado mais família dos X-Men, que foi marca registrada da equipe durante muito tempo.

    (Hoje tanto X-Men quanto Vingadores se tornaram um exército paramilitar imenso)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s