Análises, destaque, fique de olho, Melhores Leituras de 2016, quadrinhos
Comentários 2

Melhores Quadrinhos Americanos Que Li em 2016

Caros mergulhadores, dando continuidade às nossas listas espertas de melhores leituras do ano, lhes apresento agora os melhores quadrinhos americanos! Por quadrinhos americanos quero dizer quadrinhos publicados nos EUA, mas que não são nem Marvel, nem DC e nem Vertigo. E esse ano eles vêm com tudo! Venham, amigos! Venham ver!

 

NaVidaReal-212x300NA VIDA REAL, DE CORY DOCTOROW E JEN WANG

Peguei esse livro emprestado de uma amiga que tinha me falado amores sobre ele. E é um quadrinho muito legal mesmo. Ele conta a história de uma garota gamer que joga MMORPG na internet. Lá ela fica conhecendo um menino que é escravizado para ser um dos NPCs do jogo. Então, nossa protagonista quer mudar a realidade do menino, que mora a um hemisfério dela. Entretanto, mudar realidades de que não conhecemos e não dominamos pode ter um preço muito maior na vida real do que dentro dos videogames. Com uma narrativa envolvente, o jornalista Cory Doctorow une forças com o traço potente de Jen Wang e nos trazem um fábula belíssima de amizade, ajuda e superação.


OAmantedeLadyChatterley-223x300O AMANTE DE LADY CHATTERLEY, DE DH. LAWRENCE E HUNT EMERSON

Esse livro eu comprei num sebo e, logo de cara eu já sabia que não era uma adaptação de quadrinhos comum. O livro era antigo, ainda da época do Círculo do Livro, e trazia a adaptação de uma história polêmica, de sexo, amor e traição que chocou a sociedade na época em tentou ser publicada – só foi publicada mesmo 40 anos depois. Os desenhos de Hunt Emerson tem um quê de underground, que casa simplesmente perfeito com essa história – embora não seja uma história de casamento, e sim, do final dele e da “depravação” ocorrida fora dele. Incrivelmente, apesar da HQ ser caricata e underground, os personagens principais da HQ, a Lady Chatterley e seu amante, parecem “too sexy for their shirt” nos desenho de Emerson. Uma quadrinho que bem que podia ser republicado aqui com toda viçosidade de uma publicação novinha em folha.


abrcapaO ABRIGO, DE JOSHUA HALE FIALKOV E JOE INFURNARI

Já pensou se você e seus amigos encontram um abrigo anti-radiação em que seus eus futuros lhes deixaram cartas de como poderiam evitar o fim do mundo? E o pior: os causadores do apocalipse não são ninguém mais nem menos do que vocês mesmos! Esse é o mote da série criada por Joshua Hale Fialkov, o premiado escritor de Eu, Vampiro. A medida que a história corre, ficamos sabendo de mais e mais segredos que os eus futuros deixaram para os eus presentes, mas nem tudo é o que parece. É incrível como os personagens vão sabendo verdades sobre si mesmos que nem mesmo eles conheciam. Esse é o primeiro quadrinho de uma leva que a Devir Editora trouxe para o Brasil. Aqui uma resenha completa sobre a HQ e seguimos com mais outros quadrinhos incrivelmente bons.


MPJcriminososCRIMINOSOS DO SEXO, DE MATT FRACTION E CHIP ZDARSKY

Esse é o segundo quadrinho dessa leva da Devir aqui no Brasil. O que me faz pensar: será que a editora do ano em publicações boas e surpreendentes não foi a Devir? Bem, o mote de Criminosos do Sexo, do premiado escritor Matt Fraction é uma garota que pode parar o tempo quando ela atinge o orgasmo. No decorrer da história ela encontra um cara capaz da mesma coisa. Quando eles param o tempo juntos, resolvem se unir para assaltar um banco no intuito de salvar uma biblioteca da destruição. Mas, no meio do caminho, eles encontram a Polícia do Sexo, que dá nome ao segundo volume, que eu li em 2016 também. Fraction e Zdarsky trabalham o sexo de uma maneira que eu nunca vi antes nos quadrinhos. Ah, e que maneira maravilhosa, quase como um orgasmo, só que durando bem mais, como se alguém parasse o tempo enquanto estamos lendo esse quadrinho! Leia aqui uma resenha completa sobre o primeiro volume de Criminosos do Sexo.


MPJcarta44CARTA 44, DE CHARLES SOULE E ALBERTO JIMÉNEZ

Sabia que já fazem mais de oito anos que os americanos constataram vida alienígena fora da Terra? E agora que você é o presidente dos Estados Unidos, a sua função é vir a público com essa história. Ah, e além disso, nós mandamos uma missão pro espaço faz seis meses para investigar essa presença alienígena no cinturão de asteróides e ainda não tivemos nenhum sinal. Você lida com isso? Assim temos o storyline de Carta 44, do escritor de Demolidor, Inumanos e Mulher-Hulk, Charles Soule. A série em quadrinhos também foi comprada para ser adaptada para a televisão em breve. Quem leu o quadrinho sabe que daria uma PUTA série. E esse é só o primeiro volume da HQ que saiu aqui no Brasil. Aguardamos por mais. Ah, já falei que essa série é da Devir? Não? Então você ficou sabendo agora!


GOOratRAT QUEENS, DE KURT J. WIEBE E ROC UPCHURCH

Essa é da Jambô! Um tiro certeiro da editora que além de quadrinhos possui inúmeros RPGs no catálogo. Essa série tem tudo a ver com RPG (no caso Role Playing Game), e quem já jogou Dungeons & Dragons vai identificar facilmente as raças e as classes das personagens principais. A primeira história não é muito rebuscada ou estruturada, está mais para uma campanha divertida de jogatina, mas o que salta ao olhos são as personagens bem construídas e variadas tanto nos diálogos quanto na forma dos corpos. É esse tipo de variedade que os quadrinhos de hoje precisam. Então se não temos essa variação de tipos nos quadrinhos da DC e Marvel, bem o negócio é ir procurar em outras editoras. E encontrar na Image Comics e em Rat Queens.


setlegado

O LEGADO DE JÚPITER, DE MARK MILLAR E FRANK QUITELY

Na minha resenha completa sobre esse quadrinho eu falei que ela era a melhor HQ de Mark Millar que eu já tinha lido. Dá a impressão que estamos vendo um filme sobre gerações de super-heróis. Claro que muito do mérito disso tudo é da arte widescreenesca de Frank Quitely que, sim, demora séculos para acabar uma HQ, tanto é que o segundo volume de O Legado de Júpiter ainda não tem data para lançar sua derradeira edição. Entretanto, diferente do estilo Millaresco de escrever, com grandes dedos médios apontados para o leitor o tempo todo, esse aqui parece que junta duas mãos fazendo coraçõezinhos para o gênero de super-heróis e suas reinvenções e reestruturações da década de 80. Um quadrinho interessante sobre como destruir uma tradição familiar e começar um bem melhor, só sua.


gdrpaperPAPER GIRLS, DE BRIAN K. VAUGHAN E CLIFF CHIANG

Como não canso de dizer sobre esse quadrinho: se você gostou de Stranger Things, por favor, compre este quadrinho. O clima é o mesmo, só que com garotas entregadoras de jornal nos anos 80. BKV já provou em n séries de como consegue nos prender com seus roteiros caprichados. Aqui ainda temos a incrível arte de Cliff Chiang que emprestou o traço para as histórias da Mulher-Maravilha de Brian Azzarello. Temos uma ameaça de outra dimensão / outro tempo / outro espaço / outro outro que se manifesta no nosso mundo pré computadores pessoais e quer mudar ele usando tecnologia que – para eles – é ultrapassada. A grande revelação no final fica para o vilão que é uma marca bem difundida nos dias de hoje. É capaz de você estar olhando para ela nesse momento.


outpinoicchioPINOCCHIO: VAMPIRE SLAYER, DE VAN JENSEN E DUSTIN HIGGINS

Bem, o nariz do Pinóquio cresce quando ele mente, certo? Mas e se tivesse uma reviravolta na história e Gepetto fosse transformado num vampiro? Aí o nariz que cresce do Pinóquio, quando quebrado, se transformaria numa estaca para matar vampiros. Foi então que se formou a ideia para escrever a graphic-novel tijolão em três partes, Pinóquio: O Caçador de Vampiros. Só pela premissa incrível ela já devia figurar nessa lista. Entretanto lá pelo meio da história vai começando a ficar chato. Mas recupera o fôlego no final quando sabemos da origem da madeira encantada que gerou Pinóquio e os outros demais bonecos da história. A graphic novel tem vários momentos incríveis e interessantes. Seria muito legal se alguma editora brasileira se aventurasse a publicar esse quadrinho aqui no nosso país.


nimonaNIMONA, DE NOELLE STEVENSON

Já fiz uma resenha completa sobre o quadrinho de Nimona aqui e mencionei-o em vários post ao decorrer do ano. O legal de Nimona é quebrar por completo nossa expectativa em uma aventura medieval que se passa no futuro, sobre uma menina que é fera e que é menina e se transforma nas duas, sobre um vilão que ama e odeia o herói, e um herói que é fiel ao governo e também é fiel ao vilão, Noelle Stevenson tem se provado uma grande quadrinista da nova geração e uma força feminina a ser respeitada nos quadrinhos. Ela também é autora de Lumberjanes, outro sucesso da Image Comics, que chegou ao Brasil neste final de ano, adivinha por quem? Devir Editora!


amnarquivo

MENÇÃO HONROSA:
ARQUIVO X: CLÁSSICOS, DE STEFAN PETRUCHA E CHARLIE ADLARD

Mais que um atestado: “teu passado te condena” para o desenhista da série The Walking Dead, Charlie Adlard, esse é um quadrinho que vai agradar tanto os fãs de Arquivo X quanto aqueles que não são tão familiares com a série de televisão. Os roteiros de Stefan Petrucha são envolventes e inquietantes. os quadrinhos de Arquivo X não devem nada para uma boa série da Vertigo feita nos anos 90. Mas se você ficou curioso e quer saber um pouquinho mais sobre esse quadrinho esquecido dos anos 90, e que foi resgatado agora pela editora estreante New Order no Brasil, recomendo que você siga este link.


E você? Que quadrinhos americanos fora do eixo das duas grandes surpreendeu em qualidade e que deveriam ser lidos e venerados por mais pessoas? Diga aí, não tenha medo! Eu assusto, mas não mordo!

 

Anúncios

2 comentários

  1. Guilherme, só boas pedidas. Ultimamente estou tentando ler, coisas fora do eixo: Marvel e DC, por quê já deu uma cansada. Não que irei parar, mas é bom renovar a cultura e mente, com esses belos títulos, alternativos. Peguei alguns aí: Vida Real, O Abrigo, Carta 44, NIMONA, Rat Queens.

    Paper Girls e Legado de Júpiter são a cereja desse bolo hein! O site está bem mais “Clean”. Parábens, e bom final de ano, amigo. +Splashpages em 17.

    Igor,

    Curtir

    • Guilherme Smee diz

      Valeu, Igor! Realmente, Marvel e DC estão apanhando feio (ainda que vai sai lista deles também!). Que bom que gostou do layout do site, retornei ao visual antigo com algumas modificações. Abraços e bom 2017, boas leituras!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s