O Que Foi a Virgin Comics?

Em meados dos anos 2000 surgiu a Virgin Comics. O selo de quadrinhos era uma divisão do conglomerado que possui a gravadora Virgin. Ele surgiu na onda dos filmes de quadrinhos se dando bem nas bilheterias. Ela queria lançar quadrinhos com nomes estelares para, mais tarde, transformá-los em filme. Siga-me para saber mais detalhes sobre esse selo de quadrinhos!

ovilogoA empresa era focada em um público internacional, principalmente o de Índia e China. A companhia foi fundada por Sir Richard Branson (do grupo Virgin), o autor Deepak Chopra, o diretor Shekhar Kapur e os empresários Sherad Devarajan, Suresh Seetamaran e Gotham Chopra (filho de Deepak). A empresa era baseada em Bangalore, na Índia e tinha um braço em Nova York. A visão da Virgin Comics era a seguinte:

  1. A criação de histórias originais e de propriedades de personagens que aproveitem a vasta biblioteca de mitologia e reinventar as ricas narrativas indígenas da Ásia de uma forma única, atraente e divertida.
  2. Colaboração com talentos criativos de todo o mundo – desde cineastas, escritores, músicos e outros artistas – para criar histórias originais e propriedades de caráter inicial na forma de histórias em quadrinhos e novelas gráficas, posteriormente desenvolvidas em filmes, televisão, animação, jogos, conteúdo wireless, online, marketing e muito mais.

Da maneira como seus criadores falavam e a mídia divulgava, a Virgin Comics parecia ser uma séria concorrente à Image, sem falar à Marvel e DC Comics. A Virgin tinha um sistema exclusivo de distribuição e isso poderia ser, de certa forma salutar para o mercado e, de certa forma, apocalíptica. Como dito em sua visão, o que marcava mesmo essas publicações eram a colaboração com grandes nomes do show biz: diretores, músicos, escritores. Uma série chegou a ser cogitada feita com a colaboração de Michael Jackson.

0vigame
Guy Ritchie’s Gamekeeper

Entre as linha da Virgin Comics estavam:

SHAKTI: Shakti é uma deusa hindu e que no sânscrito significa poder. A intenção dessa linha era trazer à tona personagens da mitologia hindu e chinesa. Os dois títulos principais foram Devi e The Shadu. A última era escrita por Gotham Chopra.

0viseven
John Woo’s Seven Brothers

DIRECTOR’S CUT: Como o nome já diz, essa era uma linha dedicada a diretores de cinema e sua visão sobre os mitos asiáticos. Os nomes envolvidos foram Guy Ritchie, John Woo, Shekhar Kapur e, em certo momento, disseram que Terry Gilliam também estaria envolvido. Guy Ritchie produziu o primeiríssimo quadrinho da Virgin, The Gamekeeper. Shekhar Kapur produziria, ao lado de Zeb Wells e Michael Gaydos o título Mulher-Serpente, sobre a lenda da serpente e do mangusto. Entretanto, a série lembrava muito Jessica Jones, tendo a protagonista, inclusive, nome de Jéssica. A terceira série mais famosa do selo, senão a MAIS famosa de todas, foi 7 Irmãos, do diretor John Woo em parceria com o roteirista Garth Ennis (Preacher) e com capas de Yoshitaka Amano (Sandman: Caçadores de Sonhos). 7 Irmãos é uma lenda chinesa que envolve dragões e irmãos pescadores.

VOICES: Por fim, havia o selo Voices, que antigamente era chamado de selo Maverick, que embarcaria publicações feitas por cantores e músicos. O primeiro título foi Walk, do líder da banda Eurythmics, Dave Stewart. A história foi dada continuidade pelo roteirista Jeff Parker.

 

0viserpent
Snake-Woman

A Virgin Comics também publicou uma minissérie do popular herói inglês, Dan Dare, que foi escrita por Garth Ennis. Também foram anunciados quadrinhos por Grant Morrison, Stan Lee, Hugh Jackman e Michael Jackson, mas que nunca saíram do papel. Nicholas Cage também chegou a escrever uma HQ em parceria com seu filho, chamada Voodoo Child.

No Brasil, dois títulos da Virgin Comics foram publicados no Brasil pela Panini Comics. Foram 7 Irmãos e Mulher-Serpente, que aqui saíras, respectivamente em minisséries de duas edições contendo os cinco primeiros números de cada série. Também foi anunciado a publicação de Ramayan 3392 A.D., sobre a criação e destruição do mundo dos mitos indianos. Ela seria publicada em um encadernado, mas acabou não saindo devido a problemas de arquivos digitais e de tempo hábil para publicação.

0vicapa
Revistas da Virgin Comics no Brasil

A Virgin Comics durou de 2006 a 2008, quando foi renomeada Liquid Comics depois de uma operação de compra, ou seja, quando o quadro diretor assume o capital da empresa e sua gestão. O grupo Virgin havia saído da administração da empresa e ela se tornou posse dos demais associados. Entre os novos produtos da Liquid está Aliens vs. Dinosaurs, criado por Grant Morrison em parceria com o diretor dos filmes dos Homens de Preto, Barry Sonnenfeld.

Entretanto, com a perda da parceria com a Virgin, que tinha lojas próprias por todo o mundo e comercializa desde livros a refrigerantes, a grande ameaça às demais editoras de quadrinhos se mostrou nula. Os próprios quadrinhos da editora não eram assim tão sensacionais. Se fossem, teriam segurado sua importância. Como sabemos, no vai e vem do mercado de quadrinhos, às vezes surgem essas editoras sensação que acabam sendo nada mais que um suspiro e o mercado volta a ser abocanhado pelas duas grandes. Sad but true.

 

0vidinos
Aliens vs. Dinousaurs

 

Anúncios

2 Comments

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s