Cabeça Erguida, Fiéis Seguidores! Um Adeus a Stan Lee

Stan Lee, o “Cara”, da Marvel Comics, deixou a nossa realidade 616 no dia 12 de novembro de 2018. Em seu lastro acabou se tornando o criador de super-heróis, quiçá de quadrinhos, mais famoso do mundo, muito por causa de suas participações nos filmes do Marvel Studios, que tornou sua silhueta reconhecível por crianças, adultos e velhinhos por toda a parte. Assim, como não podia deixar de ser, as notícias, a comoção e a reverberação de sua morte tiveram um alcance global, quase tão enorme quanto o de outro Rei do Pop, Michael Jackson, que faleceu em 2009. Neste post vamos falar um pouco sobre seus feitos, suas polêmicas e seus legados, para prestarmos, nosso adeus a um grande mestre das quadrinhos de super-heróis.

Eu só fui reparar no quanto Stan Lee era tão conhecido assim do público leigo, quando, em uma exposição realizada pelo Toy Quest, no Mundo HQ, trouxe uma action figure de Stan Lee. As pessoas paravam para olhar os bonecos e, crianças e adultos, observavam e diziam: “Olha, é o Stan Lee!”. Talvez, no momento em que você vire uma figura de ação, não tem jeito, vai ser reconhecido no mundo todo. Meu primeiro contato com Stan Lee foi nas revistas dos X-Men, como o famoso “Stan Lee Apresenta”, o que me levou a crer que o Stan Lee era uma espécie de Mauricio de Sousa da Marvel, já que só ele tinha a assinatura estampada em alguma parte da revista.

DCMstan

De acordo com o site e canal de fofocas de celebridades TMZ, Stan Lee foi levado de ambulância de sua casa na manhã do dia 12 de novembro e faleceu no hospital. As causas ainda não foram oficializadas. “Meu pai amou todos os seus fãs, ele foi o maior, o homem mais decente“, disse J.C. Lee, filha do quadrinista, ao site. Joan Catherine Lee, a única filha de Stan, vinha, nos últimos anos sendo acusada de maus-tratos ao pai, o que levou muitos criadores de quadrinhos irem visitar “O Cara”, para se assegurar de que ele estava bem. Foi o caso de Rob Liefeld, Todd McFarlane e Kevin Smith, entre outros.

VIEstan

Após seu período na Marvel, Stan Lee criou empresas como a Stan Lee Media e a POW! Entertainment. Nestas empresas, Lee trabalhou com celebridades tornadas super-heróis como Pamela Anderson (Striperella) e os Backstreet Boys. Por isso, não podemos deixar de destacar que Stan Lee era um mestre do marketing, mas principalmente do marketing de guerrilha, pois conseguiu alavancar o seu status pessoal e de suas criações de um nível de contracultura até a franquia da cultura pop mais rentável dos cinemas.

Leia aqui um artigo sobre as ferramentas e ações de marketing que ampliaram o alcance de Stan Lee e da Marvel Comics.

Ano passado e este ano, Stan vinha sido bastante concorrido pelos diretores de filmes já agendados pelo Marvel Studios, preocupados com seu estado de saúde precário, para que o autor fizesse suas famosas aparições-relâmpagos nos filmes. Em 2008 foi acusado por diversas enfermeiras que o atendendiam de assédio sexual. Stan Lee, que já foi escritor de obituários, fazia tempo constava no “Bola 7” dos jornais, ou seja, obituários preparados previamente, para figuras públicas e celebridades que estão prestes a falecer.

STAcapa
Um Adeus à Stan Lee, por Jader Domingues Corrêa.

Outro fator que pode nos dar a dimensão da comoção da morte de Stan Lee é a repercussão nas redes sociais de fãs. A maioria dos grupos de quadrinhos de que eu faço parte colocaram uma foto ou desenho de Stan Lee como capa do grupo. Um quadrinho em homenagem à Stan, feito pelo meu amigo e comparsa de quadrinhos, Jader Corrêa  e que ilustra este post, foi compartilhado mais de 1000 vezes. Isso somente contando os compartilhamentos oficiais, pois muitas vezes os internautas salvam as imagens e as compartilham sem dar o devido crédito aos autores, principalmente quando, e é o caso da arte do Jader, elas não são assinadas e nem tem um link de acesso ao portfólio.

STApider

Por um tempo, Stan Lee chegou a ser contratado pela DC Comics, isso quando seu contrato com a Marvel Comics havia acabado. A DC contratou Lee para imaginar como seriam os heróis da Distinta Concorrência se fossem criados por ele. Assim, Stan fez suas versões de Superman, Batman, Mulher-Maravilha e companhia com a ajuda de Michael Uslan, produtor dos primeiros filmes do Batman no cinema e que também escreveu histórias de background.

Leia aqui sobre os quadrinhos da DC Comics reimaginados por Stan Lee.

Não podemos também deixar de mencionar as desavenças criativas entre Stan Lee  e outros grandes criadores dos quadrinhos, como Jack Kirby e Steve Ditko, que foram apagados pelo marketing pessoal de Lee. A disputa pela criação do Homem-Aranha persistiu por anos entre Stan Lee, Steve Ditko e o próprio Jack Kirby. Um dos posts mais acessados do blog no dia do falecimento do “The Man”, foi aquele que eu estabeleço dez motivos para que você respeite mais Jack Kirby do que Stan Lee. Fiz um post semelhante explicando os ressentimentos de Steve Ditko com Lee por causa da criação do Homem-Aranha e do Doutor Estranho.

STAapresenta

Leia aqui 10 Motivos Por Que Você Deve Respeitar Mais Jack Kirby do que Stan Lee.

Leia aqui alguns dos percalços da criação do Homem-Aranha e do Doutor Estranho por Stan Lee e Steve Ditko.

É digno de nota que Stan Lee veio a falecer no mesmo ano que alguns de seus colaboradores. Entre eles, o próprio Steve Ditko que tantas desavenças nutriu contra Stan Lee. Ditko faleceu em junho deste ano de ataque cardíaco. Marie Severin, a primeira mulher criadora da Marvel Comics morreu também em agosto deste ano. Outras duas mulheres poderosas da Marvel vieram a falecer dois anos antes, o que abalou bastante a saúde de Stan. Flo Steinberg, a secretária da Marvel, que respondia todas as cartas dos leitores da editora, nos deixou em 2017. Também Joan B. Lee, a dedicada esposa, que convenceu Lee a investir nos personagens da Marvel, faleceu em julho de 2017.

Leia mais sobre a trajetória da incrível Marie Severin.

DUOlee

Stan Lee popularizou a frase Excelsior!, que está na bandeira do Estado de Nova York e que significa “para cima e para frente em direção a uma glória maior”. Stan nos deixou em busca de uma glória maior, porque de todas as glórias possíveis para os humanos, ser eternizado na mente e nos corações de seus seguidores e da história, sendo amado pelas realizações, é a maior que podemos almejar. Não por acaso, ele também cunhou a frase “Face front, true believers!”, que poderia ser traduzida, como “Cabeça erguida, fiéis seguidores!”.

Se tem alguém contra as pontas do Stan lee, que fale agora ou cale-se para sempre!
Se tem alguém contra as pontas do Stan lee, que fale agora ou cale-se para sempre!

Imagino que essa deva ser a forma como Stan gostaria que levássemos nossas vidas, orientada pela moral dos super-heróis, que juraram proteger os mais fracos e os oprimidos, que sabem que com grandes poderes vêm grandes responsabilidades, que devemos ser uma família superpoderosa, que devemos elucidar e proteger quem nos teme e odeia, e tantas outras grandes mensagens que a Marvel e seu legado carregam. Joss Whedon, diretor dos dois primeiros filmes dos Vingadores conseguiu resumir bem esse sentimento de posteridade: “Stan Lee criou um universo onde, se um personagem fosse amado o suficiente, ele nunca poderia realmente morrer. Agora é esse sentimento que devemos ter”. NUFF’ SAID! (Tá falado!)

Anúncios

Um comentário sobre “Cabeça Erguida, Fiéis Seguidores! Um Adeus a Stan Lee

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s