Os 10 Piores Maridos dos Quadrinhos

Por alguma razão, alguém chegou até o Splash Pages procurando por uma lista de piores maridos dos quadrinhos. Depois de eu ter perguntado para amigos nas redes sociais, o que acham de fazer uma lista como essa, o resultado foi mais que positivo e muitos indicaram alguns maridos nada convencionais para figurarem nesta lista. Claro, como é uma lista “dos quadrinhos”, tentamos ir além dos super-heróis, talkei?! Não que esse tipo de quadrinho não revele e esconda muitos desses tipos que vemos em vários lares brasileiros, mas precisamos sair da nossa bolha um pouquinho, né? Faz bem, Dizem. Vamos lá para nossa lista de 10 Piores Maridos dos Quadrinhos!

ZÉ DO BONÉ

Se fosse publicado hoje em dia, o quadrinho do Zé do Boné (Andy Capp), criação do inglês Reg Smythe seria considerado extremamente politicamente incorreto. Surgido nos anos 50, Zé do Boné estrelava cartuns, porque era publicado em gags de um simples painel. Sua mulher Flo, nomeada em homenagem à enfermeira da Segunda Guerra Mundial, Florence Nightingale, sofria nas mãos do marido. Ela ia sempre buscar Andy nos pub e muitas vezes apanhava dele, como as capas acima comprovam. Ele também chamava sua mulher de “filhote”, uma alusão à palavra “pet”, porque ele a tratava “bem pra cachorro”. Com o tempo, e a ascensão do politicamente correto, Andy parou de fumar e também de bater na mulher. Smythe faleceu em 1998, mas as tiras de seu personagem continuaram a serem publicadas até 2004.

RADICCI

Criação do gaúcho de Caxias do Sul, Iotti, Radicci fez muito sucesso nos anos 90 aqui nos jornais do Rio Grande do Sul. Não sei e não tenho noção se ele é popular no resto do país. Radicci é um descendente de italianos das colônias gaúchas, que pode causar identificação para diversos destes tipos de gaúchos em seus hábitos peculiares. Muitas das gags que Iotti faz com Radicci é sua recusa a encarar o novo e o moderno, vendo no seu filho Guilhermino como uma decepção por ser afeito aos gostos da moda. Sua esposa Genoveva, muitas vezes é tratada como capacho pelo marido, tendo de fazer todo o serviço da casa porque Radicci é um preguiçoso memorável. Ao mesmo tempo, o personagem é machista, racista, homofóbico, e suas tirinhas e histórias publicadas nos anos 90 certamente poderiam provocar ojeriza em muita gente.

EDIBAR

Seguindo na linha do Radicci, Edibar é um personagem semelhante tanto à criação de Iotti como ao Zé do Boné. Edibar é uma criação de 2015 de Lucio Oliveira, tendo começado como webcomics. Representa o brasileiro medíocre que passa as noites no bar bebendo e precisando da esposa, Edimunda, para resolver todas as coisas referentes à sua casa e sua vida. Ele também possui um ódio mortal à sua sogra, Ana Conda,  e veicula inúmeras mensagens politicamente incorretas em suas tirinhas. Ainda assim, o personagem é um sucesso da internet, mostrando que o homem medíocre está aí e tem em quem se espelhar. Essas eleições, aliás, provaram isso em n maneiras.

MARcrumb

ROBERT CRUMB

Destes personagens passamos para o criador de quadrinhos underground dos Estados Unidos, Robert Crumb. Ele é, ao mesmo tempo criador e criatura de suas histórias. Em muitas delas, vemos e acompanhamos suas relações conturbadas com sua mulher, Aline Kominsky-Crumb, a Bunch. Um dos quadrinhos mostra que Crumb obrigou Aline a fazer sexo oral nele e a sua esposa acaba indo parar no hospital tal a brutalidade do ato sexual. Mas as loucuras da família Crumb mal começavam ali. Lendo os quadrinhos de Crumb não sabemos se é exagero ou verdade algumas de suas histórias, como as da criação de sua filha e várias atitudes que ele tem com sua mulher.

MARhagar1MARhagar2

HAGAR

Agora vamos para Hagar, o horrível, o viking das tiras de syndicates, publicadas no mundo todo e criadas por Dik Browne. Como todos os outros personagens citados aqui, também encontramos a associação do abuso de drogas – ilícitas ou lícitas como o álcool – com violência doméstica e maus-tratos à esposa. Hagar é um beberrão incurável e está sempre com um caneco de bebida em suas mãos. Mais uma vez, o homem é um folgado e preguiçoso e que a mulher, no caso, Helga, é quem toma as rédeas das situações. Assim como Radicci, ele só toma um banho por ano e vive discutindo com Helga porque ela quer melhorar as condições com que cria seus filhos. Enquanto Helga é a super-mãe que precisa brigar com Hagar para ele lavar as mãos, limpar os pés e exigir alguma maturidade do marido.

MARasterios

ASTERIOS POLYP

Criação do virtuose David Mazzucchelli em 2010, Asterios Polyp é um arquiteto frustrado que vive assombrado pelo irmão gêmeo que morreu no ventre da mãe, Ignatius. A graphic novel com o mesmo nome do personagem ganhou diversos prêmios mundo afora mostrando a versatilidade narrativa do desenhista de Demolidor e Batman. Asterios é um homem inquieto, reclamão e bronco, que trata muito mal e sempre acaba magoando a sua esposa Hana, que é doce e delicada. Ele também é ciumento e competitivo com a própria mulher que, por vezes, se revela mais sensível e criativa que ele. Assim, Asterios embarca numa jornada de autoconhecimento que, no processo, vai tentar mudar a forma como ele encara o mundo e, quem sabe, reconquistar Hana.

MARsandman

LORDE MORPHEUS, O SONHO

Criação de Neil Gaiman, para a revista Sandman, em 1989, Lorde Morpheus, o Sonho é um dos sete Perpétuos, as encarnações de condições humanas como o Sonho, a Morte e o Desejo. Morpheus acaba se casando com Nada, que era a rainha do primeiro povoado humano na Terra, os primeiros sonhadores. Entretanto, era proibido para que os Perpétuos e os humanos se casassem, mas mesmo assim, Lorde Morpheus o fez. Quando o Sol viu o que os dois fizeram, ele derrete a cidade de vidro onde o povo de Nada vivia, transformando-a numa bola incandescente. Nada, então, comete o suícidio. Com sua morte, ela vai parar em uma prisão no Inferno, onde Lorde Morpheus, mesmo tendo essa possibilidade, nunca foi visitá-la ou tentar resgatá-la. Lorde Morpheus acreditou que, em seu suicídio, Nada havia rejeitado o seu amor. Ah, esses homens que não superam seus relacionamentos…  

goku

SON GOKU

Preciso dizer que não sei nada de Dragon Ball, mas como um monte de gente me apontou o Goku como um exemplo de mau marido dos quadrinhos/mangás, fui pesquisar a razão. Goku, depois de muitas aventuras, se casa com Chichi (!). Mas ele passa muito tempo treinando e fora de casa em suas aventuras e nunca tem tempo para a sua mulher, que tem de ficar em casa cuidando das tarefas domésticas e da criação dos filhos. Ela passa boa parte do tempo no anime e nos mangás gritando por Goku, mas ele nunca aparece. Chichi, antes de se casar era a Princesa da Montanha de Fogo e era uma ótima lutadora, mas deixou a luta de lado para virar dona de casa e escrava do patriarcado. No anime, eles não são mostrados se beijando e nem demonstrando afeto um por outro. Seria esse um casamento de fachada, em que Goku, na verdade é casado com Vegeta? Goku também só foi conhecer seu filho depois de alguns anos e além disso morre de medo de Chichi. Mais uma vez, a função de educadora e de autoridade com os filhos serve para a mulher, com o homem sendo uma espécie de amigo descompromissado de seus rebentos.

MARfreddie

FREDDIE FEMUR

Freddie é uma criação de Terry Moore, em Estranhos no Paraíso, e apareceu na primeira edição da série em 1993. Ele é um cara que só pensa em si mesmo e nas suas necessidades, buscando uma vida cheia de prazeres, principalmente sexuais, sem dar bola para as necessidades das pessoas à sua volta. No começo da série ele é namorado de Francine Peters, uma das protagonistas da série. Ele quer fazer sexo com ela a todo custo, mas ela só quer se entregar a ele depois do casamento, porque é uma romântica incorrigível. Depois de muitas insistências e muita violência física e simbólica com Francine, Katchoo, a melhor amiga de Francine, o humilhou, fazendo com que ele se afastasse da moça. Ele então se casa com Casey, uma mulher de seios fartos, que faz todas as vontades dele, mas mesmo assim, Freddie nutre um desejo enorme por Francine. Mesmo assim, Freddie trai e humilha Casey pendurando artes de nus de Francine pela casa toda dos dois. Casey então se separa de Freddie, declarou-se bissexual e pede a Katchoo ensiná-la como ser uma lésbica.

MARpym

HENRY “HANK” PYM (GIGANTE, GOLIAS, HOMEM-FORMIGA, JAQUETA AMARELA)

Hank Pym foi um dos Vingadores fundadores, mas sofria de complexo de inferioridade e de transtorno de múltiplas personalidades, o que o levou a encarnar a personalidade do herói Jaqueta Amarela, a partir da qual ele acabou se casando com seu grande amor Janet Van Dyne, a Vespa, também membro fundador dos Vingadores. Mas nesse casamento e ainda lutando com suas personalidades, o Jaqueta Amarela esbofeteou a Vespa por motivos fugazes. Janet, então, se separou do marido, mas tendo voltado para ele em diversas ocasiões e personalidades. Mais tarde revelou-se que Hank sofria de transtorno bipolar e eram suas transições entre fases de mania e depressão que provocavam suas mudanças de personalidades, seus complexos e o comportamento errático que resultava em violência. Hank também foi um dos criadores do robô Ultron, um dos maiores inimigos dos Vingadores e com quem veio a se fundir após sua morte no espaço sideral.

MARfoxglobe

MENÇÃO “DES”HONROSA: FOXGLOVE (DONNA KAVANAGH)

Foxglove não é bem um marido pavoroso. É uma esposa pavorosa, mas como ela é casada com uma outra mulher, ela acabou ficando na lista de menção “des”honrosa. Foxglove é uma das personagens principais da segunda minissérie da Morte, a irmã de Lorde Morpheus, da série Sandman. Ela foi criada por Neil Gaiman e por Chris Bachalo na minissérie Morte: O Grande Momento da Vida, publicada em 1996 pela Vertigo Comics. Foxglove é uma cantora de sucesso que tem um relacionamento lésbico e cria uma família com Hazel McNamara, sua mulher, que é também um chef de sucesso. As duas apareceram primeiramente no arco Um Jogo do Você, da série Sandman. Quando o filho das duas (de um um e único relacionamento hetero que Foxglove teve), Alvie, morre, Hazel implora para a Morte que deixe Alvie vivo. Em troca, em sua próxima aparição ou ela ou Foxglove vão tomar o lugar da criança e uma delas morrerá em seu lugar. As brigas entre as duas se tornam, então, ainda mais terríveis, com Hazel tendo de fazer uma escolha terrível em face ao orgulho, à fama, à traição da mulher da qual ela criou o filho.

Gente, preciso dizer que muito mais personagens foram sugeridos. Como Ciclope, Wolverine, Mercúrio, Arqueiro Verde, e outros que nada tinham a ver com serem maus maridos, mas resolvemos optar pelos mais emblemático e que fizeram mais “cagadas conjugais”. E não estou falando de coprofilia! Bem, espero que tenham gostado da nossa lista, e deixe os seus comentários caso achem pertinentes. Abraços submersos e se tiver alguém contra esse casamento que fale agora ou cale-se para sempre!

 

Anúncios

9 comentários sobre “Os 10 Piores Maridos dos Quadrinhos

  1. Não defendo nenhum.
    Mas acrescento que Goku é um pai ausente demais. É quase um milagre que ele tenha se tornado pai.
    Quanto à ausência de cenas de carinho com a Chi-chi, os japoneses são muito reservados quanto às demonstrações de afeto, logo, não cairia bem a um anime voltado para crianças, porque o público-alvo inicial era esse, tampouco a temática da obra. E, olhando agora… fazem falta! Ocorreram outros casamentos em DB, mas quase nenhuma cena relacionada a isso. Detalhe: arrancar sangue, fazer furo no corpo do adversário, serrar inimigo no meio pode. Demonstrações de Amor não.

    Curtir

    1. Bem, como eu disse, eu não entendo nada de anime,de mangá e muito menos de Dragon Ball. Só coloquei o Guku na lista porque UM MONTE de gente indicou. Não sabia que ia mexer num vespeiro. Abraços! =)

      Curtido por 1 pessoa

      1. Goku não conheceu seu segundo filho quando nasceu, porque estava morto e ele morreu para salvar a terra, como também salvou a terra na saga sayajins e também na saga boo. Se o Goku nao tivesse treinado tanto para isso, a terra teria sido destruída permanentemente.

        Curtir

  2. Tem certeza que Morpheus e Nada eram casados? Pelo que me lembro eles apenas tiveram um caso, e o ato que destruiu a “cidade de vidro” foi uma transa entre eles. Nada então viu o preço da união com Morpheus e resolveu se suicidar. Foi por isso que ele não a perdoou.

    Na verdade, a verdadeira ex-esposa de Lorde Morpheus em Sandman foi CALÍOPE, que se separou dele depois que ele deu as costas para Orfeus, o filho do casal.

    Por não ser casado com Nada, eu acredito que Mercúrio foi um marido pior, em que pese a Cristalys também ser uma péssima esposa. Aliás dava pra fazer uma lista de piores esposas, não? Cristalys, Jean Loring, Mera (poisé!), Foxglove (agora sim), Betty Banner, só pra citar as primeiras que me vêem a mente…

    Curtir

    1. Bem lembrado na parte da Calíope! Sobre a Nada, o Morpheu chama ela de esposa. E, por serem o primeiro povoado humano da Terra, a noção de casamento deles, por certo, era uma transa – noção que esteve atrelada ao casamento até décadas atrás segundo dogmas da Igreja. Por isso, sim, dá para considerar eles casados. Abraços! =)

      Curtir

Deixe um comentário, caro mergulhador!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.