Autor: Vitor Coelho

clocapa

A Saga do Clone, do Homem-Aranha, Era MESMO Tão Ruim?

É quase unânime, se não for mesmo, que a Saga do Clone é um exemplo de tudo de ruim que houve haveu nos quadrinhos nos anos 90. Obviamente não é o único exemplo, mas, possivelmente é o que é mais utilizado para descrever esse momento dos quadrinhos americanos. Mas é mesmo assim tão ruim? Na verdade, vou além: a premissa e a história da saga do clone é realmente ruim?

REPcapa

Quadrinhos com Minorias: Representatividade ou Modinha?

A ficção sempre foi o caminho mais fácil pelo qual a sociedade discutiu ideias e conceitos complicados demais para serem simplesmente expostos em uma conversa qualquer. Ainda que arriscando receberem rótulos de hereges, loucos, depravados, artistas de renome (ou não) sempre exploraram mundos fictícios para tentar colocar em pauta tabus que necessitam serem explorados com olhares mais atentos.

GODgods

Super-Heróis: Homens contra Deuses e Deuses contra Homens!

Super-heróis não existem no nosso mundo. mas quais são os paralelos e disparidades entre os acontecimentos históricos no nosso mundo com o dos super-heróis? Cada uma das grandes editoras, Marvel e DC, deram um jeito de explicar essas diferenças e similaridades. Vamos dar uma olhada de como funciona o humano e o divino – na figura dos Supers – nos universos das grandes editoras.

HLKcapa

Eu, o Hulk: Quando a Represa se Rompe

De vez em quando, seja na vida ou nas telas de cinema ou TV, nos deparamos com aquela cena, onde, em um ato de fúria insana, o personagem arremessa um copo na parede, destrói um objeto valioso, quebra um espelho ou desconta sua ira no ambiente a sua volta. Isso, amigos, é o Hulk. Um hulkinho pessoal que vive dentro deles.

02_Miller

A Arte de Frank Miller Versus a Estética Image dos Anos 90

Titio Miller voltou aos trending topics da esfera nerd-quadrinística, primeiro com preocupações com a sua saúde e mais recentemente com algumas de suas artes sendo comentadas pela opinosfera mundial. Na verdade, seria mais correto dizer que teve sua arte ridicularizada nessa internet de meu Deus. Posts, reclamações, xingamentos no twitter… Miller foi alvo de críticas até mesmo retroativas, ferindo não apenas o que fazia hoje, mas o legado de um homem que ajudou a reinventar a narrativa dos quadrinhos comerciais.