Todos os posts em: atualidades

Direitos Humanos São Coisas De Super-Heróis?

Muito se discute na internet a representação dos super-heróis, sendo eles, hoje em dia, em sua maior parte dando destaque para mulheres, negros e gays. Parcelas da sociedade que, além de não serem representadas, eram silenciadas. Também se discute os super-heróis apoiarem movimentos dos direitos humanos em suas histórias. Com esse artigo pretendo dizer que esse apoio e essa representação está dentro do âmago do que é ser um super-herói.

Anúncios

Destaques do Checklist Marvel / Panini Comics Para Maio 2017

Olá mergulhadores! Esse mês nós temos a programação das revistas, mas não temos as capas. É mais ou menos assim: você quer assistir a uma série, tem a sinopse, mas não tem os atores. E assim continuamos. Pensem nos efeitos especiais e se concentrem, que isso aqui não é Netflix. Pelo menos uma coisa é boa: estamos na metade do mês e não no final, como sempre. Já é um avanço. Letisgo ao que interessa!

Destaques do Checklist Marvel / Panini Comics Para Abril de 2017

Não, você não leu errado. Os destaques são do checklist de abril mesmo, aqui, na rabeira da última semana de abril, quando as bancas entopem das revistas do mês só para dizer que saíram no mês. Enquanto isso, não temos nenhum checklist oficial mas, pelas informações divulgadas, podemos montar alguma coisa para vocês.

Os Signos dos X-Men

Mais do que predizer o futuro, os signos do zodíaco servem para traçar o perfil da pessoa que nasceu em determinado período do ano. Assim funciona um mapa astral. Você já sabe seu signo, mas nunca imaginou qual seria a representação do zodíaco para o seu mutante defensor do mundo favorito. Selecionamos aqui os principais X-Men de cada signo, de acordo com suas caraterísticas e as representações dos signos do zodíaco. Confere aí:

Será Mesmo Que Diversidade Não Vende?

No último mês, os executivos de vendas da Marvel Comics acusaram a diversidade dos seus personagens como fator das baixas vendas das suas revistas.Enquanto isso, a DC Comics, com títulos quinzenais dos seus medalhões está dando de lavada na concorrente no quesito vendas. Mas será mesmo que diversidade não vende?

Renascimento DC e os Destaques da DC Comics / Panini Comics Para Março de 2017

Vocês estavam loucos para ler Renascimento, não é? Bem, então, este mês (cof, cof!) teremos o especial DC Renascimento pela Panini Comics. Mas não é só isso. Vão sair muitos encadernados para deixar sua estante um luxo só, até ela cair no chão, esparramar suas HQs e estragar todas elas! Uhuuu!

Alguns Destaques da Marvel / Panini Comics Para Fevereiro de 2017

Como sabemos, os lançamentos da Marvel aparecem quase sempre no final do mês e na grande parte das vezes eles vêm em conta-gotas. Um poquinho no site A, um pouquinho no site B, nem mesmo o próprio site da Panini é atualizado com todos os lançamentos. Como sempre, se quisermos saber, temos que ir atrás. Ô trabalheira! Separei aqui alguns desses lançamentos/destaques deste mês. Letisgo!

A Sua Zona de Conforto e o Legado da Diversidade

Já falamos muitas vezes aqui de como as revistas em quadrinhos de super-heróis por um lado exigem personagem imutáveis e, por outro, faz com que eles acompanhem as transformações da sociedade. Também falamos da característica infinita das narrativas de super-heróis – elas nunca acabam, estão sempre contando mais e mais histórias desses personagens. Já falamos ainda da importância da diversidade nos quadrinhos. Hoje vamos falar sobre essa dicotomia entre imutabilidade x transitoriedade.

Riverdale: A Série de TV da Turma do Archie

Em fevereiro estreia a série Riverdale, a nova série do canal CW, casa de Arrow, Flash, Supergirl, Gotham e Legends of Tomorrow. Riverdale é a cidade onde moram Archie Andrews e sua turma. Também é uma série vinda dos quadrinhos, mais precisamente dos anos 40. Mas quem é Archie Andrews, por quê ele é tão importante e por que os brasileiros praticamente o desconhecem?

Love Is Love: Uma Coletânea de Quadrinhos em Honra às Vítimas do Massacre de Orlando

Era 12 de junho de 2016, eu estava com meus amigos gays comemorando o aniversário do cara que viria a ser meu namorado um pouco tempo depois em uma casa noturna alternativa. Cheguei em casa por umas sete da manhã e nos noticiários estava dando que um franco-atirador havia invadido uma boate gay de Orlando, nos Estados Unidos, matando 49 pessoas. O crime, como se provou depois, foi definido como crime de ódio. Uma vez que o atirador era homofóbico, mas, como na maior parte dos casos de homofobia, sentia atração por homens.

Escritor da Vertigo Se Assume como Mulher Trans

Personagens trans não são nada comuns nos quadrinhos. Criadores de quadrinhos trans são menos comuns ainda. Entretanto, temos alguns casos notórios tanto no Brasil quanto no mundo. A última a se assumir trans foi Lilah Sturges, antes conhecida como Matthew Sturges, grande colaborador de Bill Willingham em séries derivadas de Fábulas, da Vertigo.

Os Quadrinhos Mais Vendidos em Livrarias de 2016

O ano (quase) acabou! Então é o hora de conferirmos no site de informações editoriais Publish News quais foram os quadrinhos mais vendidos do ano de 2016. Vale lembrar que a lista aqui vale apenas para vendas em livrarias físicas, excetuando-se as vendas por meio digital, e aqui são computadas apenas as grandes redes de livrarias como Cultura, Saraiva, Travessa e FNAC. De qualquer forma dá para traçar algumas análises. A lista das 30 mais vendidas e a análise estão a seguir.

Civil War #8. A Nova “Morte” e os Possíveis Futuros da Marvel

Hoje saiu o penúltimo número da segunda minissérie de Guerra Civil. O mote é uma guerra entre a Capitã Marvel, Carol Danvers e o Homem de Ferro, Tony Stark pelo futuro do Universo Marvel. O inumano Ulisses é capaz de ver o futuro, mas o que é melhor? Deixar que ele aconteça ou evitá-lo. São duas corrente de pensamento e uma luta que se encerra neste número.

Destaques da DC Comics / Panini Comics Para Dezembro de 2016

Pra começar, Levi Trindade confirmou na CCXP 2016 que sim, as revistas da DC Comics acabarão no número 52 antes de começar a nova fase do Rebirth. Por isso, nem todas sairão todos os meses e alguns especiais serão lançados para ajustar a numeração. Ok, agora vamos para os destaques do mês de dezembro!

Ocupa Vingadores: “Traga a Justiça de Volta!”

Uma das novas revistas do novo Marvel NOW! é Occupy Avengers, protagonizada pelo Gavião Arqueiro, Lobo Vermelho, e demais super-heróis sem poderes. A intenção da revista é ter um viés político e mostrar os heróis defendendo o 99% da população que não possui o poder e não detém a riqueza do mundo. E isso tem a ver com a nossa realidade também. Vamos falar sobre o que isso tem a ver com os movimentos de ocupação de escolas por parte dos estudantes brasileiros em prol de uma educação melhor.

Como Foi a Bienal de Quadrinhos de Curitiba?

Para começar, esqueça os super-heróis. Na Bienal de Quadrinhos de Curitiba o enfoque são nos Quadrinhos com Q maiúsculo. Por se tratar de um evento gratuito, o público também é diferenciado, mais interessado, mais antenado. O que marcou o evento foi a diversidade e a pluralidade, um fator essencial em algo voltado para o interesse público.

Os 10 Maiores GOLPISTAS dos Comics

Opa, parece que a pauta da semana é Golpe. Nem imagino porquê. Mas dizem que o Conde Drácula que suga sangue novo e se esconde atrás da capa assumiu o governo numa certa republiqueta de bananas. Então vamos aproveitar o ensejo e mostrar pra vocês outros vilões dos quadrinhos que subiram ao poder através de um golpe de estado. Nada a Temer, caros mergulhadores!

A Nova Marvel NOW! 2.0 e o Problema do Buzz

A nova Marvel NOW! foi divulgada no começo do mês de julho de 2016 e dividiu opiniões. Muitas mudanças foram feitas no seu line-up, pois as capas envolvidas na inciativa revelavam os títulos vindouros. Mas até onde toda essa antecipação do marketing e do que vem por aí nas histórias atrapalha ou facilita a indústria dos quadrinhos?

Os 19 Quadrinhos Mais Vendidos do Ano pela Panini (até então)

Eu sempre acreditei que, como formadores de opinião, e principalmente de quadrinhos, devíamos dar uma ajuda a divulgar os títulos das editoras para aquecer o mercado. Porque no Brasil quadrinho não vende e isso e aquilo. Mas a verdade é que nunca ganhei um quadrinho sequer de uma grande editora tipo a Panini para divulgação. Das editoras menores e independentes, sim. Então, será que a Panini precisa de ajuda na divulgação?