Todos os posts em: listas

10 Personagens dos Comics Que Rompem a Quarta Parede

Embora muitos leitores tenham em mente o que significa “quebrar a quarta parede”, poucos devem saber a origem da expressão. Ela vem do teatro, que é rodeado por três paredes concretas, as laterais e a do fundo, mais uma “quarta parede”, que é imaginária e que é representada pelo público para o qual os atores enquanto personagens se dirigem. No cinema, essa quarta parede é representada pela câmera. Romper ou atravessar a quarta parede significa, então, ter consciência do público e se dirigir a ele e, ao fazer isso, o personagem tem consciência de seu papel ficcional na narrativa que encena. Trazemos aqui dez personagens dos comics que tem consciência que estão em uma história em quadrinhos e quais as razões de saber tal coisa. Que comece a lista!

Avaliação: Os Quatro Primeiros Volumes de O Universo de Sandman

Neste mês de dezembro chegaram às bancas todas as quatro séries que compõem o selo O Universo de Sandman em seus relativos primeiros volumes. Fazem parte do selo os títulos: O Sonhar, Lúcifer, Os Livros da Magia e o título novíssimo A Casa dos Sussurros. Todos eles têm a bênção de Neil Gaiman e foram desenvolvidos a partir de ideias dele. Todos eles trazem em seu corpo o especial O Universo de Sandman, que é uma introdução aos personagens principais de cada série e de seus enredos que, aparentemente, se entrelaçam. Depois de termos lido todos esses quatro primeiros volumes de O Universo de Sandman, trazemos para vocês uma avaliação completa destes títulos com direito a ranking de estrelinhas. Venham ver o resultado a seguir!

Super-Heróis Que Já Visitaram o Brasil

Com a vinda de Conan para o Brasil em uma das últimas edições de Savage Avengers com o intuito de libertar escravas sexuais em Porto Alegre, resolvemos trazer para vocês uma listinha com alguns outros super-heróis que já visitaram as terras tupiniquins. Adiantadamente já pedimos desculpas se deixamos alguém de fora, afinal não lemos todas as revistas de super-heróis do mundo. Mas podemos lembrar de algumas vindas memoráveis de super-heróis para o Brasil que trazemos nesta lista para vocês, mergulhadores. Comprem suas passagens para visitar as maravilhas do Brasil junto com nossos amigos super-heróis!

CONAN EM PORTO ALEGRE
Isso aconteceu na segunda edição de Savage Avengers. Conan, que está perdido em nosso tempo, despertou na Terra Selvagem, um bolsão de terra pré-histórica no meio da Antártida. Assim, ele foi atravessando o continente sul-americano a pé,até chegar a Porto Alegre, onde em uma boate foi servido por belas mulheres. Então percebeu que as belas mulheres não o faziam por vontade própria mais eram escravas sexuais o que desperta a ira de Conan, que parte para o quebra-pau. Engraçado que nas histórias dos anos 1970, escravas sexuais nunca revoltaram o cimério. Mas, né, eram tempos em que isso “podchya”. Aff…

BATMAN NO RIO DE JANEIRO
Em 1993 foi lançado pela Editora Abril um encadernado chamado Batman no Brasil, um arco de quatro histórias escritas por Peter Milligan e desenhadas por vários desenhistas clássicos do morcego. O Batman vem ao Brasil para capturar a Dama de Copas, uma mulher que vem enlouquecendo várias pessoas ao longo de sua “carreira”. Ele também enfrenta, aqui no Brasil, um vilão chamado O Idiota, o que diz muito sobre o que os gringos pensam sobre nós. Como não poderia bastar isso, Batman também se alia a um traficante de drogas para atingir seus objetivos. Aqui também o Brasil, como em Conan, é retratado cheio de florestas para tudo que é lado, não importa se estejamos na cidade ou no campo.

WOLVERINE NO RIO DE JANEIRO
Nesta esquecível história do mutante carcaju que pode se curar automaticamente, Wolverine vem ao Brasil, mais especificamente, ao Rio de Janeiro, atrás de um vampiro. Por isso, esse especial, publicado pela Pandora Books se chama Wolverine: Rio de Sangue, aqui no Brasil. Durante a história, Wolverine se embrenha em uma festa de carnaval e dá de cara com diversos homens vestidos de mulher e com travestis. Então faz algum comentário engraçadinho e continua a caçada. Bem esquecível, como falei.

CABLE NO RIO DE JANEIRO
Cable vem para o Rio de Janeiro durante a fase escrita por Darko Macan e desenhada por Igor Kordey. A história foi publicada aqui no Brasil em uma revista Wizmania. Nela, Cable precisa impedir uma máfia que põe mutantes para brigar feito galos de rinha e que fazem apostas por suas vidas. Cable, então, consegue salvar um menino brasileiro com poderes elétricos e pedir sua ajuda ao se infiltrar no sistema de apostas.

OS X-MEN: PRIMEIRA CLASSE EM FOZ DO IGUAÇU
Os X-Men vieram para o Brasil pela “primeira vez” durante a fase First Class, que reconta as histórias e aventuras inéditas da primeira turma de mutantes do professor Xavier, escritas por Jeff Parker e desenhadas pelo, claro, brasileiro Roger Cruz. Os X-Men aportam no aeroporto Afonso Pena em São José dos Pinhais com destino a Foz do Iguaçu. Lá, no meio das cataratas, eles encontram uma civilização perdida de mutantes. Ao ver o Anjo, uma menina lasca-lhe um beijaço “É assim que cumprimentamos os turistas por aqui”, diz a brasileira. Oloko, bicho! Uma brasileira dessas!

OS NOVOS MUTANTES NO RIO DE JANEIRO E NA AMAZÔNIA
A primeira vez que os Novos Mutantes vem ao Brasil acontece logo na história de formação da equipe, quando, unidos, os jovens mutantes precisam impedir que o Clube do Inferno assassinem o pai e a namorada de Roberto da Costa, o Mancha Solar. Mas eles acabam falhando. Mais tarde, os Novos Mutantes retornam ao Brasil, com o intuito de ir à Nova Roma, um enclave amazônico de pessoas que acreditam serem os descendentes diretos dos romanos e, por isso, resolveram viver como tais. Lá, eles encontram Amara Aquilla, a Magma, dona de poderes vulcânicos. Amara acaba se tornando integrante da equipe dos Novos Mutantes. Depois dessas aventuras, eles retornam algumas vezes para cá, mas nenhuma com tanto destaque como essas duas.

Você pode conferir mais sobre a primeira vinda dos Novos Mutantes para o Brasil neste link.

WOLVERINE EM FORTALEZA
Na graphic novel feita por franceses Wolverine: Saudade, o mutante canadense vem mais uma vez para o Brasil, mas desta vez para a capital cearense de Fortaleza. Lá, ele participa de festejos a Iemanjá enquanto combate uma gangue de mutantes que usam crianças como escravas através de seus poderes. Com uma ajudinha de Iemanjá, ou seria Iara? Ou Nossa Senhora dos Navegantes? Wolverine consegue desbaratar o esquema e ainda enviar um dos meninos, Xexéu, para a Mansão Xavier.

ANJO E MÍSTICA EM RECIFE
Sim, os mutantes da Marvel costumam vir para o Brasil muito mais do que qualquer outros super-heróis, não é mesmo? Desta vez o Clube do Inferno e os X-Men estão disputando para saber quem vai tutorar uma nova mutantes das praias de Recife, praias, estas, famosas por suas águas cheias de tubarões. A mutante em questão, Iara dos Santos, possui exatamente o poder de se transformar em tubarão. No fim da disputa, o Anjo acaba levando a melhor e levando Iara para os X-Men, onde assume o codinome de Menina-Tubarão. Nas histórias brasileiras, Iara costuma exclamar “Oxe!”, como uma boa nordestina.

AQUAMAN NA AMAZÔNIA
Aquaman já teve uma equipe secreta. Uma equipe que ficou responsável por ser guardiã e usufrutuária de diversos amuletos da mitologia atlante. Uma destas pessoas é a indígena Ya’Wara, uma silvícola brasileira, que possui um colar atlante que é capaz de teleporte. Ela também possui duas panteras negras de estimação. Foi criada por Geoff Johns e o brasileiro Ivan Reis para o arco Aquaman e Os Outros. Os Outros é o nome da equipe que possui os artefatos atlantes. Quando precisou da ajuda de Ya’Wara, muitos anos depois de terem se encontrado, e enamorado, pela primeira vez, Aquaman retornou às florestas equatoriais da Amazônia para pedir ajuda à sua antiga aliada.

Eae, que tal? Se lembra de mais heróis que vieram para o Brasil? se lembra, não deixe de comentar! Vamos ampliar essa lista! Abraços submersos na bandeira alviverde!

Melhores e Piores Leituras de Outubro de 2019

Olá amigos mergulhadores! Outubro está chegando no final! É hora da nossa seminal e costumeira listinha de melhores e piores leituras! Neste mês não tivemos tantas leituras como de costume, tivemos trinta e cinco no total, dos quais vinte e cinco estão entre as melhores do mês e dez delas estão entre as piores do mês! Lembre-se que o final do ano está chegando e teremos uma incrível variedade de posts com categorias para as melhores leituras do ano. Fiquem ligados! Enquanto dezembro não chega, aproveite para ver a lista de melhores e piores leituras de outubro! Vamos lá, confira!

Uma Equipe Para Chamar de Sua. Batman e os Renegados, de Mike W. Barr e Jim Aparo

Talvez os Renegados não seja a mais famosa equipe de super-heróis da editora DC Comics, nem aquela que conta com os super-heróis mais populares, mas certamente ela possui uma certa importância no panteão da Editora da Lendas. Isso porque é através dela que o Batman pela primeira vez rompe com a Liga da Justiça para formar uma equipe de heróis só sua e que, de forma certeira, batizar de The Outsiders, os estigmatizados, os deixados de fora, os fora-da-lei, aqueles que se encontram à margem de tudo. Não por acaso a equipe contava com um integrante negro, uma japonesa, um metamorfo e uma menina louca. Mais tarde iria se juntar a eles também um expatriado, um refugiado. Ah sim, e tinha o Batman que não é nem um coisa e nem outra. Vamos saber um pouco mais sobre a equipe Batman e os Renegados?

Interseccionalidade: 10 Super-Heroínas Negras Mais Importantes dos Comics

Interseccionalidade é uma palavra que nomeia as diversas relações de poder e de discriminação que um indivíduo pode sofrer através de suas agências e políticas de identidade. O termo foi cunhado pela advogada norte-americana Kimberlé Crenshaw em um artigo que ela estudava os motivos pelos quais as mulheres negras da General Motors recebiam menos que qualquer outro tipo de combinação identitária naquela indústria automobilística. O termo interseccionalidade foi criado, a princípio, para se pensar os cruzamentos das relações entre gênero e raça, mas também pode ser pensando na maneira de se estudar outras interseccionalidades, como sexualidades e necessidades especiais. Neste post vamos falar um pouco mais sobre a interseccionalidade e trazer uma lista das 10 super-heroínas negras mais importantes dos comics de super-heróis. Vamos lá?

A História Oficial do Trisal Ciclope, Wolverine e Jean Grey

Bem, a essa altura você já deve estar sabendo que, aparentemente, as intenções de Jonathan Hickman para o triângulo amoroso mais famoso das histórias em quadrinhos mutantes é torná-los um trisal. Isso mesmo, Ciclope e Wolverine vão dividir Jean Grey e talvez muito mais na nova fase dos X-Men escrita por Hickman e desenhada por Leinil Francis Yu. Mas de onde veio toda essa disputa? Porque Jean é tão desejada tanto por Wolverine como por Ciclope? Como se desenvolveram essas atrações? Vamos contar a história oficial de tudo que aconteceu, mas o que ficou por debaixo dos panos, vamos deixar para sua imaginação!

Vamos Conhecer Algumas Campanhas Incríveis de Quadrinhos no Catarse?

Olá mergulhadores! Devido aos elogios e acessos que tivemos ao divulgar algumas campanhas no catarse no mês passado, resolvemos fazer uma vez mais essa iniciativa aqui no Splash Pages. Se vocês acham essa uma boa ideia, podemos tornar essa uma seção mensal aqui no blog. Por isso, não deixe de comentar avaliando o que você acha mais interessante! Bem, agora vamos deixar você com diversas campanhas interessantíssimas para apoiar cujos resultados você vai poder ver a partir do seu lançamento na Comic Con Experience, a CCXP, em dezembro de 2019!

10 Casos em que “Não era Amor, Era Cilada” dos Super-Heróis

Chegou o Molejão! É isso aí! Inocente, apaixonado. Eu ‘tava crente crente que ia viver uma história de amor. Quem nunca se sentiu assim que atire a primeira pedra! É uma cilada, Bino! Muitas vezes o cilador pode se confundir com o ciladado, porque se o amor é alguma coisa, é uma relação de trocas. Para o seu vilão o vilão é você mesmo. Afinal, se um não quer, dois não amam e se um não quer, dois não brigam. Se existe alguma culpa no cartório, certamente é dos dois. Mas longe de discutir a natureza dos relacionamentos estão as histórias de super-heróis que nos fazem pensar tudo tudinho no preto e branco e em heróis e vilões. Viemos trazer essas ciladas muito mais fáceis de sair e de se entender do que na vida real. Por isso, não confunda a realidade com a ficção. Na realidade, os vilões não são tão bem definidos quanto nos quadrinhos!

Chrises (Evans) Nas Infinitas Telas

Ah, Chris Evans, seu danadão! Você conquistou nossos corações! Mesmo que muitos não gostassem deste ator quando ele fez o Tocha Humana no filme do Quarteto Fantástico, todos tiveram que dar o braço a torcer para o seu Capitão América que não entendia as referências. Evans representa o ideal de beleza americano, o All-American Guy, loiro, de olhos azuis e de corpo perfeito e como nós, brasileiros consumimos tudo que os estadunidenses nos empurram, também valorizamos esse tipo de beleza. Então foi fácil que se associasse o ator Chris Evans como um modelo perfeito de intérprete para personagens de filmes de super-heróis ou ainda de quadrinhos. Nesse post vamos listar alguns desses papéis realizados pelo ator.

10 Grandes Editoras dos Comics: Hoje e Sempre

Vamos falar sobre grandes editoras dos comics? Bom, quando falamos em grandes editoras não queremos falar sobre casas publicadoras como a Marvel e a DC Comics. Queremos falar da força das mulheres por trás de grandes publicações da indústria dos comics norte-americanos. Muita gente por aí não valoriza o trabalho das mulheres e acha que elas ficam a dever quando se trata de qualidade. Este post serve para desfazer esse mito, mostrando que muitos dos trabalhos importantes dos quadrinhos foram feitos a partir da orientação de mulheres. Estão preparados para conhecê-las? Então vamos lá!

Bem Mais “Sagas Definitivas” da DC Comics pela Eaglemoss no Brasil

Que a Editora Eaglemoss vêm publicando diversos materiais na sua coleção de graphic novels da DC Comics, você deve estar sabendo, correto? Mas talvez você não tenha dado uma atenção maior à coleção irmã a esta, que publica as “Sagas Definitivas” da DC Comics no Brasil.Claro, o preço é maior, mas o custo benefício, no final das contas fica mais aproveitável do que manter a coleção principal. E tem muita coisa legal e material inédito ou que fazia muito tempo que não era publicado no Brasil. Neste post vamos falar um pouco mais sobre essa expansão da coleção “Sagas Definitivas” da DC Comics pela Editora Eaglemoss. 

Campanhas no Catarse Para Fazer Você e os Quadrinistas Felizes!

É inegável que o site de crowdfunding, ou seja, de financiamento coletivo Catarse se tornou uma das principais formas de se viabilizar quadrinhos no Brasil. Em um país cujo investimento em cultura e educação (e aqui se encontram nossos amados quadrinhos) são cada vez menores, os quadrinistas precisam “se virar nos 30” para encontrar alternativas para viabilizar suas histórias. Uma dela é o financiamento coletivo, que não é um incentivo nem público (que existem poucos), nem de empresas (que não existe nenhum, a não ser pela lei Rouanet (ou Adnet, como uns insistem em chamar)). Esse incentivo é dos apaixonados pela nona arte dos quadrinhos, leitores como você, que podem fazer com que essa arte continuem sendo admirada por gerações futuras. Resolvi, então, trazer alguns quadrinhos que estão na plataforma e são de amigos que estão sempre juntos comigo na luta por mais arte e HQs no Brasil! Vamos lá, afinados leitores!

Supergirl: 60 Anos da Super Prima de Aço

Em janeiro deste ano, a Supergirl completou sessenta anos desde sua aparição, em 1959, vinda do espaço para se encontrar com seu primo Kal-El, o Superman. A Supermôça, como foi batizada no Brasil, em sua primeira aparição aqui, vive uma das melhores fases de sua carreira graças à série de televisão homônima no canal Warner, vivida por Melissa Benoist. Esta série é, de longe a melhor e mais completa retratação de Kara Zor-El para outras mídias. Para celebrar este momento histórico da moça de aço, a prima mais super do mundo, vamos citar alguns momentos e versões da Supergirl nesses seus sessenta anos de existência.

Os Tipos de Conflito Que Encontramos nos Quadrinhos

Quando falamos em conflito nos quadrinhos não queremos dizer apenas confrontos violentos e físicos, que são encontrados mais facilmente nos quadrinhos de super-heróis. Quando falamos em conflito queremos falar sobre os embates que o personagem principal de uma história em quadrinhos precisa enfrentar para atingir seu objetivo, ou então, para levar a sua vida com tranquilidade, retornando ao ponto de descanso do início da história. Assim, resolvemos trazer para vocês algumas das várias formas que o conflito pode assumir nas histórias em quadrinhos e alguns exemplos das mesmas. Sigam-me os brigões!

Editoras que Publicaram “Archie” no Brasil

Se você pensa que com o sucesso da série Riverdale o personagem Archie Andrews começou a ser publicado somente agora em quadrinhos, sua mídia originária, no Brasil, está muito enganado. Archie Andrews e sua turma passaram por diversas publicações e editoras ao longo dos anos, ou melhor, das décadas, colecionando curiosidades e nomes pra lá de engraçados. Nós vamos falar sobre algumas destas publicações neste texto aqui.

Melhores e Piores Leituras de Junho de 2019

Olá mergulhadores! Junho, para variar também foi um mês intenso, estive em duas convenções de quadrinhos, a FloripaComicCon e a POC CON, dois eventos sensacionais, que vou deixar o link sobre eles no final desta postagem. Mas, claro, não deixei também de fazer minha extensa lista de leituras para vocês. Só que dessa vez ela veio no primeiro dia de julho. Este mês são quarenta e cinco quadrinhos e livros sobre quadrinhos que fizemos resenhas, e de todo o tipo de leitura: acadêmicos, biográficos, europeus, independentes, de super-heróis, mangás, alternativos e muitos outros. Então afivelem seus cintos de segurança que o nosso submarino vai submergir em leituras!

10 Loucas Histórias do Mês do Editor Assistente na Marvel

Era janeiro de 1984 e, segundo, a Marvel, os editores principais de suas revistas haviam ido a uma convenção de quadrinhos e deixaram o fechamento das edições para os editores assistentes. Mas deixar os assistentes, os estagiários, na incumbência de cuidar das revistas da editora poderiam resultar grandes catástrofes. E foi o que aconteceu – de brincadeirinha, é claro! – muitas coisas loucas aconteceram naquele primeiro mês do ano de 1984 nas revistas da Marvel Comics. Neste post nós vamos falar de algumas delas e como os “editores assistentes” fizeram para trazer loucas histórias para essas revistas que os editores principais jamais teriam aprovado!