Os Campeões Discutem o Problema do Armamentismo e dos Tiroteios em Escolas

Este mês, na edição Champions #24, escrita por Jim Zub e desenhada por Sean Izaakse, a Academia de Visões do Brooklyn, onde estuda Miles Morales, o novo Homem-Aranha é atacada por um homem portando armas e disparando para todos os lados. Muitos alunos são vítimas fatais e outras vítimas acabam hospitalizadas, inclusive um grande amigo de Miles. Mas qual é o papel de um super-herói e das pessoas normais frente a tantas ameaças como o fim da segurança e da liberdade por pessoas que podem portar armas e dispará-las dentro de um sistema legal? É isso que esse quadrinho discute e hoje eu também quero discutir com vocês. Continuar lendo “Os Campeões Discutem o Problema do Armamentismo e dos Tiroteios em Escolas”

O Chama do Remorso, Alan Moore e os Filmes de Super-Heróis

Faz tempo que o grande escritor de quadrinhos, Alan Moore, vem difamando os super-heróis, bem como os filmes derivados delas. O autor de Watchmen, Monstro do Pântano, A Liga Extraordinária e tantos outros quadrinhos de sucesso, ainda se ressente do tratamento que a indústria de quadrinhos de super-heróis americana tratou os direitos autorais de suas criações, de forma que ele poderia estar ganhando muito mais royalties com seus trabalhos. Assim, ele começou a falar mal dos super-heróis que trabalhou por muito tempo, dizendo, entre outras coisas, que eles são “a catástrofe do século XX”. Em seu último trabalho em quadrinhos, Cinema Purgatório, Moore dispara novamente sua metralhadora contra os filmes de super-heróis. Ou ele estaria disparando contra si mesmo? Comentamos tudo isso, a seguir. Continuar lendo “O Chama do Remorso, Alan Moore e os Filmes de Super-Heróis”

A Melhor Adaptação de Um Texto Literário Para História em Quadrinhos

 

Existem muitas adaptações literárias para os quadrinhos, principalmente no Brasil, onde aconteceu uma profusão desse material. As editoras de quadrinhos viram no PNBE uma mina de ouro para conseguir dinheiro através de adaptações literárias em quadrinhos. Assim, enormes atrocidades foram produzidas e, ao invés de valorizar publicações originais, pasteuriza-se mais do mesmo, apenas pelo dinheiro governamental. Por isso, para mim, adaptações literárias em quadrinhos eram sinônimo de baixa qualidade. Mas me enganei. Existem sim, adaptações de grande qualidade, que só adicionam à história e trabalham bem a linguagem dos quadrinhos. É o caso de Cidade de Vidro, uma adaptação em quadrinhos de Paul Karasik e David Mazzucchelli, de um conto de Paul Auster. Essa é, na minha opinião, a melhor adaptação de um texto literário para histórias em quadrinhos. Neste post você vai saber a razão.

Continuar lendo “A Melhor Adaptação de Um Texto Literário Para História em Quadrinhos”

Quem Vai Ensinar Humanidade Para os Humanos? O Apelo do Visão de Tom King e Gabriel Hernandez Walta

Este mês saiu a conclusão da série do Visão por Tom King e Gabriel Hernandez Walta no Brasil. Foram 12 edições lá fora e dois encadernados de capa dura por aqui. A série lida, mais uma vez, com o sintozóide Visão tentando empreender e promover mais humanidade em sua vida. Dessa vez, ele cria uma família para si, com uma mulher, dois filhos e um cachorro sintozoides, que são robôs sintéticos, quase humanos. Para isso, e para serem aceitos, ele vão morar num subúrbio humano, como uma família estadunidense comum. Mas logo começam os problemas, ecoando a dificuldade humana para entender o que é ligeiramente diferente de si, como um robô, mas mesmo aqueles que, por enquanto – na visão da sociedade – são considerados humanos. Neste post vamos falar mais sobre essa incrível série, ganhadora de inúmeros prêmios, que eleva o gênero de super-heróis em quadrinhos a outro patamar. Continuar lendo “Quem Vai Ensinar Humanidade Para os Humanos? O Apelo do Visão de Tom King e Gabriel Hernandez Walta”

[SFW] 10 Hot Male Cosplayers Para Seguir No Instagram

Faz um bom tempo que não damos uma atenção para os posts mais “hot” aqui do Splash Pages. Para corrigir esse erro, dessa vez não vamos trazer heróis desenhados de uma forma sexy, mas homens que se vestem de super-heróis. Eles são cosplayers profissionais, ou seja, ganham a vida se vestindo de personagens em eventos do gênero. Por isso, é importante para eles que divulguem seus trabalhos e, nada melhor que uma conta no Instagram, uma rede social que privilegia a dimensão da imagem, para isso. Separamos aqui alguns dos melhores trabalhos de composição de personagens e de corpitcho dos cosplayers, claro, que ninguém é de ferro. Nem fazendo um cosplay do Colossus! Vamos a eles! Continuar lendo “[SFW] 10 Hot Male Cosplayers Para Seguir No Instagram”

A Importância da Dimensão Física na Leitura de um Quadrinho

A leitura do quadrinho na sua forma digital – seja através de aplicativos, de motion comics, de layout fixo ou dinâmico ou até mesmo em scans – tem aumentado e se popularizado. Existem muitos entusiastas do quadrinho digital, mas, por outro lado existem aqueles que não dispensam o toque no papel e o peso de uma revista nas mãos. Eu me considero um entusiasta do quadrinho físico. Sou old school e gosto de ler no papel, afinal, a maioria dos quadrinhos foram feitos para serem experienciados assim. Neste post vou falar um pouco sobre a materialidade e a fisicalidade dos quadrinhos e sua importância para a leitura dos mesmos.

Continuar lendo “A Importância da Dimensão Física na Leitura de um Quadrinho”

Dentro da História: Representatividade, Cultura Pop e Infância

Sabe o pessoal que vive dizendo que diversidade não vende, que só tem histórias ruins com diversidade e que acham que diversidade não serve para nada? E ao mesmo tempo acreditam que diversidade é só um mote pra vender mais? Preparamos uma entrevista com Diego Moraes, o co-fundador e designer principal da Dentro da História. Essa empresa tem como missão trazer o leitor, principalmente o infantil, para dentro das histórias, através de ferramentas de customização do conteúdo e do design dos livros e das revistas, usando personagens extremamente conhecidos do público, como por exemplo a Turma da Mônica. O Diego contou histórias muito interessantes e explicou melhor a relevância da diversidade para o público e para as empresas. Dessa vez não sou eu quem está falando, mas quem convive com esse mercado todos os dias. Vamos ler a entrevista?  Continuar lendo “Dentro da História: Representatividade, Cultura Pop e Infância”

O Dia em Que Lois Lane Foi Uma Mulher Negra

Vivemos uma época em que, para adaptar alguns personagens dos quadrinhos para outras mídias, alguns produtores mudam sua etnia. Foi o caso, por exemplo, de Johnny Storm, interpretado por Michael B. Jordan no último filme do Quarteto Fantástico, de Iris West-Allen, a série do Flash, interpretada por Candice Patton ou ainda de Josie, de Riverdale, interpretada por Ashleigh Murray. Essa mudança causa reações exageradas nos fãs de quadrinhos. Mas no início dos anos 70, quando o movimento negro estava bem no seu início, uma capa da revista Lois Lane Superman’s Girlfriend chamava atenção. Era Lois Lane entrando e saindo de uma máquina que a transformava em uma mulher negra. Por muito tempo eu achava que essa história poderia ser revoltante, mas ao lê-la, acabei mudando de ideia. Saiba o porquê neste post. Continuar lendo “O Dia em Que Lois Lane Foi Uma Mulher Negra”

10 Capas de Álbuns de Rock Inspirados na Linguagem dos Quadrinhos

Duas coisas que não saberia viver sem são quadrinhos e música. Mas nem sempre que eles se encontram as coisas saem direitinho, mas algumas vezes saem. Existem muitas capas de rock que foram desenhadas por renomados artistas de quadrinhos, assim como existem alguns artistas de quadrinhos, como Mike Allred, que já se aventuraram a gravar álbuns de rock. Os quadrinhos undergrounds de Robert Crumb e o rock tem muito a ver entre si e a contracultura. Mas neste post escolhemos 10 capas de álbuns de rock que se utilizam da linguagem dos quadrinhos (layouts, requadros, balões, personificação) para comunicar com seus comunicadores. Então, estão preparados? Let’s rock! (and roll). Continuar lendo “10 Capas de Álbuns de Rock Inspirados na Linguagem dos Quadrinhos”

A Ascensão da Representação Trans nos Quadrinhos e Nas Artes

 

Nos últimos anos a representação de personagens transexuais nos quadrinhos e a representatividade de autores e autoras transexuais nos quadrinhos vêm aumentando. Muitos personagens já são reconhecidos do grande público e autores e autores começam a ficar conhecidos do público mainstream por seus trabalhos, com uma sensibilidade diferente da que estamos acostumados. Ao ler o livro “E se estivermos errados?”, de Chuck Klosterman, que pensa no presente como se fosse o passado, o autor tenta explicar essa ascensão como um dado não previsto de pessoas que pensavam o futuro há, digamos, dez anos atrás. Então vamos tentar falar sobre isso neste artigo e entender esse fenômeno. Sigam me os homens, as mulheres e aqueles que estão em processo de transição! Continuar lendo “A Ascensão da Representação Trans nos Quadrinhos e Nas Artes”

[NSFW] Os Aviltantes Pênis dos Super-Heróis [+18]

No dia de hoje, os fãs do homem-morcego puderam ficar mais felizes (ou não). Acabaram conhecendo uma informação que ninguém na indústria dos quadrinhos canônicos (embora muitas publicações de fãs já mostraram) sabia até então. O pênis do Batman, ou ainda, de Bruce Wayne, foi mostrado em uma história em quadrinhos oficial do personagem na DC Comics. Agora, seus mais ardorosos fãs vão poder dialogar sobre o formato, o tamanho e a circuncisão do órgão excretor e sexual do defensor de Gotham City. Afinal, é isso que fãs ardorosos fazem. Mas já que o dito-cujo foi revelado, nós iremos mais fundo (ui!) nessa discussão, pois essa é a função desse blog e discutir a aparição de pênis nas histórias dos super-heróis. Acompanhe quem tiver bagos e for maior de 18 anos! Continuar lendo “[NSFW] Os Aviltantes Pênis dos Super-Heróis [+18]”

10 Versões de Deus Nos Comics

Dentro dos quadrinhos de super-heróis e derivados, a fé cristã também é tratada como uma mitologia e como aspectos de lendas. Assim como temos a presença de deuses gregos, romanos, egípcios e nórdicos, bem como de outros panteões politeístas, as religiões monoteístas também recebem o aspecto de personagens sobre seus deuses, infernos e paraísos. Neste post trazemos várias versões semelhantes ao onipotente, onipresente e onisciente Deus das religiões judaico-cristã ocidentais nos quadrinhos de super-heróis. Que Deus esteja com vocês enquanto leem este post! Ele está no meio de nós! Continuar lendo “10 Versões de Deus Nos Comics”

O Cânone dos Quadrinhos: O Que é e Como Funciona?

Muitas vezes, em discussões, ouvimos os leitores de quadrinhos falarem: “é, mas isso não faz parte do cânone”. Ou ainda se perguntam “isso vai passar a ser cânone”? Mas eu acho que, em geral, a maioria das pessoas não sabe o que cânone significa dentro da comunidade de fãs e muito menos o seu significado geral. Neste texto vou falar sobre produções oficiais que configuram cânone, realidades alternativas, universos paralelos e a apropriação destes mundos ficcionais nas produções de fãs. Também sobre a relação dessas diferentes formas de narrar com o universo dos quadrinhos e, por fim, com elementos religiosos. Prontos para embarcar nessa viagem por universos? Então, se ajeitem nos seus assentos, que vai começar! Continuar lendo “O Cânone dos Quadrinhos: O Que é e Como Funciona?”

O Incrível Caso dos Desenhistas Clones

Existem desenhistas que, de enxergar de longe, você já sabe de quem é a autoria do desenho. Outros, nem enxergando bem de pertinho. Porém, existe um caso ainda mais incrível que essa discrepância. O caso dos desenhistas clones. Aquelas obras de desenhistas que são tão parecidas que, às vezes fica difícil dizer de quem é qual. Fizemos uma lista com trinta desenhistas e quinze pares de clones. Não colocamos desenhistas brasileiros para não rolar aquele processinho esperto. Mas basta dizer que nos anos 90, o mercado queria era muito mais Jim Lees e muitos mais Rob Liefelds, Marc Silvestris e coisas assim. Isso acabou criando uma escola, não só no Brasil. Mas deixa o Brasil, que aqui só se pode falar bem dos nossos autores, não é mesmo? Vamos é mexer com os gringos. Preparados? Apontar… Fogo! Continuar lendo “O Incrível Caso dos Desenhistas Clones”

10 Sugestões Sobre Como Formar Novos Leitores de Quadrinhos

Vai e volta surgem teorias apocalípticas que o mercado de quadrinhos vai acabar. Agora estamos no olho do furacão, quando a teoria apocalíptica não é só que o mercado de quadrinhos vai acabar, mas que todo o mercado editorial vai sofrer um colapso e se adaptar para as novas gerações. No meio de tanta mudança, como amealhar novos leitores para publicações? E publicações de quadrinhos? Sabemos que novas gerações de leitores são a motivação que vai manter o mercado para os mais velhos. Mas os mais velhos também têm de ter consciência que para o mercado ser mantido, ele precisa mudar. É a velha “mão invisível” e a lei da oferta e da procura de Adam Smith se fazendo valer no capitalismo em que estamos encerrados. Neste texto vamos discutir possibilidades para que o mercado da leitura de quadrinhos se renove. Continuar lendo “10 Sugestões Sobre Como Formar Novos Leitores de Quadrinhos”

[TOP 25] Curiosas Personalidades Que Já Tiveram Gibi Próprio

Olá mergulhadores! Volta e meia nós viemos com aqueles posts de curiosidades bizarras sobre os quadrinhos. Bem, este aqui é um deles. Fizemos uma seleção de celebridades, pessoas públicas e personalidades famosas que já tiveram gibis próprios em algum momento. Claro, que isso se deu muito mais nos anos 80 e 90, quando os gibis estavam em maior evidência e o culto à personalidades televisivas também. Deixamos de fora as personalidades dos anos 70 para cima, porque a maioria dos leitor do blog não iria se identificar e, talvez, nem reconhecer, como Mazzaropi, e os palhaços Pimentinha, Arrelia e Carequinha. Dito isso, apertem seus cintos e vamos viajar pelas personalidades que, bizarramente,  ou nem tanto, já tiveram gibis! Continuar lendo “[TOP 25] Curiosas Personalidades Que Já Tiveram Gibi Próprio”

Como Foi o Seminário “O Negócio do Livro”, que Discutiu Inovação no Mercado Editorial

Aconteceu hoje o seminário “O Negócio do Livro”, no Goethe-Institut de Porto Alegre. O evento é organizado há mais de 10 anos pelo Clube dos Editores do Rio Grande do Sul e pela Papel Pólen. Neste ano, o tema foi inovação sob o título “Uma Nova Página Para o Futuro”. O elemento em comum entre todas as palestras foi a força das pessoas nesse negócio, tanto do público com um canal de divulgação quanto daquelas pessoas agentes das editoras como indivíduos multitarefas. Todos destacaram a necessidade de se ouvir o público e de produzir uma comunicação cada vez mais estreita com o consumidor final. Palestrantes de áreas de negócios, design, crowdfunding e customização trouxeram suas ideias durante um dia inteiro de palestras. Trouxemos um apanhado das principais ideias discutidas no evento. Continuar lendo “Como Foi o Seminário “O Negócio do Livro”, que Discutiu Inovação no Mercado Editorial”

Quem Era Satanax, o Super-Herói Francês Esquecido?

Volta e meia nos deparamos com super-heróis desconhecidos para a gente, mas que são conhecidos para muitos outros. Conforme vamos adentrando no mundo dos super-heróis e mais deles ficamos conhecendo, bem, a verdade é que pouco acabam ficando desconhecidos. Dessa vez, vou falar de um super-herói ainda mais desconhecido, por ser francês – um país que nada tem a ver com esse estilo e corrente de criação -, e por ostentar um nome bem peculiar: Satanax. O mais peculiar ainda é que ele chegou a ser publicado em terras brasileiras. Ficou curioso para saber quem era esse tal Satanax, de onde ele veio, quais seus poderes e outras curiosidades? Então eu convido a todos a lerem este post! Continuar lendo “Quem Era Satanax, o Super-Herói Francês Esquecido?”