Todos os posts com a tag: homem-animal

10 Personagens dos Comics Que Rompem a Quarta Parede

Embora muitos leitores tenham em mente o que significa “quebrar a quarta parede”, poucos devem saber a origem da expressão. Ela vem do teatro, que é rodeado por três paredes concretas, as laterais e a do fundo, mais uma “quarta parede”, que é imaginária e que é representada pelo público para o qual os atores enquanto personagens se dirigem. No cinema, essa quarta parede é representada pela câmera. Romper ou atravessar a quarta parede significa, então, ter consciência do público e se dirigir a ele e, ao fazer isso, o personagem tem consciência de seu papel ficcional na narrativa que encena. Trazemos aqui dez personagens dos comics que tem consciência que estão em uma história em quadrinhos e quais as razões de saber tal coisa. Que comece a lista!

10 Grandes Editoras dos Comics: Hoje e Sempre

Vamos falar sobre grandes editoras dos comics? Bom, quando falamos em grandes editoras não queremos falar sobre casas publicadoras como a Marvel e a DC Comics. Queremos falar da força das mulheres por trás de grandes publicações da indústria dos comics norte-americanos. Muita gente por aí não valoriza o trabalho das mulheres e acha que elas ficam a dever quando se trata de qualidade. Este post serve para desfazer esse mito, mostrando que muitos dos trabalhos importantes dos quadrinhos foram feitos a partir da orientação de mulheres. Estão preparados para conhecê-las? Então vamos lá!

A Vertigo Morreu. E eu Sei Quem Matou.

Este mês fomos pegos de surpresa com a ausência de títulos da linha de quadrinhos adultos da DC Comics, a Vertigo, em suas solicitações mensais. As revistas da Vertigo já não vinham nem vendendo tão bem e nem vinham sendo o sucesso de crítica que já foram um dia. Por outro lado, movimentos ultraconservadores vêm tolhendo a criatividade de autores e artistas fazendo mobilizações contra quadrinhos – não só da Vertigo – que impedem de inovar tanto em forma como em conteúdo. Então, dentro da análise que pretendo estabelecer aqui, gostaria de indagar se foram mesmo as baixas vendas que desgraçaram a Vertigo ou se foram as mudanças e restrições no comportamento sócio cultural dos indivíduos. Vamos à discussão. 

QUE TAL… Super-Heróis Escritos Por Woody Allen?

Woody Allen é um diretor de cinema famoso por suas “marcas de estilo” totalmente características de sua obra, o que caracteriza o seu cinema como uma “cinema de autor” ou ainda, de “auteur”. Alguns quadrinhos também podem ser considerados como quadrinhos de autor, porque carregam no traço dos escritores que os produzem, isso sem falar nos desenhistas, cujo traço já dá a cara do quadrinho num primeiro olhar. Assim, fizemos um exercício e tentamos pensar que super-heróis poderiam ser escritos por Woody Allen se compararmos algumas obras cinematográficas deste diretor com alguns super-heróis que ele poderia escrever, ou quem sabe, até mesmo dirigi

Guia de Leitura: Arqueiro Verde

O Arqueiro Verde vem aproveitando de uma boa fase de popularidade, principalmente pelo fato do personagem estrelar o seriado Arrow, encarnado por Stephen Amell. A popularidade da série Arrow é tanta, que as séries irmãs Flash e Supergirl formam o que foi conceituado como Arrowverse. Mas quando as pessoas querem ler quadrinhos protagonizados pelo Arqueiro Verde, não sabem por onde procurar ou por onde começar. Pensando nisso, fizemos mais um novo Guia de Leitura, dessa vez estrelado pelo Arqueiro Esmeralda de Star(ling) City. Pegue seu arco e flecha e mirem na sua leitura!

10 Versões de Deus Nos Comics

Dentro dos quadrinhos de super-heróis e derivados, a fé cristã também é tratada como uma mitologia e como aspectos de lendas. Assim como temos a presença de deuses gregos, romanos, egípcios e nórdicos, bem como de outros panteões politeístas, as religiões monoteístas também recebem o aspecto de personagens sobre seus deuses, infernos e paraísos. Neste post trazemos várias versões semelhantes ao onipotente, onipresente e onisciente Deus das religiões judaico-cristã ocidentais nos quadrinhos de super-heróis. QUe Deus esteja com vocês enquanto leem este post! Ele está no meio de nós!

Arquivos Digitais: Por Que São Importantes Para Publicar Uma HQ?

Sempre quando um leitor, desses bem newbies, bem desavisados, ou ainda, uma daqueles bem raiz, bem perdidos no tempo, pedem um quadrinho absurdo para a Panini e outras editoras, – por exemplo a continuação de Shade -, é respondido que a publicação depende da disponibilidade de Arquivos Digitais. Muitos materiais que fizeram sucesso no Brasil, como algumas séries da Vertigo e materiais da linha Marvel 2099, não possuem arquivos digitais nos Estados Unidos, e isso resulta que as editoras brasileiras não tenham como publicá-los. Mas, afinal, o que são esses tais “arquivos digitais”, para que servem e por que ninguém nunca teve paciência para te explicar? Bem, eu vou te explicar aqui e agora, é só ler a seguir.

A HQ de Diversidade Que Resolveu os Problemas do Mercado e Permitiu A Criação da Vertigo

Estamos encarando um sério problema com a Marvel. Ela está em cima do muro, ela não sabe mais a quem agradar. Um problema semelhante ao que ocorreu com o Santander e a exposição QueerMuseu. Ora, a Marvel apoia os conservadores, ora, apoia os liberais. Dessa maneira, assim como o Santander, todos vão parar de comprar suas revistas ou, no caso do banco, de ter conta, por causa de forças ideológicas. Mas o que eu quis trazer com este post não é pra levantar mais discussão de o que vende mais e/ou do que vende menos. É para aprender com a História com H maiúsculo. A Marvel já passou por problemas com revistas canceladas e diversidade. E como ela resolveu? Bem, você vai saber lendo isso aqui.

Os Melhores Quadrinhos do Universo Star Wars Que Li em 2017

É bebé, mamá na teta da vaca Salomé, você não qué, né? Mas um listinha esperta dos melhores quadrinhos de Star Wars de 2017 você quer, certo? Então, esse ano em que a Panini Comics fez uma enxurrada de encadernados de Star Wars nas bancas, lançando e relançando alguns, num ano em que tivemos DOIS filme de Star Wars, nada mais justo que uma singelinha duma lista pra eles, certo? Aqui vai ela!

Os Piores Quadrinhos Que Li em 2017

O ano está se encerrando, então chegou a hora de começar a fazer o nosso compilado de Melhores e Piores Leituras do Ano de 2017. E como, geralmente, as pessoas preferem a má notícia do que a má notícia, trago para vocês a lista dos PIORES quadrinhos que li no trágico ano de 2017. Sigam-me se quiserem vir ver!

Guia de Leitura: Monstro do Pântano

O Monstro do Pântano é um dos primeiros personagens que se pensa quando se fala em quadrinhos de horror dentro do universo dos super-heróis. Criado por Len Wein e Bernie Wrightson em House of Secrets #92 (1971), ele sofreu várias transformações nos quadrinhos, mas nenhuma foi tão marcante como a aferida por Alan Moore. Hoje, trazemos para vocês um Guia de Leitura do Monstro do Pântano!

As Mulheres Criadoras Mais Poderosas dos Comics

A indústria de quadrinhos é machista? Você pode dizer que sim, você pode dizer que não. Mas os números, maninho, ah, esses não mentem. Vamos comentar aqui uma lista de quadrinistas mais prolíficas e poderosa da indústria dos comics norte-americanos e vamos tentar ver aonde chegamos com esses nomes e números. 1, 2, 3, lá vou eu! Quem não seu escondeu é meu!

Visões de 2020, de Jamie Delano, Frank Quitely, Warren Pleece e Outros

O ano de 2020 está chegando, mas muito antes dele, em 1997, o autor da Vertigo, Jamie Delano imaginou como seria o futuro três décadas depois. O resultado é bastante bizarro, mas algumas coisas, estranhamente fazem sentido, como se fosse uma realidade alternativa do que estamos para viver. Isso baseado em decisões tomadas mundialmente, como a eleição de Donald Trump. Mais, a seguir

Os Melhores Quadrinhos da Vertigo Que Li em 2016

De novo, essa lista contém praticamente relançamentos ou coisas de anos atrás lançadas pela primeira vez aqui. Será que as coisas que estão ficando chatas ou sou eu que estou ficando um velho, chato, exigente e resmungão com os quadrinhos? Que dilema! Bem, vamos lá aos melhores quadrinhos da Vertigo que li em 2016!