Todos os posts com a tag: mulher-gato

Homem-Morcego Noir. Batman: Nove Vidas, de Dean Motter, Michael Lark e Matt Hollingsworth

Quem matou Selina Kyle? É a pergunta que os anúncios e o enredo dessa minissérie nos fazem. Quem investiga esse acontecido é o detetive particular Dick Grayson, lá nos atribulados anos 50, em Gotham City. Para isso, ele vai contar com a ajuda de Bruce Wayne, ou seria a ajuda do Batman?

Anúncios

Os Melhores Quadrinhos da DC Comics Que Li em 2016

Neste ano, a editora das lendas publicou no Brasil a fase que ficou conhecida com DC&VOCÊ. Eu gostei muito dos títulos e da proposta da editora tentar trazer histórias que agradassem à todo tipo de público. Claro que durante essa iniciativa tivemos alguns percalços como o título do Constantine. Mas a variedade foi muito boa e uma pena que vários títulos não saíram por aqui. Temos que ser felizes com o que temos não é mesmo? Ou não. Vamos aos melhores do ano da DC Comics:

Melhores e Piores Leituras de Setembro de 2016

Uhlala! Tivemos uma lista longa nesse mês de Setembro em que a flora floresce e a fauna acasala. Muitas coisas boas, mas muitas coisas ruins também. A Coleção Marvel de Graphic Novels da Salvat em sua versão Clássicos tem feito cadeira cativa aqui na nossa sessão mensal. Muita coisa foi resenhada com mais cuidado, mas aqui vão algumas minirresenhas da nossa seleção!

10 Quadrinhos Noir de Super-Heróis dos Anos 2000

Os anos 2000 consolidaram um estilo de quadrinhos de super-heróis: os quadrinhos noir. eram roteiros mais densos, escritos de uma forma policial e investigativa. Também a estética deles era diferente das outras: uma atmosfera mais carregada, um chiaroscuro bem utilizado, pesado nas sombras. Muitas dessas séries de quadrinhos marcaram época e fizeram escola. Aqui, destacamos algumas HQs noir de super-heróis dos anos 2000.

A Trilha da Mulher-Gato, de Darwyn Cooke, Ed Brubaker e Brad Rader

A Mulher-Gato é a fantasia mais procurada entre 7 de 10 mulheres. Ela, talvez, seja a vilã reformada mais popular dos quadrinhos. Nesse encadernado, seus autores tentam aproximar a personagem de uma defensora dos fracos e rejeitados da sociedade, como as prostitutas. O resultado é um quadrinho altamente noir, com uma colorização que dá esse clima. Para saber mais, me acompanhe!

Saudades: Os Caçadores

A Editora Abril precisava de uma casa para o Arqueiro Verde na década de 90. Então a solução foi unir o herói a outros que tinham uma pegada como a dele. Eram, frios, eram cruéis e raivosos, mas que, afinal, eram bem escritos. Eles eram Os Caçadores, apresentando numa revista em formato americano e com um logo à la Comandos em Ação. Vamos lembrar disso?

As 10 Super-Heroínas Mais Importantes dos Quadrinhos

Depois que fizemos uma lista com os 10 mais importantes heróis negros dos quadrinhos e dos 10 casais gays mais famosos dos quadrinhos, nada mais justo que nomearmos agora as mulheres mais influentes nos quadrinhos em termos de importância. Mas não se esqueça que estamos falando só das super-heroínas e não de coadjuvantes como Lois Lane. Ok, ora de ir a lias ta em ordem de importância.

10 Pragas Mortais e Epidemias Fatais dos Quadrinhos

Em tempos de conscientização contra o Zika Vírus, a Dengue e a Febre Chickungunya, nada mais atual que falarmos de epidemias e pragas que assolaram nossos queridos personagens de quadrinhos e como eles se viraram contra elas. Então jogue fora seus pneus velhos cheios d’água, coloque terra nos pratinhos dos vasinhos de flores, não deixe água parada para evitar possíveis criadouros de mosquito. E use muito repelente, principalmente se você for mulher e estiver grávida. Agora, vamos ao texto!

Será Que Ele É? 10 Criadores LGBT de Comics

Já foi o tempo em que essa pergunta andava nas bocas das pessoas. Hoje saber se uma pessoa é gay ou não só importa para os próprios gays que podem ter um interesse na pessoa. Tá, e a alguns moralistas que ainda acham isso um absurdo fora do comum. Talvez por essa razão a maioria dos criadores LGBT dos quadrinhos se encontra no meio indie, como é o caso de Alison Bechdel, Howard Cruse, Dean Haspiel, Ralph Konig e Julie Maroh, nomes proeminentes do gueto quadrinístico LGBT.

As 10 Heroínas Mais Sexies do Cinema

Já trouxemos para vocês nossos TOPs Musos e Musas dos quadrinhos, Musos do Cinema e agora chegou a vez das Musas da Cinema! Tem heroínas (e algumas nem tanto) de todos os tipos e tempos: desde Barbarella, de 1968, até a musa-mor Leia. Concordam? Discordam? Deixe os seus comentários e nos ajude a melhorar a lista.   10 – LEIA (Carrie Fischer) Carrie Fischer é a musa mor de 9 entre dez nerds desde 1983, quando o biquíni dourado (roupa de todas as escrvas do Jabba The Hutt) que ela vestia no “Star Wars: Retorno do Jedi” virou ícone e enlouqueceu todo mundo.   9 – ESPECTRALl II (Malin Åkerman) A sueca Marlin Akerman fez uma Espectral digna da obra mor de Alan Moore, Watchmen. Destaque para a quente cena de sexo com o Coruja, onde fica claro que eles chegaram lá graças ao “fogo” que jorra do Arqui, a nave do Coruja. 8 – EMMA FROST (January Jones) Há muitas mutantes sexys, mas na hora de escolher, qualquer personagem que o uniforme se baseia num …

In Brazil they dont say WTF! they say "Qualé a foda!", and I think this way is beautiful

A Mulher-Gato Bissexual e o Plano de Dominação Mundial LGBT (WTF?!?)

Quando me deparo com absurdos como o de que os movimentos LGBT estão tentando dominar a cultura mundial, eu não posso ficar de braços cruzados. Tenho que pelo menos escrever um texto comentando. Em primeiro lugar vamos falar do alvo de toda essa revolta: semana passada a DC Comics lançou, silenciosamente, sem fazer alarde na mídia sobre o assunto, a revista Catwoman#39, em que Selina Kyle, a Mulher-Gato, revela ser bissexual e dá um beijo na boca de Eiko, uma nova personagem, e tira toda sua roupa. Logo, a Mulher-Gato é, no mínimo, bissexual. Vamos fazer um exercício: quando você pensa numa personagem liberada sexualmente em quem você pensa? Quando você pensa numa fantasia de carnaval/halloween/festa a fantasia que seja muito sensual em quem você pensa? Quando juntamos o som “miau”, com som “splat” de um chicote, em quem você pensa? Se a resposta foi Mulher-Gato, me desculpe, você foi dominado cultural e mundialmente pelo movimento LGBT. Só que não, é obvio. Mas é isso que pensa o site Espada, da Igreja da Nova Ordem Mundial, …

As TOP 10 Musas dos Comics e Seus Desenhistas Perfeitos

Chegou o momento mais aguardado desde… hã… ontem! Chegou a hora de revelar nossa seleção de 10 musas dos quadrinhos de super-heróis e os desenhistas que melhor as representam! Ficou com água na boca? Pois então deixa o queixo cair com tanta voluptuosidade. Porque se tem uma coisa que as personagens dos comics sabem ser é ser voluptuosas. Vamos lá! CANÁRIO NEGRO, DE ED BENES Ed Benes é o cara que a DC Comics proibiu de dar muito destaque na parte posterior das heroínas, se é que você me entende! Esse brasileiro desenhou duas vezes a Canário Negro: uma vez nas Aves de Rapina e em outra oportunidade quando ela foi a líder da Liga da Justiça de Brad Meltzer. Dinah Lance, a Canário, faz parte das meninas da meia-arrastão, assim como a Zatanna. Se aquela meia já realça as coxas e a parte que o Benes foi proibido de acentuar, imagina só ela tirando essa peça beeeem devagarinho? É ou não é um arrastão, minha gente? GATA NEGRA, DE TERRY DODSON Com a ajuda …

Série Jonah Hex, de Justin Gray, Jimmy Palmiotti e Diversos Artistas

Os Melhores Quadrinhos de Super-Heróis que Li em 2014

Primeiramente, Feliz Natal! Dingou béu, dingou béu, acabou papel! Não acabou não! Tem muito quadrinho bom pra ler e eu vou estar aqui pra dar umas dicas! Então vamos lá, os quadrinhos nessa seção são só da Marvel e DC Comics, ok?! Então tá! Valendo! Antes de Watchmen: Minutemen, de Darwyn Cooke Ano passado a Panini publicou a iniciativa Antes de Watchmen no Brasil. Mas a Panini que é Panini não cumpre seus prazos e tudo chega no mês seguinte do calculado. Ou seja, esse Antes de Watchmen chegou a mim em 2014, não que isso importe para essa lista. Você pode conferir uma resenha completa dessa edição aqui. E da iniciativa toda de Antes de Watchmen neste link. Foi uma inciativa polêmica que não teve o apoio de seu criador Alan Moore, mas que em geral trouxe histórias muito boas para os leitores. Claro, houveram tropeços, mas essa edição dos Minutemen é um digno exemplar das melhores coisas que essa iniciativa poderia trazer. Batman: O Retorno de Bruce Wayne, de Grant Morrison e Vários …

Cidade-Maquete! Minimundo

10 Razões Por Que GOTHAM Merece Ser Assistida

Eu havia assistido o primeiro episódio de GOTHAM na TV e tinha gostado bastante da pegada, do enfoque e tudo mais, mas acabei me passando nos episódios e fiz uma maratona para assistir aos outros. E gostei muito do que vi em geral. Então se você não tá dando muita bola pra GOTHAM, aqui estão 10 razões para assistí-la: UM BOM COMEÇO: Para quem não conhece nada ou muito pouco sobre super-heróis, Gotham é um bom ponto de partida. Ela mostra a infância de Bruce Wayne, o Batman e o início da carreira de James Gordon no Departamento de Polícia de Gotham City. MOMENTOS SABOROSOS: E como Gotham não é uma série de super-heróis qualquer, ela tem mais tramoias, investigações, e menos soc, tum, pof, o que torna os momentos mais saboreáveis do que uma série de ação qualquer. Com certeza Gotham é mais cerebral, num estilo Law and Order ou The Good Wife. MÁFIA: Aaah, a boa e velha máfia… Quem não gosta de ver ela em ação? Na TV claro, porque de Máfia …

Capitã Marvel nos cinemas em 2018!

Quem é essa tal Capitã Marvel?

Quem é essa tal Capitã Marvel que vai ganhar filme pela Marvel Studios / Disney dentro do universo cinemático da Marvel? Quem é essa mulher que vem ganhando títulos da Marvel nos EUA e encadernados da Panini Comics no Brasil? O que é a Tropa Carol? Descubra aqui. Descubra agora! A ORIGEM DA MISS MARVEL O título Ms. Marvel, lançado em 1977, trazia uma história de superação feminina. O alter-ego de Miss Marvel é Carol Susan Jane Danvers, a filha mais velha e única garota de uma família muito grande, que passou a infância competindo com seus irmãos mais jovens. Desde muito cedo, Carol teve uma natureza independente e grandes aspirações para o futuro. Estes desejos, contudo, eram repreendidos pelo pai da moça, que preferia investir o seu dinheiro na educação de seus filhos homens e acalentava a crença que um marido seria a solução para os problemas da jovem, pois este a sustentaria pelo resto de sua vida. Desobedecendo a seu pai e seguindo sua admiração pela aviação e seu sonho de voar, Carol …