Todos os posts com a tag: nick fury

Cullen Bunn: O Roteirista dos Supervilões

Cullen Bunn é um dos principais nomes dos roteiristas de quadrinhos da nova geração. Em pouco tempo já angariou inúmeros títulos sob seus cuidados, tendo participado da criação e da reintrodução de diversos personagens famosos tanto da Marvel quanto da DC. Não sabe de quem eu estou falando? Então me acompanhe e conheça mais do trabalho de Cullen Bunn.

Anúncios

10 Personagens de Quadrinhos Que Estrearam Fora dos Quadrinhos

Pois é, amigos mergulhadores, muitos personagens populares (e nem tão populares) dos quadrinhos apareceram primeiramente em outras mídias. A maioria foram em desenhos animados, mas temos casos de séries e até filmes de TV e, muitos deles, bem recentes. Você pode conferir isso no post a seguir!

ÍSIS (ANDREA THOMAS)
Com o sucesso do seriado do Shazam nos anos 70, a DC Comics resolveu criar uma nova heroína para estrear um novo seriado. Assim surgiu Os Segredos de Ísis, uma série que contava a história de Andrea Thomas (Joanna Cameron), uma professora de ciências que encontrava um amuleto encantado. O amuleto conferia a ela o “poder dos animais e dos elementos” e a tornavam na Poderosa Ísis. Embora criada nos anos 70, só foi aparecer nos anos 2000 nos quadrinhos como esposa de Teth-Adam, o Adão Negro, inimigo figadal do Shazam! durante a maxissérie 52, da DC Comics. Nos quadrinhos, ela é Adrianna Tomaz, uma descendente direta dos faraós e, portanto, dos deuses egípcios.

FLAMA (ANJELICA JONES)
Em 1981, a Marvel lançou um desenho animado chamado “O Homem-Aranha e seus Amigos Espetaculares”. Era, por alguma razão inexplicável, sobre o Homem Aranha, o Homem de Gelo e Flama vivendo na casa da Tia May e combatendo o crime. Por alguma razão inexplicável, era sobre o Homem Aranha, o Homem de Gelo e Flama vivendo na casa da Tia May (a doce tia e mãe adotiva de Peter Parker, o cabeça-de-teia) e combatendo o crime. O conceito era ridículo, a animação pobre e o roteiro, absurdo — o que o tornava delicioso de assistir. Flama, nos quadrinhos, fez parte dos Satânicos de Emma Frost, depois dos Novos Guerreiros, foi promovida a Vingadora e liderou os Novos Aliados, uma equipe totalmente esquecível.

RENEE MONTOYA (QUESTÃO)
Reneé Montoya, que mais tarde se tornaria a heroína Questão, era uma policial viciada em álcool que tinha vários relacionamentos destrutivos. Um desses relacionamentos foi Kathy Kane, a Batwoman, também muito antes de Kathy se tornar a Mulher-Morcego. Mas ela estreou muito antes em 1992 no desenho animado do Batman, somente em 1998 ela foi para os quadrinhos tendo um papel de destaque na mega saga Terra de Ninguém. Na série 52, da DC Comics, ela se tornou pupila de Victor Sage, o Questão, e assumiu seu manto ao final da série. Uma das personagens lésbicas mais famosas e queridas dos quadrinhos.

SPIKE
No desenho X-Men Evolution dos anos 2000, Spike era o sobrinho de Tempestade que entrava para a Escola Xavier onde sua tia era professora ao lado de Wolverine. Spike tinha poderes de projetar espinhos através de seu corpo, um poder muito parecido com a da mutante Medula. Já nos quadrinhos, Spike não apareceu primeiro nos X-Men, mas nos X-Táticos, uma equipe de mutantes envolvida com a fama e paparazzos. Spike era um negro marrento que queria fama a todo custo e se dar bem nas costas da equipe. Como todo bom membro dos X-Táticos, ele acabou morrendo e foi substituído na equipe por outro personagem.

JIMMY OLSEN / PERRY WHITE
Jimmy Olsen e Perry White são instituições do Planeta Diário e das aventuras do Superman e, assim como a kryptonita, os dois surgiram no primeiro programa de rádio e grande sucesso dos anos 40 que contava as desventuras do Homem de Aço. As vozes de Jimmy e Perry eram feitas, respectivamente, por Jackie Kelk e Julian Noa. Nos quadrinhos, Perry é o grande chefe do Planeta Diário, mas já foi destituído desse cargo várias vezes. Já Jimmy é o grande amigo do Superman, estagiário do jornal, já teve revista própria nos anos 50, quando, a cada edição, ele ganha superpoderes diferentes.

H. E. R. B. I. E.
No final dos anos 70, a Marvel resolveu fazer novamente um desenho do Quarteto Fantástico. Por alguns problemas, o Tocha Humana não poderia aparecer no desenho, então resolveram substituí-lo pelo robozinho H.E.R.B.I.E. (não sei, não me pergunte a razão, mas dizem as lendas que o Tocha saiu por medo das crianças colocarem fogo no seu corpo. ::facepalm::). A sigla significa Humanoid Experimental Robot B-Type Integrated Electronics (Robô Humanoide Experimental Tipo-B Com Eletrônica Integrada). Nos quadrinhos, o robô foi criado pelo Senhor Fantástico e por Mestre Xar, dos Xandarianos (de onde vem a Tropa Nova) para enfrentar o Esfinge. Ele foi criado por Stan Lee e Dave Cockrum. Nos quadrinhos ele apareceu pela primeira vez em Fantastic Four#209, de Marv Wolfman e John Byrne.

ARLEQUINA (DRA. HARLEY QUINZEL)
A Arlequina nem começou como heroína e nem começou nos quadrinhos. Foi em 1993 na série animada do Batman, ela era uma espécie de versão feminina/escrava do Coringa. Muito tempo depois ela foi passar para os quadrinhos. Sua maneira tresloucada de se agradou muita gente, fazendo ela ganhar uma série própria de histórias. Em 2016 ela estrelará o filme do Esquadrão Suicida, equipe da qual começou a fazer parte na Iniciativa Os Novos 52. A fantasia de Arlequina é uma das preferidas das meninas – e por que não dizer dos meninos – cosplayers.

X-23 (LAURA KINNEY)
Laura Kinney foi criada no desenho animado X-Men Evolution, temporada 3, episódio 11, intitulado “X-23”. A personagem, a 23ª tentativa de se criar um clone de Logan, foi uma ferramenta que os criadores Christopher Yost e Craig Kyle utilizaram para aproximar Wolverine dos alunos mais novos do Instituto Xavier. X-23 foi parar nos quadrinhos em NYX, minissérie escrita pelo chefão da Marvel na época, Joe Quesada. Ela apareceu como uma prostituta que marcava seu corpo com cortes de garras em NYX#3, de 2004. Além de ser a Novíssima Wolverine, em março de 2017, sua versão live action estreou no filme Logan, sendo encarnada por Dafne Keen.

AGENTE PHILLIP COULSON
O agente Phillip Coulson é interpretado por Clark Gregg nos cinemas, nos filmes dos Vingadores. Ao lado de Nick Fury ele foi responsável pela criação dos Vingadores. Ela também é o protagonista da série de televisão Agentes da SHIELD. Já nos quadrinhos ele surgiu na minissérie Battle Scars (Cicatrizes de Guerra) ao lado de Nick Fury Jr., a versão negra e filha de Nick Fury dos quadrinhos que logo se tornou sua principal versão com o descarte do NicK Fury branco. Coulson, então, primeiro se tornou ativo dos Vingadores Secretos e contato dos heróis com a SHIELD e depois, como na televisão, passou a conduzir sua equipe própria de agentes, incluindo Deathlock e Harpia.

BATGIRL (BÁRBARA GORDON)
Uma versão feminina e adolescente de um grande herói, nesse caso, o Batman, a Batgirl também teve várias versões durante os anos. Entretanto a mais famosa delas foi Bárbara Gordon a filha/sobrinha do Comissário Gordon (essa origem também é nublada). Criada no seriado de TV de 1966 do Batman, lá ela era interpretada por Yvonne Craig. Barbara logo saltou para os quadrinhos. Hoje, ela faz parte de uma geração de heróis que tem grande apelo para a juventude feminina com histórias mais leves e descoladas e com desenhos carismáticos. Vale mencionar que mais de três garotas já usaram o codinome de Batgirl: Barbara Gordon, Cassandra Cain e Stephanie Brown.

Ahá! Aposto que você não sabia da origem estranha de alguns deles, né? Quando a gente investiga mais a fundo encontra cada coisa, né? E você? Que achou? lembrou de mais algum personagem dos quadrinhos que surgiu fora deles? Conta pra gente! Abraços submersos!

Caracterização: É Mais Importante a História ou o Personagem?

Muitos autores dizem que acabam colocando os personagens em detrimento da história que querem contar. Dizem que isso vale a pena quando a história é muito grandiosa para seguir uma caracterização. Um bom exemplo é Vingadores: A Queda, em que a Feiticeira Escarlate aparentemente enlouquece sem motivos e causa os eventos que levaram à minissérie Dinastia M. Mas então faço a pergunta: é mais importante a história ou o personagem?

MAIS 15 Super-Heróis Negros Importantes dos Comics

Olá mergulhadores! Hoje é dia da Consciência Negra! A data de hoje faz referência à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, um dos maiores centros de resistência negra contra a escravidão no Brasil. E se Zumbi foi um herói, nada melhor do que comemorar sua existência do que com uma lista de super-heróis da etnia negra, não é mesmo? Vem dar uma olhada neles!

Doutor Estranho: Uma Terra Sem Nome, Um Tempo Sem Fim, de Stan Lee e Steve Ditko

Uma das mais memoráveis sagas do Doutor Estranho, pelas mãos dos seus criadores, Stan Lee e Steve Ditko, saiu no voilume III da coleção de Clássico da Coleção Oficial de Graphic Novels da Marvel, pela Savat. Um dos grandes méritos da HQ é nos fazer viajar, pelo mundo e entre realidades, dando uma incrível sensação de maravilhamento.

Nick Fury: Agente da S.H.I.E.L.D., de Jim Steranko

Se teve um cara que realmente inovou nas artes dos quadrinhos, esse foi Jim Steranko. De origem humilde e com poucos trabalhos na história, Jim revolucionou o mercado trabalhando em títulos como X-Men e Capitão América. Mas foi no título Nick Fury: Agente da S.H.I.E.L.D., que ele atingiu seu auge. E é sobre ele que vamos falar mais aqui.

Dois Títulos da Marvel Que Você Deveria Estar Lendo

Passadas as sagas Pecado Original e Eixo, tem dois título que estão chamando a atenção agora que estão sendo publicados no Brasil. Os dois trazem grandes mudanças de status quo para os personagens. Mas o mais legal é que eles estão sendo muito bem trabalhados, embora seus títulos tenham curta duração, pois logos estaremos preparados para as novas Guerras Secretas. Veja aqui quais são esses títulos.

QUE TAL… Super-Heróis Escritos Por Quentin Tarantino?

Nos cinemas temos a estreia do novo filme de Tarantino, os Oito Odiados, com o diretor fazendo mais uma homenagem a um gênero e realizando um mash-up entre eles. Tarantino também ajudou na adaptação da minissérie de Django para as HQs, numa minissérie em oito edições pela DC Comics. Mas e se ele escrevesse super-heróis? Quem ele arrasaria escrevendo? Escolhemos aqui cinco candidatos baseados em seus filmes.   ESQUADRÂO SUICIDA (CÃES DE ALUGUEL): É, amigos, o Esquadrão está com tudo no ritmo de umas musiquinhas bem pop como Seven Nation Army e Bohemian Rapsody, mas foi o pioneiro de colocar essas musiquinhas pop incidentais – bem, talvez músicas protopop – nos filmes? O Tio Taranta. Ele fez isso com uma trilha extraordinária em Cães de Aluguel, meu filme preferido dele. Mr. Blue, Mr. Brown, Mr. Pink, é podia ser uma história da Tropa dos Lanternas Verdes, mas eles são fora-da-lei num tipo de delação premiada da Lava-Jato, onde o prêmio não é nada mais que ficar vivo. Já imaginou um quadrinho do Esquadrão Suicida que …

10 Comics dos Anos 2000 Que Você Não Pode Deixar de Ler

Quando te falam 10 anos atrás, você pensa nos anos 2000 ou nos anos 90? O negócio é que muita gente parou de ler HQs no final dos anos 90 por causa de uma crise econômica real, que cada vez mais que eu converso com colecionadores de quadrinhos eles dizem o mesmo. Parei de ler nos anos 2000 e só voltei ali por 2005, o que dá mais ou menos uns 10 anos. Então, para você ir atrás do que perdeu listamos aqui 10 HQs destra época para que você vá atrás!

Como os Filmes Ajudaram a ReConstruir a Personalidade dos Vingadores

Mesmo que alguns possam dizer que o filme dos Vingadores é muito inocente, muito bonachão e muito família, ele tem de ser destacado quanto à sua caracterização de personagens. É através dela, e não das que vinhas sendo trabalhadas desde os anos 90 nos quadrinhos, que todo mundo conhece esses personagens.

Analisando a Nova Formação dos Vingadores

Mark Waid e Mahmud Asrar foram anunciados como a nova equipe criativa dos Totalmente Novos Totalmente Diferentes Heróis Mais Poderosos da Terra, os Vingadores. A formação da equipe, entretanto, é pouco ortodoxa para os padrões da indústria dos quadrinhos mainstream. Apostando e calcada na diversidade, o que essa nova formação dos Vingadores nos diz sobre o status atual da indústria dos comics norte-americanos?

A História da Latvéria, lar e domínio do Doutor Destino

Quem nunca quis conhecer mais sobre o país do Doutor Destino, esse lugar tão livre e feliz #sqn. Conheça agora sua história e seus atributos nacionais e o que faz a Latvéria esse país tão… tão.. peculiar. NOME OFICIAL: Reino da Latvéria (Königruch Latverien) POPULAÇÃO: 500 mil habitantes CAPITAL: Doomstadt GOVERNO: Ditadura LÍNGUAS PRINCIPAIS: Latveriano, Alemão, Húngaro, Romani MOEDA: Franco Lateveriano RECURSOS PRINCIPAIS: Ferro, Força nuclear, Robótica, Eletrônicos, Viagem no Tempo DEFESA NACIONAL: As Forças Armadas Latverianas compreendem tanto Forças de Solo quanto Força Aérea; possuem 2 mil homens e aproximadamente 500 Servobôs. O país também possui uma série de satélites orbitais para uso bélico. A HISTÓRIA PROPRIAMENTE DITA: Chamada de “a jóia dos Balcãs, a Latvéria é um país forte e autossuficiente que às vezes interage com seus vizinhos; o lema do país é “Dominamos tudo que veio antes”. Por mais de seiscentos anos, a Latvéria foi governada pela linhagen Haasen, baseada em Haasenstadt (hoje Doomstadt). A Latvéria foi fundada no século XIV no território tomado da Transilvânia por Rudolfo e Karl Haasen. Rudolfo …

A Crise Final da Marvel e a Guerra Secreta da DC

Rumo ao fim da Marvel! Rumo às novas Guerras Secretas! E à Convergência de todas as Crises! Guerra tem pra todos os lados. Crise, então, eu tenho uma a cada dia. Mas a guerra que nos pegou de surpresa esse mês foi a nova edição da megassaga Guerras Secretas, da Marvel Comics, que completa 30 anos em 2015. Tanto é que a próxima edição do SplashPod vai ser inteiramente dedicada a discutir o final da Marvel, ou a nova Guerras Secretas. Mas para você ficar por dentro do que aconteceu historicamente, eu faço aqui um apanhado dos principais eventos que redefiniram Marvel e DC Comics e mexeram com suas realidades, seus multiversos e omniversos. Me acompanhem! 10 motivos mais um extra pra acompanhar Secret Wars e Convergence! 00. TORNEIO DE CAMPEÕES (1982) Tudo começou com um evento-teste em 1982, o Torneio de Campeões, que foi publicada aqui em Heróis da TV. Esse evento reunia vários heróis do mundo todo (e foi aqui que surgiram vários heróis internacionais) que eram divididos em duas equipes. Uma pertencia ao …

Antes que a Guerra Civil comece nos cinemas

Antes que a Guerra Civil comece nos cinemas, algumas coisas precisam ser trabalhadas no universo cinemático da Marvel. Explico. Durante a New York Comic Con 2014, a Marvel Studios sugeriu que no terceiro filme do Capitão América, Robert Downey Jr., que faz o Homem de Ferro nos cinemas, terá um papel de destaque. Isso, somado a um anúncio de Civil War para 2015 da editora Marvel, aumentou o buzz de que Capitão América 3 seria, sim Guerra Civil. Mas, como sabemos, o universo cinemático não é os quadrinhos, e alguns ajustes devem ser feitos para seguir os eixos principais da minissérie de Mark Millar e Steve McNiven. Vamos a eles? SOLDADO INVERNAL BONZINHO: No final de Capitão América – O Soldado Invernal, Steve diz que vai com Sam Wilson, o Falcão em busca de Bucky, o Soldado Invernal na Europa. Isso ficou como mote para o terceiro filme, mas se tivermos a Guerra Civil rolando, teremos muito mais coisa para contar do que como Rogers e Barnes fizeram as pazes. Bucky terá um papel essencial …

A Última História do Planeta (ry)

A última história da série Planetary, escrita por Warren Ellis e desenhada por John Cassaday, permanecia inédita no Brasil. Mês passado a Panini Comics publicou a derradeira edição, revelando o destino dos arqueólogos do impossível. Eu fiquei devendo um post sobre Planetary. Vou tentar escrever ainda que não fique justa a descrição. Planetary é uma série sobre o século XX, que foi encerrada no século XXI. Ela foca em Elijah Snow, um dos chamados “bebês do século” que, junto com Jenny Sparks (o espírito do século XX, do Authority) e muitos outros que são revelados na trama, possuem poderes extraordinários. A busca de Snow, Jakita Wagner, Baterista e Ambrose Chase pelos mistérios do mundo é o mote desta série. “É um mundo estranho. Vamos mantê-lo assim”, é o lema repetido inúmeras vezes por inúmeros personagens. + CIÊNCIA, – FICÇÃO Usando de histórias fechadas, mas que cada vez vão sendo mais interligadas entre si, Ellis viaja pelo século XX, usando de inúmeras referências. As maiores delas, talvez, estejam nos quadrinhos de super-heróis. Ele presta uma homenagem …

Espere o inesperado, Capitão América 2 – O Soldado Invernal, de Anthony e Joe Russo

A frase que dá título a este post se refere a filmes e literatura de espionagem. Coisa que o segundo filme do Capitão América cumpre muito bem. Longe de ser ufanista ou patriótica, a história investe nas conspirações, por outro lado não perde o seu sentido de maravilhamento quando leva o espectador  a uma busca a coisas e lugares perdidos, rondados por mistérios como num filme dos Goonies. Esse sentimento “anos 80” permeia o filme, com toques do cinema de ação daquela época que garantia cenas bombásticas. Em Capitão América 2, tem uma luta dentro de um elevador, perseguições de carros, para não dar muitos spoilers. Além disso, há um clima Jamesbondiano no filme. A despeito dos aparatos de espionagem, que estão mais presentes na série de televisão dos Agentes da S.H.I.E.L.D., o clima tudo-pode-acontecer e de que o-vilão-está-por-trás-de- todas-as-mudanças-mundiais, dos bons filmes e séries de espionagem como Missão Impossível estão ali. Parceria é outra palavra que define o filme. É uma história que apresenta o valor da amizade e da confiança.  Além do Soldado Invernal, que …

Esse Wolverine é o macho que eu queria ter... ops, ser!

Wolverine e o Slogan da Tostines

Há alguns anos se questionava a presença massiva de Wolverine em capas de revistas e sua participação em histórias de diversas equipes mutantes e de outros heróis da Marvel. O que ninguém pode negar é que Wolverine vende. Isso é um fato. Entretanto aqui se aplica o famoso questionamento da Tostines: È Wolverine por que vende mais ou vende mais por que é Wolverine? Tudo começou em uma história do Hulk contra Wendigo, de Len Wein e John Romita Sr., em 1974. Wolverine é um agente do serviço secreto canadense e entra no pau com o Gigante Esmeralda. No fim, claro, tudo é resolvido. O bandido perde, a mocinha é salva. Os X-Men nesse tempo sofriam uma terrível baixa de vendas e vinham se sustentado a duras penas com republicações. Eis que surge Giant Size X-Men revitalizando a equipe mutante e trazendo novos pupilos para Xavier. Wolverine é um deles, um pálido e apático personagem que não conseguia se fazer perceber na equipe. Logan viu tudo mudar em sua vida quando o anglo-canadense John Byrne …

A Guerra vai ser pra decifrar todos esses personagens!

Um chá com a Marvel UK (11 de 12)

AS GUERRAS MYS-TECH Os grandes inimigos dos super-heróis britânicos eram os integrantes da corporação Mys-Tech, um grupo de sete magos oriundos do século X, que venderam sua alma a Mefisto em troca de imortalidade. Ao longo dos anos eles vem sacrificando almas para o demônio e acumulando riqueza e poder em seu império de negócios. Os atos derradeiros da organização resultaram nas Guerras Mys-Tech e envolveram grande parte dos heróis americanos da Marvel. Era uma época de crossovers e a lógica era quanto mais melhor. Participaram desta história Homem-Aranha, Hulk, X-Men, Nick Fury, Vingadores, X-Factor e Excalibur pelo lado americano e todos os super-heróis dos anos 90 da Marvel UK. O roteiro dos hoje celebrados Andy Lanning e Dan Abnett, responsáveis pelas minisséries de Aniquilação, era muito fraco. Para dar um exemplo, na minissérie muitos dos heróis morrem em combate com os Mys-Tech, mas, ahá, se encontra uma maneira de reverter todo o acontecido, voltar 24 horas no tempo e restaurar a vida dos heróis combalidos. Guerras Mys-Tech é um bom exemplo de tudo de …