Todos os posts com a tag: peter david

Você Precisa Ler a Mensal Homem-Aranha: AranhaVerso

Então você torce o nariz para a revista complementar do Homem-Aranha, né? Só porque tem um monte de mulheres protagonizando as histórias? Ou é porque difundiram o preconceito de que a Marvel pós-Guerras Secretas não tem nada que preste? Bem, estamos aqui pra desmistificar isso. Saca só o texto a seguir:

Anúncios

10 Roteiristas e Desenhistas Negros dos Quadrinhos

Quadrinhos podem ser paradoxais para criadores negros. Afinal, quando você lê um quadrinho, não sabe que cara tem a pessoa que fez ele. E isso pode ser bom ou ruim. Se por um lado atenua os preconceitos, por outro, invisibiliza o trabalho de uma etnia. Entretanto separei aqui uma lista com dez criadores negros de quadrinhos e mais duas autoras bônus. Sigam-me os bons!

Os Melhores Quadrinhos da Marvel Que Li em 2016

Infelizmente vimos esse ano como a Marvel vem perdendo a força e a inovação. Dos quadrinhos selecionados aqui, boa parte deles são republicações. Ou isso significa que a Marvel está vindo com coisas ruins, ou que o que sai em encadernados (a base e o protetor destas listas) não vale tanto a pena sair dessa forma. Jogo essa reflexão para vocês. O que acham? E aqui vai minha lista:

A Marvel dos Anos 90 e a AIDS

Dezembro é o mês de conscientização e de combate à AIDS. O dia 1 de dezembro é o Dia Mundial de Combate a AIDS. A epidemia abalou o mundo no final dos anos 80 e começo dos anos 90. Os quadrinhos, que sempre refletem a realidade, não deixaram esse assunto de fora. A Marvel abordou o assunto das mais diversas formas, algumas delas, bastante equivocadas. Mas nenhuma trouxe o assunto à baila tão exemplarmente como uma certa edição do Incrível Hulk.

Da “Morte do X” a “Inumanos vs. X-Men”

Muitos, como eu, achavam que seria o fim da franquia X na Marvel. Mas as megassagas que seguiram às Guerras Secretas envolvendo mutantes estão aí para provar o contrário. A Morte do X e Inumanos vs. X-Men abrem caminho não só para novas revistas dos mutantes como também dos habitantes de Attilan. E é sobre essas duas megassagas que vamos falar neste artigo.

Melhores e Piores Leituras de Novembro de 2016

Mil perdões! Esse mês foi complicado de leituras, me dediquei mais a estudar em livros técnicos e livros de literatura do que quadrinhos. Esse mês, novamente, Marvel e DC perderam espaço para outros tipos de publicações de quadrinhos. Ficou uma lista bem heterogênea. Mas diversidade é que é riqueza e mesmice é tédio. Vamos à lista!

10 Quadrinhos Noir de Super-Heróis dos Anos 2000

Os anos 2000 consolidaram um estilo de quadrinhos de super-heróis: os quadrinhos noir. eram roteiros mais densos, escritos de uma forma policial e investigativa. Também a estética deles era diferente das outras: uma atmosfera mais carregada, um chiaroscuro bem utilizado, pesado nas sombras. Muitas dessas séries de quadrinhos marcaram época e fizeram escola. Aqui, destacamos algumas HQs noir de super-heróis dos anos 2000.

10 Fases da X-Force Para Você Conhecer

A Fox anunciou intenções de fazer um filme da X-Force, depois do sucesso de Deadpool. Caso você não saiba, a equipe é deriva da revista do Novos Mutantes, a equipe de jovens mutantes dos X-Men. Foi criada nos anos 90, mais precisamente em 1992, por Rob Liefeld e Fabian Nicieza. Agora vamos conhecer um pouco sobre as fases que ela passou.

As 10 Maiores Duplas de Criação dos Comics

Acredito que os quadrinhos funcionam melhor quando são em colaboração do que quando feitos por uma pessoa só. Duas cabeças pensam melhor que uma e, assim cada um pode se dedicar ao seu ponto forte e trazer essas vantagens para os quadrinhos. Os comics americanos funcionam muito nesse sentido colaborativo. E as melhores colaborações dos super-heróis serão comentadas agora.

[VALENTINE’S DAY] X-Men: Romance e… Tragédia!

Claro que uma das coisas que os leitores – e principalmente as leitoras – de X-Men mais gostam são os dramas românticos vividos pelos mutantes. Então, aproveitamos o Dia dos Namorados para fazer uma listinha dos casais mais românticos, apaixonados e melosos que os X-Men e adjacências já tiveram. Aqueles que tiveram de superar enormes obstáculos para manter acesa a chama do amorrrr. De quebra, indicamos para vocês algumas histórias bem trágicas e românticas. Preparem seus lencinhos de papel e vamos lá!

As Melhores HQs da Marvel Que Li em 2015

E agora chegou a vez da Marvel, a casa das ideias, a editora do Stan Lee (só que não), lar de Homem-Aranha, X-Men e Vingadores! Apertem seus cintos dentro do Quinjet dos Vingadores ou do Pássaro Negro dos X-Men e boa viagem pelas nossas 10 melhores leituras Marvel! DEMOLIDOR: O FIM DOS DIAS, DE BRIAN MICHAEL BENDIS, DAVID MACK E KLAUS JANSON Era para ser mais uma minissérie da linha O Fim, mas o projeto acabou ganhando corpo e importância ao mesmo tempo que se afastava da linha original. Acabou virando dois encadernados aqui no Brasil com uma história que homenageia um dos grandes clássicos do cinema que é Cidadão Kane, de Orson Welles. Fizemos uma comparação entre as duas obras que você pode ler neste link. QUARTETO FANTÁSTICO POR MARK WAID, MIKE WIERINGO E HOWARD PORTER Mark Waid é um cara cujo o lugar no meu coração de fã de quadrinhos só vem crescendo. Essa fase do Quarteto que ele fez com o Wieringo tem como marca tanto sua competência como o seu “trabalho …

E foi TORNADO em VISÃO!

[Quem Veio Primeiro] Visão x Tornado Vermelho

Dois valiosos integrantes das duas maiores equipes da Marvel e da DC Comics. Dois androides que podem chorar e até mesmo amar mulheres humanas e criarem filhos com elas. Quem diria? É tanta coisa em comum que fica difícil dizer quem veio antes. Mas o Splash Pages fez uma pesquisa que nos leva lááá para a Era de Ouro. Então se aprochega aí que está na hora de resolver essa querela!

A Última História dos Vingadores – The Last Avengers Story, de Peter David e Ariel Olivetti

The Last Avengers Story é um dos títulos deste selo de vida curtíssima (dois anos apenas). A minissérie, em duas edições, vinha em formato de luxo, com lombada quadrada, papel couchê de gramatura alta, capa com acetato no estilo Marvels e a arte pintada de Ariel Olivetti, a quem você deve conhecer da última série do Cable e de O Diário de Guerra do Justiceiro que saia na Marvel Action.

SplashFolia – Concurso de Fantasias de Super-Heróis (Parte 1)

Todo carnaval tem concurso de fantasias. E todo concurso da fantasia tem aquelas fantasias manjadas, que todo mundo já vestiu um dia. Os homens com os piratas, palhaços ou vestidos de mulher. As mulheres, gatinhas, anjinhas ou diabinhas. Os gays, bem… os gays com muita purpurina, plumas e paetês, Clóvis Bornay gostaria de estar mooortinha… opa, ele já está! Super-heróis também pulam carnaval, pelo menos foi o que elas nos contaram. Então durante a farra e a folia vamos trazer para vocês, as cinco categorias mais manjadas de fantasias para o carnaval, representadas pelas figuras dos super-heróis. Dá uma olhada, vai ser uma a cada dia! VOCÊ CAIU DO CÈU? POIS SAIBA QUE VOCÊ É UM ANJO! Categoria Angelical Não é difícil relacionar anjos e super-heróis… isso já foi até pauta de um Globo Repórter muitos anos atrás (sério, sério mesmo). Os heróis tendem a salvar as pessoas, muitas vezes de forma descompromissada, e isso nos permite fazer um paralelo (com boa margem de erro) com a figura do anjo da guarda. Até mesmo no …

Num podchy!

Os 10 Casais Gays Mais Famosos dos Quadrinhos

Muito mais importante que listar um monte de personagens gays dos quadrinhos é destacar os casais que existem na junção destes dois universos tão especiais. Casais gays podem ser como outros casais: normais e estranhos, bonitos e feios, destrutivos e construtivos, sacanas e santarrões, que provocam inveja e que não estão nem aí, caseiros e baladeiros, a diferença apenas existe na forma como fazem para ter prazer. E aí estou falando apenas do prazer sexual. Casais gays gostam de dormir e acordar juntos. De comer e beber juntos. De rir e chorar de rir juntos. E casais gays podem ser superheróicos ou até supervilanescos. Por que não? Como você vai perceber existem muitos casais gays estranhos no mundo dos super-heróis, tudo para pode passar pela censura e pelo gosto duvidoso da massa nerd que lê gibi. Mas eles existem. Não adianta fingir que não viu. E eles só querem ser tratados como qualquer outro casal: com respeito. Well, ladies, the time is coming for you to… gay-synch for you life! Chantay you stay (Reading this …

Planeta Hulk, de Greg Pak, Carlo Pagulayan e Aaron Lopresti (2013, Panini Books, 430 págs. R$ 99,00)

O Épico do Golias Esmeralda: Planeta Hulk, de Greg Pak, Carlo Pagulayan e Aaron Lopresti

Durante a Guerra Civil os roteiristas e editores da Marvel precisavam enviar o Incrível Hulk para algum lugar. Ora, a presença do Hulk na Guerra Civil iria auxiliar um dos lados a vencer. Por isso, a solução que os editores encontraram foi exilar o Hulk no espaço. Essa artimanha já havia sido usada outras vezes com o Hulk, como na Saga da Encruzilhada e no mundo da princesa Jarella, ambas por Bill Mantlo, um dos grandes escritores do Hulk. O mote em Planeta Hulk é que depois das devastações que ele causou no planeta Terra, a equipe secreta dos Illuminati, formada pelo Senhor Fantástico, Doutor Estranho, Homem de Ferro e Namor, capturou o Hulk e o enviou em uma nave para o espaço. Lá, depois de passar por um portal, ele acaba caindo no Planeta errado, o planeta Sakaar, assolado por um outro tipo de Guerra Civil. A história é escrita por Grag Pak e confesso que fiz cara feia para a série por muito tempo por causa disso. Antes de Planeta Hulk, Pak, ao …

Tudo vira Hulk, ou, a importância dos coadjuvantes.

Ao salvar o jovem Rick Jones da explosão da bomba gama, o Dr. Robert Bruce Banner foi atingido pela explosão e se tornou o Incrível Hulk. Assim era criado um dos maiores super e anti-heróis de todos os tempos, mas também se criava um dos maiores coadjuvantes das histórias dos quadrinhos. Rick Jones foi um dos catalisadores da primeira formação dos Vingadores, já foi parceiro do Capitão América, já salvou o universo da guerra Kree-Skrull, já trocou de lugar com o Capitão Marvel através dos braceletes quânticos. Sempre teve um papel de destaque no Universo Marvel e era, com grande honra, um coadjuvante. Era. Desde sempre a Academia de Artes Cinematográficas e grande parte dos prêmios de cinema vêm laureando os melhores personagens coadjuvantes na forma do prêmio de ator/atriz coadjuvante. Um personagem principal só se torna forte por causa dos coadjuvantes que o rodeiam e pela dinâmica entre eles. À medida que essa dinâmica evolui, vão mudando as opiniões dos personagens secundários e também a do leitor. O personagem secundário cria as tensões que …

A Cultura dos Spoilers

Spoiler você sabe o que é, ao menos se lê quadrinhos. É aquela informação bombástica, que muda toda a história. Uma revelação do que vai acontecer no futuro. É como o que as revistas de fofoca estilo Contigo e TiTiTi fazem com as novelas. Só que, no mundo dos quadrinhos, os melhores representantes de revistas de fofocas são os fóruns da internet. Antes da internet, não havia toda essa comoção ao redor dos spoilers, era preciso garimpar muito para achar o que ia acontecer na próxima edição, mesmo as revistas brasileiras tendo uma defasagem de dois anos com os EUA. Já fui um caçador de spoilers, fuçava em fóruns para ficar sabendo o que ia acontecer em cada série, e, bem, já estava me frustrando com os quadrinhos. Mesmo depois, toda hora saía uma notícia bombástica estragando minha surpresa. Como dizem, o melhor não é susto, é o suspense. O melhor não é chegada, mas o caminho trilhado. Se fosse assim, nascíamos mortos. Se fosse assim, Lost não teria feito sucesso. Minha opinião mudou quando o …

Os melhores Quadrinhos de Super-Heróis que Li em 2013

ANTES DE WATCHMEN: DR. MANHATTAN, J. MICHAEL STRACZYNSKI E ADAM HUGHES A série Antes de Watchmen teve seus altos e baixos. Os altos, até agora – falta sair a minissérie dos Minutemen – , foram os volumes do Dr. Manhattan e da Espectral, ambos resenhados neste blog. Os piores, do Roscharch e do Ozymandias. O que faz das minisséries do Dr. Manhattan e da Espectral tão boas é a ousadia. Através da iniciativa de ir um pouco além da história apresentada por Alan Moore e Dave Gibbons, os autores destes contos do passado, mostram porque – além dos milhares de dólares envolvidos – era possível fazer novas histórias no universo de Watchmen. Por outro lado, histórias como as de Roscharch, que mostra um caso do anti-herói e de Ozymandias, um vergonhoso conto que só faz um apanhado preguiçoso da história do “salvador do mundo” em ordem cronológica, dizem para o leitor que em certos cânones não se deve mexer. Apesar das grandes polêmicas que estes retcons provocaram no mundo dos quadrinhos, como a óbvia e …

De Super e de Louco Todo Mundo tem um Pouco (III)

O HERÓI DÁ DEPRESSÃO Robert Reynolds, o Sentinela, assim como o Hulk, compartilha as identidades tanto de herói, como o Sentinela, quanto a de vilão, como o Vácuo. Mas o mais interessante das patologias do herói talvez seja a depressão que o acometeu quando o mundo se esqueceu dele. Isso mesmo, o MUNDO INTEIRO se esqueceu de que ele era um herói, e o mundo inteiro se esqueceu de que Reynolds era o supervilão Vácuo. Para conter o vilão, Reed Richard, o Senhor Fantástico, do Quarteto Fantástico, resolveu construir um dispositivo para que todos na Terra, inclusive Reynolds e sua esposa, esquecessem de que o Vácuo e o Sentinela já existiram. Assim, Reynolds caiu em depressão e no alcoolismo. Numa história subsequente, ele é analisado por um psiquiatra do qual ninguém tem conhecimento e, que numa reviravolta rocambolesca revela ser o Vácuo. Aliás, psiquiatras são a especialidade médica em que temos mais supervilões. O Sentinela/Vácuo acabou morto, durante a saga O Cerco, estripado por uma descarga energética desferida por Thor. O FIM DO MUNDO ESTÁ …

De Super e de Louco Todo Mundo tem um Pouco (II)

HULK FORTE! BANNER FRACOTE! O Hulk seria um caso de múltiplas personalidades ou de bipolaridade? Imagino que esteja mais para o segundo. Enquanto Robert Bruce Banner é tímido, inseguro, porém incrivelmente racional, o Hulk é puro instinto, natureza destruidora e irracional. Um deles poderia representar todo o potencial do superego e o outro, do id. O Hulk por um bom tempo aparecia quando Banner ficava muito nervoso. Ele também aparecia quando o sol se punha – interessante momento para o “id” se libertar. Foi através do tratamento psiquiátrico do Dr. Leonard Samson, um médico psiquiatra especialista em radiação gama – uma vez que ele mesmo havia sido exposto aos efeitos da radiação, que o Hulk/Banner conseguiu equilibrar suas identidades e equilibrar o ego na forma da persona do Professor: um ser com a força e o corpo do Hulk, mas com o raciocínio e inteligência de Bruce Banner, formando, então o ego. Uma das explicações para que o trauma da bomba gama que deu origem ao Hulk ter quebrado a persona de Banner em duas …

Uma vida sem spoilers

“X-Factor – ou Fator X… significa uma coisa imprevisível. (…) É aquilo que você se culpa por não ter previsto… sendo que ninguém podia adivinhar”. – X-Factor#1/ Wolverine #26 Estamos tão acostumados a ler spoilers aqui e ali, em sites de noticias sobre quadrinhos, em fóruns e blogs que nos esquecemos como era a vida antes de eles existirem. Sabemos que Bucky vai se tornar o Capitão América e que o Batman vai morrer na Crise Final, ou melhor, seu destino final não é esse. Claro, é legal saber das coisas antes de elas acontecerem, assim a gente pode se preparar pra saber o que vale à pena ler ou não. Mas tem o lado ruim, perdemos aquela sensação de surpresa, do tudo-pode-acontecer que as histórias em quadrinhos tinham antes do aparecimento da Internet. Há pouco tempo atrás Peter David, roteirista de X-Factor se manifestou sobre o assunto. Ele não queria revelar o que aconteceria nas próximas edições da revista da equipe mutante. “Eu não quero adiantar nada. Nem um detalhe. O que eu quero …

As múltiplas personalidades do Homem-Múltiplo

X-Factor Citações

Peter David sempre nos brinda com histórias sensacionais na sua nova “temporada” com o grupo mutante X-Factor.  Seja na história de abertura da série ou naquela em que Madrox descobre que uma de suas cópias é um pastor com família. E sobram sempre boas reflexões. No último arco publicado no Brasil, “O Isolacionista”, temos uma série de pensamentos de Jamie Madrox no mínimo interessantes. Vou colocar alguns aqui: “Você pode pensar que é capaz de viver sozinho… e talvez até consiga por um tempo… mas no fim tem que sai da toca e entrar no mundo real. Claro que é arriscado. Nunca se sabe o que vai aocntecer. Mas é or sico que se corre. É… existe um mundo assustador lá fora. E, às vezes, é bom saber que não estamos sós. Talvez seja genético. Afinal, nosso maior instinto é o de sobrevivência. Quanto mais pessoas existirem, maiores as chances de perpetuar a vida. É fácil eliminar indivíduos isolados, mas a união faza força, mesmo que seja a união de só duas pessoas”. “Às vezes …