Todos os posts com a tag: tropa dos lanternas verdes

A Narrativa das Cores nas Histórias em Quadrinhos

Muita gente considera o trabalho de cores algo de segundo escalão em uma revista em quadrinhos. Muitas editoras também, muitas vezes deixando os coloristas de fora dos créditos principais de uma revista, ou da capa de algumas edições. A verdade é que as cores são tão importantes num quadrinho quanto um texto ou um desenho, pois elas acrescentam uma dimensão maior a toda atmosfera que estamos experimentado em um quadrinho.

Anúncios

Destaques do Checklist DC Comics / Panini Comics Para Fevereiro/2017

Uhuuu! Finalmente Os Novos 52 estão acabando! Hasta la vista, babe! E não volte! EPA! Pera, ainda falta acabar a revista do Superman. Mas ok, é mero detalhe. Em março já teremos o REBIRTH em terras brasileiras. Enquanto isso, fique com os destaques para o mês do carnaval! TAPADORES DE BURACOS Bem, você já sabe que a Panini fez uma manobra para fazer caber suas publicações em 52 números, né? Então foram necessários encadernados para encerras todas as séries. Alguns deles são estes. A Sombra do Batman Especial: Capuz Vermelho e Arsenal traz o fim do rosca-enrosca com a Filha do Coringa. Apesar de eu curtir a mística ao redor dessa personagem desde a Turma Titã, o roteiro é escrito pelo Scott Lobdell, então acho que vou passar. A Sombra do Batman: Grayson traz o encerramento da fase de espião de Dick Grayson, ex-Robin, ex-atual Asa Notuna. As histórias de Tom King foram muito elogiadas, bem como os desenhos de Mikel Janin. Eu estava com muita vontade de conhecer essa série e essa é minha …

10 Roteiristas e Desenhistas Negros dos Quadrinhos

Quadrinhos podem ser paradoxais para criadores negros. Afinal, quando você lê um quadrinho, não sabe que cara tem a pessoa que fez ele. E isso pode ser bom ou ruim. Se por um lado atenua os preconceitos, por outro, invisibiliza o trabalho de uma etnia. Entretanto separei aqui uma lista com dez criadores negros de quadrinhos e mais duas autoras bônus. Sigam-me os bons!

MAIS 15 Super-Heróis Negros Importantes dos Comics

Olá mergulhadores! Hoje é dia da Consciência Negra! A data de hoje faz referência à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, um dos maiores centros de resistência negra contra a escravidão no Brasil. E se Zumbi foi um herói, nada melhor do que comemorar sua existência do que com uma lista de super-heróis da etnia negra, não é mesmo? Vem dar uma olhada neles!

Como LJA: Terra 2 Influenciou o Atual Universo DC

A dupla Grant Morrison e Frank Quitely (We3, Novos X-Men, Flex Mentallo) foi responsável por trazer, no final dos anos 90, uma história que mudaria o status quo do Universo DC. Essa história era LJA: Terra 2 e a dupla de superastros dos quadrinhos colocava a Liga da Justiça do nosso universo contra uma versão totalmente distorcida de si mesma. Nessa realidade, os componentes da Liga da Justiça eram os maiores vilões do planeta e não seus maiores heróis. Mas como isso influenciou o Universo DC?

Destaques nas Solicitações da DC Comics Para Abril de 2016

Como eu falei no post anterior, a DC Comics vem perdendo feio para a Marvel e outras editoras, como a Image e a IDW no quesito de revistas mais vendidas nos EUA. Eu seu plano de solicitações para abril mesmo foi difícil extrair alguns destaques. São apenas três. Vamos a eles.   ARLEQUINA PARA TODOS OS LADOS Com a aproximação do filme do Esquadrão Suicida – que, aliás, ganhou um trailer bem legal ao som de Bohemian Rhapsody, do Queen – nada mais acertado do que mirar na palhacinha mais arretada do universo DC. E, pelo que pudemos ver no trailer, a personagem de Margot Robbie vai conquistar os espectadores. Mas pelo lado das revistas da DC Comics, temos a estréia de uma nova minissérie da Arlequina: Arelquina e sua Gangue de Arles (Harley Quinn and Her Gang of Harleys), mostrando as variações de Arlequinas que se juntaram à palhaça do crime para hã… perturbar nossas cabeças. Além disso, teremos um especial da Harley com o Esquadrão Suicida, especial do Dia dos Bobos, a revista …

Guia de Leitura: Lanterna Verde – Parte Um

Olá! Vamos começar também os nossos Guias de Leitura! E, para começar vamos com um personagem muito amado por todos e que tem milhares de versões! Sim, inclusive ele tem uma tropa só sua! O Lanterna Verde! Esse Guia de Leitura funciona assim: Vamos dar prioridade para as principais sagas e as mais fáceis de se encontrarem no mercado; Vamos destacar as fases mais recentes em detrimento das mais antigas; Vamos mostrar os principais arquitetos de cada saga; Vamos destacar os principais acontecimentos em cada arco. Então, vamos lá: CREPÚSCULO ESMERALDA e NOVO AMANHECER Quem fez? Ron Marz e Vários Artistas, entre eles Bill Willingham O que acontece? Depois da destruição de Coast City por Mogul e o Superciborgue, Hal Jordan enlouquece, destrói a bateria central de Oa, derrota Sinestro e acaba com a Tropa dos Lanternas Verdes, tonando-se o vilão Parallax. Enquanto isso, na Terra, o desenhista Kyle Rayner é escolhido pelo último Guardião do Universo, Ganteth, como o último Lanterna Verde do universo. Em uma de suas primeira missões, o herói enfrenta o …

Será que é realmente uma pergunta tão difícil de responder?

É pior um super-herói virar gay do que virar um supervilão

É, mergulhadores, aqui estou eu de volta batendo nessa tecla de novo. E por quê? Bem, o mundo dos quadrinhos é um dos universos mais misóginos, sexistas e homofóbicos que existem, tendo em vista a resposta que tive aos posts sobre os gays dos quadrinhos. E, engraçado que odeiam tanto assim, mas é um dos assuntos mais acessados do blog. Vai entender. Freud explica. A frase que abre o post é verdadeira. Não existe tanta reclamação dos fãs de super-heróis quando um herói se torna vilão. Mas quando um herói “se torna gay” caem feito abelhas no pote de mel das reclamações. Vou explicar: quando Hal Jordan se tornou o vilão Parallax, ele matou toda a Tropa dos Lanternas Verdes e destruiu a bateria central de Oa, impedindo (ou quase) de que novos Lanternas surgissem. Hoje, o fato é quase esquecido e não, ninguém da mídia tradicional noticiou esse fato. Por quê? Porque não tem relevância nenhuma. Ninguém foi ameaçado de morte por Hal Jordan ser vilão. Heróis, vira e mexe, se tornam vilões. Isso …

Os Super-Heróis e suas Sombras

Seriam os vilões a maior nêmese dos super-heróis? Não quando se trata de enfrentar a eles mesmos. Existem muitas histórias em que os super-heróis tiveram de enfrentar seu lado sombrio para vencerem uma batalha maior: pelo bairro, pelo lar, pelo mundo ou pelo universo. Essa semana me deparei na banca com um livro diferente, se chamava As 7 Leis Espirituais dos Super-Heróis. Os autores eram Deepak Chopra e Gotham Chopra, seu filho. Não me chamou atenção o nome Gotham, pois é uma versão de Gautama, o nome de Buda, mas sim o nome dos dois. Deepak é um grande teórico da espiritualidade tendo trazido a visão do oriente para o ocidente. Já seu filho, Gotham, foi responsável pela Virgin Comics, um selo em parceria com a renomada gravadora, que trouxe quadrinhos como Mulher-Serpente e Sete Irmãos, dos que foram publicados no Brasil, e trouxe parcerias com Guy Ritchie, John Woo, Shekar Kapur e Wes Craven. Apesar da iniciativa não ter logrado tanto sucesso quanto esperado, o selo se tornou a Liquid Comics, que publica quadrinhos …

Superman e a Santíssima Trindade – O Espírito Santo, por Neil Gaiman.

O Evangelho Segundo Jesus Cristo. O Espírito Santo, por Neil Gaiman. Publicado em Superman/Green Lantern: The Legend of Green Flame (2000). No Brasil, em Wizard Brasil #3 (dezembro de 2003). Esta história foi imaginada para ser publicada em pequenas partes na revista Action Comics Weekly, logo que John Byrne assumiu as histórias Pós-Crise do Superman. A história, entretanto, não pôde ser publicada à época, pois na trama, Hal Jordan e Clark Kent conheciam as identidades secretas um do outro. Coisa que, para Superman, que seria um herói iniciante, não faria sentido. Muitos anos depois, a HQ foi concluída com ajuda de diversos e renomados artistas e incluída na série Elsewords (Túnel do Tempo/ Realidades Alternativas) da DC Comics. A história conta a origem da bateria do Lanterna Verde Original, Alan Scott (sim, o que é gay agora!), mostra a história do Coração Estelar e revela suas ligações com a criação da Tropa dos Lanternas Verdes. Porque essa história representa o Espírito Santo? Por causa dos apóstolos da Chama Verde, a Tropa dos Lanternas Verdes? Por …