A Piada Sem Sal: Quando o Zé Carioca Parodiou o Batman

A Piada Mortal é uma das histórias mais clássicas do Batman. Em 1995, a Editora Abril criou, a partir de sua produção nacional de quadrinhos originais Disney, uma paródia desta história estrelada pelo Zé Carioca. Na verdade não exatamente o Zé Carioca, mas seu alter-ego super-heróico, o “Morcego Verde”, uma espécie de Batman mas que é um papagaio carioca caloteiro. Essa história farsesca foi publicada mais uma última vez pela Editora Abril em 2016 e é sobre ela que vamos falar neste post. Sigam nos os positivados e os negativados no SPC! Continuar lendo “A Piada Sem Sal: Quando o Zé Carioca Parodiou o Batman”

Anúncios

Melhores e Piores Leituras de Março de 2019

Batemos mais um recorde! Um recorde próprio, claro! Mas se no mês passado tivemos cinquenta quadrinhos e/ou livros sobre quadrinhos resenhados, este mês nós temos 52 quadrinhos! Isso mesmo OS NOVOS 52!!! A DC Comics e o Dan DiDio curtiram muito isso, mas principalmente esse número cabalístico que apresentamos para vocês! Que coisa… Mas nem tudo são Novos Deuses neste mundo… Também temos Apokolips… Então temos uma boa dose de leituras ruins e radioativas para você evitar a todo custo. Ligue suas caixas maternas e vamos nos transportar para esse mundo das mini resenhas! Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Março de 2019”

O Astronauta de Danilo Beyruth em Quatro Movimentos

De todas as Graphic MSP publicadas até então, é a “franquia” do Astronauta, feito por Danilo Beyruth e Cris Peter que mais se desenvolveu. E não digo isso apenas no sentido de números de publicações, mas também na ampliação do escopo e do alcance das suas narrativas e temáticas. Depois de ler o quarto volume, Astronauta: Entropia, percebi como o “espaço” do personagem Astronauta vem se alargando dentro das possibilidades narrativas que seus artífices têm fornecido a ele. Aqui vou falar um pouco dessa evolução do trabalho de Danilo Beyruth no Astronauta desde a publicação da primeiríssima Graphic MSP até esta última, que foi lançada no começo deste ano.   Continuar lendo “O Astronauta de Danilo Beyruth em Quatro Movimentos”

As Muitas Histórias de Mauricio de Sousa

Em 2015, Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica completou 80 anos de existência. Para comemorar esta importante data, seu estúdio, o Mauricio de Sousa Produções – MSP, lançou diversos produtos. Entre eles, algumas biografias de Mauricio de Sousa em diversos formatos. Este artigo tem a intenção de discutir estas obras e seu conteúdo bem como entender como a história da vida de um empresário brasileiro de sucesso é contada pela própria empresa. Continuar lendo “As Muitas Histórias de Mauricio de Sousa”

Melhores e Piores Leituras de Fevereiro de 2019

Cinquenta! Cinquenta, caros mergulhadores! Temos cinquenta miniresenhas de quadrinhos e de livros sobre quadrinhos de diversos tipos neste mês de fevereiro. Com certeza um recorde! Nem um (ou nenhum) site que é mantido por diversas pessoas traz esse número de minirresenhas para vocês por mês! E esse aqui, na prática, é mantido apenas por um (com algumas colaborações bem esporádicas). Então, sente-se num lugar bem confortável que tem muito muito muito texto para ser lido a seguir e muitos quadrinhos (bons e ruins) para você chegar (ou não) a uma conclusão sobre eles! Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Fevereiro de 2019”

Never Say Never Para Nathan Never

A Sergio Bonelli Editore, que publica inúmeros fumetti desde a criação de Tex nos anos 50, sempre teve um determinado tipo de histórias. Mas isso mudou lentamente com o advento de Nathan Never, que era a primeira HQ da editora que tratava do futuro e de elementos de ficção científica como parte integrante de seus temas recorrentes. Ela também contava com uma continuidade narrativa, coisa que os outros fumetti não tinham. Também foi uma forma da editora entrar na quadrinhomania dos anos 90, se aproximando mais do estilo estadunidense de fazer comics. Vamos falar neste post sobre Nathan Never e as edições que a Mythos Editora publicou do personagem no ano passado! Continuar lendo “Never Say Never Para Nathan Never”

Os Melhores Quadrinhos Brasileiros Que Li em 2018

Para fechar com chave de ouro nossas listas de melhores de 2018, nada mais apropriado do que os Melhores Quadrinhos Brasileiros! E num dia especial! Dia 30 de janeiro também é conhecido como DIA DO QUADRINHO NACIONAL. E que maneira melhor de homenagear a produção brasileira do que indicar 15 boas leituras para aqueles que não sabem por onde começar a ler esse tipo de produção? Pois é, meus amigos mergulhadores! Vamos então à nossa última e especialíssima lista. Só não se esqueçam que depois da lista, no final do post, temos uma surpresa interativa para vocês vindo aí. E relacionada com quadrinhos nacionais!   Continuar lendo “Os Melhores Quadrinhos Brasileiros Que Li em 2018”

A Comic Con Experience e os Reflexos da Crise Editorial

A CCXP é, sem nenhuma dúvida, a maior celebração dos nerds do planeta. Tem espaço para todo mundo e, para os artistas que têm a honra de participar dela, é o evento de quadrinhos mais lucrativo do ano. O Artists Alley, este ano, alcançou o recorde de mesas, com mais de 500 artistas divulgando e vendendo os seus trabalhos. Por outro lado, outra grande falta foi sentida: a de sebos, livrarias e editoras. Um evento deste porte, certamente é um reflexo da realidade do consumo do público nerd brasileiro. A ascensão do espaço independente e a diminuição do espaço mainstream seriam reflexos do nosso momento de consumo de produtos editoriais voltados ao público nerd? Vamos analisar essas possibilidades a partir da Comic Con Experience. Continuar lendo “A Comic Con Experience e os Reflexos da Crise Editorial”

Um Passeio Pela Exposição “Quadrinhos”, do MIS

Até o dia 31 de março de 2019 fica em exposição a mostra Quadrinhos, no Museu da Imagem e do Som, o MIS, localizado no Jardim Europa, em São Paulo. A exposição foi liderada e organizada por Ivan Freitas da Costa, um dos sócios da Comic Con Experience. Aproveitando que já estaria em São Paulo para a CCXP 2018, resolvi dar um pulo na exposição Quadrinhos, no único dia em que eu poderia vistá-la durante minha estadia. Tirei mais de 200 fotos lá, mas separei algumas muitas para vocês . Neste post contarei um pouco do meu passeio na exposição, com o intuito de também instigá-los a visitar esta incrível, sensacional, magnânima mostra!

Continuar lendo “Um Passeio Pela Exposição “Quadrinhos”, do MIS”

(Poucos e Surpreendentes) Destaques do Checklist da DC Comics / Panini Comics Para Dezembro de 2018

Você acredita em milagres? Pois esse mês não teremos apenas um, mas dois milagres neste checklist destacativo dos quadrinhos da DC Comics publicados pela Panini Comics no último mês do ano e mês da CCXP 2018. Eu estarei lá na mesa B14 lançando dois quadrinhos. Então quem passar por lá, venha papear (e quem sabe levar uma HQ autografada). Bem, uma dos milagres já vinha sendo pedido descaradamente pelos leitores e o outro é um grande passo para o quadrinho nacional, mas que ninguém sabia que viria dessa forma. Ficou curioso(a)? Eu também ficaria. Então vem comigo saber! Continuar lendo “(Poucos e Surpreendentes) Destaques do Checklist da DC Comics / Panini Comics Para Dezembro de 2018”

Melhores e Piores Leituras de Setembro de 2018

Neste mês que passou, mais conhecido como setembro de 2018, foi o mês em que estive na Bienal de Quadrinhos de Curitiba, participando de alguns painéis e do artist alley. Também aproveitei para ler bastante por lá, muita coisa que comprei e troquei lá mesmo. Mas eu ando reparando que estou me tornando um velho chato e que ninguém escapa disso. Nos outros anos, havia no máximo três quadrinhos ruins na seção de ruins, agora são no mínimo quatro. Ou sou eu ou os quadrinhos tão ficando piores. Sei lá. Bem, neste post temos quase quarenta minirresenhas do mês de setembro, dentre as quais sete são ruins. Leia por sua conta e risco e tire suas próprias conclusões. Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Setembro de 2018”

Dentro da História: Representatividade, Cultura Pop e Infância

Sabe o pessoal que vive dizendo que diversidade não vende, que só tem histórias ruins com diversidade e que acham que diversidade não serve para nada? E ao mesmo tempo acreditam que diversidade é só um mote pra vender mais? Preparamos uma entrevista com Diego Moraes, o co-fundador e designer principal da Dentro da História. Essa empresa tem como missão trazer o leitor, principalmente o infantil, para dentro das histórias, através de ferramentas de customização do conteúdo e do design dos livros e das revistas, usando personagens extremamente conhecidos do público, como por exemplo a Turma da Mônica. O Diego contou histórias muito interessantes e explicou melhor a relevância da diversidade para o público e para as empresas. Dessa vez não sou eu quem está falando, mas quem convive com esse mercado todos os dias. Vamos ler a entrevista?  Continuar lendo “Dentro da História: Representatividade, Cultura Pop e Infância”

Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2018

Este mês de agosto foi bastante carregado. Eventos, trabalhos, estudos, de tudo um pouco. Até a umidade do ar aqui em Porto Alegre ficou carregada, chegando até a 100%. Desse jeito não tem ser humano que não se sinta cansado ao chegar o final do mês. Mas mesmo assim, atingimos o recorde de 40 resenhas neste mês. parece que quando a gente está mais atrolhado de coisas é que acaba fazendo muito mais. Ironias da vida, também atingimos número recorde de leituras ruins no mês, que são 10. E isso também são ossos do ofício. Bem, chega de trololó e vamos para a lista de melhores e piores leituras do mês. Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2018”

10 Sugestões Sobre Como Formar Novos Leitores de Quadrinhos

Vai e volta surgem teorias apocalípticas que o mercado de quadrinhos vai acabar. Agora estamos no olho do furacão, quando a teoria apocalíptica não é só que o mercado de quadrinhos vai acabar, mas que todo o mercado editorial vai sofrer um colapso e se adaptar para as novas gerações. No meio de tanta mudança, como amealhar novos leitores para publicações? E publicações de quadrinhos? Sabemos que novas gerações de leitores são a motivação que vai manter o mercado para os mais velhos. Mas os mais velhos também têm de ter consciência que para o mercado ser mantido, ele precisa mudar. É a velha “mão invisível” e a lei da oferta e da procura de Adam Smith se fazendo valer no capitalismo em que estamos encerrados. Neste texto vamos discutir possibilidades para que o mercado da leitura de quadrinhos se renove. Continuar lendo “10 Sugestões Sobre Como Formar Novos Leitores de Quadrinhos”

Como Foi o Seminário “O Negócio do Livro”, que Discutiu Inovação no Mercado Editorial

Aconteceu hoje o seminário “O Negócio do Livro”, no Goethe-Institut de Porto Alegre. O evento é organizado há mais de 10 anos pelo Clube dos Editores do Rio Grande do Sul e pela Papel Pólen. Neste ano, o tema foi inovação sob o título “Uma Nova Página Para o Futuro”. O elemento em comum entre todas as palestras foi a força das pessoas nesse negócio, tanto do público com um canal de divulgação quanto daquelas pessoas agentes das editoras como indivíduos multitarefas. Todos destacaram a necessidade de se ouvir o público e de produzir uma comunicação cada vez mais estreita com o consumidor final. Palestrantes de áreas de negócios, design, crowdfunding e customização trouxeram suas ideias durante um dia inteiro de palestras. Trouxemos um apanhado das principais ideias discutidas no evento. Continuar lendo “Como Foi o Seminário “O Negócio do Livro”, que Discutiu Inovação no Mercado Editorial”

12 Sintomas do Caos no Mercado Editorial de Quadrinhos Brasileiro

É, amigos… Diziam que era só tirar a Dilma, depois se tirava o resto. Que o governo dela estava afundando a economia brasileira. Por isso, era necessário o impeachment. Então a presidente da república foi tirada do poder, e o Brasil entrou na pior recessão econômica que já viu em sua História recente. Não acredite em tudo que alardeiam por aí. Mesmo que você não goste de discutir política, ela acaba nos afetando bastante. Garanto que nos dois últimos anos, você parou de comprar muitos quadrinhos que comprava antes. E a coisa só piora. Trouxemos, neste post, dez sinais que demonstram o buraco onde nossa economia se enfiou e como isso afeta nossos amados quadrinhos, infelizmente… Continuar lendo “12 Sintomas do Caos no Mercado Editorial de Quadrinhos Brasileiro”

Os Quadrinhos Nacionais Nos Rankings do Guia dos Quadrinhos

Essa semana escrevi um post falando sobre os quadrinhos mais bem avaliados do site de catalogação e colecionismo Guia dos Quadrinhos. O post gerou algumas boas discussões. Até que alguém trouxe à baila a situação dos quadrinhos brasileiro. Realmente, apesar de nosso cenário se mostrar mais diverso, com publicações para todos os gostos, parece que isso não se reflete na preferência nacional e também não gira tanto capital quanto os quadrinhos estrangeiros. Ao menos através da óptica dos frequentadores do site Guia dos Quadrinhos. Mas vamos um pouco mais à fundo nisso e vamos discutir esses rankings com mais detalhes. Se ficou interessado, continue lendo. Continuar lendo “Os Quadrinhos Nacionais Nos Rankings do Guia dos Quadrinhos”

DC Comics Vai Vender Revistas Exclusivamente Através do Walmart. Será Que Isso é Bom?

Essa semana a DC Comics anunciou uma nova estratégia de vendas para suas revistas. Novos títulos de 100 páginas focando os principais heróis e equipes da editora fazem parte da iniciativa Giant. O título trará três histórias que serão republicações e uma história inédita. O interessante é que a DC Comics chamou medalhões para cuidarem das histórias de Superman e Batman a partir da edição 3 dessas revistas. A venda dos quadrinhos será de exclusividade da rede de lojas Walmart. Neste post vamos discutir essa nova jogada de marketing da DC, o quanto ela é importante para o mercado de quadrinhos como um todo e, claro, também o conteúdo dela com histórias antigas e inéditas. Continuar lendo “DC Comics Vai Vender Revistas Exclusivamente Através do Walmart. Será Que Isso é Bom?”