Destaques do Checklist DC Comics/ Panini Comics Para Março de 2019

Todo mundo tá tão de saco cheio da Panini que até as reclamações sobre a Panini elas não aguentam mais. Eu não aguento mais a Panini. Se tivesse um prêmio do HQ Mix para pior editora de quadrinhos do Brasil e ele tivesse de ser escolhido pelo público, daria Panini na cabeça. Mas eles não se importam e continuam nos enchendo das suas porcarias. E nós estamos eternos reféns deles porque não existe maneira de outra editora publicar Marvel e DC aqui no Brasil porque é a Panini quem licencia essas marcas para outros países. Por isso que para eles tá tudo muito bom, tudo muito bem, porque eles não precisam se reportar a ninguém se fazem serviço podre. Dada a mijadinha tradicional, vamos aos destaques. Continuar lendo “Destaques do Checklist DC Comics/ Panini Comics Para Março de 2019”

Melhores e Piores Leituras de Fevereiro de 2019

Cinquenta! Cinquenta, caros mergulhadores! Temos cinquenta miniresenhas de quadrinhos e de livros sobre quadrinhos de diversos tipos neste mês de fevereiro. Com certeza um recorde! Nem um (ou nenhum) site que é mantido por diversas pessoas traz esse número de minirresenhas para vocês por mês! E esse aqui, na prática, é mantido apenas por um (com algumas colaborações bem esporádicas). Então, sente-se num lugar bem confortável que tem muito muito muito texto para ser lido a seguir e muitos quadrinhos (bons e ruins) para você chegar (ou não) a uma conclusão sobre eles! Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Fevereiro de 2019”

John Constantine Praticou Sexo Anal Com um Homem. Então ele é gay? Ou “só” Bissexual?

Chegou às bancas neste mês de fevereiro a edição número um de John Constantine: Hellblazer – Amaldiçoado, coleção que compila as histórias escritas por Brian Azzarello para o personagem. É nesta fase em que Constantine passa a ser tido como bissexual, porque faz sexo anal com homens. Mas será que isso faz com que o personagem seja homossexual? Depois desta fase na revista, a DC Comics resolveu declarar o personagem como bissexual. Vou explicar algumas coisas para vocês a respeito deste arco, de John Constantine e de sexualidade humana para desmistificar alguns mitos que envolvem essa “etiquetação” da identidade sexual que as pessoas costumam fazer umas das outras e, claro, debater o que isso tem a ver com nosso Hellblazer. Continuar lendo “John Constantine Praticou Sexo Anal Com um Homem. Então ele é gay? Ou “só” Bissexual?”

Os 10 Piores Maridos dos Quadrinhos

Por alguma razão, alguém chegou até o Splash Pages procurando por uma lista de piores maridos dos quadrinhos. Depois de eu ter perguntado para amigos nas redes sociais, o que acham de fazer uma lista como essa, o resultado foi mais que positivo e muitos indicaram alguns maridos nada convencionais para figurarem nesta lista. Claro, como é uma lista “dos quadrinhos”, tentamos ir além dos super-heróis, talkei?! Não que esse tipo de quadrinho não revele e esconda muitos desses tipos que vemos em vários lares brasileiros, mas precisamos sair da nossa bolha um pouquinho, né? Faz bem, Dizem. Vamos lá para nossa lista de 10 Piores Maridos dos Quadrinhos! Continuar lendo “Os 10 Piores Maridos dos Quadrinhos”

Melhores e Piores Leituras de Janeiro de 2019

Janeiro está indo embora. Mas o calor, ah amigos mergulhadores, esse parece que chegou para ficar… Quem pode, foge para os ares condicionados ou para a festa na piscina do Tony Stark. E quem não pode, bem, continua como sempre ficou: sofrendo. E esse nosso amigo Donald Trump e seu séquito terraplanista que acha que efeito estufa não existe, né? Para quem pode ficar no ar condicionado com limusine, não existe mesmo. Bem, meus amores, agora está na hora das nossa melhores e piores leituras do mês de janeiro, depois da batelada de melhores e piores leituras de 2018. São 30 minirresenhas dos mais diversos tipos de quadrinhos, então acompanha aí, vai! Continuar lendo Melhores e Piores Leituras de Janeiro de 2019

Os Piores Quadrinhos Que Li em 2018

Muito mais que a lista, ou as listas, dos melhores quadrinhos que tivemos no ano que passou, a lista mais aguardada e mais acessada é sempre a dos piores quadrinhos lidos no ano anterior. Bem, meus amigos mergulhadores, essa espera acabou. Está na hora de revelar as piores experiências de leitura que eu tive em 2018 e vocês entenderão a razão delas terem sido tão horríveis nas minirresenhas que as acompanham. Por isso, pegue o saquinho de vômito que está localizado na poltrona na frente de você e nos acompanhe por um tour no nosso Túnel do Terror de 2018! Continuar lendo “Os Piores Quadrinhos Que Li em 2018”

Os Melhores Quadrinhos da Vertigo Que Li em 2018

Vozes veladas vertiginosas vozes! Caros mergulhadores, chegou a vez das melhores leituras do selo Vertigo da DC Comics feitas em 2018. O ano que passou não foi muito generoso com a Vertigo aqui no Brasil, que pegou a entressafra de títulos entre a última encarnação do selo e a nova, agora com o nome DC/Vertigo. Também tivemos várias séries de curta duração que deveria ter durado mais e outras, infelizmente, que deveriam ter durado menos. Mas não chore, caro mergulhador vertiguento, dias melhores virão, já que a DC Comics está fortalecendo seu selo com muita séries interessantes. Continuar lendo “Os Melhores Quadrinhos da Vertigo Que Li em 2018”

Love Street: As Aventuras do Jovem Johnny Constantine e do Velho Sandman

Nos anos 90, a Vertigo publicou Love Street, uma espécie de crossover entre as publicações de Hellblazer e de The Dreaming, ou seja, dos universos de John Constantine e de Lorde Morpheus, o Sandman. A história se passa nos anos 60, no auge da onda hippie e coloca Constantine no castelo do mago Roderick Burgess que aprisionou Sandman por vinte anos, antes de começar as histórias de Morpheus em Prelúdios e Noturnos. Então, a história acaba contando paralelamente o que aconteceu naqueles fatídicos anos 60 e “agora”, nos anos 90, quando Constantine e seus amigos precisam livrar uma conhecida de uma possessão macabra. Continuar lendo “Love Street: As Aventuras do Jovem Johnny Constantine e do Velho Sandman”

Melhores Quadrinhos Americanos Que Li em 2018

Chegamos agora na lista de quadrinhos americanos que mais gostei de ler no ano que passou. Mas, peraí, o que são quadrinhos americanos pra ti, Guilherme? É bom eu explicar. Essa classificação de quadrinhos Americanos e/ou Estadunidenses, são quadrinhos feitos nos Estados Unidos que não são feitos nem pela Marvel e nem pela DC Comics e que também não são da linha Star Wars e nem do selo Vertigo. Eles não são Brasileiros, nem estrangeiros de outros países que não os Estados Unidos. Autores Canadenses e Ingleses que publicaram esses quadrinhos por editoras estadunidenses também são contabilizados nesta categoria. Explicado? Belezinha? Então vamos à nossa listinha de 15 HQs! Continuar lendo “Melhores Quadrinhos Americanos Que Li em 2018”

Melhores e Piores Leituras de Dezembro de 2018

Dezembro e 2018 estão quase acabando e a Madame Xanadu está prevendo que você vai tomar no… bar muitas cervejas para poder aguentar a coisa e o coiso que vêm por aí no ano que vem. Se 2018 sem as surpresinhas que nos aguardam em 2019 já foi terrível de aturar, imaginem 2019 com esse governo que vocês escolheram, hein? Uhlalá! Mas vamos falar de coisa boa? MERCHAN! Só que não! Vamos falar das melhores leituras de quadrinhos do mês de dezembro (e três leituras ruins). Fiquem ligados que “no ano que vem” vou publicar as listas, sim AS LISTAS, de melhores do ano de 2018, por categoria de revistas, afinal, foram quase 300 quadrinho e quetais lidos no ano todo. Então espere o confie. Por enquanto fiquem com os melhores e piores de dezembro! Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Dezembro de 2018”

Um Passeio Pela Exposição “Quadrinhos”, do MIS

Até o dia 31 de março de 2019 fica em exposição a mostra Quadrinhos, no Museu da Imagem e do Som, o MIS, localizado no Jardim Europa, em São Paulo. A exposição foi liderada e organizada por Ivan Freitas da Costa, um dos sócios da Comic Con Experience. Aproveitando que já estaria em São Paulo para a CCXP 2018, resolvi dar um pulo na exposição Quadrinhos, no único dia em que eu poderia vistá-la durante minha estadia. Tirei mais de 200 fotos lá, mas separei algumas muitas para vocês . Neste post contarei um pouco do meu passeio na exposição, com o intuito de também instigá-los a visitar esta incrível, sensacional, magnânima mostra!

Continuar lendo “Um Passeio Pela Exposição “Quadrinhos”, do MIS”

Melhores e Piores Leituras de Novembro de 2018

Ufa, amigos mergulhadores! Neste mês de novembro eu queria ser Jamie Madrox, o Homem-Múltiplo para dar conta de tantas tarefas. Mas, sim, eu consegui trazer para vocês muitas resenhas de quadrinhos de todos os tipos e também de livros sobre quadrinhos. também estou nos preparativos da Comic Con Experience (CCXP), onde vou lançar dois quadrinhos. Vocês podem me encontrar na mesa B14 do Artists Alley, vamos bater um papo e vocês podem conhecer meu trabalho também como roteirista. E agora, depois do break, vocês podem conferir quase 40 resenhas legais de quadrinhos, bons e ruins! Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Novembro de 2018”

Seriam os X-Men Uma Cópia da Patrulha do Destino?

Pensem bem: os X-Men são uma equipe de desajustados, esquisitos, que todo mundo odeia, cujo líder é uma mente magnífica encerrada em uma cadeira de rodas. A Patrulha do Destino é uma equipe de desajustados, esquisitos, que todo mundo odeia, cujo líder é uma mente magnífica encerrada em uma cadeira de rodas. Em seu livro “Pancadaria: O Conflito Épico Marvel vs. DC”, o autor Reed Tucker conta que sempre houve uma desconfiança por parte da DC Comics de que a Marvel havia a copiado no caso X-Men/Patrulha do Destino. Arnold Drake, o criador da Patrulha do Destino, morreu com a certeza de que Stan Lee havia plagiado-o. Mutação de idéias? Destino malfadado? Vamos comentar um pouco sobre essa possível cópia de ideias. Continuar lendo “Seriam os X-Men Uma Cópia da Patrulha do Destino?”

A Ascensão da Representação Trans nos Quadrinhos e Nas Artes

 

Nos últimos anos a representação de personagens transexuais nos quadrinhos e a representatividade de autores e autoras transexuais nos quadrinhos vêm aumentando. Muitos personagens já são reconhecidos do grande público e autores e autores começam a ficar conhecidos do público mainstream por seus trabalhos, com uma sensibilidade diferente da que estamos acostumados. Ao ler o livro “E se estivermos errados?”, de Chuck Klosterman, que pensa no presente como se fosse o passado, o autor tenta explicar essa ascensão como um dado não previsto de pessoas que pensavam o futuro há, digamos, dez anos atrás. Então vamos tentar falar sobre isso neste artigo e entender esse fenômeno. Sigam me os homens, as mulheres e aqueles que estão em processo de transição! Continuar lendo “A Ascensão da Representação Trans nos Quadrinhos e Nas Artes”

10 Versões de Deus Nos Comics

Dentro dos quadrinhos de super-heróis e derivados, a fé cristã também é tratada como uma mitologia e como aspectos de lendas. Assim como temos a presença de deuses gregos, romanos, egípcios e nórdicos, bem como de outros panteões politeístas, as religiões monoteístas também recebem o aspecto de personagens sobre seus deuses, infernos e paraísos. Neste post trazemos várias versões semelhantes ao onipotente, onipresente e onisciente Deus das religiões judaico-cristã ocidentais nos quadrinhos de super-heróis. Que Deus esteja com vocês enquanto leem este post! Ele está no meio de nós! Continuar lendo “10 Versões de Deus Nos Comics”

A Decadência da Vertigo Após a Saída de Karen Berger

Caros leitores do blog, caso alguns de vocês têm acompanhado as novas séries da Vertigo que foram lançadas no Brasil, devem ter reparado que muitas delas seguiram para um final abrupto. Foi o caso de Coffin Hill, Art Ops, Hinterkind, Sala Imaculada, entre alguns dos títulos. A maioria das séries parecia promissora em suas propostas e, pareciam que iriam durar muito mais que apenas dois ou três encadernados, principalmente ao se observar o enredo das mesmas. Mas algo deu errado no processo. O selo adulto da DC Comics tem sofrido uma espiral de revezes desde que Karen Berger deixou de cuidar da linha editorial. Vamos fazer uma volta no tempo e uma análise para tentar entender essas mudanças. Continuar lendo “A Decadência da Vertigo Após a Saída de Karen Berger”

Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2018

Este mês de agosto foi bastante carregado. Eventos, trabalhos, estudos, de tudo um pouco. Até a umidade do ar aqui em Porto Alegre ficou carregada, chegando até a 100%. Desse jeito não tem ser humano que não se sinta cansado ao chegar o final do mês. Mas mesmo assim, atingimos o recorde de 40 resenhas neste mês. parece que quando a gente está mais atrolhado de coisas é que acaba fazendo muito mais. Ironias da vida, também atingimos número recorde de leituras ruins no mês, que são 10. E isso também são ossos do ofício. Bem, chega de trololó e vamos para a lista de melhores e piores leituras do mês. Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2018”

Arquivos Digitais: Por Que São Importantes Para Publicar Uma HQ?

Sempre quando um leitor, desses bem newbies, bem desavisados, ou ainda, uma daqueles bem raiz, bem perdidos no tempo, pedem um quadrinho absurdo para a Panini e outras editoras, – por exemplo a continuação de Shade -, é respondido que a publicação depende da disponibilidade de Arquivos Digitais. Muitos materiais que fizeram sucesso no Brasil, como algumas séries da Vertigo e materiais da linha Marvel 2099, não possuem arquivos digitais nos Estados Unidos, e isso resulta que as editoras brasileiras não tenham como publicá-los. Mas, afinal, o que são esses tais “arquivos digitais”, para que servem e por que ninguém nunca teve paciência para te explicar? Bem, eu vou te explicar aqui e agora, é só ler a seguir. Continuar lendo “Arquivos Digitais: Por Que São Importantes Para Publicar Uma HQ?”