Todos os posts com a tag: x-men

Brian Michael Bendis!!! GRAURRRRR!

“Brian Michael Bendis é o Melhor Escritor de Comics de Super-Heróis”, por Henry Jenkins

Em um livro que trazia artigos sobre as coisas mais bonitas na cultura pop dos Estados Unidos e do mundo o estudioso dos fãs e da cultura da convergência Henry Jenkins apontou Brian Michael Bendis como uma dessas coisas belas. Para Jenkins Bendis é o melhor escritor de quadrinhos do mainstream contemporâneo. Em um ensaio inspirado o estudioso da cultura dos fãs e da convergência explica suas motivações para essa escolha. O ensaio é de 2007, mas resolvemos trazer para vocês algumas partes deste ensaio para entendermos um pouco do impacto e do legado de Brian Michael Bendis na cultura de fãs de quadrinhos de super-heróis do mainstream estadunidense contemporâneo.

Melhores e Piores Leituras de Dezembro de 2019

Uhuu, mergulhadores! Chegamos ao último Melhores e Piores Leituras do ano de 2019! Foi um ano intenso e cheio de altos e baixos, mas sobrevivemos à experiência! E fiquem ligados que agora no mês de janeiro faremos nossa seleção das melhores leituras do ano que passou. Todas elas separadas por diversas categorias que vão do mangá ao fumetti, de quadrinhos Marvel e DC Comics aos quadrinhos brasileiros. De quadrinhos feitos fora dos Estados Unidos aos americanos. Por isso fique ligado no Splash Pages e, se quiser seguir o blog para não perder nenhuma novidade basta clicar no botão de seguir. E agora vamos às leituras de dezembro.

Melhores e Piores Leituras de Novembro de 2019

Olá mergulhadores! Chegamos a mais um final de mês e trazemos nossa infalível lista de melhores e piores leituras do mês! Em novembro foram mais de trinta leituras, entre as quais vinte e quatro foram boas e sete foram ruins. E não se esqueça que em dezembro começaremos nossas várias listas de melhores e piores de 2019. Você não pode perder! Enquanto isso, fique com nossas leituras de novembro, comentadas! Abraços submersos! Melhores REVISTA BANDA, VOLUME 1, DE VÁRIOS AUTORES O maior defeito desta revista Banda é que podia ter mais. Ficou um baita gostinho de “eu quero mais” e “é disso que o Brasil precisa” (hahaha) no final da leitura. Uma revista redondinha bem pensada, bem feitinha, bonita, organizada e com artigos e temas que impressionam pela qualidade não apenas do texto mas da investigação feita com fontes de peso sendo utilizadas para dar suas declarações. Sim, a revista poderia ter um formato maior, ou com mais conteúdo como uma revista literária ou um tamanho maior, como é outra revista brasileira sobre quadrinhos, que …

Melhores e Piores Leituras de Outubro de 2019

Olá amigos mergulhadores! Outubro está chegando no final! É hora da nossa seminal e costumeira listinha de melhores e piores leituras! Neste mês não tivemos tantas leituras como de costume, tivemos trinta e cinco no total, dos quais vinte e cinco estão entre as melhores do mês e dez delas estão entre as piores do mês! Lembre-se que o final do ano está chegando e teremos uma incrível variedade de posts com categorias para as melhores leituras do ano. Fiquem ligados! Enquanto dezembro não chega, aproveite para ver a lista de melhores e piores leituras de outubro! Vamos lá, confira!

Interseccionalidade: 10 Super-Heroínas Negras Mais Importantes dos Comics

Interseccionalidade é uma palavra que nomeia as diversas relações de poder e de discriminação que um indivíduo pode sofrer através de suas agências e políticas de identidade. O termo foi cunhado pela advogada norte-americana Kimberlé Crenshaw em um artigo que ela estudava os motivos pelos quais as mulheres negras da General Motors recebiam menos que qualquer outro tipo de combinação identitária naquela indústria automobilística. O termo interseccionalidade foi criado, a princípio, para se pensar os cruzamentos das relações entre gênero e raça, mas também pode ser pensando na maneira de se estudar outras interseccionalidades, como sexualidades e necessidades especiais. Neste post vamos falar um pouco mais sobre a interseccionalidade e trazer uma lista das 10 super-heroínas negras mais importantes dos comics de super-heróis. Vamos lá?

O Que Foi o M-Tech, o Selo Tecnológico da Marvel Comics?

Hoje em dia os robôs da Marvel estão em alta na Casa das Ideias. Na série do Homem de Ferro 2020 foi anunciado que eles terão uma participação importante nas histórias em quadrinhos que se seguirão. Homem-Máquina e Jocasta tomarão a frente nesses personagens. Anteriormente a Marvel também tentou lançar uma série apenas de heróis de inteligências artificiais comandada pelo Visão, os Vingadores I.A. . Essa série durou uma dúzia de edições e depois foi cancelada. Mas antes disso, os heróis tecnológicos da Marvel tiveram um selo de revistas só seu no final da década de 1990. Era o selo M-Tech.Vamos falar um pouco mais sobre os acontecimentos que antecederam sua criação e quais eram os três títulos que compunham o selo.

A História Oficial do Trisal Ciclope, Wolverine e Jean Grey

Bem, a essa altura você já deve estar sabendo que, aparentemente, as intenções de Jonathan Hickman para o triângulo amoroso mais famoso das histórias em quadrinhos mutantes é torná-los um trisal. Isso mesmo, Ciclope e Wolverine vão dividir Jean Grey e talvez muito mais na nova fase dos X-Men escrita por Hickman e desenhada por Leinil Francis Yu. Mas de onde veio toda essa disputa? Porque Jean é tão desejada tanto por Wolverine como por Ciclope? Como se desenvolveram essas atrações? Vamos contar a história oficial de tudo que aconteceu, mas o que ficou por debaixo dos panos, vamos deixar para sua imaginação!

10 Casos em que “Não era Amor, Era Cilada” dos Super-Heróis

Chegou o Molejão! É isso aí! Inocente, apaixonado. Eu ‘tava crente crente que ia viver uma história de amor. Quem nunca se sentiu assim que atire a primeira pedra! É uma cilada, Bino! Muitas vezes o cilador pode se confundir com o ciladado, porque se o amor é alguma coisa, é uma relação de trocas. Para o seu vilão o vilão é você mesmo. Afinal, se um não quer, dois não amam e se um não quer, dois não brigam. Se existe alguma culpa no cartório, certamente é dos dois. Mas longe de discutir a natureza dos relacionamentos estão as histórias de super-heróis que nos fazem pensar tudo tudinho no preto e branco e em heróis e vilões. Viemos trazer essas ciladas muito mais fáceis de sair e de se entender do que na vida real. Por isso, não confunda a realidade com a ficção. Na realidade, os vilões não são tão bem definidos quanto nos quadrinhos!

Melhores e Piores Leituras de Setembro de 2019

mergulhadores! Estamos de volta com nossa sessão mensal que expõe nossas melhores e piores leituras feitas durante o mês! Este mês tivemos poucas leituras, apenas 25 classificadas como boas e 5 classificadas como ruins. Mas você vai perceber que tivemos muitas leituras de livros sobre quadrinhos e que eles são importados, o que demanda uma leitura mais apurada e demorada. Mas está vindo um coisa muito legal nesse sentido, que só vou revelar quando estiver pronta. Enquanto você ficam especulando, aproveitem para dar uma olhada nas nossas leituras do mês de setembro. tem muita coisa legal (e outras, nem tanto!).

10 Grandes Editoras dos Comics: Hoje e Sempre

Vamos falar sobre grandes editoras dos comics? Bom, quando falamos em grandes editoras não queremos falar sobre casas publicadoras como a Marvel e a DC Comics. Queremos falar da força das mulheres por trás de grandes publicações da indústria dos comics norte-americanos. Muita gente por aí não valoriza o trabalho das mulheres e acha que elas ficam a dever quando se trata de qualidade. Este post serve para desfazer esse mito, mostrando que muitos dos trabalhos importantes dos quadrinhos foram feitos a partir da orientação de mulheres. Estão preparados para conhecê-las? Então vamos lá!

Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2019

Temos quase quarenta, isso mesmo 40, mini resenhas fresquinhas e frescalhonas para você ler agora aqui no Splash Pages. Dizem que agosto é o mês do desgosto e isso pode até lá ser verdade, já que quase dez dessas leituras estão entre as piores do mês. Algumas ficaram num ponto limbo intermediário e foram parar nas melhores porque né, o copo tá quase sempre meio cheio. E tá quase sempre meio cheio porque se não tiver, como levar a vida com ele meio vazio? Não dá, né? Então encham o seu copo de cerveja, hidromel, Pepsi ou guaraná, suco de laranja, leitinho com nescau de bolinha ou o que você quiser e venha acompanhar essas nossas resenhazinhas!

Quem é Sina (Destiny) e Qual Sua Importância para o Futuro dos X-Men?

Recentemente, nas minisséries House of X e Powers of X, escritas por Jonathan Hickman, a mutante Sina, também conhecida em inglês como Destiny, teve um papel importante ao convencer Moira MacTaggert a assumir um papel que fizesse a diferença perante a raça mutante. Mas quem é Sina e o que ela tem a ver com o futuro dos X-Men? Qual o seu papel no painel geral das equipes mutantes, uma vez que ela influenciou o destino dos X-Men ao se tornar uma longeva amante da mutante Mística, que pode alterar sua forma? Vamos falar um pouco mais sobre Sina e seu envolvimento com Mística, a Irmandade de Mutantes e os X-Men.

Continuidade Narrativa e o Uso da Memória nos Quadrinhos

A memória nos quadrinhos pode ser pensada muito mais do que apenas quadrinhos que contêm memórias de outras pessoas ou dos próprios autores. Ela pode ser pensada através dos rituais que realizamos para guardar informações sobre os universos ficcionais dos quais gostamos; ela pode ser utilizada como forma de arquivamento de coleções, a nostalgia pode ser pensada através dessas memórias, entre outras situações. Mas uma função importante da memória, principalmente nas duas grandes editoras de super-heróis é a continuidade narrativa. É através dela que sabemos que uma história que estamos lendo ja teve um passado e terá um futuro e que depende de nós comprarmos mais e mais revistas para conhecer esse universo. Vamos falar neste post sobre como a continuidade narrativa dos super-heróis são uma ferramenta de impulsionamento de vendas para as editoras de quadrinhos. 

X-Men: O Pior X-Man de Todos, de Max Bemis e Michael Walsh

Para começar vou dizer para vocês que o título não está errado. Quando falamos de um integrante da equipe dos X-Men no singular, chamamos ele de x-man, assim mesmo, no minúsculo e no singular de men, que é man. X-Men, como uma equipe, uma reuniões de homens, é composta no plural e grafada em letras maiúsculas. Bem, explicado isso quero dizer que este post vai tratar sobre a minissérie X-Men: The Worst X-Man Ever, escrita por Max Bemis e desenhada por Michael Walsh. Você vai descobrir quem é ou foi o pior x-man de todos os tempos e porque ele mereceu essa alcunha. Sigam-nos os bons e os piores também!

Melhores e Piores Leituras de Julho de 2019

Caros mergulhonautas e splashonados, já é agosto e julho chegou ao final! Então é hora do quê? Do quê? Da nossa listinha esperta de leituras melhores e piores feitas no mês, com diversos tipos de leitura, do europeu ao mangá, do gringo ao nacional, do mainstream ao experimental. Também temos algumas mini resenhas sobre livros teóricos sobre quadrinhos. São mais de quarenta mini resenhas este mês, então pegue sua pipoquinha para se preparar para ler essa enorme lista de leituras!

A Ilha de Krakoa: O Pivô da Fase de Hickman nos X-Men

A ilha-mutante de Krakoa, localizada no Oceano Pacífico é o cenário e principal componente da nova fase de Jonathan Hickman à frente dos  X-Men, os mutantes da Marvel. Ela apareceu pela primeira vez em 1975, na revista Giant-Size X-Men #1, que também apresentou uma nova equipe mutante, com Wolverine, Tempestade, Noturno, Colossus e outros. Um pouco antes de revelar os planos de Hickman para os X-Men e para Krakoa, a Marvel lançou este especial, na linha de seus anuais, em Journey Into Mystery Annual #1: The Birth of Krakoa. Vamos falar um pouco sobre este volume, mas também vamos contar um pouco mais sobre esta misteriosa e poderosa ilha-mutante.

“Ah, é Só um Quadrinho!”. “Ah, é Só um Filme!”. Será?

Até onde vai a nossa responsabilidade quando não deixamos que a membrana permeável que se estabelece entre a ficção e a realidade atue sobre nós e o nosso mundo concreto? O quanto a mediação de uma tela ou de uma página nos afasta e nos aproxima de nossa atuação enquanto seres humanos agentes da mudança e o quanto nos relega a simples espectadores das manipulações que nos tornamos vítimas? Em que medida um filme é só um filme e um quadrinho é só um quadrinho se banalizamos sua mensagem e as trocamos pelo mero consumismo e à veneração de outras mensagens, distorcidas, explicitadas nestas produções culturais? Qual é a mudança que precisamos estabelecer para provarmos que estamos realmente vivos quando nos deparamos com um quadrinho e/ou um filme?

Melhores e Piores Leituras de Junho de 2019

Olá mergulhadores! Junho, para variar também foi um mês intenso, estive em duas convenções de quadrinhos, a FloripaComicCon e a POC CON, dois eventos sensacionais, que vou deixar o link sobre eles no final desta postagem. Mas, claro, não deixei também de fazer minha extensa lista de leituras para vocês. Só que dessa vez ela veio no primeiro dia de julho. Este mês são quarenta e cinco quadrinhos e livros sobre quadrinhos que fizemos resenhas, e de todo o tipo de leitura: acadêmicos, biográficos, europeus, independentes, de super-heróis, mangás, alternativos e muitos outros. Então afivelem seus cintos de segurança que o nosso submarino vai submergir em leituras!