10 Motivos, 5 HQs, destaque, fique de olho, quadrinhos, Quadrinhos Comparados
Comentários 33

Desenhistas Que (Quase) Todo Mundo Adora Odiar

Bem, nós sabemos que nem tudo é consenso nesse mundo, mas tem alguns desenhistas de quadrinhos de super-heróis que caíram nas graças (ou desgraças?) de um monte de gente como sendo desenhistas MUITO ruins. Fizemos, assim, uma lista gente que, apesar de terrível, já teve seu lugar no mercado e, certamente no coração de alguma boa parcela de compradores de quadrinhos. Vamos à nossa breve lista!


ruimbogdanoveJON BOGDANOVE

No final dos anos 80 e início dos anos 90, Bogdanove esteve presente em várias revistas que vendiam muito bem. Ele participou do X-Factor, por exemplo, com enfoque na fase do Programa de Extermínio. Também desenhava as revistas do Superman na época da Morte e do Retorno. As pessoas costumam não curtir sua arte pois os desenhos são desproporcionais. Pés e mãos grandes como se todo mundo fosse o Fera. Talvez sua arte tenha feito sucesso por emular as poses dramáticas e o estilo de Jack Kirby, mas o fato é que hoje em dia ele desapareceu do mercado.


ruimkordeyIGOR KORDEY

Igor Kordey começou na série do Cable, quando ela era chamada de Soldado X e teve inclusive uma história que se passa no Brasil desenhada por ele. Mas ele alçou sucesso quando foi desenhar o segundo arco de Novos X-Men de Grant Morrison que apresentava a personagem Angel. Kordey não possui um estilo muito apropriado para quadrinhos mainstream fazendo um traço torto e descuidado. Talvez ele pudesse ser comparado a um Paul Pope que não deu certo. Os fãs dos X-Men, na época, torceram o nariz para Kordey, que voltou mais uma vez para encher os olhos (de lágrimas) na saga Arena, de X-Treme X-Men, estrelando a Tempestade. Hoje em dia, que eu saiba, ele não está em nenhuma grande revista.


ruimbertoHUMBERTO RAMOS

Ramos começou na Image, com personagens como a equipe de heróis adolescentes Gen13. Logo foi para a DC Comics, onde teve uma longa estadia na revista do Impulso, o Flash mirim do futuro, onde sua arte casava com o tipo de história, mais infantis e imaginativas. Porém, o desenhista logo se tornou exclusivo da Marvel e passou a fazer títulos importantes como os do Homem-Aranha e dos X-Men. Seus personagens tem erros de proporção e anatomia gritantes, mas isso não impede que ele seja um medalhão da Casa das Ideias. Os fãs detestam tanto a arte de Humberto Ramos que ele chegou a ser apelidado de Ruimberto Ramos.


ruimromitaJOHN ROMITA JR.

Nosso amigo Romitinha é filho do maior artista que já passou pelo Homem-Aranha, John Romita Sênior. Quando iniciou sua carreira, substituindo Paul Smith nos X-Men, seu traço lembrava mais o do pai. Porém, seu estilo foi se tornando cada vez mais quadrado, a partir de seu trabalho no Novo Universo, com Estigma, por exemplo. Sua arte-final, ficou mais carregada e densa, com traços pesados, como nos X-Men dos anos 90. Lá pelos anos 2000, sua arte ficou mais quadrada, porém, mais leve, como em Homem-Aranha, Thor e Eternos. Agora, como desenhista da DC, parece que seu trabalho voltou a regredir, com uma finalização feita nas coxas. Não é por nada que os fãs brasileiros o apelidaram de John Vomita Jr., ou o Vomitinha, para os íntimos.


ruimrobROB LIEFELD

Por fim, chegamos ao venerável grande MESTRE, Rob Liefeld, o primeiro e único desenhista de quadrinhos que chegou a fazer um comercial de televisão de calças jeans. Liefeld, nos anos 90, chegou a ser o desenhista mais bem pago do mundo. Isso, talvez, tenha feito o grande MESTRE relaxar e começar a fazer erros hediondos de proporção, anatomia, enquadramentos e até de esquecer de desenhar uma arma e, por que não, redesenhá-la por cima. Liefeld despontou pela primeira vez ao desenhar Rapina e Columba, depois fez um grande sucesso na revista dos Novos Mutantes, que se tornou X-Force por influência dele. Foi ele que criou Cable, Shatterstar, Deadpool e mais uma caralhada de personagens sem criatividade, rangentes e portando armas gigantes. (seria algum complexo?). Ela também é criador da Image Comics e dos personagens que todo ano são rebootados, os Youngblood.


E você? Que desenhista você mais adora odiar? Ele está na nossa lista? Sei que deixei muita gente passar, mas quem sabe não façamos uma segunda lista? Faça a sugestão! Não deixe de comentar!

 

33 comentários

  1. Das antigas eu detestava o Al Milgron. O Kelley Jones também sempre me causou estranheza, pelas cagadas anatômicas. Dos mais recentes, eu acho muito ruim o falecido Michel Turner, e o mais preguiçoso o John Cassaday. Mas é engaçado como os conceitos da gente mudam. Olha a lista de caras que eu achava ruim: Kirby, Mike Zeck(na fase do Capitão),..Outro que eu acho que deu uma piorada e só vai ladeira a baixo é o Bryan Hitch. E na minha lista de impopulares que eu gosto estão o Erik Larsen, o Todd McFarlane e o Ed Mcginness. E tem mais, mas minha memória não é mais a mesma. =)

    Curtir

    • Guilherme Smee diz

      Eu eu acho que faltou o Ron Lim e o Steve Dillon na lista dos que são quase uma unanimidade entre os mais odiados. Bem, vamos construindo uma nova lista! Valeu, Márcio! Abs!

      Curtir

  2. jacknpoe diz

    Sempre achei que o Frank Miller, embora ótimo como escritor, deixava muito a desejar como desenhista algumas vezes.

    Curtir

    • Guilherme Smee diz

      Quanto mais velho e mais bitolado e mais sequelado ele foi ficando, foi ficando pior no desenho também! Abraços!

      Curtir

  3. chicomilk diz

    Bogdanove foi o primeiro cara que me fez parar de ler um história pra voltar no começo e descobrir quem era o cara que tinha desenhado. O Leonardi é um cara que coloca muito movimento nas histórias que ele desenha, muito legal, mas acho o traço dele preguiçoso (Programa de Extermínio é a prova disso). Steve Dillon me incomoda tanto que eu nunca consegui sequer ler uma história que ele desenha.

    Curtir

  4. Esses dias, andei pensando por onde andava o Bogdanove. Achava estranho como ele desenhava herois (como o próprio Super) com tórax largo.
    Gosto do Erik Larsen (um McFarlane menos “piorado”).
    Tem certos desenhistas/ilustradores que às vezes, não curto muito mas não consigo xingar ou criticar… como Bill Sienkievicz, Romita Jr., Joe Madureira…

    Curtir

  5. RODRIGO BATISTA diz

    Sempre gostei muito do traço do Jon Bogdanove e do Romitinha, mas tenho que concordar que ver o trabalhar atual do Romita Jr. me deixa envergonhado.
    Uma pena pensar que o artista atinge um patamar (no caso do Romitinhao, ao meu ver, foi em Eternos) e depois é só ladeira abaixo.

    Curtir

    • Guilherme Smee diz

      Sorry! Isso é apenas o que geral pensa, nem sempre reflete minha opinião. E, em breve, mais uma lista! Abs!

      Curtir

  6. Não podemos esquecer que aapesar de tudo esses caras conseguiram o que nos ainda almejamos conseguir apesar de o nosso traço ser melhor do que o deles,kkkkkkkkkkkkkk.

    Curtir

  7. Quando mais novo eu odiava o estilo do Romitinha. Hoje eu curto demais! Acho a narrativa dele muito boa mesmo. E o Humberto Ramos eu adoro! Não acho que o trabalho dele tenha necessariamente erros de proporção e anatomia, é só uma estilização maior do que o público de quadrinhos de super-heróis tá acostumado.

    Curtir

    • Guilherme Smee diz

      É, a gente tem fases de compreender a arte distintas. Mas tem gente que nunca evolui seus gostos ou sua compreensão da vida e da arte. Abs, Thiago!

      Curtir

  8. chicomilk diz

    Estou lendo toda a cronologia dos X-Men e essa semana cheguei na (mal falada) Saga dos Doze (ainda não terminei, então ainda não tenho opinião formada). Qual foi minha surpresa quando vi que uma das histórias era ilustrada pelo Liefeld!
    O Cable tem um olho normal e outro branco, certo? Pois o Liefeld consegue fazer um rodízio com a posição desse olho, é incrível! E tem um detalhe clássico nos desenhos dele: Ele faz TODOS os personagens – seja homem ou mulher – com o queixo dele! Os traços dos personagens no queixo, boca, (todos os 54) dentes e bochechas tem muito do próprio Liefeld.
    É só conferir http://nerdist.com/wp-content/uploads/2016/02/liefeld-02102016.jpg

    Curtir

    • Guilherme Smee diz

      Eu ADORO a Saga dos Doze! Mas a parte do Liefeld é um saco, bem sacudo! A parte do Alan Davis era massa. Aliás, toda a fase dele nos X era massa! Abs!

      Curtir

      • chicomilk diz

        Como toda saga mutante, ela começa bem. Achei o desenvolvimento de Massacre muito muito bom, mas de uma altura em diante se perdeu. O começo da Saga dos Doze até que curti, vamos ver o que vem pela frente (medo…).

        Curtir

      • Guilherme Smee diz

        Hehehe! Tem uma morte e tem a saguinha As Eras do Apocalipse, que é interessante! Abs!

        Curtir

  9. Pingback: Roteiristas Que (Quase) Todo Mundo Adora Odiar – Splash Pages

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s