Melhores e Piores Leituras de Outubro de 2018

Olá mergulhadores! Vocês se lembram daquele videogame e daquele quadrinho em que o Superman usa seus poderes para estabelecer uma ditadura tirânica sobre o planeta Terra e o Batman e aliados tentam derrubar o déspota? Pois é, se lembrem dessa história. Querem saber o motivo? Hum… É que tem o review do volume final de Injustiça: Deuses Entre Nós esse mês (e o começo de outra leva de Injustiça… cof… cof…). Este mês temos 32 mini reviews para todos os gostos. De tirinhas a livros teóricos, de super-heróis a autobiografias em quadrinhos. Trinta e dois ao todo, quatro mais ou menos e cinco ruins, o resto tudo bão. Aproveite enquanto ainda podem ler minhas resenhas. Tomorrow never knows.

Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Outubro de 2018”

10 Versões de Deus Nos Comics

Dentro dos quadrinhos de super-heróis e derivados, a fé cristã também é tratada como uma mitologia e como aspectos de lendas. Assim como temos a presença de deuses gregos, romanos, egípcios e nórdicos, bem como de outros panteões politeístas, as religiões monoteístas também recebem o aspecto de personagens sobre seus deuses, infernos e paraísos. Neste post trazemos várias versões semelhantes ao onipotente, onipresente e onisciente Deus das religiões judaico-cristã ocidentais nos quadrinhos de super-heróis. Que Deus esteja com vocês enquanto leem este post! Ele está no meio de nós! Continuar lendo “10 Versões de Deus Nos Comics”

Quem Era Satanax, o Super-Herói Francês Esquecido?

Volta e meia nos deparamos com super-heróis desconhecidos para a gente, mas que são conhecidos para muitos outros. Conforme vamos adentrando no mundo dos super-heróis e mais deles ficamos conhecendo, bem, a verdade é que pouco acabam ficando desconhecidos. Dessa vez, vou falar de um super-herói ainda mais desconhecido, por ser francês – um país que nada tem a ver com esse estilo e corrente de criação -, e por ostentar um nome bem peculiar: Satanax. O mais peculiar ainda é que ele chegou a ser publicado em terras brasileiras. Ficou curioso para saber quem era esse tal Satanax, de onde ele veio, quais seus poderes e outras curiosidades? Então eu convido a todos a lerem este post! Continuar lendo “Quem Era Satanax, o Super-Herói Francês Esquecido?”

Quem é o herói SHAZAM!, o antigo Capitão Marvel?

Começou a divulgação do filme Shazam!, estrelado por Zachary Levi, que conta a história de um menino de 13 anos que, ao gritar uma palavra mágica, se torna um adulto superpoderoso. Para você que não conhece o herói , ou ainda, o conhecia ainda pela alcunha de Capitão Marvel, resolvemos preparar uma espécie de guia para entender a mitologia de Shazam, Billy Batson, seus inimigos e seus aliados. Vem com a gente! Continuar lendo “Quem é o herói SHAZAM!, o antigo Capitão Marvel?”

A Leitura dos Quadrinhos: Mito, Ritual e Realidade

Acho que vocês, leitores inveterados de quadrinhos, já devem ter percebido que fazemos da nossa leitura, do nosso contato com os quadrinhos, um ritual. Todos visitamos um templo: uma banca, uma livraria, uma loja virtual. Todos comungamos da mesma história, do mesmo enredo, se lemos a mesma publicação. O ato ritualístico da leitura envolve sentidos e sentimentos, a visão, o toque das páginas, o peso do quadrinho, o cheiro do papel e da tinta. Nos acomodamos para poder nos sentir melhor ao ler quadrinhos. Entre muitas outras similaridades com um culto religioso. Afinal, muitos tratam Marvel e DC, e alguns criadores como verdadeiros e veneráveis deuses. Mas eu gostaria de analisar esse fenômeno um pouco mais a fundo e, por isso, fiz uma pequena pesquisa. Venham praticar esse rito comigo, sem cerimônia, por favor! Continuar lendo “A Leitura dos Quadrinhos: Mito, Ritual e Realidade”

A Editora Que o Pato Pagava Está Pagando o Pato?

Esta semana o mercado de quadrinhos foi pego de surpresa. A Editora Abril estava cancelando sua linha Disney, que nos últimos anos vinha focando em trazer encadernados de luxo das fases de ouro de personagens como Pato Donald, Tio Patinhas e Mickey Mouse. Décadas atrás, a Editora Abril era a editora que monopolizava a produção de quadrinhos nacionais, publicando Turma da Mônica, Disney, Marvel, DC Comics e mais tudo que se imaginasse de grandes marcas licenciadas. Hoje, saiu um relatório financeiro da empresa dizendo que, no ano passado, a editora teve um prejuízo de mais de 300 milhões de reais. Vamos falar um pouco sobre a Editora Abril? Continuar lendo “A Editora Que o Pato Pagava Está Pagando o Pato?”

Melhores, Piores e Leituras MEH! de Março de 2018

Hello, hello, hello, my girls! Enquanto vocês tomavam seus drinques no lounge das ilusões, nosso júri deliberou e já sabe quais as garotas que ficam e as que vão ter que dublar por sua vida nesse mês de março! Deixando os jargões da RuPaul de lado, março foi um mês de intensas leituras tanto de livros quanto de quadrinhos. Mas o que importa mesmo para nossos leitores do blog são os quadrinhos – não que livros relacionados não possam aparecer por aqui de vez em quando, como ocorreu mês passado. Então vou deixar vocês com as leituras do mês de março! São quase 20 mini reviews e quem se deu mal esse mês foi o polêmico e prolífico Garth Ennis. Lip Sync for your life! And… may the best woman, WIN! Continuar lendo “Melhores, Piores e Leituras MEH! de Março de 2018”

Conheça a HQ em que o Estrela Polar se Assumiu Gay

Sempre ouvimos aqui no Brasil de que Jean-Paul Beaubier, o Estrela Polar, integrante da equipe canadense Tropa Alfa, foi o primeiro herói da Marvel a se assumir como gay. O fato é que os brasileiros nunca puderam ler essa história, pois a Tropa Alfa, havia anos, não era mais publicada no Brasil quando essa história saiu. Por isso, resolvi dar uma lida nessa edição e ver como essa revelação é feita, já que ela envolve muita polêmica nos bastidores da Marvel e também falava sobre AIDS e heróis da Era de Ouro. Então, sem demora, vamos à história! Continuar lendo “Conheça a HQ em que o Estrela Polar se Assumiu Gay”

Saia Justa: O Feminino, o Feminismo e o Femismo nos Quadrinhos de Heróis

Por décadas, os criadores de quadrinhos de super-heróis presumiram que o público de suas histórias era predominantemente masculino. Houve muitas heroínas durante a história dos comics, mas a maioria tinha antes o propósito de alimentar as fantasias de garotos adolescentes do que focar o interesse de uma audiência feminina. Poucas delas tinham um título regular de sucesso. Stan Lee se perguntava: “poucas garotas lêem quadrinhos porque eles são voltados para um público masculino ou eles são voltados para um público masculino porque poucas garotas os lêem?”. Continuar lendo “Saia Justa: O Feminino, o Feminismo e o Femismo nos Quadrinhos de Heróis”

Quem Ganha Com a Briga Entre Pessoas a Favor e Contra a Diversidade ?

Quando a discussão da representação da diversidade vem à tona, a sociedade se divide. Progressistas são a favor. Conservadores são contra. Os dois ficam se digladiando de montão na internet e nos espaços sociais e os dois lados saem combalidos. Mas vale perguntar: quem lucra com essa discórdia? A resposta é fácil. São as empresas que se fazem de boazinhas ao representar as minorias. Elas se aproveitam de um momento de abertura da sociedade e do progresso social dos indivíduos estigmatizados e lucram com toda e qualquer polêmica sobre seus produtos. E é sobre isso que vamos falar: nem Marvel, nem Disney, nem Warner, nem DC Comics são essa Coca-Cola toda da Pabllo Vittar. E muito menos a Coca-Cola é inofensiva e boazinha para ninguém. Tolinhos. Continuar lendo “Quem Ganha Com a Briga Entre Pessoas a Favor e Contra a Diversidade ?”

Quem é Quem no Filme do Pantera Negra?

É, queridos mergulhadores! O filme do Pantera Negra está com tudo e não está prosa (está quadrinhos – ta, dum, tss!). Os ingressos antecipados já estão esgotados nos Estados Unidos. Mas vamos dizer que os personagens da mitologia do Pantera Negra não são muito conhecidos do público em geral, como são de outros super-heróis. Mas não se desespere! A gente salva a sua vida em Wakanda, dizendo quem é que no filme do maior super-herói negro de todos os tempos. Continuar lendo “Quem é Quem no Filme do Pantera Negra?”

Os Melhores Quadrinhos da Marvel Que Li em 2017

Hello, hello, hello, dizzy divers! Agora chegou a vez da Casa das Ideias que apanhou tanto mas tanto esse ano, que tá que nem cachorro morto, coitada! Vamos ver o que selecionamos de bom da dona Marvel para esse ano de 2017? Sigam-me, que é por aqui! Continuar lendo “Os Melhores Quadrinhos da Marvel Que Li em 2017”

Os 5 Piores Comentários Políticos em Forma de Quadrinhos

Já falamos aqui no blog sobre duas maneiras de encarar os quadrinhos como veículos de comentários políticos. Alguns quadrinhos fizeram isso de maneira reflexiva, outros, exagerados, polemizaram demais e não conseguiram seu intento: nem de cooptar fiéis para a causa e muito menos refletir sobre a situação do mundo. E é sobre esses últimos que vamos falar agora. Continuar lendo “Os 5 Piores Comentários Políticos em Forma de Quadrinhos”

A Super-Nobreza. A Realeza: Mestres da Guerra, de Rob Williams, Simon Coleby, Gary Erskine e J. D. Mettler

A Realeza é um quadrinho da Vertigo que reconta a história da Segunda Guerra Mundial, mas reimaginando-a sobre o que aconteceria se a nobreza mundial possuísse poderes super humanos e a acabasse se envolvendo na Guerra. Claro, esse envolvimento poderia mudar todo o rumo de um dos mais destruidores combates que a humanidade já presenciou É sobre a Realeza que vamos falar agora, sigam-me os aliados! Continuar lendo “A Super-Nobreza. A Realeza: Mestres da Guerra, de Rob Williams, Simon Coleby, Gary Erskine e J. D. Mettler”

10 Heroínas da DC Que (Quase) Ninguém Ouviu Falar

Olá mergulhadores! Existem personagens que são realmente obscuros, principalmente aqui no Brasil, em que boa parte das histórias de super-heróis não foram publicadas. Resolvi fazer o recorte das heroínas mulheres, porque, afinal, as mulheres tem menos visibilidade nos quadrinhos de super-heróis. Escolhi a DC Comics porque, desde o surgimento da Marvel ela tem sido preterida no Brasil e recebido menos páginas publicadas do que sua rival. Vamos lá bem para o fundo desse oceano! Continuar lendo “10 Heroínas da DC Que (Quase) Ninguém Ouviu Falar”

Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2017

É, mergulhadores, está complicado atualizar esse nosso espaço de discussão. Mas, na medida do possível eu vou colocando algumas coisas aqui para a gente manter contato. Esse mês, como você podem ver, não tive tempo de fazer muitas leituras de quadrinhos. Mais uma vez os livros teóricos do mestrado foram privilegiados. Mas isso não impede de termos algumas minirresenhinhas. Vamos a elas! Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2017”

1972: O Ano do Start dos Quadrinhos Autobiográficos

Se 1986 foi o ano que alavancou os quadrinhos mainstream dos Estados Unidos para um outro patamar com a publicação de Watchmen e Cavaleiro das Trevas, com certeza sem o anos de 1972 isso não teria acontecido. 1972 foi o ano em que os quadrinhos undergrounds americanos encontraram um caminho que viria a fazer eco ainda hoje: a verve autobiográfica. Vamos saber um pouco mais porque esse ano foi tão importante. Continuar lendo “1972: O Ano do Start dos Quadrinhos Autobiográficos”

Super-Heróis e o Mito da Violência Redentora

Não podemos negar que as histórias de super-heróis estão recheadas de violência. Aliás, é praticamente impossível encontrar uma história de super-herói em que não haja uma luta – como num tipo de regra de ouro da indústria. De uma forma, ou de outra, os super-heróis acabam sempre resolvendo suas questões com a troca de socos e sopapos. Essa forma de acabar com os problemas é chamado pelos estudiosos de Mito da Violência Redentora e é sobre ele que vamos falar mais a partir de agora. Continuar lendo Super-Heróis e o Mito da Violência Redentora