Todos os posts com a tag: star wars

Melhores e Piores Leituras de Fevereiro de 2017

Calor e carnaval pedem a solidão e o frio do espaço sideral. Talvez por isso neste mês de fevereiro eu tenha me concentrado nas leituras de Star Wars. Nunca se viu tanta resenha da turma Jedi quanto neste mês. Mas, claro, não ficou só nisso. Confere aí!

Anúncios

As Mulheres Criadoras Mais Poderosas dos Comics

A indústria de quadrinhos é machista? Você pode dizer que sim, você pode dizer que não. Mas os números, maninho, ah, esses não mentem. Vamos comentar aqui uma lista de quadrinistas mais prolíficas e poderosa da indústria dos comics norte-americanos e vamos tentar ver aonde chegamos com esses nomes e números. 1, 2, 3, lá vou eu! Quem não seu escondeu é meu!

Alguns Destaques da Marvel / Panini Comics Para Fevereiro de 2017

Como sabemos, os lançamentos da Marvel aparecem quase sempre no final do mês e na grande parte das vezes eles vêm em conta-gotas. Um poquinho no site A, um pouquinho no site B, nem mesmo o próprio site da Panini é atualizado com todos os lançamentos. Como sempre, se quisermos saber, temos que ir atrás. Ô trabalheira! Separei aqui alguns desses lançamentos/destaques deste mês. Letisgo!

A Importância do Humor nos Quadrinhos de Super-Heróis

Os quadrinhos de super-heróis sempre tiveram elementos de humor. Um prova evidente disso é que o nome americano dos gibis se chama comic books, dada a origem humorística das primeiras publicações nesse estilo e formato. Hoje, comics, é sinônimo de super-heróis. Claro, existem aqueles que não curtem o humor presente nos quadrinhos. “Super-herói bom não dá risada, dá socos”, diriam. Aqui vamos dar uma olhada superficial sobre o humor e como ele se encaixa nos quadrinhos.

Os Musos do Quadrinho Nacional

Bem, a ideia para este post é que certa vez um blog de literatura fez uma lista dos musos da literatura contemporânea nacional. Então eu absorvi essa ideia e foi transmutada em quadrinhos. Simples assim. Os caras que foram escolhidos aqui passaram por uma junta que selecionou, crivou e avaliou centenas de quadrinistas. Os escolhidos, passaram pelo meu corte (hehehe) e estão aqui não apenas pela beleza, mas pela simpatia, postura profissional e principalmente por não ficarem se achando os tais. Dito isso, vamos à lista em ordem alfabética.

Os Melhores Quadrinhos e Graphic Novels segundo o GoodReads

O GoodReads, para que não conhece, é uma rede social de leitura de livros, entre eles, claro, estão, quadrinhos e graphic novels. Todo ano no site acontece o GoodReads Choice Awards e ano passado não foi diferente. Então como um pretexto para que você conheça o GoodReads eu vou listar aqui os quadrinhos e graphic novel melhores avaliados pelos usuários do site em 2015. Mas atenção: apenas aqueles disponíveis no Brasil, valeu?

O Talento do Roteirista Charles Soule e a Invenção de Personagens

Um dos principais nomes da nova geração de roteiristas da Marvel e da DC Comics, nenhum roteirista dos últimos tempos teve uma ascensão tão meteórica como Charles Soule. Nenhum deles também é tão prolífico. Entre 2013 e 2016, Charles esteve envolvido com mais de 20 títulos, incluindo os do Universo Star Wars. Vamos conhecer um pouco mais desse novo talento.

Destaques Nas Solicitações Marvel Para Abril/2016

Yeah! A Marvel está com tudo! Depois do incrível sucesso com a revitalização da saga Secret Wars, a Casa das Ideias está lançando títulos à rodo. E, diferente da DC, eles parecem agradar aos leitores com inovação e ousadia. Não é por nada que ultimamente a Marvel vem tomando cada vez mais espaço nas listas de títulos mais vendidos do mês. Te cuida DC, é melhor se mexer! E agora, nossos destaques!

Fruto da Época: Homem-Máquina, de Tom DeFalco, Herb Trimpe e Barry Windson-Smith

A Panini Comics fez um lançamento inusitado: a minissérie de 1984 do Homem-Máquina. Ela se passa no ano de 2020e mostra uma realidade governada por robôs e corporações. Mas mais do que isso, essa minissérie do Homem Máquina não é nada mais do que um típico fruto da sua época, os anos 80 e sua cultura popular voltada para a infância e à adolescência.

E foi TORNADO em VISÃO!

[Quem Veio Primeiro] Visão x Tornado Vermelho

Dois valiosos integrantes das duas maiores equipes da Marvel e da DC Comics. Dois androides que podem chorar e até mesmo amar mulheres humanas e criarem filhos com elas. Quem diria? É tanta coisa em comum que fica difícil dizer quem veio antes. Mas o Splash Pages fez uma pesquisa que nos leva lááá para a Era de Ouro. Então se aprochega aí que está na hora de resolver essa querela!

Todas as capas da ShadowLine publicadas nos Estados Unidos.

Shadowline: A Saga Das Sombras. A Primeira Linha De Super-Heróis Adultos.

Foi antes de Watchmen. Foi antes de sequer existir a Vertigo. O ano era 1986 e o cara era Achie Goodwin. Vamos falar de um selo que ele criou que é bastante obscuro e tem poucos lugares na internet que falam sobre ele. Se trata de uma derivação da Epic Comics, o selo ShadowLine, que no Brasil ficou conhecido como A Saga das Sombras.

As 10 Heroínas Mais Sexies do Cinema

Já trouxemos para vocês nossos TOPs Musos e Musas dos quadrinhos, Musos do Cinema e agora chegou a vez das Musas da Cinema! Tem heroínas (e algumas nem tanto) de todos os tipos e tempos: desde Barbarella, de 1968, até a musa-mor Leia. Concordam? Discordam? Deixe os seus comentários e nos ajude a melhorar a lista.   10 – LEIA (Carrie Fischer) Carrie Fischer é a musa mor de 9 entre dez nerds desde 1983, quando o biquíni dourado (roupa de todas as escrvas do Jabba The Hutt) que ela vestia no “Star Wars: Retorno do Jedi” virou ícone e enlouqueceu todo mundo.   9 – ESPECTRALl II (Malin Åkerman) A sueca Marlin Akerman fez uma Espectral digna da obra mor de Alan Moore, Watchmen. Destaque para a quente cena de sexo com o Coruja, onde fica claro que eles chegaram lá graças ao “fogo” que jorra do Arqui, a nave do Coruja. 8 – EMMA FROST (January Jones) Há muitas mutantes sexys, mas na hora de escolher, qualquer personagem que o uniforme se baseia num …

O ator que faz o papel de Superman também faz filmes pornôs gays. Como eu sei? Um passarinho me contou... (oooops...)

Como os super-heróis podem ter salvo a indústria pornográfica

Que os super-heróis estão em todas as telas você sabe. Nas telas de cinema, nas telas de televisão, dos computadores, dos celulares. Mas muita gente gostaria de ver seus amados super-heróis pelados, e sim, fazendo coisinhas. Ora, que é isso, não fique encabulado(a), bancando de falso(a) moralista. Quem nunca sonhou (ou fantasiou) em ser salvo por seu super-herói favorito ou super-heroína favorita, e em troca prestar alguns favores para o benfeitor(a). Ainda não se convenceu? Pois saiba que são os super-heróis que estão salvando a indústria pornográfica americana. Hoje, vamos ser sinceros, ninguém mais aluga filmes pornôs, ou muito menos paga por eles, tendo em vista torrents e vídeos em streaming a la youtube que existem na web. Isso causou uma quebra na indústria pornográfica. Porém, com a chegada de Axel Braun, que dirigiu mais de 400 filmes pornôs desde a década de 90, a maré começou a mudar. Tudo começou com uma paródia pornô da série dos anos 1960 de Batman, “BatmanXXX”, em 2010, que fez tanto burburinho e tanto sucesso na internet, que …

Os Melhores Quadrinhos Brasileiros que Li em 2014

Aos Cuidados de Rafaela, de Marcelo Saravá e Marco Oliveira Quando escrevi a resenha sobre Aos Cuidados de Rafaela disse que seria uma das melhores HQs brasileiras do ano e realmente se manteve assim. Não pelo clima Nelson Rodrigues que a HQs traz, mas pra mim ficou parecendo mais uma HQ sobre uma sociopata ao estilo Janela Indiscreta de Alfred Hitchcock e tantos outros filmes do mestre do suspense. Na verdade a HQ revela a sordidez da alma humana e como as pessoas podem ser interesseiras até as últimas consequências, envolvendo-as numa turbulenta sequência de dominós interpessoais que podem ser derrubados a qualquer estalo.   A Vida de Jonas, de Magno Costa A história de um alcoólatra tentando se recuperar. Até aí tudo bem, mas o que um dos novos gêmeos revelação da cena quadrinística brasileira faz é usar fantoches. Isso aí: fantoches para contar quadrinhos. Não são fotos, mas parece que todos os personagens saíram ou da Vila Sésamo, ou do filme dos Muppets, ou da Exposição de 20 anos do Castelo Rá-Tim-Bum. Isso …

Não estou apaixonado, é só uma fase boba que estou passando...

RESENHA: Guardiões da Galáxia, de James Gunn, através de sua trilha sonora.

Go All The Way (Eric Carmen) – Quando o primeiro trailer de Guardiões da Galáxia saiu, todos ficaram ligados em Hoocked on a Feeling, do Blue Swede, trazendo de volta todo um clima anos 80, de aventura Sessão da Tarde à la Indiana Jones e Guerra na Estrelas, Caravana da Coragem e Quero Ser Grande. A verdade é que o filme entrega o que promete e, assim, nossos filhos e netos estarão vendo Sessão da Tarde com Guardiões da Galáxia. James Gunn vai all the way (por todos os jeitos, de todas as maneiras), pela década de 80, seja nas homenagens aos walkmen, àqueles duendes esquisitos e pelados que todo mundo tinha em casa e outras tranqueiras das infâncias dos trintões. Vamos de todo o jeito! Cherry Bomb (The Runaways) – A banda de Joan Jett vem com a “bomba cerejada”, que não poderia deixar de ser Gamora (Zoe Saldana), a única e mais letal mulher do grupo. Zoe a interpreta sensacionalmente bem, fazendo com ela seja o elemento mais sério dos Guardiões, mas que …

A Zebra: Dark Horse Apresenta #1

A nova aposta da HQM Editora para as bancas é a última encarnação da revista Dark Horse Presents. Em 1988, quando a editora independente foi lançada, a DHP era o carro-chefe da casa publicadora, trazendo nomes como Paul Chadwick e seu Concreto. A editora ganhou corpo e logo tinha sob sua posse os direitos de publicação de diversas linhas de quadrinhos do cinema, entre elas, Star Wars, Aliens e Predador. Foi também por ela que saíram o coelho-samurai, Usagi Yojimbo, de Stan Sakai e a cultuadíssima Sin City, de Frank Miller. Na Dark Horse, Miller executou a maioria dos seus trabalhos dos últimos tempos, como Liberdade, com Dave Gibbons; Big Guy e Rusty, o Menino-Robô e Hard Boiled, com o ultradetalhista Geoff Darrow, e a aclamada 300. E pegando carona com o lançamento do novo filme do universo de 300, A Ascensão de um Império, que a revista apresenta um preview da nova graphic novel de Frank Miller, Xerxes. Mas quem rouba a cena são os quadrinhos que vão mais para o estilo independente do …

A eternidade está catatônica: representações recorrentes na obra de Jim Starlin

Mais conhecido como o criador do personagem Thanos, Jim Starlin também é renomado por suas space operas no universo de quadrinhos de super-heróis, redefinindo o conceito de sagas cósmicas. Além de desenvolver grandes arcos de histórias e de ter trabalhado com praticamente todos os super-heróis da Marvel e da DC, Starlin também é dono de características próprias, que definem suas obras. Uma de suas maiores criações independentes, Dreadstar, é um de seus melhores trabalhos. Através de Dreadstar, – que foi publicado primeiro pela Epic (Marvel), depois pela First e compilado pela Dynamite – podemos visualizar toda sua temática e narrativa visual. Então vamos falar de alguns desses elementos mais utilizados por Starlin. Em itens!!! 1. ASPECTOS EM UMA PÁGINA Assim como Neil Gaiman, Starlin trabalha muito com conceitos, mas, diferente do inglês, Starlin lida, vamos dizer, “de frente”, com eles. Há uma encarnação da morte e há uma encarnação da eternidade. Temas religiosos, como suicídio, morte e ressurreição (Starlin teve educação católica) se mesclam com temas “cósmicos”, como o caos, a ordem, a eternidade e …