Todos os posts em: textos

O Que Oferecer Ao Homem Que Tem Tudo?

O escritor Alan Moore escreveu uma história do Superman em que seus amigos heróis procuravam um presente para dar “Ao Homem Que Tinha Tudo” e, em seus sonhos mais profundos, só puderam encontrar possibilidades.

Anúncios

Eu, o Hulk: Quando a Represa se Rompe

De vez em quando, seja na vida ou nas telas de cinema ou TV, nos deparamos com aquela cena, onde, em um ato de fúria insana, o personagem arremessa um copo na parede, destrói um objeto valioso, quebra um espelho ou desconta sua ira no ambiente a sua volta. Isso, amigos, é o Hulk. Um hulkinho pessoal que vive dentro deles.

Eu não quero ser você

  Eu não quero ser você. Não é insensibilidade, apenas deixei de querer me mirar em alguém, de procurar um role model para a minha vida. Uma vez escrevi um texto dizendo que queria ser você. É, mas foi escrito sem nenhuma inveja na intenção. Apenas queria deixar de ser eu. Experimentar uma existência nova, mas o fato é que eu não posso. E, aos poucos, estou me acostumando com isso. Sei que posso não saber como é ser você, mas isso, se você quiser, pode me contar. A inveja é um sentimento egoísta, porque eu não posso tê-la por você e nem você pode ter por mim. Não podemos nos colocar um no lugar do outro com este sentimento. Invejo, sim, mas invejo menos os outros do que a mim mesmo. Invejo-me do que fui e do que poderei ser, dificilmente invejo-me do que sou, porque aí a inveja seria orgulho. Não tenho orgulho de mim mesmo, nem me acho uma pessoa íntegra, mas acho que hoje, pelo menos, eu não quero ser você. …

Para ser a exceção que confirma a regra

Semana que vem estarei viajando. Então, para quebrar a regra, vou postar aqui no blog, durante o tempo da viagem, textos que não falam de quadrinhos. Serão crônicas, contos, textos, enfim. Se você gostar deles, pode adquirir o livro “Vemos as coisas como somos”, ali na barra direita e também se preparar para o lançamento da novela/romance “Loja de Conveniências” ainda este ano.

Lançamento do Ficção de Polpa Vol. 2

Após o sucesso do volume 1, lançado em julho de 2007, o projeto Ficção de Polpa retorna maior (em número de páginas e autores) e ultrapassa fronteiras (com autores de outras regiões do Brasil e de Portugal), mas ainda buscando representar o universo do terror, da ficção científica e do fantástico. Vinte autores aceitaram o novo desafio do organizador Samir Machado de Machado. Dessa forma, robôs, alienígenas, fantasmas e seres imaginários ganharam vida e mostram a força que a literatura tem para escritores e leitores. Eles estão de volta! Ficção de Polpa – Volume 2, que passa a ser publicado pela Não Editora, terá sessão de autógrafos no dia 04 de junho, a partir das 18h, no Cult Bar (Rua Comendador Caminha, 348 – Porto Alegre). O primeiro volume do Ficção de Polpa, que reuniu 16 autores, pendeu mais para o horror. No Volume 2, que possui 176 páginas e tem apresentação de Daniel Pelizzari, os contos abordam mais a ficção científica, embora a edição tenha uma mistura dos três estilos (ficção científica, terror e …