Todos os posts com a tag: supergirl

Melhores e Piores Leituras de Abril de 2017

Sabe aqueles meses em que o mundo gira muito depressa? As notícias correm muito rápido, os desastres acontecem, você não para de estudar e trabalhar e tudo que você quer é um divertimento bobo, bem tolinho, só pra se esquecer do que está correndo atrás de você? Bem, esse foi o meu Abril. Então não esperem encontrar aqui grandes leitura que façam pensar, refletir e/ou construir um degrau acima na sua iluminação. Esse mês as leituras foram mais para desopilar do que pra qualquer coisa, como você pode perceber. Por isso, não temos muita coisa da Vertigo e o que tem, bem, decepciona muito. Vejam a seguir! MELHORES: MOTOQUEIRO FANTASMA: MÁQUINAS DA VINGANÇA, DE FELIPE SMITH, TRADD MOORE E DAMIEN SCOTT A nova versão do Motoqueiro Fantasma para as novas gerações conseguiu até uma aparição no seriado dos Agentes da SHIELD na TV, com Gabriel Luna interpretando Rob Reyes. Só que, aqui no Brasil, temos um problema, o Motoqueiro Fantasma não é Motoqueiro, ele é piloto. Afinal, ele não dirige uma motocicleta, ele dirige um …

10 Roteiristas e Desenhistas Negros dos Quadrinhos

Quadrinhos podem ser paradoxais para criadores negros. Afinal, quando você lê um quadrinho, não sabe que cara tem a pessoa que fez ele. E isso pode ser bom ou ruim. Se por um lado atenua os preconceitos, por outro, invisibiliza o trabalho de uma etnia. Entretanto separei aqui uma lista com dez criadores negros de quadrinhos e mais duas autoras bônus. Sigam-me os bons!

As 10 Super-Heroínas Mais Importantes dos Quadrinhos

Depois que fizemos uma lista com os 10 mais importantes heróis negros dos quadrinhos e dos 10 casais gays mais famosos dos quadrinhos, nada mais justo que nomearmos agora as mulheres mais influentes nos quadrinhos em termos de importância. Mas não se esqueça que estamos falando só das super-heroínas e não de coadjuvantes como Lois Lane. Ok, ora de ir a lias ta em ordem de importância.

As 10 Mortes de Super-Heróis Mais Comentadas dos Quadrinhos

Pois é, caros leitores, hoje as mortes de super-heróis são tão banais que todo mundo sabe que seis menes depois, no máximo, eles estão de volta. Mas houve uma época, como nenhuma outra, que mortes de heróis davam no que falar. Esse postzinho maneiro aqui é para a gente dar uma olhada nas dez mortes que mais chocaram os quadrinhos e os fãs de quadrinhos. Vamos a elas?

10 Incríveis Macacos da DC Comics

Macacos me mordam! (Perae, não me mordam não!) A DC Comics é uma editora de macacadas, vocês bem sabem, por isso ela está tão recheada desses símios simiescos que nós gostamos tanto por serem tão parecidos com a gente. Para demonstrar que a editora das Lendas adora uma macacagem, fizemos aqui um lista dos seus 10 principais símios

E foi TORNADO em VISÃO!

[Quem Veio Primeiro] Visão x Tornado Vermelho

Dois valiosos integrantes das duas maiores equipes da Marvel e da DC Comics. Dois androides que podem chorar e até mesmo amar mulheres humanas e criarem filhos com elas. Quem diria? É tanta coisa em comum que fica difícil dizer quem veio antes. Mas o Splash Pages fez uma pesquisa que nos leva lááá para a Era de Ouro. Então se aprochega aí que está na hora de resolver essa querela!

Os Melhores dos Melhores

Saudades: Melhores do Mundo (Panini)

A competição entre a Pixel Media e a Panini Comics pelo direito de publicação da DC Comics no Brasil acabou gerando a oportunidade de surgir um mix bem diferente de super-heróis da editora das lendas. E a Legião dos Super-Heróis finalmente voltava a ser publicada com regularidade em terras tupiniquins. Venha se lembrar ou conhecer a revista Os Melhores do Mundo, versão Panini Comics!

SplashFolia – Concurso de Fantasias de Super-Heróis (Parte 2)

CATEGORIA GLOBELEZA (AS MAIS PELADAS DOS QUADRINHOS)     Façamos o seguinte exercício criativo: imagine o momento singular em que as editoras perceberam que as personagens femininas dos quadrinhos poderiam lutar apenas de biquíni ou maiô; em seguida, tente imaginar a satisfação dos nerds adolescentes, enquanto descobrem o poderoso efeito dos hormônios em seus corpos, chegando nas bancas e vendo revistas onde personagens curvilíneas lutam semi-nuas,  sempre em poses provocativas e algumas até dando voadora de perna aberta. O que isso gera? Mais vendas e banhos demorados, claro! Sim, meus amigos, os quadrinhos também influenciam a crise no abastecimento de água! Trazendo essa realidade para o âmbito carnavalesco, a disputa seria fortíssima. Várias silhuetas femininas com menos roupa do que profissionais de entretenimento adulto fazem jus ao título de “mais peladas”.  Poderíamos falar de Psylocke, que tentou seduzir o ciclope e vivia de dando voadora com as pernas abertas nos anos 90, ou ainda da Supergirl que voava de minissaia, da Mulher-Aranha com roupa fechada a vácuo (deve ser, de tão colada que é), ou …

SplashFolia – Concurso de Fantasias de Super-Heróis (Parte 1)

Todo carnaval tem concurso de fantasias. E todo concurso da fantasia tem aquelas fantasias manjadas, que todo mundo já vestiu um dia. Os homens com os piratas, palhaços ou vestidos de mulher. As mulheres, gatinhas, anjinhas ou diabinhas. Os gays, bem… os gays com muita purpurina, plumas e paetês, Clóvis Bornay gostaria de estar mooortinha… opa, ele já está! Super-heróis também pulam carnaval, pelo menos foi o que elas nos contaram. Então durante a farra e a folia vamos trazer para vocês, as cinco categorias mais manjadas de fantasias para o carnaval, representadas pelas figuras dos super-heróis. Dá uma olhada, vai ser uma a cada dia! VOCÊ CAIU DO CÈU? POIS SAIBA QUE VOCÊ É UM ANJO! Categoria Angelical Não é difícil relacionar anjos e super-heróis… isso já foi até pauta de um Globo Repórter muitos anos atrás (sério, sério mesmo). Os heróis tendem a salvar as pessoas, muitas vezes de forma descompromissada, e isso nos permite fazer um paralelo (com boa margem de erro) com a figura do anjo da guarda. Até mesmo no …

10 Razões Por Que o Superman dos Novos 52 Não Funciona

Hoje li a última edição do Superman da Panini e chego à conclusão de que não sei por que estou “investindo” em um personagem que não vai para frente. Nem a chegada de Scott Snyder e Jim Lee à revista serviu para transformar as histórias do Azulão menos “indigestas”. Por que eu NÂO deveria estar investindo está bem claro. Os motivos seguem abaixo: LOIS LANE SUBAPROVEITADA: Lois Lane é o coração e a mente das histórias do Superman. Não por acaso havia uma série que se chamava Lois & Clark: As Aventuras do Superman. A personagem, que já teve série própria, agora está apagada, com um namorado novo, um loiro aguado sem a mínima graça e sem a mínima tensão com Clark, que por sua vez não parece ter interesse nenhum em Lois. LEX LUTHOR NA CADEIA: A maior mente criminosa do Universo DC está na cadeia e, ao invés de aproveitá-lo da maneira que fizeram com Lionel Luthor na série Smallville, Luthor parece tão apagado quanto os outros personagens coadjuvantes. SUPERMAN NAMORANDO MULHER-MARAVILHA: Se …

De Super e de Louco Todo Mundo tem um Pouco (I)

Falar que gênios do mal são doidos e pirados é chover no molhado. Mas e quando a loucura afeta os super-heróis? Quando isso acontece, ou eles acabam morrendo ou se tornam vilões. Ou ambos. Um super-herói nunca pode ter uma doença mental. É raro ver um destes personagens se tratarem com psiquiatras, psicólogos ou até mesmo tomarem remédios contra suas doenças, apesar de haver heróis como o Homem-Hora que toma sua pílula Miraclo e se torna superforte durante uma hora. Mesmo que antidepressivos necessitem de quinze dias para fazer efeito no corpo humano, nos quadrinhos eles parecem funcionar instantaneamente, como o espinafre do Popeye. “Tá triste? Toma um Prozac!”, dizia a cultura pop dos anos 90 e várias das HQs da época. Ainda por cima há uma grande confusão quanto aos diagnósticos das psicoses dos heróis. O interessante é que a loucura, ou pelo menos, o que é tachado como “loucura”, também acomete os criadores da indústria de super-heróis. Alguns deles acabaram cometendo suicídio, como Jack Cole, criador do hilário Homem-Borracha e Wally Wood, renomado …

Saudades: DC Millenium

O formatinho ficou famoso com O Pato Donald, da Abril e consistia em dobrar mias uma vez a revista em quadrinhos americana, uma vez que essa já era duas dobras do formato tablóide dos jornais. Muito hoje consideram essa medida de gibis famigerada, por deturpar desenhos, carecer de adaptação de diálogos, entre outras tesouradas editoriais. Mas quando a situação apertou na crise de 1998 (é, tivemos crise naquela época, lembram-se? Foi logo depois do Plano Real quando os prósperos Tigres Asiáticos eram a bola da vez. Isso não é coisa inventada pela Dilma ou pelo Obama), bom quando a crise apertou e a Abril resolveu tornar suas revistas de super-heróis produto de luxo, com a linha Premium, editoras menores correram para abocanhar a oportunidade de vender revistas mais baratas, no velho e bom formatinho. Dados Gerais: DC Millennium (Editora Brainstore) Duração: 09 números  – Fevereiro de 2002 a Agosto de 2003 O Contexto: Já falei aqui sobre o contexto do mercado editorial brasileiro de quadrinhos daquela época e falei um pouco também na abertura do …