Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2018

Este mês de agosto foi bastante carregado. Eventos, trabalhos, estudos, de tudo um pouco. Até a umidade do ar aqui em Porto Alegre ficou carregada, chegando até a 100%. Desse jeito não tem ser humano que não se sinta cansado ao chegar o final do mês. Mas mesmo assim, atingimos o recorde de 40 resenhas neste mês. parece que quando a gente está mais atrolhado de coisas é que acaba fazendo muito mais. Ironias da vida, também atingimos número recorde de leituras ruins no mês, que são 10. E isso também são ossos do ofício. Bem, chega de trololó e vamos para a lista de melhores e piores leituras do mês. Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Agosto de 2018”

Um Adeus a Marie Severin: Importante Presença Feminina nos Quadrinhos de Super-Heróis

Hoje faleceu Marie Severin, uma das mais atuantes mulheres da Marvel Comics em seu início, ao lado da influência da esposa de Stan Lee e da secretária da Marvel, Flo Steinberg. As três deixaram nosso mundo em um coincidente curto espaço de tempo. Embora os quadrinhos americanos e, principalmente os de super-heróis, foram um espaço masculino, sempre existiram mulheres que resistiram à essa tradição e representaram o sexo feminino. Marie Severin foi uma dessas figuras, dona de um fôlego incansável e de um humor que não poupava ninguém, produziu inúmeros trabalhos na Marvel, sendo mais conhecida pelo Incrível Hulk e a revistas de humor e paródias da própria Marvel, Not Brand Echh!, lançada nos anos 70, como uma resposta à MAD. Convido vocês para conhecer mais sobre essa pioneira dos quadrinhos de super-heróis feitos por mulheres, como uma maneira de prestar uma singela homenagem à sua existência. Continuar lendo “Um Adeus a Marie Severin: Importante Presença Feminina nos Quadrinhos de Super-Heróis”

O Incrível Caso dos Desenhistas Clones

Existem desenhistas que, de enxergar de longe, você já sabe de quem é a autoria do desenho. Outros, nem enxergando bem de pertinho. Porém, existe um caso ainda mais incrível que essa discrepância. O caso dos desenhistas clones. Aquelas obras de desenhistas que são tão parecidas que, às vezes fica difícil dizer de quem é qual. Fizemos uma lista com trinta desenhistas e quinze pares de clones. Não colocamos desenhistas brasileiros para não rolar aquele processinho esperto. Mas basta dizer que nos anos 90, o mercado queria era muito mais Jim Lees e muitos mais Rob Liefelds, Marc Silvestris e coisas assim. Isso acabou criando uma escola, não só no Brasil. Mas deixa o Brasil, que aqui só se pode falar bem dos nossos autores, não é mesmo? Vamos é mexer com os gringos. Preparados? Apontar… Fogo! Continuar lendo “O Incrível Caso dos Desenhistas Clones”

15 Diferentes Formações dos Defensores

Esta semana a Marvel anunciou uma série de tie-ins que resultarão na volta da equipe original dos Defensores. Contudo, esse nome ficou mais conhecido do grande público através da formação dos Marvel Knights, os Defensores do Netflix, uma coalizão dos personagens principais das séries Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro. A verdade é que a equipe dos Defensores já passou por mais versões e formações do que você pode se lembrar. Separamos aqui as quinze formações mais lembradas dos Defensores. Uma diferente da outra. Sim, QUINZE formações. Se ficou curioso ou curiosa, bem, venha com a gente conhecer elas! Continuar lendo “15 Diferentes Formações dos Defensores”

Levi Trindade Revela Novidades da Panini Comics na Comic Con RS 2018

Olá mergulhadores! Acabou o primeiro dia da ComicConRS 2018. Este ano, o festival de quadrinhos gaúcho ganhou um andar a mais dedicado às suas atividades no prédio da ULBRA em Canoas/RS. Outros destaques deste ano foram simulação de dança, a biblioteca de quadrinhos do SESI, um espaço dedicado a Harry Potter e outro, dedicado a Star Wars. Hoje, eu participei como convidado em um painel sobre Representatividade. Também acompanhei a revelação de novidades feitas pelo editor da Panini Comics, Levi Trindade, que também é um dos homenageados do evento. Sei que você está ansioso pelas novidades, então, vamos logo a elas. Continuar lendo “Levi Trindade Revela Novidades da Panini Comics na Comic Con RS 2018”

Por Que Os Balões de Pensamento Foram Praticamente Extintos?

Se você pegar uma revista em quadrinhos nas bancas ou nas livrarias que sejam de pelo menos dez anos atrás de lançamento vai perceber que os balões de pensamento estão praticamente ausentes dessas publicações. Principalmente nas revistas mainstream de super-heróis. Na revistas infantis, eles continuam, de certa forma, mais comuns. Mas o que foi que fez o pensamento desaparecer praticamente dos quadrinho que lemos e que mecanismos se colocaram no lugar dele? É o que vamos saber neste artigo. Continuar lendo “Por Que Os Balões de Pensamento Foram Praticamente Extintos?”

Onde Vivem os Monstros: Quadrinhos de Monstros da Marvel nos Anos 70

Caso você não saiba, a Marvel Comics atual se originou da editora Atlas Comics, cujo produto original eram revistas de monstros gigantes no melhor estilo Godzilla. Foi numa dessas revistas que se originou Groot, por exemplo. Entretanto, com as leis do Código de Quadrinhos dos anos 50, esse tipo de publicação ficou no limbo, até poder retornar à toda nos anos 70, quando as condições de conteúdo publicado foram afrouxadas. Hoje nós vamos falar sobre alguns desses títulos de monstro gigantes que a Marvel resolveu lançar nos anos 70. Continuar lendo “Onde Vivem os Monstros: Quadrinhos de Monstros da Marvel nos Anos 70”

15 Monstros Clássicos do Terror da Marvel

As revisões do Código de Quadrinhos dos Anos 70 deu a oportunidade para as editoras de super-heróis explorarem o lado sobrenatural de seus universos. Assim, legiões de monstros começaram a infestar principalmente os gibis da Marvel, inspirados em monstros clássicos da literatura e dos cinemas. Fizemos um compilados das 15 criações – ou seriam recriações – mais interessantes da Marvel nesse período sombrio e sobrenatural. Será que o seu preferido está entre eles? Será que você conhece todos esses horrores? Continuar lendo “15 Monstros Clássicos do Terror da Marvel”

Com Grandes Poderes de Compra, Vem Grandes Responsabilidades Sociais

Estamos vivendo um tempo em que a política virou um verdadeiro FLA FLU, não existe nenhum número entre 8 ou 80, ou se é isso ou se é aquilo. Isso fala muito sobre a identidade da sociedade que, ao mesmo tempo que incorre em uma ambivalência maior, por outro lado estabelece acirradas fronteiras ideológicas. Essa identidade e essa fronteira também tem a ver com os produtos que consumimos. Veganos vs carnívoros. Orgânicos x transgênicos. Mão de obra escrava versus trabalho digno. Comércio livre versus monopólio corporativista. Essa é a política do consumo, mas também é o consumo da política. E isso afeta aos quadrinhos também, vistos os recentes boicotes à produção da Marvel Comics e da Panini Comics Brasil. E é sobre a política que afeta nossas compra que vou falar a seguir. Continuar lendo “Com Grandes Poderes de Compra, Vem Grandes Responsabilidades Sociais”

Melhores, Piores e Leituras MEH! de Março de 2018

Hello, hello, hello, my girls! Enquanto vocês tomavam seus drinques no lounge das ilusões, nosso júri deliberou e já sabe quais as garotas que ficam e as que vão ter que dublar por sua vida nesse mês de março! Deixando os jargões da RuPaul de lado, março foi um mês de intensas leituras tanto de livros quanto de quadrinhos. Mas o que importa mesmo para nossos leitores do blog são os quadrinhos – não que livros relacionados não possam aparecer por aqui de vez em quando, como ocorreu mês passado. Então vou deixar vocês com as leituras do mês de março! São quase 20 mini reviews e quem se deu mal esse mês foi o polêmico e prolífico Garth Ennis. Lip Sync for your life! And… may the best woman, WIN! Continuar lendo “Melhores, Piores e Leituras MEH! de Março de 2018”

Melhores e Piores Leituras de Fevereiro de 2018

Olá mergulhadores! Fevereiro, o mês mais curto do ano, tão curto como nosso ordenado do mês, está no fim! E todo final de mês, você sabe que aqui no blog sai um apanhando com as minhas melhores e piores leituras do mês, que são publicadas periodicamente na página do Splash Pages no Facebook. Por isso, se quiser acompanhar as mini resenhas antes de sair no compilado mensal, curta e acompanhe a fanpage! Este mês temos mais de dez quadrinhos mini resenhados, ou seja, mais de dez dicas de leituras ou de não-leituras para você. Venha comigo se quiser vir ler! Continuar lendo “Melhores e Piores Leituras de Fevereiro de 2018”

Reclamações Contra Representações Mal-Feitas de Minorias São Coisa de Agora?

Algumas páginas do Facebook e blogs estão usando exemplos de “o que aconteceria se os contras e os ranços reclamassem da diversidade nos anos 70”. Na verdade naquela época eles não reclamavam disso, pois essa representação na ameaçava o status quo e nem as suas belas famílias construídas nas rígidas regras sociais. Ninguém dava a mínima para gibis. Eles não fediam e nem cheiravam para ninguém. No passado, eles não enriqueciam ninguém. Hoje, a coisa mudou. Mas, claro, a representação errônea da diversidade incomodava aos diversos. Este post vai mostrar como o “mimimi” em prol da diversidade já existia e já era importante desde os anos 70, enquanto todo o movimento contra a diversidade só surgiu como uma forma de garantir às elites seus benefícios e dar continuidade à hegemonia em favor de poucos. Continuar lendo “Reclamações Contra Representações Mal-Feitas de Minorias São Coisa de Agora?”

Saca Só as Referências Aos Quadrinhos Feitas no Clipe “Pantera Negra”, de Emicida.

Fã confesso de super-heróis, o rapper Emicida lançou essa semana o clipe “Pantera Negra”, em homenagem ao seu super-herói favorito dos quadrinhos, cujo filme estreia esse mês. Emicida é leitor de quadrinhos desde criança e , em release, o cantor se disse empolgado com o filme e que quis aproveitar a oportunidade de explorar o seu tema sempre presente de negritude e desigualdade social em combinação com o mundo dos super-heróis. Nós aproveitamos a oportunidade, e destacamos alguns pedaços dessa letra incrível que o rapper fez homenageando T’Challa de Wakanda. Saca só! Continuar lendo “Saca Só as Referências Aos Quadrinhos Feitas no Clipe “Pantera Negra”, de Emicida.”

Saia Justa: O Feminino, o Feminismo e o Femismo nos Quadrinhos de Heróis

Por décadas, os criadores de quadrinhos de super-heróis presumiram que o público de suas histórias era predominantemente masculino. Houve muitas heroínas durante a história dos comics, mas a maioria tinha antes o propósito de alimentar as fantasias de garotos adolescentes do que focar o interesse de uma audiência feminina. Poucas delas tinham um título regular de sucesso. Stan Lee se perguntava: “poucas garotas lêem quadrinhos porque eles são voltados para um público masculino ou eles são voltados para um público masculino porque poucas garotas os lêem?”. Continuar lendo “Saia Justa: O Feminino, o Feminismo e o Femismo nos Quadrinhos de Heróis”

[Retrospectiva HQ] As 15 Notícias Mais Impactantes dos Quadrinhos em 2017

Sim! Esse é um blog de análises e opinião e não um site de notícias. Mas que elas têm impacto na forma como encaramos essa “indústria vital”, ah elas tem. Por isso decidimos ranquear as notícias de maior impacto nos corações e mentes dos leitores de quadrinhos neste ano de 2017. Selecionamos algumas notícias, 15 para ser exato. Claro, é uma lista e, como todas elas, são subjetivas. Certo que muita coisa ficará de fora. Veja se a sua notícia preferida entrou na nossa seleção: Continuar lendo “[Retrospectiva HQ] As 15 Notícias Mais Impactantes dos Quadrinhos em 2017”

A HQ de Diversidade Que Resolveu os Problemas do Mercado e Permitiu A Criação da Vertigo

Estamos encarando um sério problema com a Marvel. Ela está em cima do muro, ela não sabe mais a quem agradar. Um problema semelhante ao que ocorreu com o Santander e a exposição QueerMuseu. Ora, a Marvel apoia os conservadores, ora, apoia os liberais. Dessa maneira, assim como o Santander, todos vão parar de comprar suas revistas ou, no caso do banco, de ter conta, por causa de forças ideológicas. Mas o que eu quis trazer com este post não é pra levantar mais discussão de o que vende mais e/ou do que vende menos. É para aprender com a História com H maiúsculo. A Marvel já passou por problemas com revistas canceladas e diversidade. E como ela resolveu? Bem, você vai saber lendo isso aqui. Continuar lendo “A HQ de Diversidade Que Resolveu os Problemas do Mercado e Permitiu A Criação da Vertigo”

Está Faltando Originalidade e Criatividade nos Comics Atuais?

Volta e meia nos deparamos com comentários do tipo: “nos quadrinhos de hoje não tem nada de bom”, ou “no meu tempo, os quadrinhos eram muito melhores”. Esse tipo de comentário me irrita muito. Ou a pessoa não está buscando ler as coisas que saem ou possui preconceito ou simplesmente preguiça mental de ver que as coisas e o mundo mudaram. Mas para tentar avaliar essa situação, a de que falta originalidade e criatividade nos comics atuais, fui atrás desses dois conceitos e gostaria de discuti-los com vocês em face a atual produção de comics. Continuar lendo “Está Faltando Originalidade e Criatividade nos Comics Atuais?”

A História dos X-Men Acaba Nos Anos 90?

Se você gosta dos X-Men, tem muito a agradecer a um cara de cabelo e barba grisalhos que se chama Christopher Claremont. Ele vinha de uma escola de teatro shakespeariana e conferiu essa teatralidade às histórias dos mutantes quando evoluiu na Marvel de estagiário para roteirista nos anos 70. Foram mais de 17 anos ininterruptos na revista Uncanny X-Men e demais títulos, criando uma imensa mitologia para esses personagens. Claro que Claremont voltou mais tarde, mas o cenário já não era o mesmo. Por isso eu pergunto: com a saída de Claremont no início dos anos 90, a história dos X-Men acabou? Continuar lendo “A História dos X-Men Acaba Nos Anos 90?”