Todos os posts em: cinema

[RESENHA] Obrigado, Caro Logan

Desde que li alguns quadrinhos clássicos do Wolverine, fiquei com o pé atrás no assunto ligado ao mutante. Já havia algum tempo que ia ao cinema com a esperança de identificar um Logan que eu curtisse da mesma maneira eu curtia quando lia histórias violentas e animalescas sobre o Carcaju.

Anúncios

As 3 Continuidades dos Quadrinhos

Peraí! Como assim os quadrinhos têm três continuidades? Eu achava que só existia uma! Bem, é disso que vamos falar agora porque para que um quadrinho seja bom, é essencial que ele siga as três continuidades dos quadrinhos. E, migo, não fui eu quem disse, foi o Denny O’ Neil no Guia Oficial de Roteiros da DC Comics. Belê?! Então vem comigo!

Os Problemas e as Soluções da Fantasia nos Quadrinhos

Quadrinhos, em sua maioria são baseados na fantasia. Claro, existe a alta fantasia, aquela estilo Senhor dos Anéis que envolvem dragões, magos e peripécias em mundo estilo medieval. Mas a fantasia faz parte da nossa fantasia de leitor e nos ajuda a mergulhar na história. Mas possui seu lado bom e seu lado ruim. Aqui vou falar um pouco sobre isso.

“Entrei na Feira da Fruta”, a Famosa Redublagem do Batman de 1966

Quem diria que um redublagem do seriado do Batman de 1966, feita por “apenas dois garotos” iria fazer tanto que alcançaria fama nacional e, quiçá, internacional? O vídeo se tornou cult e hoje não existe um fã de quadrinhos (ou não) que não saiba da existência do famoso vídeo “Bátima: Na Feira da Fruta”.

O Que Foi a Virgin Comics?

Em meados dos anos 2000 surgiu a Virgin Comics. O selo de quadrinhos era uma divisão do conglomerado que possui a gravadora Virgin. Ele surgiu na onda dos filmes de quadrinhos se dando bem nas bilheterias. Ela queria lançar quadrinhos com nomes estelares para, mais tarde, transformá-los em filme. Siga-me para saber mais detalhes sobre esse selo de quadrinhos!

Quem é Laura Kinney, a Novíssima Wolverine?

Caso você não saiba, na Marvel pós-Guerras Secretas, tem um novo Wolverine na cidade. E não, não é o Velho Logan. Na verdade é uma WolverinA. Ela é Laura Kinney, a X-23. E caso você não saiba também, ela será um dos personagens principais no filme Logan, que sairá em março de 2017 nos cinemas brasileiros. Então, por que você não aproveita e dá uma olhada na história e na carreira dessa personagem que surgiu primeiro nos desenhos animados?

“Nunca Assisti Nenhum Filme de Super-Heróis”, diz David Lloyd, autor de V de Vingança

Grande atração da Comic Con RS 2016, que ocorre neste final de semana na Ulbra – Canoas/RS, o criador do clássico dos quadrinhos V de Vingaça ao lado de Alan Moore, David Lloyd não simpatiza com os filmes de super-heróis. Ainda mais, com os super-heróis em geral. Apenas aqueles que oferecem algo a mais como Deadpool e KIck-Ass. Para saber mais sobre esse ponto de vista, leia a seguir.

A Reserva de Mercado Para o Quadrinho Nacional

  Falar de reserva de mercado nos dias atuais poderia soar como um golpe de estado totalitário na mente de quem lê. Para outros, poderia ser uma ameaça ao neoliberalismo. Alguns diriam que é bolchevismo, comunismo ou ainda bolivarianismo. Para quem produz quadrinhos, entretanto, soaria como uma garantia de sobrevivência e ainda uma valorização de um trabalho que rende pouquíssimo para quem o cria. Mas vamos entender a reserva de mercado e seus antecedentes.

Tamanho Não é Documento: Homem Formiga: Segunda Chance, de Nick Spencer, Ramon Rosanas e Jordan Boyd

Finalmente a Panini lançou o encadernado com as histórias do Homem-Formiga pré-Guerras Secretas. Apesar de fora do timing com o filme do herói é uma leitura interessante e descompromissada, mas que traz muitos elementos que fizeram dos heróis Marvel apetitosos para os leitores. Claro, também não tem como negar que Scott Lang absorveu muito de sua versão cinemática, interpretada por Paul Rudd. Vamos falar sobre isso tudo à frente!

Não Existe Filme de Super-Heróis Bem Dirigido?

Depois de fracassos com filmes de super-heróis como Batman V Superman, dirigido por Zack Snyder e de Quarteto Fantástico, dirigido por Josh Trank, somos levados a nos perguntar se existem ou não filmes de super-heróis bem dirigidos. Será que os estúdios estão impondo demais a sua vontade sobre os diretores? Seriam os super-heróis apenas produtos de um grande comercial? É o que vamos discutir.

[REVIEW] X-Men: Apocalipse, de Brian Synger

Já estamos no sexto filme da franquia X-Men. Quem diria que chegaríamos a isso lá em 2001, quando a gente se estapeava para saber que atores iriam protagonizar o filme dos mutantes mais incríveis e fabulosos da Marvel? Eu achei um ótimo filme, que entrega muita ação e caracterização bem ao estilo dos X-Men. Mas faltou pisar na tecla mais importante da equipe mutante de Xavier: o preconceito com quem é diferente.

Melhores e Piores Leituras de Maio de 2016

No mês em que o Brasil sofre um golpe pesado tanto político, quanto econômico, social, moral e, principalmente, ético, fica difícil falar de coisas boas. o mundo está entrando em uma espiral de retrocesso conservador. Claro, sempre teremos os quadrinhos e o entretenimento para nos salvar. Aqui temos seis leituras que salvaram o mês e uma que afundou mais ainda!

O Fenômeno de Vendas do Título do Pantera Negra

Essa semana uma notícia espantou o mercado americano de quadrinhos: a nova revista do Pantera Negra, com uma pegada mais voltada aos direitos dos negros, bateu recordes de vendas nos Estados Unidos. A revista teve uma pré-venda com mais de 250 mil cópia solicitadas. Um número incrível tendo em vista o personagem e que as vendas das revistas mais populares do mês não passam de 50 mil exemplares.

Que Tal os Super-Heróis Órfãos Crescerem?

[ESSE ARTIGO PODE CONTER SPOILERS]

Na onda dos filmes de super heróis em que eles quase se matam se enfrentando e depois se unem para enfrentar uma ameaça em comum, um elemento se destacou. Tanto em Batman v Superman: A Origem da Justiça, como em Capitão América: Guerra Civil, um dos pontos de reviravolta das películas é o que tange à morte de seus pais. Vamos discutir um pouco isso.

QUE TAL… Super-Heróis Escritos Por Quentin Tarantino?

Nos cinemas temos a estreia do novo filme de Tarantino, os Oito Odiados, com o diretor fazendo mais uma homenagem a um gênero e realizando um mash-up entre eles. Tarantino também ajudou na adaptação da minissérie de Django para as HQs, numa minissérie em oito edições pela DC Comics. Mas e se ele escrevesse super-heróis? Quem ele arrasaria escrevendo? Escolhemos aqui cinco candidatos baseados em seus filmes.   ESQUADRÂO SUICIDA (CÃES DE ALUGUEL): É, amigos, o Esquadrão está com tudo no ritmo de umas musiquinhas bem pop como Seven Nation Army e Bohemian Rapsody, mas foi o pioneiro de colocar essas musiquinhas pop incidentais – bem, talvez músicas protopop – nos filmes? O Tio Taranta. Ele fez isso com uma trilha extraordinária em Cães de Aluguel, meu filme preferido dele. Mr. Blue, Mr. Brown, Mr. Pink, é podia ser uma história da Tropa dos Lanternas Verdes, mas eles são fora-da-lei num tipo de delação premiada da Lava-Jato, onde o prêmio não é nada mais que ficar vivo. Já imaginou um quadrinho do Esquadrão Suicida que …

5 Histórias com Apocalipse para Ler Antes do Novo Filme dos X-Men

Ele é o primeiro mutante da face da Terra, chamado Em Sabah Nur, ele reinou no Egito antigo por anos e foi responsável pela construção das pirâmides. Ele acredita na sobrevivência dos mais fortes, ou seja, os humanos devem perecer em prol dos mutantes. Separei aqui algumas histórias importantes com Apocalipse para serem lidas antes do filme:

Como os Filmes Ajudaram a ReConstruir a Personalidade dos Vingadores

Mesmo que alguns possam dizer que o filme dos Vingadores é muito inocente, muito bonachão e muito família, ele tem de ser destacado quanto à sua caracterização de personagens. É através dela, e não das que vinhas sendo trabalhadas desde os anos 90 nos quadrinhos, que todo mundo conhece esses personagens.

Spielberg dando uma de Vingador já que não dirigiu nenhum filme de heróis...

Stephen Spielberg: “Os filmes de super-heróis estão destinados a acabar como o faroeste”.

O premiado e diretor favorito dos fãs Stephen Spielberg, de E.T. – O Extraterrestre, Jurassic Park, A Lista de Schindler e O Resgate do Soldado Ryan, comparou a onda de filmes de super-heróis com os cultuados filmes de faroeste. Ele disse que se trata de mais uma “marolinha que não vai virar onda”, para ficarmos em termos atuais, e que os super-heróis acabarão no ostracismo como o faroeste