Inteligência Natural: Alex + Ada, de Jonathan Luna e Sarah Vaughn

Sem dúvida, a Image Comics vem trazendo os melhores quadrinhos dessa última safra. Alex + Ada, de Jonathan Luna e Sarah Vaughn é um desses representantes. Trata-se de um quadrinhos que fala sobre relacionamentos ao mesmo tempo em que explora os limites entre o humano e as inteligências artificiais. Segue agora uma pequena resenha deste trabalho:

Eu já havia lido alguns trabalho dos irmãos Jonathan e Joshua Luna. Girls, um quadrinhos sobre mulheres matadoras e alienígenas e nuas me deixou primeiro intrigado e no final decepcionado. E Ultra, um quadrinhos sobre uma super-heroína, me deixou apenas decepcionado. Não cheguei a ler Sword, o terceiro trabalho da dupla. Então, ao pegar Alex + Ada para ler, não fui com muita expectativa nem com muita esperança de que fosse um bom quadrinho. O que me atraiu para ele foi a temática: o relacionamento de uma robô com um carinha normal.

ALAcover

ALAcapaAlex é um cara normal, que trabalha numa empresa, tem seu cotidiano, mas vive triste,pois terminou recentemente um relacionamento. Para animá-lo, sua avó que é cheia da grana lhe compra um andróide Prime X5, a quem Alex se recusa a ter a princípio, mas acaba ficando com ela e batizando-a com o nome de Ada. Se a intenção da avó de Alex era a de que ele se entretivesse sexualmente com a ginóide, da mesma forma que ela fazia com o andróide, Alex queria alguém para ser sua companhia e sua confidente.

Entretanto, Ada segue a sua programação: não tem gostos, não tem opiniões, não tem uma personalidade própria e faz tudo que o seu dono manda. Alex, decepcionado e preocupado com uma ginóide que foi massacrada durante um show de rock, começa a buscar alternativas para que Ada seja mais responsiva no fato de ter uma personalidade. Mas ele sabe que isso é contra as leis. Ele sabe que robôs sencientes provocaram, há dois anos atrás um genocídio em uma das suas fábrica e isso gerou uma fobia por andróides na população. Mesmo assim, algo em Ada tocou Alex e ele vai atrás de algo que a torne independente e senciente mesmo que isso signifique que ela vá deixá-lo.

ALAmeet

Esse é o mote do quadrinho. Diferente dos outros quadrinhos dos Luna, eu li esse e a todo instante achava “que quadrinhos sensacional”, “que ideia boa”, “ahá, isso pode ser explorado melhor futuramente na série” e assim fui indo, tanto que ao findar do Volume 1, eu queria ler bem mais. Esse assunto de inteligências artificiais que nos servirão no futuro – sim, a história se passa a alguns anos de agora – sempre me intrigou.

ALAopinion

A maneira humana e natural como seus autores questionam essa posição é bastante cativante. Os diálogos são bem construídos, mas principalmente o mundo futurista da história é muito interessante. Esse futuro não é algo exagerado como costumamos ver nos quadrinhos. Não é algo apocalíptico e nem utópico. É natural: casas como as de hoje e roupas parecidas com as de hoje. O que muda mesmo é a interação com a tecnologia que é muito mais intuitiva e wireless do que se poderia imaginar, como chips implantados no cérebro para comunicação à longa distância e telas de TV e computador que surgem a qualquer instante, em qualquer lugar e flutuam no ar.

ALAdaytoday

Os desenhos e as cores combinam bem com a naturalidade da HQ, que são leves e calmantes. Mas uma coisa que não curti nessa edição brasileira, editada pelo selo Geektopia da Editora Novo Século, foi o letramento. Parece que foi feito por um amador de um site de scan. Os balões não têm respiro, o que torna a leitura cansativa, mesmo com diálogos bons. Uma diminuída em alguns décimos na fonte e no entrelinha iria ajudar a deixar os balões mais harmônicos e todo o layout de página também.

De qualquer forma, recomendo adquirirem Alex + Ada. A série começou em 2013 nos Estados Unidos e concluiu em 2015 com 15 volumes. Foram, originalmente confeccionados três encadernados, logo, não é uma série que vá tomar muito do seu tempo, dinheiro e paciência. A editora brasileira lançou um booktrailer para a série que você pode conferir abaixo. Vão sem erro de encontrar uma história instigante e humana, que poderia ser muito bem exibida como uma série do Netflix ou como um filme de cinema.

Anúncios
Categorias: Tags: , , , , , , , , , ,

1 Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s